Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
23758 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Segundas de julho têm sessões extras do espetáculo À Espera
>>> Circo dos Sonhos, do ator Marcos Frota, desembarca no Shopping Metrô Itaquera
>>> Startup brasileira levará pessoas de baixa renda para intercâmbio gratuito fora do país
>>> Filho de suicida, padre lança livro sobre o tema
>>> LANÇAMENTO DO LIVRO "DIALÓGOS DE UM RABINO REFLEXÕES PARA UM MUNDO DE MONÓLOGOS" DE MICHEL SCHLESI
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Paulo Coelho para o Nobel
>>> 2008, o ano de Chigurh
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Onde fica o interruptor?
>>> Era uma vez
Mais Recentes
>>> A Colônia- (nova Ortografia)
>>> 1356 - 4ª ed. (Nova Ortografia)
>>> História e Arte no Mundo Ibérico - Tempo brasileiro- 184
>>> Limites: três dimensões educacionais - 1ª ed.
>>> Arcanjos e Mestres Ascensos
>>> Mentiras no divã
>>> Never, more forever: a poesia na modernidade, ou Shelley versus Peacock ...
>>> Mistérios Desvelados - Ensinamentos do Mestre Saint Germain
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 25 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 18 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 17 (RARIDADE) - Guerra do Vietnã
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 16 (RARIDADE) - Igraja e Marxismo
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 14 (RARIDADE) - Mulheres, a revolução mais longa
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 13: China - Uma revolução dentro da Revolução - (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 9-10 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 7 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 5-6 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 3 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 1 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Caderno Especial 1: A Revolução Russa - Cinquenta Anos de História
>>> O Homem e o Universo
>>> O Judaísmo- do Exílio ao Tempo de Jesus
>>> Direito Penal - Parte Geral ( V. 7)
>>> O Exército de Cavalaria
>>> The Golden Treasury
>>> Surdez e linguagem- Aspectos e implicações neurolinguísticas (Nova Ortografia)
>>> El Libro Supremo de Todas las Magias - Magia Blanca - Negra - Roja
>>> Rituais e Egrégoras para a Era de Aquário
>>> O Despertar da Consciência
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Código Civil - 7ª Edição Atualizada
>>> Fonética e Ortografia - Coleção Linguagem Jurídica vol. 1
>>> Dicionário Jurídico
>>> Introdução Ao Direito
>>> Debate Sobre a Constituição de 1988
>>> Noções de Prevenção e Controle de Perdas Em Segurança do Trabalho 7ª edição revista e atualizada
>>> Vire a Página - Estratégias para Resolver Conflitos 6ª edição
>>> Tópicos de Administração Aplicada à Segurança do Trabalho 9ª edição
>>> Doenças Profissionais Ou do Trabalho 10ª edição
>>> Epidemiologia
>>> Cipa - Comissao Interna de Prevençao de Acidentes uma Nova Abordagem 14ª edição
>>> Prevenção e Controle de Risco Em Máquinas, Equipamentos e Instalações 3ª edição
>>> Os 10 Mandamentos: Princípios Divinos para Melhorar seus Relacionamentos
>>> Mini Código Saraiva Civi
>>> Mini Aurélio da Língua Portuguesa 7ª Edição
>>> Guia da Sexualidade - Reedição Ampliada e Ilustrada
>>> A Rosa do Povo
>>> Quando o Sofrimento Bater à Sua Porta
>>> Cura das Emoções Em Cristo
COLUNAS

Terça-feira, 30/8/2016
Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
Luís Fernando Amâncio

+ de 2300 Acessos

Se hoje o futebol é uma paixão no Japão, muito disso se deu graças a um intercâmbio estabelecido com o Brasil, sobretudo através da exportação do “pé-de-obra” tupiniquim. Por outro lado, um anime sobre o esporte também foi muito importante na popularização de consumo da cultura pop japonesa por aqui.



O mangá (história em quadrinho japonesa) Captain Tusabasa, escrito e desenhado por Yoichi Takahashi, começou a ser publicado em 1981. Ele acompanha a trajetória de Ozora Tsubasa (no Brasil, Oliver Tsubasa), um garoto habilidoso no futebol e que vai, através de seu talento e, sobretudo, da disciplina, se tornar um jogador profissional de grande destaque. A HQ fez sucesso e foi adaptada em série animada em 1983. A Associação Japonesa de Futebol foi uma incentivadora do projeto, apostando no seu potencial para promover o esporte.

Todavia, o investimento para popularizar o futebol no Japão não ficou restrito ao anime (nome dado às animações japonesas). No início da década seguinte, muitos jogadores brasileiros, a maioria em fim de carreira, foram contratados por equipes japonesas. A iniciativa pretendia atrair fãs para o esporte e, principalmente, promover o aprimoramento técnico dos jogadores japoneses a partir desse intercâmbio. Deu certo. O atleta brasileiro com maior destaque nessa empreitada foi Zico, contratado pelo Kashima Antlers. O ídolo do Flamengo participou da profissionalização do futebol no Japão, que ocorreria em 1992, com a criação da J-League, e até hoje é venerado por lá – foi, inclusive, técnico da seleção japonesa entre 2002 e 2006.

No Brasil, alguns anos depois do Galinho de Quintino ir jogar no Kashima, uma legião de crianças e adolescentes aprendeu a gostar de animes através da exibição de Cavaleiros do Zodíaco pela Rede Manchete. O canal de televisão da família Bloch, já vivendo seu ocaso, recebeu uma injeção de audiência com o sucesso da série protagonizada pelos cavaleiros de Atena. O anime começou a ser exibido no Brasil em 1994 e, embora não tenha sido a primeira produção do gênero a chegar às TVs brasileiras, teve uma repercussão inédita.

Quando a exibição de Cavaleiros do Zodíaco chegou ao fim, a Rede Manchete tentou emplacar outros animes. Séries como Shurato, Samurais Warriors, Sailor Moon e Yuyu Hakushô foram exibidas pela TV paulista, alguns com repercussão discreta e outros com maior êxito.

Nesse ritmo, a Manchete estreou, em 1996, Super Campeões. Não era a série original, mas um remake – ao todo, três versões foram produzidas. O anime, que incorporava elementos do gênero de ação às partidas de futebol, caiu com facilidade no gosto de garotos brasileiros. Nas aulas de educação física de colégios pelo Brasil havia aqueles que tentavam dar o “chute do dragão”, do personagem Kojiro Hyuga, e aspirantes a goleiros tentavam fazer defesas plásticas como as de Benji Wakabaiashi.

A versão exibida no Brasil na década de 1990 apresentava, em seu último capítulo, o protagonista Tsubasa como um jogador profissional, defendendo as cores do São Paulo numa partida contra o Flamengo. A equipe paulista, na época da produção do anime, fora bicampeã mundial, em torneio disputado justamente no Japão.



Curiosamente, um jogador japonês já havia feito caminho semelhante: Kazu Miura. O jogador esteve, durante os anos 1980, defendendo equipes brasileiras como Santos, Palmeiras e Coritiba. O que, é claro, encheu de orgulho os torcedores japoneses e certamente inspirou o destino de Tsubasa na anime. Kazu, inclusive, joga até hoje e é detentor de um recorde: o jogador profissional mais velho a fazer um gol, ao balançar as redes aos 49 anos.

Na terceira versão de Super Campeões (Road to 2002), exibida pela Rede TV em 2006, Tsubasa, após a passagem pelo Brasil, vai jogar na Europa, defendendo o Catalunha – essa versão cita nomes fictícios de times. E, dessa vez, foi a vida que imitou o anime. Atualmente, há jogadores japoneses defendendo equipes de prestígio na Europa, como Keisuke Honda, camisa 10 do Milan, e Shinji Kagawa, meia do Borussia Dortmund e com passagem pelo Manchester United.

O intercâmbio com o Brasil é apontado como um dos fatores que tornaram o Japão uma potência do futebol em seu continente. A seleção nacional japonesa disputa Copas do Mundo sem interrupções desde 1998. Do outro lado do globo, a exibição de Super Campeões também teve sua importância. Mesmo sem o protagonismo que os jogadores brasileiros tiveram na Terra do Sol Nascente, o animefez parte de um processo de consolidação do consumo de produtos culturais nipônicos no Brasil. Embora os animes tenham perdido espaço na TV brasileira, a cultura otakuse encontra bastante difundida por aqui, com inúmeros mangás publicados, festivais para os fãs e, claro, o consumo de desenhos animados através da internet.


O primeiro episódio de Super Campeões


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 30/8/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
02. Precisamos falar sobre Kevin de Renato Alessandro dos Santos
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto de Heloisa Pait
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz de Heloisa Pait
05. Manchester à beira-mar, um filme para se guardar de Renato Alessandro dos Santos


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
02. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
03. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
04. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016
05. Lira da resistência ao futebol gourmet - 1/2/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRILOGIA DO ASFALTO
DÊNISSON PADILHA FILHO
P55 EDIÇÕES
(2016)
R$ 22,00



QUANDO EM ROMA
GEMMA TOWNLEY
RECORD
(2005)
R$ 12,35



THE TKT COURSE - FIRST EDITION
MARY SPRATT E OUTROS
CAMBRIDGE
(2008)
R$ 84,90



CORAÇÕES FERIDOS
LOUISA REID
NOVO CONCEITO
(2013)
R$ 25,00



VITÓRIA - COLEÇÃO 2ª GUERRA MUNDIAL - VOL. 3
EDITORA ABRIL
ABRIL
(2007)
R$ 15,00



MANGÁ HITMAN - A SEGUNDA TEMPORADA 2
HIROSHI MUTO
SAMPA ARTE / LAZER
(2012)
R$ 14,90



FOLCLORE NORDESTINO - LENDAS E CANTIGAS
ANNA FROTA MENDES
HORIZONTE
R$ 49,90



TERTÚLIA DOS VALES
RAFAEL AVELINO (ORG.)
ALBATROZ
(2018)
R$ 30,00



DOIS CLÁSSICOS - A HORA DO PESADELO INTRIGA INTERNACIONAL
HUGH PENTECOSTE SAMUEL FULLHER
NOVA CULTURAL
(1989)
R$ 8,04



COMO FAZER SUA PROPAGANDA FUNCIONAR
KENNETH ROMAN / JANE MAAS
NOBEL
(1994)
R$ 8,00





busca | avançada
23758 visitas/dia
773 mil/mês