Intolerância | Guilherme Pontes Coelho | Digestivo Cultural

busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 14/10/2009
Intolerância
Guilherme Pontes Coelho

+ de 3400 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Minha filha foi promovida nas aulas de natação. Da turminha de "acquababy", na qual os pirralhos entram acompanhados por um dos pais, passou para a de natação infantil, onde eles se descabelam sozinhos. No primeiro dia de aula na nova turminha, cheguei cedo demais. Esperamos à beira da piscina o tempo passar, eu e ela conversando discretamente no nosso dialeto particular.

Dora, minha filha, parou um pouco de falar e achou mais interessante escalar uma porta cheia de frisos e de dois metros de altura. Tudo bem, fiquei observando. E, enquanto a observava, comecei a prestar atenção no papo que duas jovens mães levavam ao meu lado. Uma aparentava menos de trinta, a outra, pouquinho mais. O jeito dondoca de vestir e falar é bem a cara do nosso bairro, o Sudoeste. O filho de uma, da mais nova, ainda iria entrar na piscina, ela esperava como eu a hora de começar a aula. O filho da outra, de uns quatro ou cinco anos, estava saindo da aula dele, noutra piscina. Uma dupla chegando, outra saindo, elas se encontraram e começaram a conversar. Um papo muito interessante.

Claro que o assunto era a educação dos filhos. Se você já tiver crianças, sabe como é. É um assunto corriqueiro. Inclusive, é uma ótima maneira de iniciar conversas (com quem já tem filhos). Eu começaria ouvir o papo delas de qualquer forma, pais e mães sempre têm algo a acrescentar, alguma dica para dar a outros. É uma troca de informações frequente, mesmo que dessa forma: abelhudando o papo alheio. Número de pediatra, indicação de lojas de roupas baratas, uma receita de berinjela disfarçada de alguma coisa gostosa, e por aí vai ― a gente vive trocando figurinhas. Mas aquelas figurinhas que as duas mães trocavam não eram exatamente as que eu queria pra minha coleção.

"Eu falo pro meu filho: 'Não, não ande com aquele coleguinha ali, não,viu? Ele não é boa influência'. Falo mesmo!", dizia uma, ao que a outra respondia: "É, a gente tem que ter cuidado mesmo. Não pode deixar, não", e a primeira complementava: "É má influência mesmo! Não quero isso perto do meu filho de jeito maneira!", e a segunda prosseguia: "Começa assim, cedo mesmo. Cada uma que cuide do seu..." etc.

Elas não conversavam assim, nesse pingue-pongue. A fala de uma cortava o final da fala da outra, típico de quem quer falar mais e ouvir menos. Elas se referiam, pelo que percebi, a crianças de outro meio, acho que da escola. E ambas continuaram o exercício pseudopedagógico. E eu prestando atenção. (E Dora escalando a porta.)

Duas mães jovens, bonitas, bem de vida, dando lições de intolerância aos filhos. Estigmatizando e excluindo coleguinhas dos meninos ― e plantando nos próprios filhos, desde a infância, a semente do preconceito.

Maternidade/paternidade: assunto difícil. Difícil pra caralho. Os pais fazem o que podem (uma tia de quem gosto muito já me disse que "Fazem o que conseguem!"). Mesmo que aquela mãe creia estar educando, não pude evitar o pensamento de que aliciar o próprio filho com o fim de afastar outra criança é uma demonstração obtusa de insegurança maternal. O menino vive a vida dele, e você cuida pra que ele, o filho, vá vivendo e aprendendo.

No fundo, poucos pensam em rever valores e atitudes quando viram pai/mãe. A primeira coisa que passa pela cabeça e se incorpora ao papel de educadores é o de transmitir os valores já estabelecidos. É o medo da transgressão, da quebra de hábitos familiares.

Um outro exemplo de intolerância me fez pensar, inclusive, que não deve ser só o medo da mudança, mas uma vontade direta e clara de estigmatizar. Okay, talvez eu esteja exagerando, mas foi o que pensei quando a seguinte coisa aconteceu.

Reunião de pais na creche. Adoro. Geralmente falo o mínimo possível, quando falo. Cedo a vez a quem gosta de barraco, de criar debates calorosos sobre coisas que não farão a menor diferença na educação dos nossos pirralhos. Numa dessas reuniões, pediu pra falar uma certa mãe (a qual minha esposa, depois, me confirmou ser muito, digamos, "contundente" ― barraqueira). A tal senhora, mãe de duas filhas (de 5 e 6 anos, ou 4 e 5, sei lá), apresentou a seguinte proposta: que nas agendas de acompanhamento que nós, pais, recebemos todo santo dia, além das observações alimentares e pedagógicas, houvesse avisos sobre coleguinhas com piolho ou com "coisas" contagiosas, tipo gripe. Porra, qual é?

O que é que eu vou fazer com uma informação dessa? Cochichar no ouvido da Dora: "Não brinque com o Joãozinho, ele faz [causa] dodói"? Crianças doentes não vão pra creche. Ponto. A creche sabe disso, os pais sabem disso, inclusive essa mãe separatista. Mas pense bem: abrir a boca no meio de umas sessenta pessoas e sugerir uma medida "preventiva" para uma coisa que nunca acontece, medida esta cujo efeito seria estigmatizar, é ou não é uma vontade louca de impor um valor escuso sem dar brechas à tolerância e à compreensão?

Pode ser carência. Tem muito de insegurança. Há, sem dúvida, uma dose de medo (não sei precisar do quê, exatamente). Mas parece haver um gosto inegável pela intransigência, mesmo.

Voltando às dondocas, elas se despediram quando a aula ia começar. Uma saiu, com seu rapazote. A outra ficou, a mais jovem, sentou ao meu lado e assistiu à aula do filho, recém-coleguinha da minha menina. Não propriamente conversamos, mas trocamos umas frases. Ela se queixava de que os professores estavam fazendo "coisas muito perigosas" com as crianças, do tipo: mergulhos de, se muito, um metro de altura ― um metro. Eu ouvia esse tipo de coisa, e olhava pras crianças pulando na piscina, cheias de vontade, todas sorrindo.

Acabou a aula, pegamos nossas crianças, conversei com a professora, fui trocar a Dora. Eu a levei pra almoçar.


Guilherme Pontes Coelho
Brasília, 14/10/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos de Jardel Dias Cavalcanti
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto de Heloisa Pait
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz de Heloisa Pait
04. Retratos da ruína de Elisa Andrade Buzzo
05. Revolusséries de Luís Fernando Amâncio


Mais Guilherme Pontes Coelho
Mais Acessadas de Guilherme Pontes Coelho em 2009
01. A morte de Michael Jackson, um depoimento - 5/8/2009
02. Exógeno & Endógeno - 4/11/2009
03. Entre a simulação e a brincadeira - 11/3/2009
04. Meu assassino - 10/6/2009
05. Sobre escrever a História - 17/6/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/10/2009
10h35min
Ser mãe não é uma tarefa muito fácil. Principalmente porque temos a tendência de complicar ainda mais. Tenho uma filha de 8 (quase 9) anos e desde o momento que descobri estar grávida eu reflito sobre minhas atitudes e as consequências destas na vida da minha filha. E te confesso que já vivi situações de orientar a minha pequena que mantivesse distância de determinada coleguinha... Não foi uma tarefa fácil. Mas foi necessário... Nunca por razões econômicas ou sociais, mas somos os responsáveis pela segurança de nossas crianças e, diante de uma má influência (ainda que de pouca idade), acredito que o mais apropriado seja se afastar. Confesso que cheguei a vislumbrar a possibilidade de tomar o caminho contrário... Em vez de me afastar (minha filha), me envolver. Tentar solucionar ou, pelo menos, ajudar nos problemas que a criança (a coleguinha) apresentava. Mas isso ia além das minhas forças... E agora, ao ler o teu texto, lembrei da minha decisão de seguir o caminho mais fácil.
[Leia outros Comentários de Maite Lemos]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PROGRESSO, POBREZA E EXCLUSÃO
ROSEMARY THORP
BID
(1998)
R$ 35,00



A NOVA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL
NEWTON JOSÉ DE OLIVEIRA NEVES E MILTON FAGUNDES
MISSION
(1999)
R$ 10,00



COMO E POR QUE LER OS CLÁSSICOS UNIVERSAIS DESDE CEDO
ANA MARIA MACHADO - NOVO
OBJETIVA
(2002)
R$ 54,00



UM AMOR DE GATO
GLENN DROMGOOLE
PUBLIFOLHA
(2002)
R$ 5,00



UM TURISTA NA TERRA
LEO P KELLEY
GALERIA PANORAMA
(1973)
R$ 10,00



CID-10 VOL. 1: CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE
OMS - ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE
EDUSP
R$ 102,00



OITENTA ANOS DE FERNANDO HENRIQUE CARDOSO
HUBERT ALQUERES
JATOBÁ
(2011)
R$ 120,00



A GAROTA DO CALENDÁRIO - SETEMBRO
AUDREY CARLAN
VERUS
(2016)
R$ 7,00



A CURVA DA ESTRADA
FERREIRA DE CASTRO
GUIMARÃES EDITORES
(2002)
R$ 29,70



TEXTOS FILOSÓFICOS
KARL MARX
MANDACARU
(1990)
R$ 13,41





busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês