Entrevista da Camille Paglia | Vitor Diel | Digestivo Cultural

busca | avançada
30241 visitas/dia
957 mil/mês
Mais Recentes
>>> Tejon e banda Rock For All apresentam hoje (23), em São Paulo,
>>> 'D. Quixote de La Mancha pelas mãos de Canato'
>>> Projeto nacional de educação musical estará em santos no próximo dia 24.10, em Guarujá 25.09 e Santo
>>> Teatro Fase abre palco para comédia
>>> Artistas da 33ª Bienal participam do open studio na Residência Artística da FAAP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Alice in Chains, Rainier Fog (2018)
>>> Cidades do Algarve
>>> Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda?
>>> Assum Preto, Me Responde?
>>> Os olhos de Ingrid Bergman
>>> Não quero ser Capitu
>>> Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin
>>> Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
>>> De quantos modos um menino queima?
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> A dignidade da culpa, em Graciliano Ramos
>>> O conservadorismo e a refrega de símbolos
>>> Ingmar Bergman, cada um tem o seu
>>> Em defesa do preconceito, de Theodore Dalrymple
>>> BRASIL, UM CORPO SEM ALMA E ACÉFALO
>>> Meus encontros com Luiz Melodia
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> O testemunho nos caminhos de Israel
>>> UM OLHAR SOBRE A FILOSOFIA (PARTE FINAL)
>>> Os livros sem nome
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Imprimam - e repensem - suas fotografias
>>> Uma Vaga para o Integral
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Retrato em branco e preto
>>> Dilma na Copa 2014
>>> Receita para se esquecer um grande amor
>>> Duas escritoras contemporâneas
>>> Henry Moore: o Rodin do século XX
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
Mais Recentes
>>> Vox Populi Vox... Wagen (Humorismo brasileiro) de Vários Autores pela Das Américas (1970)
>>> O melhor de S. Ponte Preta (Humorismo brasileiro) de Stanislaw Ponte Preta pela José Olympio (1997)
>>> Dois amigos e um chato (Humorismo brasileiro) de Stanislaw Ponte Preta pela Moderna (1986)
>>> Gol de Padre e outras crônicas (Literatura brasileira) de Stanislaw Ponte Preta pela Ática (2000)
>>> Máximas Inéditas de Tia Zulmira (Humorismo brasileiro) de Stanislaw Ponte Preta pela Codecri (1976)
>>> Tia Zulmira e Eu (Humorismo brasileiro) de Stanislaw Ponte Preta pela Circulo do Livro (1976)
>>> Febeapá 1 (Humorismo brasileiro) de Stanislaw Ponte Preta pela Circulo do Livro
>>> Sou Francisco Anysio: 15 obras (Humorismo/romance brasileiro) de Chico Anysio pela Circulo do Livro/Rocco/Sabiá (1990)
>>> Sou Francisco - Chico Anysio (Autobiografia) de Chico Anísio pela Rocco (1992)
>>> Chico Anysio em Salão de Sinuca (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Landscape (2004)
>>> Carapau (Romance brasileiro) de Chico Anísio pela Rocco (1978)
>>> Jesuíno, o Profeta (Fábula Brasileira) de Chico Anísio pela Rocco (1993)
>>> Negro Leo (Romance brasileiro) de Chico Anísio pela Rocco (1985)
>>> É mentira, Terta? (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Clube do Livro (1986)
>>> Teje preso (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Rocco (1975)
>>> O enterro do anão (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela José Olympio (1973)
>>> A curva do Calombo (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela José Olympio (1974)
>>> O batizado da vaca (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Sabiá (1972)
>>> O telefone amarelo (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Rocco (1979)
>>> O tocador de tuba (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Circulo do Livro
>>> O Tiete do Agreste (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Circulo do Livro (1984)
>>> Feijoada na Copa (Humorismo brasileiro) de Chico Anísio pela Circulo do Livro (1976)
>>> Tem Aquela do... (Humorismo Brasileiro) de Chico Anísio pela Círculo do Livro (1978)
>>> Cascatinha: Histórias-Charadas (Humorismo) de Castrinho pela Nova Fronteira (1984)
>>> Outras do Analista de Bagé (Literatura Brasileira) de Luis Fernando Veríssimo pela L&PM (1982)
>>> The Spectator: O Teatro das Luzes de Maria Lúcia Garcia Pallares-Burke pela Hucitec (1995)
>>> As Ciências Geológicas no Brasil de Silvia Figueirôa pela Hucitec (1997)
>>> Bons Amigos, Maus Amigos de Jan Yager pela Gente (2007)
>>> Da Luta Pela Terra à Luta Pela Vida de Eliane Brenneisen pela Annablume (2004)
>>> Políticas Sociais e Transição Democrática de Reginaldo Souza Santos pela Mandacaru/ Cetead (2001)
>>> Cidadãos Não Vão ao Paraíso de Alba Zaluar pela Escuta/ Unicamp (1994)
>>> O sofrimento de Deus de Jamê nobre e Christopher walker pela Impacto (2018)
>>> Oração um encontro com Deus de Oswald chambers pela Vida (2009)
>>> Entre Arte e Ciência: Fundamentos Hermenêuticos da Medicina Homeopática de Paulo Rosenbaum pela Hucitec (2006)
>>> Folclore e Cultura Popular Judaicos de Dov Noy pela Associação Universitária de Cultura Judaica
>>> O Meio Ambiente de Jacques Vernier pela Papirus (1994)
>>> Diálogos Interculturais de Pierre Rivas pela Hucitec (2005)
>>> A Santificação do Trabalho de José Luis Illanes pela Quadrante (1982)
>>> Pacto Re-Velado: Psicanálise e Clandestinidade Política de Maria Auxiliadora de Almeida Cunha Arantes pela Escuta (1999)
>>> O Espaço Geográfico: Ensino e Representação de Rosângela D. de Almeida e Elza Y. Passini pela Contexto (1999)
>>> Refrigeração de Ennio Cruz da Costa pela Blucher (2005)
>>> Isaías Melsohn: A Psicanálise e a Vida de Bela M. Sister e Marilsa Taffarel pela Escuta (1996)
>>> A Imagem Rebelde: A Trajetória Libertária de Avelino Fóscolo de Regina Horta Duarte pela Pontes/ Unicamp (1991)
>>> A Noite da Memória de Péricles Eugênio da Silva Ramos pela Art (1988)
>>> A Carga e a Culpa de Fernando Teixeira da Silva pela Hucitec (1995)
>>> Mudança de Harvard Business Review pela Campus (2000)
>>> O Vôo do Cisne: A Revolução dos Diferentes de José Luiz Tejon Megido pela Gente (2004)
>>> Terror e Esperança na Palestina de José Arbex Jr. pela Casa Amarela (2002)
>>> O Doido da Garrafa de Adriana Falcão pela Planeta do Brasil (2003)
>>> El Lazarillo de Tormes de Anónimo Español pela Edelsa (2005)
COLUNAS

Quinta-feira, 26/5/2011
Entrevista da Camille Paglia
Vitor Diel

+ de 3100 Acessos

Juca Böes: Essa mulher tem quantos anos, 97?

Vitor Diel: Ah, vai. Ela tem razão.

Juca Böes: Se por "razão" tu quer dizer "papo totalmente retrógrado", concordo plenamente.

Vitor Diel: Hehehehe. Boa. Mas leia a íntegra da entrevista. Vais entender por que concordo com ela.

Juca Böes: Fã de Daniela Mercury e que vai lançar um livro onde "cada capítulo tem uma bela ilustração colorida". PASSO.

Vitor Diel: Ah, cara. Que preconceito bobo. Camille Paglia é uma das maiores pensadoras do feminino no século XX. Dê uma chance, vai.

Juca Böes: Sim, eu li a entrevista.

Juca Böes: Preconceito bobo é o dela com as artes atuais. Fala mal da fotografia nos filmes. LOUCA

Juca Böes: E o papo sobre videogame, tem que ver isso aí.

Vitor Diel: Em 2009, fui a um debate na Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre sobre adolescência. Uma das pautas era a influência do videogame na visão de mundo dos jovens: a virtualização da vida, a perda de referências sobre o outro, a popularização dos vídeos feitos em celular com embates físicos em escolas e sua relação com os jogos eletrônicos. É algo muito sério e inédito na história da humanidade que está formando nossos jovens. Isso é um pouco do que ela pretende discutir.

Juca Böes: Concordo em partes com essa história toda que tu cita, mas me referia à outra parte na qual ela cita o videogame:

Juca Böes: "Eu me preocupo com essa geração que cresceu com os videogames. Eles veem o mundo em termos de ciberespaço. Não com o material concreto, pintura, escultura. Eu estou escrevendo esse livro e me pergunto: onde estão os principais artistas?"

Juca Böes: Há pouco tempo, a NEA colocou o videogame como uma forma de arte.

Vitor Diel: Báh, concordo absolutamente com ela. A popularização do virtual se sobrepôs às artes clássicas que trabalhavam com o material, a pedra, o barro, coisas tangíveis com limitações claras. A pós-modernidade acabou com os limites e os videogames como uma referência cultural é um reflexo disso. Também acho videogames uma forma de arte, mas muito mais arte aplicada do que qualquer outra coisa. Usa técnicas de cinema, composição musical, fotografia ― elementos que, por si só, são arte, mas os APLICA como instrumentos de um produto. A Publicidade faz isso o tempo inteiro.

Juca Böes: ‎"Num bosque pode haver 30 tons diferentes de verde. Os jovens nunca viram isso. Isso é um problema enorme. As sutilezas, as sombras na pintura."

Juca Böes: SÉRIO? O que ela vê? Filmes, fotos e o próprio videogame trabalham muito bem com tudo isso que ela cita.

Vitor Diel: Ela tá falando do material em oposição ao virtual. São suportes diferentes que influenciam na obra. O meio altera a mensagem.

Juca Böes: Sim, meu, mas tu consegue pegar todas essas nuances que ela coloca como material superior e colocar nas obras modernas. O que se produz hoje em dia não é feito no Paint.

Juca Böes: É aquele típico papo de "na minha época, a música que se escutava é que era A boa.".

Juca Böes: Daqui a pouco ela é contra as guitarras na música também.

Vitor Diel: Eu te entendo. Mas acho que ela tá apontando um caminho: talvez nossa cultura contemporânea tenha colocado o virtual, com seus mundo de videogames, Photoshop, CGI e ausência de limitações, como referência DO QUE EXISTE, em substituição à materialidade. É na materialidade que a vida humana acontece, é ali que, historicamente, nossos valores são construídos: valores de belo e justo. Acho que ela aponta para uma alteração nessa construção de valores de belo. É uma discussão necessária. E, a propósito, ela não é careta, não! Nos anos 90, era uma das maiores defensoras da Madonna. Elas romperam relações há alguns anos, mas Camille Paglia e Madonna era uma dupla que representava muito para a cultura popular.

Juca Böes: Hoje em dia ela crítica a Lady Gaga.

Juca Böes: Só li essa entrevista, nem conheço ela.

Juca Böes: De qualquer forma, uma tela pintada é tão intangível quanto uma tela de computador.

Vitor Diel: Ela diz ― e eu concordo ― que a Lady Gaga é vazia até não poder mais. Mas não condeno: é reflexo dos nossos tempos de virtualização, smartphones, videos feitos em celular, arquivos que são cópia da cópia da cópia da cópia. Isso tudo altera o SIGNIFICADO das coisas que constituem a experiência e a formação humanas. É de se pensar, velho. Talvez ela tenha, de fato, insistido demais na questão dos videogames, nesta entrevista. Mas é uma questão importante. ninguém sabe mais o que é a COISA porque tudo é REPRESENTAÇÃO da coisa. Essa parada é séria, velho

Juca Böes: Cara, acho que ela falou até pouco dos videogames. Só usei como exemplo de algo que tem um das coisas que ela crítica que falta, a paleta das cores, as sombras, o cuidado técnico.

Vitor Diel: Liga pra ela.

Juca Böes: Pega o Max Capacity, por exemplo. Certo que ela acha ele muito raso.

Juca Böes: Discordo sobre as multicópias.

Vitor Diel: Tu acordou a fim de discordar de mim. Eu entendo e aceito.

Juca Böes: DISCORDO.

Juca Böes: Eu discordei dela e tu discordou de mim.

Vitor Diel: Hahahaha. Desculpe, não quis te deixar nervoso, confuso e arrependido. Vou comer. Fui.

Para ir além
"Ensaísta Camille Paglia diz que internet empobrece cultura" (Leia também "Dash, dash") Texto originalmente publicado no blog de Vitor Diel


Vitor Diel
São Paulo, 26/5/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Dilúvio, de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti
02. A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros de Elisa Andrade Buzzo
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World de Heloisa Pait
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador de Heloisa Pait
05. Estevão Azevedo e os homens em seus limites de Guilherme Carvalhal


Mais Vitor Diel
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MINI LAROUSSE DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS
SILVANA SALERNO - MICHELLE LACOCCA
LAROUSSE
(2005)
R$ 16,90



MATEMÁTICA FINANCEIRA OBJETIVA E APLICADA
ABELARDO DE LIMA PUCCINI
LTC
(1995)
R$ 15,00



O CONDE CIANO - SOMBRA DE MUSSOLINI
RAY MOSELEY
GLOBO
(2012)
R$ 30,00



VAGABOND 5: A HISTÓRIA DE MUSASHI
TAKEHIKO INOUE
CONRAD
(2006)
R$ 12,00



DE REPENTE ,NAS PROFUNDEZAS DO BOSQUE
AMÓS OZ
COMPANHIA DAS LETRAS
(2007)
R$ 25,00
+ frete grátis



OS MELHORES ANOS DE NOSSAS VIDAS
TOM KIRKWOOD
RECORD
(2001)
R$ 8,99



LEITURAS EM TEORIA DA ARQUITETURA - 2 TEXTOS
GUILHERME LASSANCE E OUTROS
VIANA & MOSLEY
(2010)
R$ 22,90



HULK CONTRA O MUNDO 3/6
MARVEL
PANINI COMICS
(2008)
R$ 7,00



LOLITA
VLADIMIR NABOKOV
FOLHA DE SÃO PAULO
(2003)
R$ 21,90



O ABOLICIONISTA - GRANDES NOMES DO PENSAMENTO BRASILEIRO
JOAQUIM NABUCO
NOVA FRONTEIRA
(2000)
R$ 8,00





busca | avançada
30241 visitas/dia
957 mil/mês