O desempenho da China no desenvolvimento de costas | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
59843 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pousada e Recanto dos Pássaros – Sítio Vô Elias Maffei
>>> Coreógrafa carioca Esther Weitzman ministra oficina gratuita de dança no Sesc Santana
>>> Caleidos apresenta “Entrevista” para gestores e professores da rede pública de São Paulo
>>> É HOJE (30/9): Mostra Imaginários no Cine Bijou
>>> Etapa apresenta concerto gratuito da Camerata Fukuda com o violinista Ricardo Herz
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> 50 anos de Bossa Nova
>>> O humor da Belle Époque
>>> 24 de Março #digestivo10anos
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim
>>> Kindle DX salvando os jornais?
>>> A Casa de Ramos
>>> Reconhecimento
>>> A hora exata em que me faltaram as palavras
Mais Recentes
>>> Santo Antonio das Grimpas de Marietta Telles Machado pela Atual (1987)
>>> Allan Kardec: o Grande Codificador de Martin Claret pela Martin Claret (1995)
>>> Letras 2 Lingüistica Aplicada de Ufsm pela Ufsm (1991)
>>> Dicionário do Inexplicado - Edições Planeta Nº 131 de Eduardo Araia Ed. pela Três
>>> Luz, Câmera, Gestão - a Arte do Cinema na Arte de Gerir Pessoas de Myrna Silveira Brandão pela Qualitymark (2006)
>>> Habeas Data de José Eduardo Nobre Matta pela Lumens Juris (2005)
>>> Fale Tudo Em Inglês nos Negócios - Com Cd de José Roberto A. Igreja pela Disal (2011)
>>> Como Llegar a Ser un Maestro de La Negociacion de Pierre Louis Criqui, Eric Matarasso pela Granica (1991)
>>> Biologia 6 - Ecologia, Origem da Vida e Evolução de Cqc - Sistema de Ensino pela Do Autor
>>> Curriculum Vitae e Memorial - Normas para Apresentação de Documentos de Universidade Federal do Paraná pela Ufpr (2001)
>>> Net Force Hidden Agendas de Tom Clancys pela Berkley Books (1999)
>>> Apostila de Direito Administrativo para Técnico do Mpu de Diversos Autores pela Do Autor
>>> Cândido Portinari a Vida dos Grandes Brasileiros de Marcos Moreira Afonso Arinos de Mello Franco pela Três (2003)
>>> A Fúria dos Reis - Livro 2 de George R. R. Martin pela Leya (2019)
>>> Memórias de Vida de D Tinoca Emerentina Amorim da Silva pela Lunardelli (2001)
>>> Mercador de Versos de Lêda Mirowinski pela Da Autora (1995)
>>> Enquanto Estamos Crescendo de Valéria Piassa Polizzi pela Ática (2006)
>>> Quando Tudo Falha de Rodolpho Belz pela Casa Publicadora Brasileira (1987)
>>> Topografia Usual de E Liger pela Gg Barcelona
>>> Stupid White Men uma Nação de Idiotas de Michael Moore pela Francis (2003)
>>> Minha Vida Daria um Filme de Simona Toma pela Fundamento (2014)
>>> Entre Parênteses de Tonho França pela Komedi (2002)
>>> Amor Conjugal de Seicho Taniguchi pela Seicho-no-ie (1991)
>>> Presença Nº 1 de Vários pela Caetés (1983)
>>> Como Vencer na Vida Sendo Professor de Hamilton Werneck pela Vozes (1998)
COLUNAS >>> Especial Olimpíadas e China

Quinta-feira, 4/9/2008
O desempenho da China no desenvolvimento de costas
Vicente Escudero

+ de 4200 Acessos


O etíope Abebe Bikila e seu genuíno pé-de-atleta.

Muitas águas passaram desde as Olimpíadas de 1960, em Roma, quando o corredor etíope Abebe Bikila venceu a maratona e conquistou a primeira medalha de ouro de um país africano na competição.

Descalço, o corredor etíope incorporou o espírito olímpico do jogo limpo e da superação, vencendo a prova e dizendo ao mundo que correra sem tênis para mostrar que seu país sempre competiu com determinação e heroísmo.

Quase cinqüenta anos depois a competição acontece na China, um país em crescimento, que ensaia uma hegemonia geopolítica, supostamente às portas da democracia e ainda engatinhando na interpretação dos esportes como valorização e celebração da superação dos limites físicos do ser humano.

Crescimento ou desenvolvimento? Independente da denominação, esta disputa não é justa e não está sendo encarada de frente. A linha de chegada está distante, apesar do crescimento econômico do país causar torpor suficiente para cegar parte da crítica, defensora irrestrita do modelo econômico chinês. Quem liga se a China impede, na ONU, o fim do massacre de Darfur, no Sudão, para enriquecer fornecendo armamento ao conflito?

A ideologia comunista gradualmente diminui. Seu perfil político, agora, é traçado de acordo com as demandas econômicas do mercado: teme-se mais a concorrência do que a figura de Mao.

Então, com todas estas peculiaridades, a China rema... rumo ao...?

Vale a pena falar do remo, esporte que pratiquei durante uns quatro anos. Comecei com o canoe, barco de madeira para iniciantes, depois passei para o skiff, barco profissional, levinho, que não deve pesar mais de quinze quilos. E ele voa, se voa! Depois de muito tempo de treinamento, com o sincronismo afiado dos remos, a sensação da remada se transforma num suave deslize sobre a água, uma viagem de um quilômetro, solitária, de costas, rumo à chegada.

E é assim que a China cresce: de costas. Se o skiff segue leve, num ritmo cadenciado, firme e seguro, rumo ao pódio, a China atropela tudo, como um barco viking desgovernado, comandado pelo timoneiro gigante Yao Ming ― de tranças? ―, no rio Huang He em direção ao Tibete, passando por cima dos direitos humanos, do crescimento sustentável e do espírito olímpico.

Toda olimpíada é sedutora e, diante de um estádio como o Ninho de Pássaro ou de um ginásio como o Cubo D'Água, todos se esquecem que os operários destas construções foram gentilmente expulsos de Pequim após o término das obras. Segundo fontes não-oficiais, naturalmente.

A China atual é algo novo na geopolítica. Qualquer previsão sobre o resultado da mistura entre a submissão da doutrina de Confúcio com a escola keynesiana, corrupção crescente, governo comunista e partido único, tem a seriedade de uma consulta ao I Ching.

Diante destas singularidades, fica a pergunta: qual democracia força a participação de um corredor contundido?

Ah, quase ia me esquecendo! Também pratiquei vôlei e natação, o que que não aumenta, em nada, as chances de eu levantar a bola da China.

Esporte e intelecto: mens sana in corpore sano?
Confesso. Pratico esportes desde sempre. Comecei com a natação, depois o vôlei e, por último, o remo. Noves fora as esporádicas partidas de basquete. Sempre estive próximo a atletas: jogadores de vôlei, um goleiro de futebol, um jogador de basquete, todos profissionais. Joguei até no time de futebol da minha rua. Tínhamos uniforme e tudo. Aos sábados e domingos "tirávamos um contra". Entupíamos um carro com o time todo ou bagunçávamos dentro do ônibus até o local do derby.

Quase participei das famosas peneiras de vôlei. Ainda moleque, percebi que minha cabeça estava mais no mundo da lua do que os meus pés no chão da quadra e acabei deixando de lado a idéia de me profissionalizar no esporte. Mas só por isso?

Não. Em primeiro lugar, porque não gostava da rotina do esporte profissional, em segundo e em menor grau, porque esporte profissional, no Brasil, deve ser praticado fora do Brasil. Patrocínio sério, estrutura adequada, salários em dia e respeito só existem por aqui, e um pouco, no futebol. O oportunismo das outras esferas repete-se no trato dos esportes.

Admito. O primeiro destes conflitos pesou. Nunca tratei o esporte como uma excludente de qualquer atividade intelectual, menos ainda como tábua de salvação para qualquer problema. Entre uma rotina extenuante, de abnegação, e um futuro universitário, optei pela segunda opção. Impossível praticar, profissionalmente, as duas modalidades.

Nem por isso abri mão do esporte. Continuo nadando, correndo e acreditando que, tanto nas ciências, como no esporte, todo desafio é íntimo, toda superação é individual.

Lições da olimpíada de Pequim.
Os americanos, que são chegados em descer a porrada, não sabem passar o bastão.

Mas, e a China? Bem... a China conseguiu treinar o primeiro corredor de 110 metros rasos com barreiras, sincronizado. Com o governo, claro.

A tal professora primária ― literalmente ― do Michael Phelps, estava certa. Além de só ganhar peso nas olimpíadas, ele, até hoje, nada.

Por último, o mais importante:

Ninguém pega o Usain Bolt...!


Vicente Escudero
Campinas, 4/9/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A língua da comida de Daniela Sandler


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero
01. Oversharing: que negócio é esse? - 24/6/2010
02. A mitologia original de Prometheus - 2/8/2012
03. Colocando o preto no branco das câmeras digitais - 12/8/2010
04. Kindle, iPad ou Android? - 14/4/2011
05. Ascensorista para o arranha-céu da literatura - 13/7/2007


Mais Especial Olimpíadas e China
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mensagens para a Vida Diária
Norman Vincent Peale
cultrix
(1955)



Rainhas da Antiguidade
Dirce Lorimier Fernandes
Letraselvagem
(2014)



Livro - While My Eyes Were Closed - Dare You Close Your Eyes For Even a Few
Linda Green
Quercus
(2016)



Intercambio. Coisas Que Todo Jovem Precisa Saber
Joao Marcelo de Melo Teles
Melhoramentos
(2001)



O Rato da Sacristia
Cláudio Martins; Lêdo Ivo
Global
(2000)



Amor é Prosa Sexo é Poesia - Crônicas Afetivas
Arnaldo Jabor
objetiva
(2004)



O Livro dos Espíritos
Allan Kardec
Ide
(2009)



Don Quijote de La Mancha - Clasicos a Medida
Miguel de Cervantes Saavedra
Anaya
(2008)



Representação e Complexidade
Org Cândido Mendes
garamond
(2003)



Um Caldeirão Chamado 1964 - Depoimento de um Revolucionário
Aristóteles Drummond
Resistência Cultural
(2012)





busca | avançada
59843 visitas/dia
2,0 milhão/mês