Os quase-livros | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
74210 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Buena Onda Reggae Club faz maratona de shows online a partir de 1ª de outubro
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
>>> Cassio Scapin e artistas de grandes musicais fazem campanha contra o abuso sexual infantil
>>> Terça Aberta na Quarentena une teatro e a dança
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Iron Maiden com Clive Burr
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> 7 de Setembro
>>> Amor fati
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Maria Erótica e o clamor do sexo
>>> Arte, cultura e auto-estima
>>> Escrevendo um currículo
>>> Frases que soubessem tudo sobre mim
>>> Por que somos piratas musicais
Mais Recentes
>>> Introdução à Programação Usando O Pascal de J. Pavão Martins pela Mcgraw-hill (1994)
>>> Bíblia Sagrada de Ivo Storniolo e Euclides Martins Balancin pela Paulus (2000)
>>> A Descoberta Diária de Org. João Ferreira De Almeida pela Alfalit Brasil (1998)
>>> Deus Ajuda Preces de Lorival Lopes pela Otimismo (1998)
>>> Gado Nelore 100 Anos de Seleção de Alberto Alves Santiago pela Dos Criadores (1987)
>>> Annuário De Jurisprudência Federal com um Apêndice de Legislação 1930 de Octavio Kelly pela A. Coelho Branco F. (1930)
>>> This Side Of Innocence de Taylor Caldwell pela Charles Scribner´s Sons (1946)
>>> Lands And Peoples 7 América Latina de Não Informado pela Grolier (1969)
>>> Lands And Peoples 6 Canadá de Não Informado pela Grolier (1969)
>>> Lands And Peoples 4 Ásia de Não Informado pela Grolier (1969)
>>> Soltando a Língua 8 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 7 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 6 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 5 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 4 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 3 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 2 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Soltando a Língua 1 de Sérgio Nogueira pela Gold (2007)
>>> Acervo Artístico E Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo de Org Ika Passos Fleury pela Gov. São Paulo
>>> Introdução à Estatística + CD de Mario F. Triola pela Ltc (2008)
>>> A Era Da Incerteza de John Kenneth Galbraith pela Pioneira (1998)
>>> Pc Guia Do Programador Soluções de Problemas de Robert Jourdain e outros pela Editora Campos (1993)
>>> Aprenda Brincando Artesanato e Atividades de Domingo Alzugaray e Cátia Alzugaray pela Três
>>> Lógica De Programação A Construção de Algoritmos e Estrutura de Dados de André Luiz Villar Forbellone e outro pela Mcgraw-hill (1993)
>>> Musculação Modelo Didático para Prescrição e Controle das Atividades de José Ricardo Claudio Ribeiro pela Casa Da Educação Física (2009)
>>> Porcelana Fria Encadernadas o Vol 1 ao Vol 10 de Org. Hugo García pela Bem Vindas (1999)
>>> Orçamento Participativo – A Experiência de Porto Alegre de Tarso Genro e Ubiratan de Souza pela Perseu Abramo (1997)
>>> A Mosca Azul – Reflexão Sobre o Poder de Frei Betto pela Rocco (2006)
>>> Ética e Cidadania de Herbert de Souza (Betinho) e Carla Rodrigues pela Moderna (2002)
>>> Olhares Sobre a Experiência da Governança Solidária Local de Porto Alegre de Jandira Feijó e Augusto de Franco (Org.) pela Puc/RS (2008)
>>> O Futuro da Cidade – A Discussão Pública do Plano Diretor de José Paulo Teixeira e Jorge E. Silva (Org.) pela Instituto Cidade Futura (1999)
>>> Ninguém Vive Sem Política de Adeli Sell pela Palmarinca (2002)
>>> O Impeachment de Olívio Dutra e o Estado Democrático de Direito de Paulo do Couto e Silva pela Do Autor (2000)
>>> Histórias Reais para Melhorar a Vida dos Gaúchos de Vários Autores pela PT Sul (2006)
>>> Congresso de Direito Municipal – A Federação e as Políticas Públicas em Debate – Oficinas de Vários Autores pela ESDM / VT Propaganda (2007)
>>> Discursos do Senador Pinheiro Machado de Pedro Simon (Org.) pela Senado Federal (2004)
>>> O Futuro do Trabalho – Fadiga e Ócio na Sociedade Pós-Industrial de Domenico de Masi pela José Olympio (2003)
>>> Mudando Paradigmas na Formação de Quadros Políticos de Ricardo João Santin (Org.) pela Hs (2009)
>>> Os Militares e a Guerra Social de Péricles da Cunha pela Artes e Ofícios (1994)
>>> Dez Anos de Leis e de Ações Municipais: 2002 a 2011 de Vários Autores pela Câmara Municipal de Porto Alegre (2011)
>>> aris Boêmia. Cultura, política e os limites da vida burguesa 1830-1930 de Jerrold Seigel pela L&PM (1992)
>>> 30 anos do The New York Review of Books. A primeira antologia de Robert B. Silvers et alii pela Paz e Terra (1997)
>>> Lendo Freud. Investigações e entretenimentos de Peter Gay pela Imago (1992)
>>> 1680-1720. O império deste mundo de Laura de Mello Souza & Fernanda Baptista Bicalho pela Companhia das Letras (2000)
>>> The Face Magazine 4, Spring 2020 de Lara Strong pela Wasted Talent (2020)
>>> Photo 543 Octobre-Nevembre 2019 de Tony Kelly pela Photo (2019)
>>> The Entrepreneurs 2, 2020 de Business Handbook pela Monocle (2020)
>>> A Nave de Noé de Trigueirinho pela Pensamento (1995)
>>> Miz Tli Tlan – Um Mundo que Desperta de Trigueirinho pela Pensamento (1995)
>>> Entertainment Weekly Magazine de Black Widow pela Time (2020)
COLUNAS

Terça-feira, 13/7/2010
Os quase-livros
Wellington Machado

+ de 3400 Acessos


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Nunca mais ouvi falar do tal escritor. Mas já se passaram alguns anos que eu, na sala de espera da dra. Cristiane, dentista, li em uma revista cuja capa fora extraída, uma matéria sobre a descoberta de vários manuscritos de um escritor húngaro chamado Kovács. Não consegui decorar seu sobrenome e não me perdoo até hoje por não ter anotado em algum papel. Kovács teria morrido no ano de 1919.

Foram descobertos em um baú antigo ― daqueles empoeirados que se vê em filmes como O Nome da Rosa ―, nos porões de uma mansão, vários cadernos manuscritos que, à primeira vista, comporiam cinco ou seis romances. Diante da descoberta, a Biblioteca Pública de Budapeste se comprometeu a financiar a contratação de professores de literatura e vários outros especialistas para analisar os manuscritos.

Não tive notícia mais sobre o destino dos trabalhos, e muito menos das obras. Mas um detalhe me chamou a atenção. Um respeitado professor de literatura que teve um primeiro contato com os manuscritos declarou que Kovács se tratava de um escritor excepcional, cuja obra rivalizaria ― quiçá superaria ― com a de Franz Kafka. Segundo o especialista, o conteúdo daqueles originais, se descobertos e publicados nos anos 20, mudaria o rumo de toda a literatura ocidental.

Há exemplos de livros que quase tiveram o mesmo destino, ou seja, quase não existiram (ou só existiram) por obra de terceiros. O exemplo clássico é o de Max Brod, amigo de Kafka, que teria cometido uma "boa desobediência" (para os amantes da literatura) ao não destruir os manuscritos, de anotações ou até de livros prontos, que o escritor julgava de qualidade duvidosa.

Lembro de ter lido em algum lugar que o escritor João Ubaldo Ribeiro, depois de um esforço hercúleo, escrevendo à máquina (em papel ofício e cópia carbono) o calhamaço Viva o Povo Brasileiro, teria rejeitado(!) o livro. Num ato de repulsa ou de perfeccionismo, o escritor jogou as mais de mil páginas datilografadas em uma caixa e deixou-a abandonada em um canto da casa, sujeita a infiltrações e traças. O romance teria sido arrancado à força de suas mãos ― literalmente roubado ― pelo editor, que o publicou.

Mais recentemente, vimos a quase "não existência" do livro de Nabokov, O Original de Laura. Escrito a lápis em fichas catalográficas quando o escritor estava internado para se tratar de uma infecção na Suíça, o romance quase não existiu por duas vezes. Na primeira, Nabokov teria orientado a sua esposa a destruir as fichas. Após a morte desta, ficou nas mãos do filho Dmitri a publicação (ou a destruição) dos manuscritos. Decadente, necessitando de dinheiro para pagar despesas com a saúde debilitada, o filho mandou para o prelo as fichinhas.

O livro 2666, do chileno Roberto Bolaño, teve situação diferente. Houve também, como no caso do João Ubaldo, desobediência por parte do editor. Bolaño, que sabia que morreria por problemas hepáticos, determinou que o 2666 fosse publicado em cinco partes distintas, em volumes separados, a fim de sustentar a família por um bom tempo. O editor ignorou a vontade do autor e mandou um tijolo para as livrarias.

Há casos também de futura inexistência de livros. Mistérios que atiçam desejos de leitores e do famélico marketing das editoras. É o caso do escritor J.D. Salinger, autor do livro O apanhador no campo de centeio. Há especulações de todo gênero; uma das quais a de que o escritor teria deixado, no cofre de sua casa, algumas obras prontinhas para serem publicadas aos poucos, garantido a grana para até a quinta geração dos Salinger. Mas o mistério persiste. Sabe-se que o escritor teria, ou pelo menos dava sinais de ter, assim como Raduan Nassar, abandonado a literatura de vez para viver os afazeres de um dia simples. E se, ao abrirem o cofre de Salinger, um vazio escuro e melancólico ecoar lá de dentro?

Obras e, por consequência, escritores podem não ter existido por inúmeros motivos. Um empregado de alguma casa que tenha jogado no lixo, por engano, caixas e mais caixas de manuscritos. Um amigo que, ao contrário de Max Brod, tenha realmente acatado a ordem do escritor e inutilizado sua obra. Esposas ou maridos em crise conjugal que, num rompante momentâneo, queimaram cadernos do parceiro. Editores que simplesmente rejeitaram obras-primas.

Sabemos e temos acesso apenas ao que existe, óbvio. Dante, Cervantes, Balzac, Kafka, Dostoiévski, Proust, Flaubert existiram porque se "salvaram" desses "destruidores", além do inegável talento, claro. Mas se eles não tivessem sido descobertos? O destino da literatura moderna, por exemplo, tão influenciada por Kafka, seria o mesmo? Quantos escritores não "aconteceram", por inúmeros motivos, mas existiram de fato e escreveram obras importantes que não chegaram até nós?

A dra. Cristiane nunca fez reparo em meus dentes. Tenho ojeriza a revistas sem capa e ensebadas. Detesto sala de espera. A possibilidade de se encontrar uma revista que aborde literatura ― e húngara!? ― nesse ambiente é remotíssima. Vários escritores como o Kovács, que é uma ficção, poderiam ter existido e, quem sabe, mudariam os rumos da literatura e da sociedade ― para melhor ou pior ― se tivessem sido publicados.

Seria como se, guardadas as devidas proporções, a humanidade não tivesse moldado a razão como ela é (segundo a linha evolutiva dos pré-socráticos, Sócrates, Platão, Aristóteles etc.), mas seguido um outro caminho que não o da racionalidade como a conhecemos e praticamos. Literariamente, somos o que somos devido ao que descobrimos, voluntária ou involuntariamente. Tornamo-nos uma possibilidade entre várias. Poderíamos ter sido bem melhores ou bem piores, de acordo com aquilo que sepultamos.


Wellington Machado
Belo Horizonte, 13/7/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A coerência de Mauricio Macri de Celso A. Uequed Pitol
02. Bombril: a marca que não evoluiu com as mulheres de Adriana Baggio
03. É possível conquistar alguém pela escrita? de Ana Elisa Ribeiro
04. Sobre o preço dos livros 1/2 de Rafael Rodrigues
05. Caçar em campo alheio ou como escrever crônicas de Ana Elisa Ribeiro


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado em 2010
01. A ilusão da alma, de Eduardo Giannetti - 31/8/2010
02. Enquanto agonizo, de William Faulkner - 18/1/2010
03. Meu cinema em 2010 ― 1/2 - 28/12/2010
04. Guimarães Rosa em Buenos Aires - 28/9/2010
05. A sombra de Saramago - 3/8/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IN THE BEST FAMILIES - BYREX STOUT
NERO WOLFE
BANTAM BOOK
(1975)
R$ 9,99



PORTUGUÊS LINGUAGENS 8ª SÉRIE
WILLIAM ROBERTO CEREJA E THEREZA COCHAR MAGALHÃES
ATUAL
(2006)
R$ 9,00



IN GOOD COMPANY - HOW SOCIAL CAPITAL MAKES ORGANIZATIONS WORK
DON COHEN E LORENCE PRUSAK
HARVARD
(2001)
R$ 19,00



MADRE CORAJE Y SUAS HIJOS - BERTOLT BRECHT (TEATRO ALEMÃO) - EM ESPANHOL
BERTOLT BRECHT
BIBLIOTECA DEL PUEBLO
R$ 15,00



REVISTA BRASILEIRA DE MEDICINA VOL. 4 N. 7 A 12
A. DA SILVA MELLO
REVISTA BRASILEIRA DE MEDICINA
(1947)
R$ 58,36



OS MAIS BELOS POEMAS DE AMOR
OSMAR BARBOSA
EDIOURO
(1986)
R$ 5,00



A DIETA DA MENTE
DR. DAVID PERLMUTTER
PARALELA
(2013)
R$ 45,00



GRANDE MEDO DA IDADE MÉDIA
REVISTA HISTÓRIA VIVA, Nº 38 - 2007
DUETTO
(2007)
R$ 31,28



EU E OS CADETES DA ESCOLA MILITAR
NEYDE GUIMARÃES PINHEIRO MONTEIRO (ASSINATURA
THESAURUS
(2001)
R$ 20,00



INFERNO
DAN BROWN
ARQUEIRO
(2013)
R$ 9,80





busca | avançada
74210 visitas/dia
2,2 milhões/mês