Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
75735 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Comum como uma tela perfeita
>>> Revista Meio Digital
>>> Do jornalismo como performance
>>> A Nova Revista da Cultura
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> A Teoria Hipodérmica da Mídia
>>> Os prédios mais feios de SP
>>> Fup, de Jim Dodge
>>> Harry Potter e eu
Mais Recentes
>>> História da Civilização Ocidental Vol 2 de Edward Mcnall Burns pela Globo
>>> As Vidas de Chico Xavier de Marcel Souto Maior pela Planeta (2003)
>>> História da Civilização Ocidental Vol 1 de Edward Mcnall Burns pela Globo
>>> COLONOS DO VINHO de JOSÉ VICENTE TAVARES DOS SANTOS pela HUCITEC (1984)
>>> Minas Colonial de Publicação Especial Casa & Jardim pela Efecê Editora S.A.
>>> AS LUTAS DO POVO BRASILEIRO DO DESCOBRIMENTO A CANUDOS de JÚLIO JOSÉ CHIAVENATO pela Moderna (1996)
>>> A única Esperança de Alejandro Bullon pela CPB Didáticos (2013)
>>> Exploração Submarina - Coleção Prisma Vol 9 de Ken Roscoe pela USP
>>> Os Pensadores - Rousseau de Jean-jacques Rousseau pela Nova Cultura
>>> Os Pensadores - Montesquieu de Montesquieu pela Abril
>>> OS PENSADORES de PLATÃO pela NOVA CULTURAL (1991)
>>> Deus não Joga Dados de Henri Laborit pela Trajetória Cultural
>>> RAÍZES DO OCULTO de HENRY STEEL OLCOTT pela Ibrasa SA (1983)
>>> OS FENÔMENOS PARANORMAIS DE THOMAS GREEN MORTON de MÁRIO AMARAL MACHADO pela EDIOURO
>>> O GRANDE LIVRO DO HORÓSCOPO de ANDRÉ BARBAULT pela Três (1984)
>>> GUIA PRÁTICO DE ASTROLOGIA de BEL-ADAR pela Circulo do Livro S A
>>> Tarot dos Anjos de Mônica Buonfiglio pela Oficina Cult Mônica Buonfiglio (2000)
>>> O evangelho de Judas de Marvin Meyer; Gregor Wurst; Rodolphe Kasser pela Ediouro (2006)
>>> A CURA ATRAVÉS DE VIDAS PASSADAS de BRIAN L. WEISS pela SALAMANDRA (1996)
>>> O DOCE BRASILEIRO de NESTLÉ pela NESTLÉ (1990)
>>> MANUAL DE ORIENTAÇÃO ALIMENTAR E RECEITAS de SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO pela SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO (1985)
>>> COZINHA DE A A Z - VOL 1 de VICTOR CIVITA pela Abril (1972)
>>> Melhor do Rock Brasil 2 de Luciano Alves - Silvio Essinger pela Irmãos Vitale (2002)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 12 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 11 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 10 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 09 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 08 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 07 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 06 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 05 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 04 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> Melhor do Rock Brasil 1 de Luciano Alves - Silvio Essinger pela Irmãos Vitale (2001)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 03 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 02 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> COLEÇÃO BOM APETITE - VOL 01 de VICTOR CIVITA pela Abril (1971)
>>> Os Meninos Morenos - Infanto Juvenil de Ziraldo pela Melhoramentos (2005)
>>> As Ervas do Sítio de Rosy L. Bornhausen pela Editora M A S
>>> Uma vida entre três cachorros de Abigail Thomas pela Planeta (2007)
>>> APRENDA A FAZER QUEIJOS de Editora Três pela Três (1986)
>>> APRENDA A FAZER PÃO de Editora Três pela Três (1986)
>>> APRENDA A FAZER EMBUTIDOS de Editora Três pela Três (1986)
>>> De gênio e louco todo mundo tem um pouco de Augusto Cury pela Academia (2010)
>>> A COZINHA BRASILEIRA de Circulo do Livro S A pela Circulo do Livro S A
>>> A culpa é das estrelas de John Green pela Intrínseca (2012)
>>> 50 PRATOS DELICIOSOS de Editora Três pela Três
>>> VEJA 25 ANOS - Reflexões para o Futuro de Editora Abril pela Abril
>>> Movida pela ambição de Eliana Machado Coelho pela Lúmen Editorial (2012)
>>> PSICOLOGIA DOS GESTOS DAS MÃOS de SÍLVIO MARONE pela EDITORA MESTRE JOU (1967)
>>> O Meio são as Massagens de Marshall Mcluhan Quentin Fiore pela Record
COLUNAS

Terça-feira, 30/8/2016
Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
Luís Fernando Amâncio

+ de 3800 Acessos

Se hoje o futebol é uma paixão no Japão, muito disso se deu graças a um intercâmbio estabelecido com o Brasil, sobretudo através da exportação do “pé-de-obra” tupiniquim. Por outro lado, um anime sobre o esporte também foi muito importante na popularização de consumo da cultura pop japonesa por aqui.



O mangá (história em quadrinho japonesa) Captain Tusabasa, escrito e desenhado por Yoichi Takahashi, começou a ser publicado em 1981. Ele acompanha a trajetória de Ozora Tsubasa (no Brasil, Oliver Tsubasa), um garoto habilidoso no futebol e que vai, através de seu talento e, sobretudo, da disciplina, se tornar um jogador profissional de grande destaque. A HQ fez sucesso e foi adaptada em série animada em 1983. A Associação Japonesa de Futebol foi uma incentivadora do projeto, apostando no seu potencial para promover o esporte.

Todavia, o investimento para popularizar o futebol no Japão não ficou restrito ao anime (nome dado às animações japonesas). No início da década seguinte, muitos jogadores brasileiros, a maioria em fim de carreira, foram contratados por equipes japonesas. A iniciativa pretendia atrair fãs para o esporte e, principalmente, promover o aprimoramento técnico dos jogadores japoneses a partir desse intercâmbio. Deu certo. O atleta brasileiro com maior destaque nessa empreitada foi Zico, contratado pelo Kashima Antlers. O ídolo do Flamengo participou da profissionalização do futebol no Japão, que ocorreria em 1992, com a criação da J-League, e até hoje é venerado por lá — foi, inclusive, técnico da seleção japonesa entre 2002 e 2006.

No Brasil, alguns anos depois do Galinho de Quintino ir jogar no Kashima, uma legião de crianças e adolescentes aprendeu a gostar de animes através da exibição de Cavaleiros do Zodíaco pela Rede Manchete. O canal de televisão da família Bloch, já vivendo seu ocaso, recebeu uma injeção de audiência com o sucesso da série protagonizada pelos cavaleiros de Atena. O anime começou a ser exibido no Brasil em 1994 e, embora não tenha sido a primeira produção do gênero a chegar às TVs brasileiras, teve uma repercussão inédita.

Quando a exibição de Cavaleiros do Zodíaco chegou ao fim, a Rede Manchete tentou emplacar outros animes. Séries como Shurato, Samurais Warriors, Sailor Moon e Yuyu Hakushô foram exibidas pela TV paulista, alguns com repercussão discreta e outros com maior êxito.

Nesse ritmo, a Manchete estreou, em 1996, Super Campeões. Não era a série original, mas um remake — ao todo, três versões foram produzidas. O anime, que incorporava elementos do gênero de ação às partidas de futebol, caiu com facilidade no gosto de garotos brasileiros. Nas aulas de educação física de colégios pelo Brasil havia aqueles que tentavam dar o “chute do dragão”, do personagem Kojiro Hyuga, e aspirantes a goleiros tentavam fazer defesas plásticas como as de Benji Wakabaiashi.

A versão exibida no Brasil na década de 1990 apresentava, em seu último capítulo, o protagonista Tsubasa como um jogador profissional, defendendo as cores do São Paulo numa partida contra o Flamengo. A equipe paulista, na época da produção do anime, fora bicampeã mundial, em torneio disputado justamente no Japão.



Curiosamente, um jogador japonês já havia feito caminho semelhante: Kazu Miura. O jogador esteve, durante os anos 1980, defendendo equipes brasileiras como Santos, Palmeiras e Coritiba. O que, é claro, encheu de orgulho os torcedores japoneses e certamente inspirou o destino de Tsubasa na anime. Kazu, inclusive, joga até hoje e é detentor de um recorde: o jogador profissional mais velho a fazer um gol, ao balançar as redes aos 49 anos.

Na terceira versão de Super Campeões (Road to 2002), exibida pela Rede TV em 2006, Tsubasa, após a passagem pelo Brasil, vai jogar na Europa, defendendo o Catalunha — essa versão cita nomes fictícios de times. E, dessa vez, foi a vida que imitou o anime. Atualmente, há jogadores japoneses defendendo equipes de prestígio na Europa, como Keisuke Honda, camisa 10 do Milan, e Shinji Kagawa, meia do Borussia Dortmund e com passagem pelo Manchester United.

O intercâmbio com o Brasil é apontado como um dos fatores que tornaram o Japão uma potência do futebol em seu continente. A seleção nacional japonesa disputa Copas do Mundo sem interrupções desde 1998. Do outro lado do globo, a exibição de Super Campeões também teve sua importância. Mesmo sem o protagonismo que os jogadores brasileiros tiveram na Terra do Sol Nascente, o anime fez parte de um processo de consolidação do consumo de produtos culturais nipônicos no Brasil. Embora os animes tenham perdido espaço na TV brasileira, a cultura otaku se encontra bastante difundida por aqui, com inúmeros mangás publicados, festivais para os fãs e, claro, o consumo de desenhos animados através da internet.


O primeiro episódio de Super Campeões


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 30/8/2016


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
02. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
03. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
04. Meu pé quebrado - 18/10/2016
05. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A CIDADE EM PEQUENOS PASSOS
MICHEL L DUC E NATHALIE TORDJMAN
CIA EDIT NACIONAL
(2006)
R$ 10,00



O TRIÂNGULO DAS BERMUDAS
CHARLES BERLITZ
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 10,00



MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS
MANUEL ANTÔNIO DE ALMEIDA
L&PM EDITORES
(1997)
R$ 10,00



O AMOR ME TROUXE DE VOLTA - HISTÓRIAS EMOCIONANTES SOBRE REENCARNAÇÃO EM FAMILIA
CAROL BOWMAN
SEXTANTE
(2010)
R$ 10,00



ESPERANÇA
INÊS STANISIERE
GMT
(2009)
R$ 10,00



ADELE
CHAS NEWKEY-BURDEN
LEYA
(2012)
R$ 10,00



VICENT VAN GOGH
NÃO INFORMADO
GRAPHIQUE DE FRANCE
(2006)
R$ 10,00



SUPERINTERESSANTE 17 CONSELHOS PARA NÃO SEGUIR EM 2013
VÁRIOS AUTORES
ABRIL
(2013)
R$ 10,00



O SÉCULO XIX AS CIVILIZAÇÕES NÃO EUROPÉIAS O LIMIAR DO SÉCULO XX
ROBERT SCHNERB - 3480
DIFUSÃO EUROPÉIA DO LIVRO
(1958)
R$ 10,00



TERRA DA PROMISSÃO
ANDRÉ MAUROIS
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 10,00





busca | avançada
75735 visitas/dia
2,4 milhões/mês