DVDteca Arte na Escola: uma luz no fim do túnel | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
69585 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Entrevista com Cardoso
>>> Além do mais
>>> Adeus, Orkut
>>> Sabe como é, pode rolar...
>>> Zeitgeist
>>> 9° Festival Internacional do Documentário Musical
>>> Até Faustão apoia os protestos
Mais Recentes
>>> Veja 45 anos. Edição Especial. Ano 46 - 2013 de Vários pela Abril (2013)
>>> Revista Exame O consumidor no Vermelho. Edição 997 de Vários pela Abril (2011)
>>> Almanaque da Luluzinha e do Bolinha. Edição especial. de Vários pela Pixel (2011)
>>> Freud e a Educação - O Mestre do Impossível de Maria Cristina Kupfer pela Scipione (1997)
>>> Freud Antipedagogo de Catherine Millot pela Jorge Zahar (1987)
>>> Formação de professores indígenas: repensando trajetórias de Luis Donizete Benzi Grupioni (Org.) pela Unesco/Secad (2006)
>>> O Freudismo de Mikhail Bakhtin pela Perspectiva (2001)
>>> De Piaget a Freud - A (Psico)Pedagogia Entre o Conhecimento e o Saber de Leandro de Lajonquière pela Vozes (1998)
>>> Uma Breve História do Mundo de Geofrey Blainey pela Fundamento (2007)
>>> Piaget - O Diálogo com a Criança e o Desenvolvimento do Raciocínio de Maria da Glória Seber pela Scipione (1997)
>>> Cem Anos Com Piaget – Substratum Artes Médicas – Volume 1, Nº 1 de Ana Teberosky e Liliana Tolchinsky pela Artes Médicas (1997)
>>> Você e eu- martin buber, presença palavra de Roberto Bartholo Jr. pela Garamond (2001)
>>> Piaget - Experiências Básicas Para Utilização Pelo Professor de Iris Barbosa Goulart pela Vozes (1998)
>>> Revisitando Piaget de Fernando Becker e Sérgio Roberto K. Franco (Org.) pela Mediação (1998)
>>> Eu e Tu de Martin Buber pela Centauro (2001)
>>> Jean Piaget Sobre a Pedagogia - Textos Inéditos de Silvia Parrat e Anastasia Tryphon (Org.) pela Casa do Psicólogo (1998)
>>> Cinco Estudos de Educação Moral de Jean Piaget, Maria Suzana de Stefano Menin, Ulisses Ferreira de Araújo, Yves de La Taille, Lino de Macedo (Org) pela Casa do Psicólogo (1996)
>>> Percursos Piagetianos de Luci Banks-Leite (Org.) pela Cortez (1997)
>>> Piaget e a Intervenção Psicopedagógica de Maria Luiza Andreozzi da Costa pela Olho D'Água (1997)
>>> Fazer e Compreender de Jean Piaget pela Melhoramentos (1978)
>>> Dicionário do Renascimento Italiano de John R. Hale pela Jorge Zahar (1988)
>>> A Tomada de Consciência de Jean Piaget pela Melhoramentos (1978)
>>> Psicologia e Pedagogia de Jean Piaget pela Forense Universitária (1998)
>>> Dicionário Temático do Ocidente Medieval de Jacques Le Goff & Jean-Claude Schmitt pela Edusc (2002)
>>> Como Orientar a Criança Excepcional - vol. 8 - Curso de Orientação Educacional de Jay Aruda Piza pela Pontes (2020)
>>> O Estruturalismo de Jean Piaget pela Difel (1979)
>>> Higiene Mental das Crianças e Adolescentes- vol. 7 - Curso de Orientação e Educacional de Dep. de Instrução Pública de Genebra pela Ponte (1972)
>>> O Pós-dramático de J. Guinsburg e Silvia Fernandes pela Perspectiva (2009)
>>> Poesia soviética de Lauro Machado Coelho pela Algol (2007)
>>> Pétala Soletrada pelo Vento de Mariayne Nana pela Urutau (2018)
>>> Tomidez e Adolescência vol. 6 - Curso de Orientação Educacional de Jean Lacroix pela Pontes (1972)
>>> Ensaios Reunidos (1946-1971), V. 2 de Otto Maria Carpeaux pela Topbooks (2005)
>>> Como compreender seu Potencial de Myles Munroe pela Koinonia Comunidade (1995)
>>> Louvai a Deus Com Danças de Isabel Coimbra pela Profetizando Vida (2000)
>>> A missão de Interceder de Durvalina B. Bezerra pela Descoberta (2001)
>>> O Contrabandista de Deus de Irmão André. John e Elizabeth Sherrill pela Betânia (2003)
>>> Ensaios Reunidos 1942 - 1978 Vol. 1 de Otto Maria Carpeaux pela Topbooks (1999)
>>> O Dízimo e o Sábado não são Cristãos de Fernando César Roelis Padilha pela Xxxxxxxxxxxx (1995)
>>> Socorro, Temos Filhos! de Dr. Bruce Narramore pela Mundo Cristão (1992)
>>> Fale a verdade consigo mesmo de Willian Backus Marie Chapian pela Betânia (1989)
>>> Como controlar as Tensões no Camento de Bill e Vonette Bright pela Candeia (1990)
>>> Satanás está vivo e Ativo no planeta terra de Hal Lindsey pela Mundo Cristão (1981)
>>> Venha O Teu Reino de David W. Dyer pela Ministério Grão de trigo (1985)
>>> Eu, um Servo? Você está Brincando! de Charles Swindoll pela Betânia (1983)
>>> Que Há Por Trás Da Nova Ordem Mundial? de E. G. White pela Vida Plena (1995)
>>> Cerco de Jericó a caminho da vitoria de Pe. Alberto Gambarini pela Ágape (2005)
>>> Comunicação a Chave para o Seu Camento de H. Norman Wright pela Mundo Cristão (1983)
>>> Princípios de Interpretação da Bíblia de Walter A. Henrichsen pela Mundo Cristão (1983)
>>> Apocalipse versículo por versículo de Severino Pedro da Silva pela Cpad (1985)
>>> Boas Esposas de Louisa May Alcott pela Principis (2020)
COLUNAS

Terça-feira, 20/10/2009
DVDteca Arte na Escola: uma luz no fim do túnel
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 5900 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O acesso à arte e ao conhecimento relativo a ela é ainda raro no Brasil. Pode-se dizer que é quase impossível. Bons museus existem apenas nas grandes cidades, exposições internacionais são raras, livros são caríssimos por causa das suas ilustrações coloridas. E mesmo um conhecimento especializado tem ainda engatinhado, se comparado ao produzido na Europa e Estados Unidos.

Salvo o acesso à internet, muitas vezes uma ferramenta simplificadora do saber, de que outra forma um professor de artes (ou educação artística) pode adquirir um conhecimento de qualidade? Se pensarmos em professores da rede pública, a situação chega a ser calamitosa. Com o salário desumano que o Estado lhes paga (forçando-os a ter uma dupla jornada de trabalho para sobreviver, roubando-lhes o tempo que deveria ser usado para estudar) como comprar livros, pagar viagens para a visitação a exposições, comprar catálogos nessas mesmas exposições ou sair do país em busca de uma cultura mais ampla?

No que diz respeito especificamente à história e à prática da arte brasileira a situação piora, pois não temos museus espalhados pelas cidades do interior que preservem e divulguem a nossa arte (geralmente guardada a sete chaves em coleções particulares), cursos de graduação em história da arte são raros (impossibilitando um maior número de pesquisas críticas de qualidade sobre nossa arte), e as publicações são mínimas.

Dentro desse quadro pessimista, eis que brilha uma luz no fim do túnel. O Instituto Arte na Escola tem produzido em DVD um material de primeira grandeza sobre arte brasileira, englobando uma perspectiva metodológica a um conhecimento de alta qualidade. Um esforço louvável que deveria ser apoiado por todas as instituições interessadas na educação escolar e na ampliação da sensibilidade do povo brasileiro.

A qualidade do material organizado nos DVDs Arte na Escola é inquestionável: trata-se de um momento raro do encontro entre uma estratégia pedagógico-educacional e um conjunto de conhecimentos de nível altíssimo produzido para facilitar o acesso dos professores e alunos ao mundo da arte, principalmente a arte brasileira, seja ela do passado (caso do vídeo sobre Aleijadinho, por exemplo,) ou contemporânea (caso do vídeo sobre Leonilson, Mira Schendel ou sobre Arte Conceitual).

Distribuído junto aos DVDs (que comentaremos abaixo), o Arte na Escola publica um caderno-libreto com uma metodologia de ensino baseada na ideia do professor propositor, aquele que não é indiferente à tarefa do ensino nem autoritário quanto aos caminhos que a educação artística deve tomar.

Baseado no conceito de "rizoma", que "se refere a um mapa que deve ser produzido, construído, sempre desmontável, conectável, reversível, modificável, com múltiplas entradas e saídas, com suas linhas de fuga" (Deleuze-Guatarri), o libreto traz um mapa potencial de estratégias bastante ousadas para o uso didático dos DVDs. Partindo dos conceitos de "arte e cultura", passa-se ao "processo de criação", "materialidade", "mediação cultural", "linguagens artísticas", "saberes estéticos e culturais" e "patrimônio cultural".

A partir dessas linhas mestras, que funcionam em total liberdade de encontro e desencontro, anexam-se ainda questões relativas a relação público-obra, suportes, sistemas simbólicos, procedimentos técnicos, memória, ação criadora, história, sociologia e estética da arte.

Além deste mapa riquíssimo em sugestões de entradas para se conhecer a arte, o libreto retoma as questões desenvolvidas no interior de cada DVD, a partir do mapa, com uma ficha técnica com informações sobre temas e artistas abordados, uma sinopse do conteúdo, o debate teórico muito bem amparado em bibliografia especializada sobre as questões que ele trata, propondo, ainda, um conhecimento a partir da pesquisa dos próprios alunos, que são levados à empreenderem sua própria poética, criando portfolios que não só são um relato do conhecimento adquirido, mas uma proposição estética do próprio aluno.

Dois outros elementos importantes são agregados aos DVDs: um glossário e uma bibliografia especializada no tema que os DVDs tratam. No glossário sobre Arte Conceitual (tema de um dos DVDs), por exemplo, podemos ver os verbetes "ready-mades", "arte conceitual", "arte postal", "livro-objeto". Explicações para uma terminologia que facilita ao professor e ao aluno melhor se relacionar com um tema tão complexo como a arte contemporânea. A bibliografia tem caráter acadêmico, sendo ela nacional e internacional (em traduções), imprescindível a todo educador que queira navegar tranquilamente no mundo da arte. Por exemplo, podemos citar alguns dos livros importantes para se conhecer a arte conceitual como Arte contemporânea, de Michael Archer, O sistema dos objetos, de Baudrillard ou A invenção de Hélio Oiticica, de Celso Favaretto, dentre outros. Há ainda uma boa relação de sites onde se pode pesquisar arte em geral.

Quanto aos DVDs propriamente ditos, devemos elencar seus valores. Eles formam um conjunto, por enquanto, de mais de 150 DVDs, com uma temática ampla, privilegiando ora a apresentação da obra individual dos artistas, como, para ficar em alguns exemplos, Cildo Meireles, Leonilson, Ianelli, Anita Malfatti, Ligya Clarck; ora desenvolvendo uma reflexão sobre temas como "arte contemporânea", "arte conceitual", "vídeo-arte" etc.

Os formatos dos documentários são também bastante variados, respeitando a estética de cada artista, como se pode ver, por exemplo, na diferença entre o tratamento que é dado à obra de Hélio Oiticica e à obra de Mira Schendel. Criados a partir de uma séria pesquisa documental, que engloba visitas a museus e acervos importantes, entrevistas com os artistas comentando sua própria obra, análise de críticos, historiadores da arte e curadores renomados, os DVDs são também uma importante fonte documental para a implementação de pesquisas sobre a história da arte brasileira.

Este último elemento merece outra consideração. O relato dos próprios artistas (que falam amplamente sobre seu processo de criação) além de ser um documento para a história é também uma verdadeira reflexão sobre o processo criativo de cada um deles. Dessa forma, servindo de exemplo sobre um grande número de possibilidades poéticas abertas aos alunos, tanto no que diz respeito às técnicas quanto à abertura da imaginação e da sensibilidade do espectador.

A existência desta DVDteca tem suas razões de ser. Há alguns dados, retirados do site do projeto Arte na Escola, que explicam os objetivos da Instituição: "O Instituto Arte na Escola tem como missão incentivar o ensino da Arte por meio de formação contínua do professor do ensino básico, investigando e qualificando processos de aprendizagem, por meio de ações de Educação Continuada, Midiateca e Comunicação e conta com a Rede Arte na Escola para ampliar suas ações e multiplicar resultados. Esta Rede ― presente em todas as regiões do país ― é constituída por 53 Pólos Arte na Escola, formada por universidades conveniadas ao Instituto Arte na Escola. A Rede Arte na Escola beneficia anualmente cerca de 30 mil professores, que por sua ação atingem milhares de alunos do ensino Infantil, Fundamental e Médio da rede pública brasileira".

Outra ação implementada pelo Instituto Arte na Escola é o Prêmio Arte na Escola Cidadã, que "identifica, reconhece e divulga o trabalho pedagógico do professor com projetos de qualidade no ensino das linguagens da arte, com ênfase na ampliação do repertório dos alunos e no comprometimento com sua formação cultural, visando a construção da cidadania e a transformação social".

Um fato notável dessa natureza não deveria ser desconhecido de quem se preocupa com os rumos da educação neste país, principalmente os que são educadores da arte. Parabéns e vida longa ao Arte na Escola: é o mínimo que se pode falar nesse momento, por sua existência num país tão carente de projetos sérios e de alta qualidade.

Nota do Autor
Este texto é dedicado às professoras Carla Galvão e Maria Irene, que têm tornado uma realidade o Arte na Escola no curso de Artes Visuais da Universidade Estadual de Londrina.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 20/10/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O massacre da primavera de Renato Alessandro dos Santos
02. Dar títulos aos textos, dar nome aos bois de Ana Elisa Ribeiro
03. Escrever para não morrer de Andréa Trompczynski


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2009
01. Davi, de Michelangelo: o corpo como Ideia - 3/11/2009
02. A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles - 24/11/2009
03. Cigarro, apenas um substituto da masturbação? - 1/9/2009
04. Michael Jackson: a lenda viva - 13/1/2009
05. A poética anárquica de Paulo Leminski - 22/9/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/10/2009
01h06min
Jardel, não é possível falar de formação de professores de arte sem citar o Arte na Escola. Nos velhos tempos de FIG, usei muito esse material. Pena que muitos alunos não compreenderam a riqueza daquilo que estava ao alcance deles... Um abraço, Sálua
[Leia outros Comentários de Sálua]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ASCENSÃO E QUEDA DO TERCEIRO REICH - 4° VOLUME
WILLIAM L SHIRER
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1962)
R$ 6,90



O NÍVEL: POR QUE UMA SOCIEDADE MAIS IGUALITÁRIA É MELHOR PARA TODOS: POR QUE UMA SOCIEDADE MAIS IGUALITÁRIA É MELHOR PARA TODOS
RICHARD WILKINSON (AUTOR), KATE PICKETT (TRADUTOR)
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(2015)
R$ 29,00



ALEM-MUNDOS
SCOTT WESTERFELD
GALERA
(2016)
R$ 20,00



MEDIDA CERTA COMO CHEGAR LÁ!
RENATA CERIBELLI E ZECA CAMARGO
GLOBO
(2011)
R$ 39,90



A ARTE DE IMPROVISAR
MARK BERGREN, MOLLY COX, JIM DETMAR
CIÊNCIA MODERNA
(2002)
R$ 29,00



COMO FAZER O SONHO QUE O SENHOR LHE DEU...
KENNETH HAGIN JR.
GRAÇA ARTES
(2001)
R$ 7,00



INSTITUIÇÕES DE DIREITO CIVIL: DIREITOS REAIS - VOL. 4
CAIO MARIO DA SILVA PEREIRA (24ª EDIÇÃO)
GEN; FORENSE
(2016)
R$ 99,82



FENG SHUI - SUA CASA EM HARMONIA
COLEÇÃO CARAS ZEN / CLAUDIA BOECHAT
CARAS
(2004)
R$ 5,00



UM CERTO CAPITÃO RODRIGO
ÉRICO VERÍSSIMO
ABRILCULTURAL
(1981)
R$ 9,00



ILUSÕES PERDIDAS
BALZAC
PAPEL
R$ 14,00





busca | avançada
69585 visitas/dia
2,2 milhões/mês