Nos tempos de Street Fighter II | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
29126 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SESC BELENZINHO RECEBE SHOW DE ZÉ GUILHERME QUE LANÇA QUARTO DISCO E COMEMORA 20 ANOS DE CARREIRA
>>> MOSTRA CENA SUL, DO SESC BELENZINHO, TRAZ ESPETÁCULO DO COLETIVO ERRÁTICA (RS)
>>> SESC BELENZINHO RECEBE MARIÂNGELA ZAN E JULIANA ANDRADE NO PROJETO MÚSICA DE RAIZ
>>> WANDER WILDNER FAZ SHOW DE SEU MAIS RECENTE ÁLBUM NO SESC BELENZINHO
>>> CCBB reabre teatro com espetáculo 'Vigiar e Punir'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
Colunistas
Últimos Posts
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
Últimos Posts
>>> Melodia
>>> Osmose Vital
>>> Dégradé
>>> Na rama
>>> Domingos de Oliveira (1936-2019)
>>> Latitudes & Longitudes
>>> Renovação
>>> Prefácio
>>> Descendências
>>> Nem mais nem menos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Revista do Rádio
>>> Como eu escrevo
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> A profecia de Os Demônios
>>> Fotógrafa da Amazônia é destaque na Europa
>>> Sim, é possível ser feliz sozinho
>>> Eu sei o que é melhor pra você
>>> O fim da revista Bravo!, na editora Abril
>>> Generaciones de blogueros
>>> Os ombros suportam o mundo
Mais Recentes
>>> No vai e vem da vida de Pedro Santiago/Dizzi Akibah pela Eme (2017)
>>> Brasil-Menino de Fátima Miguez pela DCL Difusão Cultural do Livro (2006)
>>> Sete Histórias de Pescaria do Seu Vivinho - Cordel em Quadrinhos de Fábio Sombra & João Marcos pela Abacatte (2011)
>>> Marilu de Eva Furnari pela Moderna (2012)
>>> Coligações e disputas eleitorais na Nova República de Silvana Krause, Carlos Machado, Luis Felipe Miguel orgs. pela Konrad Adenauer Stiftung (2017)
>>> Peças e engrenagens dos jogos políticos no Brasil de Adnré Marenco dos Santos, Igor Gastal Grill, Ernesto Seidl, Carlos Souza orgs. pela Oikos (2012)
>>> Mitos Gregos de Eric A. Kimmel pela WMF Martins Fontes (2017)
>>> Stay There - You Move - Completo de Vários Autores pela Klinos (2011)
>>> Fundaciones en el tiempo de Elsa Elida von Fehleisen pela Amalevi (1995)
>>> Em nome do amor de Lourdes Marconato/Maria Cecilia pela Correio Fraterno (2016)
>>> A Origem das Espécies de Charles Darwin pela Hemus (1994)
>>> O Noviço de Martins Pena pela Klick (1997)
>>> Poemas - Antologia comentada de Fernando Pessoa pela Leitura XXI (2015)
>>> As loucuras do rei de Jean Plaidy pela Record (1994)
>>> Anna de Assis: História de um Trágico Amor de Judith Ribeiro de Assis e Jefferson de Andrade pela Codecri (1987)
>>> A Muralha da China de Franz Kafka pela Clube do Livro (1968)
>>> A Princesa Leal de Philippa Gregory pela Record (2007)
>>> Teatro, Mujer y Latinoamérica de Maria Julieta Ambrosoni pela Editorial Tablado UberoAmericano (2000)
>>> Se Me Deixam Falar de Moema Viezzer pela Freitas Bastos (1981)
>>> Literatura Infantil: Estudos de Bárbara Vasconcelos de Carvalho pela Lotus
>>> A Vida de Disraeli de André Maurois pela Nacional (1957)
>>> Histoires dàmour de l´histoire de france de Guy breton pela Noir et blanc (1957)
>>> Pérola ao Sol: Apontamentos pra uma História de Guarujá - Dedicatória da Autora de Monica de Barros Damasceno e Paulo Mota pela P.m.g - D.e.c
>>> El agua en la industria textil de Juan b puig pela Jose monteso (1948)
>>> Fronteira Brasil/Venezuela encontros e desencontros de Aimbere freitas ms pela Corprint (1998)
>>> Dios nunca parpadea de Regina brett pela Planeta
>>> A Irmã de Ana Bolena de Philippa Gregory pela Record (2010)
>>> Memórias de um doente dos nervos de Daniel paul schereber pela Paz e terra (1995)
>>> Uma farmácia para a alma de Osho pela Sextante (2006)
>>> Xadrez sem mestre para principiantes de J carvalho pela O livreiro
>>> A Herança de Ana Bolena de Philippa Gregory pela Record (2010)
>>> Concepto rosacruz del cosmos la fraternidad rosacruz de Max heindel pela Kier (1987)
>>> O clube dos anjos - Gula de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (1998)
>>> Cristo em cadeias comunistas de Richard wurmbrand pela Cpad (1980)
>>> O jogo do bicho como jogar e ganhar de Gehisa saldanha pela Ediouro (1986)
>>> O Bobo da Rainha de Philippa Gregory pela Record (2010)
>>> Vinho sem segredos de Patricia tapia pela Planeta (2004)
>>> Justificação estética do cinema de Gonçalves Lavrador pela Colecção movimento (1974)
>>> A velhinha de Taubaté de Luis Fernando Veríssimo pela L&PM (1983)
>>> Adelia bastos krefta de Minha alma gemea pela Santa monica (1999)
>>> Sinfonia da alma de Ana cristina vargas pela Vida e consciencia (2014)
>>> O Amante da Virgem de Philippa Gregory pela Record (2007)
>>> Reencarnação e imortalidade de Alexandra david-neel pela Ibrasa (1989)
>>> Introdução ao tarot e cabala de Samael aun weor pela Aef (2015)
>>> A morte é uma farsa por jose antonio de Ana cristina vargas pela Vida e consciencia (2011)
>>> Kit Atelier do Chocolate - Série Especial de Trish Deseine pela CookLovers (2019)
>>> Uma flor do nosso jardim pelo espirito nina arueira de Alceu costa filho pela Petit (2005)
>>> Celebrando com uma Princesa Judia de Georgie Tarn /Tracey Fine pela Senac (2012)
>>> The Fragility of Goodness: Luck and Ethics in Greek Tragedy and Philosophy de Martha C. Nussbaum pela Cambridge UP (2001)
>>> O diário de sofia pelo espirito nina arueira de Alceu costa filho pela Petit (2002)
COLUNAS

Terça-feira, 31/5/2016
Nos tempos de Street Fighter II
Luís Fernando Amâncio

+ de 2600 Acessos

É cada vez mais difícil lembrar que, em um passado não tão distante, sobrevivíamos sem a internet. Se contar para uma criança que, na minha infância, era necessário consultar livros e enciclopédias para realizar um trabalho escolar, receberei de volta um olhar tão incrédulo que fará com que eu me sinta o Matusalém em pessoa. Já faz quase duas décadas desde que o último vendedor de Enciclopédias Barsa foi avistado...

Também é estranho relembrar que a internet um dia não foi banda larga. Não existia essa coisa mágica que, mal ligamos o computador, já estamos conectados. Tínhamos que baixar um discador, escutar aquele barulho da tentativa de conexão, torcer para ela vingar e, enfim, podíamos nos deleitar fazendo pesquisas no Cadê?, abrir um e-mail no BOL ou “teclar” pelo Bate-Papo do UOL. Isso quando não ocorria uma desconexão sumária, sem qualquer aviso prévio. Toda uma geração aprendeu a driblar o sono para poder descobrir a internet depois da meia-noite, quando a conexão era mais barata. Somos praticamente pré-históricos.


Para matar a saudade da conexão discada é só dar o play

Hoje, a realidade é outra. A internet está aí, mais forte do que nunca. Tão forte que já nem é exclusiva dos computadores. Um vício ao alcance da ponta dos dedos, fácil de ser cultivado. Tem gente que morre de sede, mas confere as redes sociais antes de procurar água. E possivelmente vai consultar o Google para saber onde encontrar água em casa.

Foi antes de toda essa revolução que Street Fighter II se tornou um fenômeno. O jogo, lançado em fevereiro de 1991, não foi o pioneiro dentre os jogos de luta – história que começou em 1976, com o jogo de boxe Heavyweight Champ, da Sega. E sequer foi o primeiro game da franquia, que chegou ao mundo em 1987, num obscuro jogo que poucos conheceram. Mas Street Fighter II foi um sucesso nos arcades e nos consoles, ajudando a alavancar as vendas do Super Nintendo e torná-lo o mais popular videogame da primeira metade dos anos 1990.

SF II foi fundamental na consolidação dos jogos de luta – esses que a gente enfrenta um adversário e, se vencer, “passa de fase”, ou seja, luta com o próximo inimigo. Um jogo de roteiro simples, pouca conversa e muita ação. De um modo geral, a molecada que estava jogando queria mesmo era aplicar “magia” nos adversários e “zerar” o game. Mas havia, sim, uma história, que seria reforçada e ampliada com produções em outras mídias e nas diversas sequências que seriam lançadas.

O jogo da Capcom fez sucesso por sua boa jogabilidade, pela qualidade gráfica superior aos jogos de luta anteriores, por seus personagens carismáticos e até mesmo por sua trilha sonora, que é bastante cativante. Mas um dos grandes atrativos do jogo, ao menos para mim, era a viagem pelo mundo que ele promovia. Seus lutadores estavam vinculados a um país e, muitas vezes, a um estereótipo. Assim, enfrentamos um lutador de sumô numa casa de banho japonesa, um praticante de ioga da Índia, um militar norteamericano, um fortão soviético numa fábrica, um boxeador em Las Vegas, um toureiro espanhol... No caso do Brasil, o lutador que nos representa é um monstro verde que luta numa aldeia na floresta amazônica, com uma cobra gigante ao fundo, inclusive. Uma visão bastante caricatural sobre o nosso país, convenhamos.

Panfleto japonês de divulgação do jogo

Ainda assim, Street Fighter II ajudou garotos obesos, desengonçados, raquíticos, a viajarem pelo mundo e descobrir países e artes marciais. Os melhores podiam, além de calejar os dedos, derrotar o maligno M. Bison e se tornar campeão do torneio. Eu não era desses, geralmente ficava empacado, curiosamente, na fase do brasileiro Blanka. Não havia fichas o suficiente para incrementar minhas escassas habilidades.

Hoje, esse atrativo de “viajar pelo mundo” não venderia um jogo. Através do Google, nosso oráculo mor, é possível ver imagens de qualquer rua específica do leste asiático. O conhecimento está aí, por todos os lados, até banalizado – uma busca simples lhe dá, em frações de segundos, informações certas, falsas, importantes e esdrúxulas. O chocolate Surpresa, com suas figurinhas de curiosidades, desapareceu não foi por acaso. Deve estar junto com os vendedores da Barsa em outro universo.

Ainda assim, posso testemunhar: era possível ser feliz antes da internet nos dizer, com sinônimos, antônimos e versões informais, o que é ser feliz. Às vezes o cartucho travava e a gente tinha que soprar, em alguns dias tínhamos que desligar a videogame porque era hora da mãe assistir novela. Mas não importava. A glória de vencer Vega, Sagat e os demais adversários nos animaria até o dia seguinte, quando a batalha continuaria.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 31/5/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sinédoque São Paulo de Duanne Ribeiro
02. O holismo conformado de David Butter
03. amor anão de Fabio Danesi Rossi
04. um belo velório de Fabio Danesi Rossi
05. Esse Aires de Fabio Danesi Rossi


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
02. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
03. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
04. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016
05. A futebolização da política - 29/3/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ONDINE: PIECE EN TROIS ACTES
JEAN GIRAUDOUX
BERNARD GRASSET
(1966)
R$ 19,82



LES DIEUX DE LEGYPTE
FRANÇOIS DAUMAS
PUF
(1965)
R$ 26,00



ECLIPSE
STEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2009)
R$ 5,00



SIMPLICIDADE: VIVENDO COM INTELIGÊNCIA EM UM MUNDO CADA VEZ
BILL JENSEN
CAMPUS
(2000)
R$ 26,28



SOCIOLOGIA DO DIREITO
NELSON NOGUEIRA SALDANHA
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(1970)
R$ 65,00



CONFLITOS FAMILIARES, TRANSGRESSÃO E REVOLTA
ALINE NERY DOS SANTOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 279,00



A ARTE DO PIANO: HISTÓRIA, COMPOSITORES, OBRAS E GRANDES INTÉRPRE
SYLVIO LAGO JUNIOR
FÁBRICAS DE LIVROS SENAI
(2001)
R$ 27,28



DROGAS E DEMOCRACIA: RUMO A UMA MUDANÇA DE PARADIGMA
COMISSÃO LATINO AMERICANA SOBRE DROGAS E DEMOCRACI
COMISSÃO LATINO AMERICANA
R$ 19,82



REVISTA: OS FILÓSOFOS E A EDUCAÇÃO (FILOSOFIA/EDUCAÇÃO)
ANTÔNIO JOAQUIM SEVERINO (ORG.)
CEDIC
R$ 5,00



ISTO É GESTALT - 2ª EDIÇÃO
FREDERICK S. PERLS E OUTROS
SUMMUS
(1977)
R$ 20,00





busca | avançada
29126 visitas/dia
1,1 milhão/mês