Expectativas e apostas na Copa de 2010 | Humberto Pereira da Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
22991 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Mostra Primeiros Passos
>>> José Patrício inaugura exposição inédita em Brasília
>>> Livro mostra a ambiguidade entre amor e desamor
>>> Red Bull Station estreia exposições de letrista e de coletivo feminino em julho
>>> Alaíde Costa e Toninho Horta mostram CD em parceria na CAIXA Cultural São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> A luz da alma - Haifa Israel
>>> Tempo & Espaço
>>> Mão única
>>> A passos de peregrinos ll
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES IV
>>> Shomin-Geki, vidas comuns no cinema japonês
>>> Con(fusões)
>>> A passos de peregrinos l
>>> Ocaso
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES I
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A música clássica ensurdece a democracia caótica
>>> Dê-me liberdade e dê-me morte
>>> Telemarketing, o anti-marketing dos idiotas
>>> Memórias da revista Senhor
>>> É o Fim Do Caminho.
>>> Ao Abrigo, poemas de Ronald Polito
>>> O massacre da primavera
>>> Raio-X do imperialismo
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> O Brasil que eu quero
Mais Recentes
>>> A aventura é sua - Labirinto de jogos
>>> The Mysteries of Isis - Her Worship and Magick
>>> Araquém Alcântara - Fotografias
>>> O Observador in Natura
>>> Cómo Mirar un Cuadro
>>> Dicas Para um Primeiro Encontro com Final Feliz
>>> A Essência da Maturidade
>>> Biomusica
>>> Liberte-se do Passado
>>> Benjamim
>>> Diário
>>> La Hechicería - Técnica de los maleficios
>>> Maiden, Mother, Crone - The Myth & Reality of the Triple Goddess
>>> Técnicas de Alta Magia - Manual de Autoiniciación - Em Espanhol
>>> Curso de Filosofia Grega + Do século VI a.C. ao século III d.C.
>>> Manual do candidato às eleições & Carta do bom administrador público + Pensamentos políticos selecionados
>>> Platão
>>> Guia Prático da Wicca - A Magia do bem explicada passo a passo
>>> História & Religião VIII Encontro Regional de História RJ
>>> Magia Cigana - Encantamentos, Ervas Mágicas e Adivinhação
>>> Para conhecer o pensamento de Hegel
>>> Ética para executivos
>>> Coffee break produtivo
>>> O Secular Livro da Bruxa
>>> Direito Médico
>>> Audiovisual Español estructural
>>> Tomás de Aquino
>>> Minha limpeza corporal - Le grand Ménage
>>> Max Weber e a política alemã
>>> Isaiah Berlin
>>> La Magia en Acción
>>> Introdução à epistemologia
>>> As causas da grandeza do romanos e da sua decadência
>>> Hannah Arendt
>>> Paixão por vencer. A bíblia do sucesso
>>> O Livro Completo de Bruxaria do Buckland
>>> O Escaravelho do Diabo
>>> Llora Herraiz
>>> Festa no Covil
>>> O Fazedor de Velhos
>>> Mentes Tranquilas, Almas Felizes
>>> Contabilidade Pública: da Teoria à Prática
>>> Estudo de Movimentos e Tempos
>>> Cartas Comerciais em Espanhol
>>> Organização , Sistemas e Métodos e As Tecnologias de Gestão Organizacional
>>> Perdas & Ganhos
>>> Dom Casmurro
>>> História da Arte
>>> O sentido da realidade. Estudos das ideias e de sua história
>>> Práticas de Linguagem - Leitura & Produção de Textos
COLUNAS >>> Especial Copa 2010

Sexta-feira, 18/6/2010
Expectativas e apostas na Copa de 2010
Humberto Pereira da Silva

+ de 2900 Acessos


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

A Copa do Mundo de Futebol é um evento cercado de expectativas, palpites, apostas, listas de seleções favoritas, de jogadores que darão espetáculo, do desejo de ver grandes jogos, jogadas excepcionais etc. Nesse sentido, ao contrário dos jogos olímpicos, o envolvimento do público em geral e especializado com o futebol é menos com um evento de natureza esportiva do que com um jogo. Só para fazer uma indicação, para quem não se apercebe da diferença: xadrez é um jogo, snooker é um jogo, pôquer é um jogo; lançamento de disco é um jogo como o xadrez? Para isso seria interessante ver que palavra-cruzada tem mais a ver com xadrez do que com lançamento de disco. Nem todo jogo é um esporte; alguns esportes em determinadas circunstâncias se aproximam muito de um jogo. O futebol, dependendo do que se quiser considerar, ajusta-se bem a um jogo e a uma prática esportiva.

O lado Cassino do futebol está nas apostas: os dados são jogados para ver quem será o jogador da Copa e qual será a seleção campeã. São muitos e diversificados os palpites e pitacos. Uma primeira expectativa é com o espetáculo de gols e jogadas para a antologia dos melhores momentos. A esse respeito, para as gerações mais jovens, a recomendação é ver e degustar o que foi feito no passado. Como se tem visto nas últimas competições, a Copa do Mundo é o antilugar dos espetáculos. As equipes que disputam essa competição estão cada vez mais preparadas e cada jogo revela dificuldades e equilíbrio que desaconselham a ousadia. Quando se perde uma Copa do Mundo, como bem sabem os patrocinadores, perde-se muito. Adidas, Nike, Puma e tantas outras marcas "jogam" um jogo paralelo. Aí se incluem também marcas de cervejas, televisores e operadoras de telefonia celular.

Futebol, de fato, envolve muita paixão e romantismo. Muito do que se fala está envolto numa aura de purismo e, com isso, não são devidamente considerados os interesses e vínculos publicitários aos quais os jogadores estão ligados. Há espaço, sim, para o espetáculo de gols e jogadas antológicas, mas isso aparece antes como propaganda. Na hora em que a bola rola, ocorre muitas vezes o inevitável anticlímax. Na propaganda, Messi, Rooney, Cristiano Ronaldo, Kaká e Robinho, para ficar nesses, não são senão o fetiche da mercadoria. Quando entram em campo e têm diante deles a prova dos nove, o futebol deixa de ser teatro, encenação hollywoodiana e se assemelha mais a uma batalha numa guerra.

A história das Copas revela que só depois da competição é que jogadores e jogadas são mitificados. Uma breve lista de jogadores que teriam a Copa como lugar de consagração e que fracassaram: Kevin Keegan (82), Zico (82), Platini (86), Ruud Gullit (90), Baggio (94), Ronaldo (98) e Ronaldinho (2006). Em contraste, eis jogadores de quem não se esperava tanto e protagonizaram lances que estão na memória de todos: Jairzinho (70), Kempes (78), Paolo Rossi (82), Rummenigge (86), Zidane (98), Ronaldo (2002). Escapam dessas listas Garrincha (62), Pelé (70), Maradona (86) e Romário (94). Para eles, o dito de Cesar proferido no Senado Romano após vitória na Batalha de Zela: Veni, vidi, vici ("vim, vi e venci"). Escapa dessas listas igualmente Puskas (54), Euzébio (66) e Cruyff (74). Embora eles não repitam Cesar, não se pode fazer a história sem os incluir entre os maiores.

Nessas listas, apenas um jogador, Ronaldo, saiu do inferno da derrota em 98 para a glória em 2002. Nessa Copa Sul-africana, Messi, Cristiano Ronaldo, Rooney, Kaká e Robinho jogam para os patrocinadores e para a história. Resta saber o quanto pesará para eles esquecerem que são mercadorias para se tornarem mitos. É só em campo que se terá a resposta. Entre extremos, como a história tem revelado, caso fracassem eles terão poucas chances para provar que merecem ficar na galeria dos que propiciaram lances para a imortalidade. E, para quem gosta de aposta, sempre é bom lembrar que a Copa do Mundo revela surpresas de quem não se espera tanto. Há dois jogadores que são candidatos a, como se diz, roubar a cena: o alemão/polonês Podolski e o holandês Arjen Robben. Os dados foram jogados, veremos como se comportam.

* * *

O lado Cassino do futebol se revela também nas apostas sobre o desempenho das seleções. Vamos lá: Brasil, Argentina, Alemanha, Itália, Inglaterra, Espanha, França e Holanda formam individualmente as melhores seleções. Nelas estão os melhores jogadores. Nesses últimos quatro anos, Brasil e Espanha ganharam títulos importantes, Alemanha e Holanda tiveram apresentações destacadas nas eliminatórias e delas pode-se dizer também que são potências que ninguém que tenha bom senso põe em dúvida. França e Argentina se classificaram de forma dramática? Mas, Messi, Tevez, Ribery e Henry estão nessas seleções, certo?

Sobre favoritismo em Copa do Mundo, contudo, há um dado geralmente esquecido, mas significativamente importante: o enorme peso das expectativas de conquista. Seleções memoráveis antes e durante a competição malograram. Vejamos: Hungria (54), Portugal (66), Holanda (74) e Brasil (82) estão na memória. Todas elas deixaram a Copa para seleções que não figuravam entre as favoritas. Nessa Copa Sul-africana, pela trajetória que tiveram nos últimos quatro anos, Brasil e Espanha têm contra si essa expectativa.

Ainda há, sobre isso, um dado que é lembrado e que tem se mantido desde 1930: nenhuma seleção europeia ganhou uma Copa do Mundo fora da Europa. Imagino que, apesar da "evolução" individual dos jogadores africanos, é pouco provável termos na África do Sul uma seleção do velho continente como campeã. A se manter a escrita, portanto, Brasil e Argentina aparecem como candidatas mais fortes ao título: uma seleção latina sempre venceu fora da Europa. Caso nenhuma delas levar a Copa, teremos pela primeira vez uma seleção europeia campeã fora da Europa.

Um último dado sobre favoritismo é que a Copa do Mundo foi vencida pelos seguintes países: Uruguai, Itália, Alemanha, Brasil, Inglaterra, Argentina e França. O Uruguai há muito deixou de ser uma potência, Inglaterra e França tiveram só uma conquista, quando sediaram a Copa. Com esses dados, a favorita Espanha tem contra si nunca ter vencido uma Copa e jogar fora da Europa. Peso este que também cai nas costas da Holanda. Para quem quiser jogar os dados a partir do que a História tem revelado, Itália e Alemanha são as seleções europeias mais fortes para conquistar a Copa Sul-africana.

Tudo tão esquemático assim? Não, a história revela muitas surpresas, futebol é um esporte que desafia a lógica mais previsível a cada lance. Uma bola sem pretensão alçada na área e um mundo se abre como não se previra. Mas o que aqui se quis como exercício é mostrar que uma Copa do Mundo invariavelmente apresenta tanto surpresas previsíveis quanto imprevisíveis esperanças.


Humberto Pereira da Silva
São Paulo, 18/6/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro de Jardel Dias Cavalcanti
02. Viena expõe obra radical de Egon Schiele de Jardel Dias Cavalcanti
03. Conto de amor tétrico ou o túmulo do amor de Jardel Dias Cavalcanti
04. A trilogia Qatsi de Guilherme Carvalhal
05. Viagem através da estepe de Celso A. Uequed Pitol


Mais Humberto Pereira da Silva
Mais Acessadas de Humberto Pereira da Silva
01. Uma vida bem sucedida? - 14/4/2005
02. Tectônicas por Georgia Kyriakakis - 13/8/2014
03. O medo como tática em disputa eleitoral - 8/10/2014
04. Sobre a leitura dos clássicos - 14/2/2005
05. George Steiner e o crepúsculo da criação - 6/9/2004


Mais Especial Copa 2010
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MINERVINO FRANCISCO SILVA (LITERATURA DE CORDEL)
MINERVINO FRANCISCO SILVA
HEDRA
(1999)
R$ 14,00



UM POMBO E UM MENINO
MEIR SHALEV
BERTRAND BRASIL
(2010)
R$ 10,00



BEIJING - CHINA
JD BY BOOK
JD BY BOOK
(2002)
R$ 20,92



ANJOS E DEMÔNIOS - CAPA DO FILME
DAN BROWN
SEXTANTE
(2004)
R$ 13,55



A MENINA QUE BRINCAVA COM FOGO
STIEG LARSSON
COMPANHIA DAS LETRAS
(2009)
R$ 6,00



VIAGEM PELAS PROVINCIAS DO RIO DE JANEIRO E MINAS GERAIS
AUGUSTE DE SAINT HILARE
ITATIAIA
(2018)
R$ 30,00



PAES SEM SEGREDO
SARA LEWIS
MARCO ZERO
(2010)
R$ 30,00



CARTAS DE ANIVERSÁRIO - EDIÇÃO BILÍNGUE
TED HUGHES
RECORD
(1999)
R$ 15,00
+ frete grátis



LAÇOS ETERNOS
ZIBIA GASPARETTO
VIDA E CONSCIÊNCIA
(2003)
R$ 19,90



COURS SUPÉRIEUR DORTHOGRAPHE
E. BLED / O. BLED
CLASSIQUES HACHETTE
(1954)
R$ 28,84





busca | avançada
22991 visitas/dia
1,1 milhão/mês