Leitura, curadoria e imbecilização | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
61534 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As fronteiras da ficção científica
>>> Cebrián sobre o fim
>>> Nem tudo é pessoal
>>> Jeff Beck em Big Block
>>> 10 de Fevereiro #digestivo10anos
>>> Chama Atenção
>>> 9 de Fevereiro #digestivo10anos
>>> Scott Weiland (1967-2015)
>>> 7 de Setembro
>>> Sobre jabutis, o amor, a entrega
Mais Recentes
>>> Pesquisa Em Educação: Abordagens Qualitativas de Menga Lüdke e Marli E. D. A. André pela Epu (2003)
>>> Metodologia da Pesquisa Educacional de Ivani Fazenda (Org.) pela Cortez (1994)
>>> O Que Sabe Quem Erra? Reflexões Sobre Avaliação e Fracasso Escolar de Maria Teresa Esteban pela DP&A (2002)
>>> Pesquisa na Escola – O Que É, Como Se Faz de Marcos Bagno pela Loyola (2004)
>>> Pesquisa Participante de Carlos Rodrigues Brandão (Org.) pela Brasiliense (1999)
>>> Educar Pela Pesquisa de Pedro Remo pela Autores Associados (2002)
>>> Inclusão e Avaliação na Escola de Alunos Com Necessidades Educacionais Especiais de Hugo Otto Beyer pela Mediação (2006)
>>> Magia, Ciência e Religião de Bronislaw Malinowski pela Edições 70 (1984)
>>> Pesquisa – Princípio Científico e Educativo de Pedro Demo pela Cortez (2001)
>>> o físico, o xamã e o místico: os caminhos espirituais percorridos no Brasil e no exterior de Patrick Drouot pela Nova Era (1999)
>>> Avaliação da Aprendizagem Numa Abordagem Por Competências de Gérard Scallon pela Pucpress (2015)
>>> Sociedade e Improviso: Estudo sobre a (des) estrutura social dos índios Maku de Jorge Pozzobon pela Museu do Índio (2011)
>>> La Filosofía de Hegel de Heleno Saña pela Gredos (1983)
>>> O Trono de Fogo - as Crônicas de Kane 2 de Rick Riordan pela Intrínseca (2011)
>>> Pensar a Educação – História, Filosofia e Linguagens – Volume 2 de Eliana Maria do Sacramento Soares e Neires Maria Soldatelli Paviani (Orgs.) pela Educs (2012)
>>> Santo Daime Fanatismo e Lavagem Cerebral de Alícia Castilla pela Imago (1995)
>>> Santo Daime revelado de Gideon dos Lakotas pela Corpo Mente - Curitiba (2007)
>>> O Poder Que Brota da Dor e da Opressão Empowerment, Sua História, Teorias e estratégias de Eduardo Mourão Vasconcelos pela Paulus (2003)
>>> Kardecismo e Umbanda de Candido Procopio Ferreira de Camargo pela Pioneira (1961)
>>> Educação e complexidade: os Sete Saberes e outros ensaios de Edgar Morin pela Cortez (2018)
>>> Bhagavad Gita: Canção do Divino Mestre de Rogério Duarte pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Problema Epistemológico da Complexidade de Edgar Morin pela Europa América (2020)
>>> Contos de Grimm - Volume 1 - Ilustrações A. Archipowa de Maria Heloísa Penteado pela Ática (2000)
>>> Sofrimento Psíquico: Modalidades Contemporâneas de Representação e Expressão de Marília Antunes Dantas pela Juruá (2009)
>>> Gestão de Pessoas para Concursos Volume 1 e 2 de Enrique Rocha, Karina da Rocha e Cristiana Duran pela Campus Concursos (2009)
>>> A Pirâmide Vermelha - as Crônicas dos Kane 1 de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Educar na era planetária: o pensamento complexo como método de aprendizagem pelo erro e incerteza humana de Edgar Morin pela Cortez (2009)
>>> Anatomia e Fisiologia Aplicadas ao Hatha Yoga - Volume 1: Sistema Locomotor de Danilo F.Santaella, Gerson D`Addio da Silva pela Carthago (2011)
>>> Trevas no Eldorado: como cientistas e jornalistas devastaram a Amazônia e violentaram a cultura Yanomami de Patrick Tierney pela Ediouro (2002)
>>> A Sombra da Serpente - as Crônicas dos Kane 3 de Rick Riordan pela Intrinseca (2012)
>>> Regras da Comida, Uma Manual de Sabedoria Alimentar de Michael Pollan pela Intrínseca (2010)
>>> A Casa de Hades - os Heróis do Olimpo 4 de Rick Riordan pela Intrinseca (2013)
>>> A Marca de Atena - os Heróis do Olimpo 3 de Rick Riordan pela Intrínseca (2013)
>>> Você Sabe se Desintoxicar? de Dr,Soleil pela Paulus (1993)
>>> Masnavi de Maulana Jalal Al-Din RUMI pela Dervish (1992)
>>> O Conto da Ilha Desconhecida de José Saramago pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Filho de Netuno - Os Heróis do Olimpo 2 de Rick Riordan pela Intrínseca (2012)
>>> O Herói Perdido - os Heróis do Olimpo 1 de Rick Riordan pela Intrínseca (2011)
>>> Império de Michael - Antonio Negri pela Record (2003)
>>> Oxford Advanced Learnes Dictionary of Current English de A. S. Hornby pela Oxford University Press (1988)
>>> O Matuto de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (1997)
>>> The Secret - O Segredo de Rhonda Byrne pela Ediouro (2007)
>>> Semideuses e Monstros de Rick Riordan pela Intrínseca (2014)
>>> 5 Lições Sobre Império de Antonio Negri pela DP&a (2003)
>>> Peter Lawford - O Homem que Guardava o Segredo dos Kennedys de James Spada pela Record (1993)
>>> Os Irmãos Karamázovi de Dostoiévski pela Nova Cultural (1995)
>>> Tequila Vermelha de Rick Riordan pela Record (2011)
>>> A Dança do Viúvo de Rick Riordan pela Record (2014)
>>> O Ladrão de Raios - Percy Jackson e os Olimpianos 1 de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Vá Em Frente! Não Deixe Nada Pra Depois de Zibia Gasparetto pela Evd/ Vida e Consciência (2016)
COLUNAS

Sexta-feira, 11/9/2015
Leitura, curadoria e imbecilização
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3000 Acessos

Fábrica de Chocolates


Você sabe o que é curadoria? Quem selecionou os filmes, as novelas, as músicas e os livros que você, porventura, tenha lido? Faça um esforço de memória e responda - para si: quais livros você leu quando estava na quinta série? Quantos livros literários - mas verdadeiramente literários - você teve - a sorte - de ler até, digamos, o segundo grau (atual ensino médio)?

Para sair dos livros, vamos aos filmes: quem são as pessoas que "aplicam" os filmes que você vê na TV, no Netflix ou quando resolve ir ao cinema? Talvez a sala de cinema dependa ainda mais de curadoria, não sei. E os programas da TV? Quem ajuda você a decidir? Quem é que disse que você não poderia assistir ou ler alguma coisa? E qual era a alegação? Conteúdo impróprio? Palavrões? Temas difíceis?

Certamente, você pensa que a escola seja um dos espaços - no Brasil, por favor - mais importantes para se aprender a ler. Presumo que você tenha lido alguma pequena lista de livros enquanto foi estudante. Talvez os tenha adquirido, mas muito provavelmente, não. Havia uma biblioteca lá? Que sorte! E quem fazia a curadoria? Você soube, naquela época, ou sabe, agora, como os livros chegavam à biblioteca da escola onde você estudou? E à faculdade? E às bibliotecas públicas da sua cidade - se houver ao menos uma.

Nas aulas de História, você chegou a assistir a algum filme? Sobre o quê? Grandes Guerras? Ditadura? O que mais? Lembro de passar Cinema Paradiso para alunos de sétima série, mas não me lembro mais qual era a discussão. Sei que eles terminaram por gostar, mas foi difícil. É que eles só conheciam filmes americanos de ação. São ruins? Necessariamente? Não. Mas eles não seriam apresentados a mais nada.

Você é, constantemente, apresentado a coisas que não conhece? Você é capaz de gostar dessas coisas? E você encontra pessoas com quem conversar sobre o que lê, ouve ou vê? Que sorte! Nem todo mundo consegue.

Bom, vejamos quantas vezes tive boas curadorias na vida: uma tia jovem que emprestou tudo da estante de livros do quarto dela; uma avó cheia de clássicos estrangeiros e que jamais me negou um empréstimo; a coleção inteira do José de Alencar, por pura curiosidade; uns professores que indicavam livros "paradidáticos" para driblar a complexidade das coisas; uma mãe que olhava, meio de soslaio, o que andava pela minha cabeceira, mas que jamais me negou a compra de um livro; um pai que não tinha nem ideia do que eu estava fazendo, muito menos lendo; mas eu segui firmemente em direção a uma biblioteca.

Tive biblioteca escura na escola pública onde estudei até o segundo grau; tive biblioteca pública no bairro ao lado, mas fui lá apenas duas ou três vezes, para fazer "pesquisa escolar" - não existia internet; tive biblioteca boa na faculdade; mas gostava mesmo era de juntar dinheirinho e comprar livros.

Quem definia o que eu compraria e leria? Ninguém. Quem me dizia sobre o que era bom? Um ou outro amigo, depois que virei adulta. Como eu ficava sabendo das coisas: pelos papos, pelas boas interlocuções e, prin-ci-pal-men-te, por meio das próprias leituras. Sem elas... o mundo me chegaria bem, bem, bem, bem menor. E pior, provavelmente.

Muito boas coisas estão por aí, mas soterradas e silenciadas. Boas coisas estão na superfície, sem dúvida, mas há muito lixo também. Muito, muitíssimo. O importante é atentar para que: (a) não saberemos de boas coisas se elas não nos forem apresentadas por certas instâncias, pessoas, agências. O que chega fácil, geralmente, abafa um universo de outras possibilidades. A pior faixa do disco é a que toca no rádio, entende? Não adianta comprar o disco da novela. É preciso ter a curiosidade de comprar o CD da banda - ou baixar - para ouvir o que mais há ali.E essa curiosidade está em falta. Ou não pode aparecer. E (b) como vou saber o que é lixo e o que não é? Saramago dizia algo assim - perdoem a imprecisão: para conhecer algo, é preciso dar-lhe a volta inteira.

Li Lucíola na escola. Fiz algum trabalho sobre ele. Você leu esse livro? Provavelmente. Disseram que era chato, que era velho, que era ruim. Mas eu anotava essas impressões no mesmo caderno em que anotava a lista de compras para o lanche. Daí eu ia lá ler Lucíola, inteiro, para depois dizer o que achei, senti, pensei. E eu até gostei. E sabe do que tratava o livro? De uma prostituta, entre outras coisas. Qual foi o problema? Nenhum.

É impossível ler certos autores sem passar pela linguagem, pela intensidade, pelas mazelas do mundo, pelos temas difíceis e pelas palavras duras, tesas e tensas. Literatura é assim. Há textos para o deleite sem surpresas. Há textos para o paladar iniciante. Há textos para a falta completa de gosto. Há. E eles precisam existir. Mas há a literatura. Aquela que procura o impacto, a intensidade, o ritmo. Aquela que se preocupa com a linguagem & com a história. Literatura não é só historinha.

Swift falou palavrão. Alencar fez uma puta de protagonista (ah, perdoem a contemporaneidade da palavra). Machado pôs um morto a falar sobre traição. Drummond tem um livro inteiro de poemas eróticos. Adélia também tem poemas eróticos. Morreu de susto? Não em diga. Que pena. Isso nunca me assustou.

Eu fui uma leitora épica. Eu me tornei uma professora intensa, com alunos instigados. Eu sou uma escritora incansável. Eu sinto que tenho muita liberdade com a língua portuguesa. Consegui isso lendo, lendo muito. Escrevendo bastante. E sem que ninguém viesse fazer escândalo na minha escola para dizer que não se pode emprestar a Hilda Hilst a uma adolescente.

Eu faço a curadoria das leituras e dos filmes com que meu filho toma contato. Eu não faço censura idiota e nem tenho medo de palavrão. Eu falo "porra" quando ele me enerva. E ele xinga "puta merda" quando perde no jogo. Eu explico ao meu filho o que é uma prostituta. E eu sugiro a ele que leia livros bons e que conheça filmes que podem mudar seu modo de ver o mundo. Porque para ver como a maioria nem é preciso que eu exista na vida dele. Mas eu posso me aventurar a fazer essa curadoria por uma razão muito simples: eu sou, de fato, leitora, consumidora de cultura, sei de bons filmes, sei de discussões interessantes. Se eu não soubesse de nada e só fosse na onda maior, eu não poderia dizer nada disso a ele. E provavelmente estaria xingando a escola nas redes sociais dos meus conhecidos histéricos que têm medo de palavrão.

Se meu filho chegar da escola com um livro literário bacana, eu vou ler com ele. Vamos discutir. E vamos comparar. Mas vamos comparar porque temos com o que compará-lo. Não porque sejamos muito limpos, cordatos e hipócritas. Mas, é uma pena. Talvez isso aconteça muito raramente. Lamentei muito que a escola tenha pedido uma lista de livros em que constava um "paradidático" sobre ecologia. Nada de literatura. Só "ensinamento". Muito útil, claro, mas não era literário. Uma lástima. Isso é uma lástima verdadeira. Bom, mas eu não dependo tanto da escola - que anda prensada entre o que ela precisa fazer, abrir os horizontes de milhares de pessoas sem curadores, e o que ela não pode fazer, porque foi eleita como espaço do sagrado e do limpinho.

Se a escola só pedir que meu filho leia livros que passaram pelo crivo de quem confunde sala de aula com igreja, não haverá tanto problema. Eu me encarrego de mostrar a ele os contrapontos, os complementos, os excessos e os transbordamentos. E já me orgulho. Por enquanto, o que posso dizer nas reuniões, com maioria de boçais, é o seguinte: "meu filho tem um puta vocabulário".


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 11/9/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O hiperconto e a literatura digital de Marcelo Spalding
02. A interpretação dos chatos de Daniel Bushatsky
03. Fatal: o livro e o filme de Marcelo Spalding
04. As horas podres, de Jerônimo Teixeira de Rafael Rodrigues
05. A propósito de Chapolin e Chaves de Eduardo Mineo


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2015
01. Para que serve a poesia? - 26/6/2015
02. A pomba gíria - 1/5/2015
03. Como ser um Medina - 16/1/2015
04. Momento ideal & conciliação - 25/9/2015
05. Leitura, curadoria e imbecilização - 11/9/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O PODRE QUE TROUXE A SORTE DE CASAR COM UMA PRINCESA
MARCO HAURÉLIO
ARMAZÉM DA CULTURA
(2012)
R$ 25,00



LIBERDADE
JONATHAN FRANZEN; SERGIO FLAKSMAN
COMPANHIA DAS LETRAS
(2011)
R$ 14,90



PETER PAN ESCARLATE
GERALDINE MCCAUGHREAN
SALAMANDRA
(2006)
R$ 9,00



DICIONÁRIO DA SORTE DOS SONHOS E DOS ORIXÁS
ANADARA
PALLAS
(1987)
R$ 27,60



WELCOME TO ENGLISH - BOOK 1
WILLARD D. SHEELER
BRASELS WALLACE
(1976)
R$ 5,00



WOLVERINE 3
MARVEL
PANINI
(2005)
R$ 9,90



PERIPHERAL VASCULAR DISEASES DIAGNOSIS AND MANAGEMENT
H. EDWARD HOLLING
J B LIPPINCOTT
(1972)
R$ 29,18



ILUSÕES PERDIDAS
BALZAC
PAPEL
R$ 14,00



PEDIATRIA VOLUME 2 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
MED CURSO
MED CURSO
(2012)
R$ 12,00



MEU PRIMEIRO MILHÃO
CHARLES - ALBERT POISSANT E CRISTIAN GODEFROY
EQUILIBRIO
(1997)
R$ 30,00





busca | avançada
61534 visitas/dia
2,1 milhões/mês