A Farsa de 2012 | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
36145 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
>>> O céu sem o azul
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Troca-troca
>>> Harry, Rony e Hermione
>>> A comédia de um solteiro
>>> O palhaço, de Selton Mello
>>> Ronnie James Dio (1942-2010)
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte II)
>>> 7 de Setembro
>>> A aquisição do Whatsapp, pelo Facebook, por 19 bilhões de dólares
Mais Recentes
>>> E Se Fosse Com Você? de Sandra Saruê pela Melhoramentos (2011)
>>> Deu no New York Times de Larry Rohter pela Objetiva (2007)
>>> Mega Dicionário de Termos Técnicos e Populares: da Saúde de Eduardo Nogueira pela Rovelle (2007)
>>> Rosas do Brasil de Sérgio Schaefer pela Edunisc (2006)
>>> Rosas do Brasil de Sérgio Schaefer pela Edunisc (2006)
>>> Novo Curso de Direito Civil Volume I Parte Geral de Pablo Stolze Gangliano e Rodolfo Pamplona Filho pela Saraiva (2007)
>>> Uma Execucao na Familia: a Jornada de um Filho de Pais Condenados A... de Robert Meeropol pela Casa Amarela (2006)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Economia (2002)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Economia (2002)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Record (2002)
>>> A Dinâmica da Estratégia Competitiva de George S. Day e Outros pela Campus (1999)
>>> Travessia do Pantanal de Luís M. Neto - Maria T. Büchele pela Nova Letra (2006)
>>> Veronika Decide Morrer e o Zahir - Dois Livros de Paulo Coelho pela Sextante (2012)
>>> Direito Constitucional e Direito Administrativo de Aglair Figueiredo Villas Couto pela Impactus (2006)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia - Historias de Deuses e Herois de Thomas Bulfinch pela Agir (2019)
>>> Guia Vip de Estilo / o Livro Definitivo da Moda Masculina 2013 de Editora Abril Cultural pela Abril (2013)
>>> Engano Mortal de J. A. Jance pela Sedna (2009)
>>> A Mão e a Luva de Machado de Assis pela Prazer de Ler (2010)
>>> Cinco Minutos de José de Alencar pela Prazer de Ler (2010)
>>> A Viuvinha de José de Alencar pela Prazer de Ler (2010)
>>> A Moreninha de Joaquim Manuel de Macedo pela Prazer de Ler (2010)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Saraiva (2010)
>>> O Presente da Princesa de Meg Cabot pela Galera Record (2007)
>>> Macário e Noite na Taverna de Álvares de Azevedo pela Saraiva (2010)
>>> Caco de Gilberto Mattje pela Alvorada (2014)
>>> Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente pela Saraiva (2008)
>>> Ubirajara de José de Alencar pela Melville House (2015)
>>> O Uraguai de Basílio da Gama pela Martin Claret (2009)
>>> Lucíola de José de Alencar pela Via Leitura (2017)
>>> Fogo Estranho de John MacArthur pela Thomas Nelson (2019)
>>> O ministério da palavra de Deus de Watchman nee pela Clássicos (2011)
>>> A fé cristã normal de Watchman nee pela Living Stream Ministry (2016)
>>> Osso do seu Osso de F. j. Huegel pela Restauração (2019)
>>> A borboleta em você de Milt rodriguez pela Restauração (2008)
>>> Retendo a cabeça de Romeu pela Restauração (2012)
>>> O templo Interior de Milt Rodriguez pela Restauração (2004)
>>> A vida comunitaria de Deus de Milt Rodriguez pela Restauração (2009)
>>> Chamados À Comunhão De Seu Filho de Stephen Kaung pela dos Clássicos (2011)
>>> O Testemunho Do Senhor E A Necessidade Do Mundo de T. Austin-Sparks pela Clássicos (2017)
>>> Igreja e Israel no Novo Testamento de Daniel Juster e Keith Mathison pela Impacto Publicações (2019)
>>> Preparados para o Fim? de Harold Walker pela Impacto Publicações (2019)
>>> Grandes Doutrinas Bíblicas - Vol. 2 Deus o Espírito Santo (enc) de D. Martyn Lloyd-jones pela Publicações Evangélicas Selecionadas
>>> randes Doutrinas Bíblicas - Vol. 1 Deus o Pai, Deus o Filho (bro) de D. Martyn Lloyd-jones pela Publicações Evangélicas Selecionadas (1997)
>>> Casa de Oração – Vol.2 de Lance Lambert pela dos Clássicos (2013)
>>> Preparando-nos Para o Preparador de Harold Walker pela Impacto Publicações (2019)
>>> Amigos do Mestre de Pedro Arruda pela Impacto Publicações (2019)
>>> O Grande Abalo de Harold Walker pela Impacto Publicações (2017)
>>> A Comunhão Nossa de Cada Dia (2ª Edição) de Pedro Arruda pela Clássicos
>>> O Mistério da Oliveira de Johannes Fichtenbauer pela Impacto Publicações (2019)
>>> Playboy N°80 Sofia Clerici Charlie Sheen Maricel Alvarez de Revista argentina pela Playboy (2012)
COLUNAS

Segunda-feira, 28/1/2013
A Farsa de 2012
Gian Danton

+ de 3800 Acessos

2012 foi um ano sui generis. Foi o ano em que a população brasileira deixou de acreditar na mídia, por conta das relações entre a revista Veja e o contraventor Carlinhos Cachoeira. Foi também o ano em que uma restauração desastrosa se transformou em uma obra de arte. Foi o ano de ótimos filmes pipoca e humorísticos que fogem do convencional.

Um dos escândalos que dominaram 2012 foi a investigação sobre o contraventor Carlinhos Cachoeira. Conforme evoluíam as investigações da CPI, mais e mais pessoas iam sendo implicadas, tanto do PT quanto do PSDB. E não demorou para que se descobrissem as estranhas relações entre o editor da Veja em Brasília, Policarpo Júnior, e o contraventor.

Para coroar o caso, a mulher de Cachoeira foi presa ao tentar chantagear o juiz responsável pelo caso com a possibilidade de publicação de um dossiê contra ele na revista Veja.

Como era de se esperar, a CPI do Cachoeira se afogou e acabou não dando em nada. O casamento do contraventor, amplamente divulgado pela mídia, coroou a festa.

Outro fato relevante de 2012 foi a entrevista da ex-primeira-dama Rosane Collor, que marcou exatamente por sua irrelevância.

Aparentemente, sua única motivação era pressionar o marido para aumentar-lhe a pensão. Recém-convertida ao protestantismo, ela soltou pérolas, como "jesuiscidência", e denunciou os rituais de macumba feitos pelo marido. Pode não ter conseguido aumentar a pensão, mas conseguiu seu minuto de fama no Twitter. Alguns dos posts mais interessantes: "Malandra é a Roseane Collor, que ganha 18 mil por mês para falar mal do Collor enquanto o pessoal faz isso de graça", "Aceitou Jesus, mas não aceitou a pensão", "Coitada da Roseane Collor que ganha apenas 18 mil de pensão. Vai ter que vender os produtos da Jequiti pra por um prato de comida na mesa".

Se no cenário nacional, políticos, ex-mulheres, jornalistas e contraventores se uniram para encenar uma farsa, no cenário internacional, uma das notícias que mais repercutiram foi a restauração de uma pintura do século XIX, Ecce Homo, na Igreja de Borja, na Espanha. A restauração, realizada por uma senhora de 80 anos, desfigurou de tal forma a obra original que virou notícia no mundo todo e fez sucesso entre os internautas, que imaginaram como ficariam outras obras de arte após serem reformadas pela idosa.

Curiosamente, a pintura, até então pouco conhecida, tornou-se famosa e turistas passaram a visitar a cidade apenas para ver a obra. Tanto que a igreja passou a cobrar pelas visitas. A idosa chegou a cogitar entrar na justiça, pedindo direitos autorais.

Digno de um ano como esse, o filme O Ditador, estrelado por Sacha Baron Cohen, pode não ter sido tão anárquico quanto Borat, mas mesmo assim trouxe um tipo de humor que foge do lugar comum. As piadas já começam nos nomes: Alladim é o ditador de Wadyia, um país rico em petróleo que está criando sua própria bomba atômica (todos os meus amigos ditadores têm armas atômicas, reclama o protagonista, como uma criança birrada, à certa altura). Para evitar um ataque da ONU, ele precisa ir a Nova York fazer uma declaração. É quando sofre um atentado e é substituído por um sósia. O filme desconstrói as expectativas, fazendo o expectador torcer por um odioso ditador.

Difícil destacar qual a melhor cena. Talvez aquela em que o ditador muda o dicionário, trocando várias palavras pelo seu nome, inclusive positivo e negativo (o médico, com o resultado de um exame na mão pergunta ao paciente se ele quer a informação Aladim ou Aladim) ou aquela em que o ditador precisa aliviar os bolsos de peso e se descobre que ele levou uma garrafa de água de coco, três bananas e dois tijolos, ou a cena em que ele defende os benefícios da ditadura, mas parece estar falando da democracia americana.

Outra comédia politicamente incorreta que vale o registro é Ted, dirigido por Seth MacFarlane (do desenho Uma Família da Pesada), que se tornou famoso depois de o deputado Protógenes Queiroz o assistir com seu filho de 12 anos e pedir a proibição do mesmo.

O filme conta a história de um garotinho solitário que, na noite de Natal, pede ao Papai Noel que seu ursinho de pelúcia ganhe vida. Já adulto, John (Mark Wahlberg) precisa decidir entre manter a amizade de infância com um Ted que usa maconha, bebe e vive com prostitutas, ou o namoro com Lori Collins (Mila Kunis).

É um filme sobre amizade, responsabilidade e desejos. Na analogia com a teoria freudiana, Ted é o ID, o instinto, a realização dos desejos do protagonista. Quando seu dono é criança isso se revela, por exemplo, em passar o tempo jogando videogame ou assistindo Flash Gordon. Quando este se torna um adulto, a realização passa a ser curtir a vida em baladas, com mulheres, bebidas, etc. Se Ted é o ID, a namorada Lori é o Superego. É ela que chama John às responsabilidades da vida, à preocupação com a carreira e com os deveres sociais. John deverá aprender a equilibar-se entre o ID e o Superego, e é sobre essa premissa que o filme se sustenta.

A força de Ted está toda no roteiro, que consegue arrancar gargalhadas, especialmente dos expectadores mais antenados às referências à cultura pop, como a aparição de Flash Gordon no filme.

Na televisão, finalmente tivemos uma novela que balançou os cânones do gênero. Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro, quebrou com o estereótipo da heroína ingênua boazinha. As ótimas interpretações de Débora Falabela, como uma mocinha disposta a qualquer coisa para conseguir sua vingança, e de Adriana Esteves, no papel de uma vilã carismática, deram tridimensionalidade às personagens e cativaram a audiência, num verdadeiro fenômeno que deve mudar para sempre a cara da teledramaturgia brasileira.

Nessa retrospectiva não poderia faltar um filme pipoca e nessa categoria nenhum outro conseguiu ser tão bom quanto Os Vingadores, de Joss Whedon. O diretor mostrou que é fã de quadrinhos e entende como ninguém a sintaxe das histórias Marvel. Ele explora isso com maestria no filme, desde a inevitável briga entre os heróis ao ardiloso vilão, que, no entanto, se revela tridimensional, ou a Viúva Negra, que se mostra de fato uma espiã de talento. Coroando tudo, a melhor cena pós-créditos de filmes Marvel, dando pistas do vilão da sequência.


Gian Danton
Macapá, 28/1/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. Bitcoin, smart contracts, blockchain, cryptoassets de Julio Daio Borges
03. Mitos na corda bamba de Guga Schultze
04. Por que os blogs de jornalistas não funcionam de Julio Daio Borges
05. Literatura solidária de Marcelo Barbão


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2013
01. E Benício criou a mulher... - 19/8/2013
02. Conservadores e progressistas - 29/7/2013
03. Billy Wilder: o mestre do cinema, parte I - 8/4/2013
04. Procure saber: os novos donos da história - 21/10/2013
05. Biocyberdrama: quadrinhos pós-humanos - 20/12/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A LEITORA DO ALCORÃO
G. WILLOW WILSON
ROCCO
(2011)
R$ 24,00



LA JUDIA DE TOLEDO
LION FEUCHTWANGER
EDAF
(1992)
R$ 30,00



UNDERSTANDING PUBLIC OPINION
BARBARA NORRANDER E CLYDE WILCOX
CQ PRESS
(1996)
R$ 130,00



LA MUJER ZURDA - 4090
PETER HANDKE
ALIANZA EDITORIAL
(1979)
R$ 10,00



O PROPRIETARIO
JOHN GALSWORTHY
OPERA MUNDI
(1973)
R$ 10,00



VIVENDO NAS NUVENS
MARCIA FONTENELLE
IMPRIMATUR
(2007)
R$ 20,00



UM PRESENTE DE TERROR
ALFRED HITCHCOCK

R$ 16,00



LIÇÕES DE MORDOMIA
WALTER KASCHEL
BETÂNIA
R$ 15,00



HAUS & SONNENKRAFT
SABADY ARCHITEKT
HELION
(1974)
R$ 150,00



MYSTERIUM SALUTIS I/1
JOHANNES FEINER;MAGNUS LOEHRER
VOZES
(1971)
R$ 100,00





busca | avançada
36145 visitas/dia
1,3 milhão/mês