Todo mundo é bonito | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
60446 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Nasi e Scandurra apresentam clássicos do IRA! no Sesc Santo André
>>> Douglas Germano apresenta 'Umas e Outras'
>>> Mostra de Cinemas Africanos acontece em São Paulo e Curitiba a partir de 6 julho
>>> Iecine abre inscrições para a Oficina de Crítica e Fruição Cinematográfica
>>> Orquestra Modesta retorna ao Sesc Santo Amaro com 'Canções Para Pequenos Ouvidos 2'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
>>> Parei de fumar
Blogueiros
Mais Recentes
>>> L’Empereur
>>> Longa vida à fotografia
>>> iPad pra todo mundo
>>> Minha pátria é a língua portuguesa
>>> Minha pátria é a língua portuguesa
>>> Wikipedia e a informação livre
>>> Público, massa e multidão
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> Os Clássicos e a Educação Sentimental
>>> O youtuber é um novo dândi?
Mais Recentes
>>> O Poder Mágico das Cores / 4ª Ed - Confira !!! de Raymond Buckland pela Siciliano (1989)
>>> O Jogo de Brad Metzer pela Record (2005)
>>> Mediunidade e Apometria de J. S. Godinho pela Holus (2001)
>>> Base para uma Família Feliz / 1ª Ed - Confira !!! de Yoshio Mukai pela Seicho-no-ie (2017)
>>> Morte e Julgamento - Confira !!! de Donna Leon pela Companhia das Letras (2008)
>>> Poética da Tradução de Mario Laranjeira pela Edusp (1993)
>>> Serpente de Rex Stout pela Companhia das Letras (2000)
>>> Surfer! - Level 1 - Confira! de Paul Harvey pela Penguin Readers (2008)
>>> The Picture of Dorian Gray - Stage 3 de Oscar Wilde pela Hub / Eli (2011)
>>> Competências Gerenciais Desafio para o Enfermeiro ( Confira! ) de Vários Autores pela Martinari (2011)
>>> O Tarô do Amor (confira!) de Jane Lyle pela Siciliano (1993)
>>> Governabilidade, Sistema Político e Violência Urbana de João Paulo dos Reis Velloso pela José Olympio (1994)
>>> O Maravilhoso: Pastoral e Teologia - Coleção Teologia e Libertação de José Sometti pela Vozes (1992)
>>> Sombras de Reis Barbudos - Confira !!! de José J. Veiga / Capa Dura pela Circulo do Livro (1973)
>>> Cambio Socialy y Prejuicio de B. Bettelheim e M. Janowitz pela Fondo de Cultura Economica (1975)
>>> Em Que Você Acredita ?: de Que Lado Você Está? - Confira !!! de Dílvia Ludvichak pela Paulos (2012)
>>> O Que é Romance Policial 2ªed - Col. Primeiros 109 Passos - Confira! de Sandra Lúcia Reimão pela Brasiliense (1983)
>>> Perto de Você de Bella Andre, Ana Paula Doherty pela Novo Conceito (2014)
>>> Mude Tudo o Que Quiser / 1ª Ed - Confira !!! de Kerry Patterson; Joseph Grenny; David Maxfield pela Fontanar (2014)
>>> Os 120 Dias de Sodoma Ou a Escola da Libertinagem de Marquês de Sade pela Iluminuras (2006)
>>> Trilogia da Magia 2 - Entre o Céu e a Terra de Nora Roberts pela Bertrand Brasil (2004)
>>> Bíblia para Crianças - Confira! de Luciana Gomide e Outros pela Ciranda Cultural (2014)
>>> Man in the Shadows de Efraim Halevy pela Phoenix (2006)
>>> Psicologia e Espiritualidade - 1ª Edição - Confira !!! de Adenáuer Marcos Ferraz de Novaes pela Fundação Lar Harmonia (1999)
>>> Curso de Direito Processual Civil: Volume I / 30ª Ed - Confira !!! de Humberto Theodoro Júnior / Capa Dura pela Forense (1999)
COLUNAS

Sexta-feira, 9/12/2011
Todo mundo é bonito
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4700 Acessos

Não é bem assim, eu sei. O que é bonito para você? Não sei. Não me perguntem o que vejo em todo mundo que me parece prazeroso, mas eu vejo. Melhor: eu tenho visto. Não é sempre assim. Talvez eu não tenha me apercebido de que os detalhes costumam ser melhores do que o conjunto da obra. Às vezes o contrário: o todo é melhor do que as partes, sem ser sequer a soma delas. Não é. E isso sem falar no jeito, no charme ou na ginga, na aura ou no clima, que fazem com que a beleza aumente ou diminua. Isso sem falar que a trilha sonora melhora muita cena. Que o título amplia o sentido do texto. Que a qualidade da tinta nem sempre sustenta o quadro.

Dia desses falávamos, em dois ou três num conversê à toa, dentro de um carro ou numa mesa de bar, não me recordo, sobre o padrão. Não, não era nada disso. Era um almoço pós-trabalho, num restaurante comum em Brasília, quando tivemos tempo de falar de coisas cotidianas. E ali estávamos dois mineiros, um carioca, um paulista e um paraibano falando da beleza, das pessoas e dos delírios de lindeza. Na diversidade de nós mesmos, ali, naquela mesa tão improvável, já fazíamos parte da amostragem propensa aos gostos e às modalizações mais outras. Um paraibano de olhos claros, um carioca muito magro, um paulista de cabelos lisos, um mineiro forte e uma mineira Frida Kahlo. E dizíamos do que a publicidade reforça que a cultura não deixa. Neste mundo de imprudentes padrões A ou B, a nossa existência genotípica desobediente ajuda a atrapalhar as campanhas para que sejamos mais ou menos iguais. Quem não levou uma foto da atriz ao cabeleireiro? Faça assim, por favor? Meus resultados foram sempre trágicos porque meu cabelo é brasileiro, enquanto a atriz era europeia. Quem não invejou um braço, uma perna ou um peito? Mas quem é que traz essas sensações de que o que eu tenho não serve de modelo? Que o digam estas sobrancelhas atípicas, que às vezes querem que eu desbaste... mas só quando não estão na moda. Minha alegria mais sossegada é quando Malu Mader, Patrícia França ou Marisa Monte estão na moda, saem nas capas e dão entrevistas. As sobrancelhas cheias podem dormir em paz, até a próxima novela.

É dizer que bonita é a lourona peituda. É dizer que bacana é o macho polígamo. É dizer que magrelas são preferíveis a gorduchas. É dizer que cabelos lisos são o sonho de consumo de um país inteiro de encaracoladas. É dizer que homens altos estão em falta. É dizer que não gosto de artifícios e mal uso batom. É dizer que homens preferem as carnes aos ossos. E assim fomos tecendo uma tarde inteira de recomeços sobre a beleza.

Se a publicidade reforça um estilo Juliana Paes ou Carolina Dieckman, nossas vidas vão nos ensinando as rechonchudas que comem hambúrguer com batata frita. É na estria que a mulher se confirma? Não. É na celulite, muito desconhecida dos rapazes, que não sabiam nem diferenciar coisa de outra. São aquelas rajadas ou aquelas bolinhas? Eu quero é pegar.

E lá íamos nós atravessando as bonitezas todas, quando chegamos à negação do padrão publicitário. Sentimos muito, Gisele, mas a minoria é só no banheiro. Aqui pra nós só vemos coxas que balançam e peitos de todos os tamanhos e jeitos. Caímos na gargalhada ao lembrar que sobrancelhas, cílios e bocas têm seus afetos e delícias. Todos.

De presente, dias depois, assisti a um evento em que várias pessoas, dos mais variados tipos, apresentavam trabalhos diante de mim. A belíssima diversidade deles, todos jovens, me dava esperanças de um conceito menos único no mundo das verdades, das pessoas palpáveis, das relações possíveis. Lá estavam rapazes e moças de todos os tamanhos, corpos e jeitos. Gaguejavam quando estavam nervosos e fugiam do meu olhar quando podiam. Exibiam ali, a despeito de suas roupas quase iguais, sua singularidade. De meu proveito era reparar-lhes as mãos (que sempre olhei em todo mundo, sem exigir que fossem tratadas), os narizes e os cabelos. Cores e modos, espáduas e gestos. Esse reparo me lembrava a Carta de Caminha ao rei, quando o escrivão descrevia as índias, com suas vergonhas saradinhas e seus cabelos pretos. O nariz adunco de uma moça atraiu meus olhos mais do que o resto, enquanto o pescoço da outra parecia feito de cera. O rapaz de largos ombros contrastava com o amigo de ralos cabelos muito pretos, penteados à moda do mais recente cantor famoso ou ator estreante, não sei ao certo. Enquanto os dois falavam, a moça de boca fina fazia comentários ao rapaz de lábios perfeitos.

Nem só de jovens vive a beleza. E se isso fosse reforçado, talvez tivéssemos mais educação para envelhecer bem (e deixar os outros envelhecerem em paz). Das mais belas mulheres que vi de perto na vida consta uma, uma única, que sustenta (imagino que a alto custo moral) jeitosíssimos cabelos brancos. Brancos e cinzas. Sem tintas e sem retoques. Belíssima. A mais bela mulher que já testemunhei. E não apenas porque não seja mais jovem e nem porque tenha os cabelos cuidadosamente brancos, mas porque é de um charme avassalador. Nada dos vestidos segunda pele, nada da vulgaridade que se expõe em toda festa, nada da máscara para atrair pequenos contentamentos meio falsos, nada. Apenas um corpo que vive e uma mente brilhante. Daí o brilho dela transbordar daquele jeito, a despeito de as propagandas só nos bombardearem com o que é apenas efeito.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 9/12/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg de Jardel Dias Cavalcanti
02. Brasil e Argentina: uma História Comparada de Fabio Silvestre Cardoso


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2011
01. É possível conquistar alguém pela escrita? - 21/1/2011
02. Meus livros, meus tablets e eu - 15/4/2011
03. Você viveria sua vida de novo? - 18/2/2011
04. À primeira estrela que eu vejo - 7/10/2011
05. Bibliotecas públicas, escolares e particulares - 20/5/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Direito de Bem Nascer Como Minimizar a Pobreza no Brasil e no Mundo
José Olavo Mourão Pinto
Do Autor
(2013)



II Conferência da paz - Haia 1907
Diversos autores
Fundação Alexandre de Gusmão
(2014)



Fim
Fernanda Torres
Companhia das Letras
(2013)



Norte
Edmundo Paz Soldán
Companhia das Letras
(2013)



Direito Tributario - Sena- Programa de Administração e Gerência Econômica
Manoel Lourenço dos Santos
Fgv
(1973)



A Travessia do Espelho * Reflexões Sobre a Filosofia e a Técnica ...
Danilo de Souza Dias e Outros
Tempo Brasileiro
(1987)



Imunobiologia: o Sistema Imune na Saúde e na Doença - 5ª Edição
C. Janeway / P. Travers / M. Walport /m. Shlomchik
Artmed
(2002)



Vida Maravilhosa
Stehen Jayt Gould
Círculo do Livro
(1992)



O Óbvio Ululante
Nelson Rodrigues
Agir
(2007)



Histórias de Stephen Crane
Stephen Crane
Cultrix
(1965)





busca | avançada
60446 visitas/dia
1,8 milhão/mês