Alguns momentos com Daniel Piza | Eduardo Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
74137 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Daniel Piza (1970-2011)

Quinta-feira, 12/1/2012
Alguns momentos com Daniel Piza
Eduardo Carvalho

+ de 8800 Acessos

Uma noite na fazenda. Sexta-feira, sozinho na fazenda, em Barretos, sento numa poltrona no escritório e abro a Gazeta Mercantil. Não sei que tipo de notícia ou cotação listada no jornal poderia afetar a decisão de um menino de dezesseis anos de férias. Talvez nenhuma, e provavelmente por isso me concentrei no caderno de título menos árido: "Fim de semana". Não me lembro exatamente dos assuntos da primeira coluna Sinopse que li. Mas ficou uma impressão, que no mesmo dia passei ao meu pai por telefone, animado: "Pai, descobri um novo Paulo Francis".

Uma rotina semanal. Voltando da faculdade a pé, desço a Haddock Lobo em direção aos Jardins. Confiro os trocados na mochila e, na banca da esquina com a Alameda Franca, compro a Gazeta Mercantil. Em casa, leio o Daniel Piza antes do almoço, correndo. Recorto as suas colunas e coloco numa pasta ― a mesma em que estão guardadas até hoje.

Uma citação. Pergunto por e-mail o que o Daniel acha de Maugham e de O fio da navalha. Ele me adianta que respondeu na sua próxima coluna. Quinta-feira à noite, saio com um amigo ― também leitor assíduo da Sinopse, aliás ― e de madrugada passamos na banca da Groenlândia para checar se a Gazeta Mercantil já havia chegado. Fiquei emocionado. "O leitor Eduardo Carvalho conta de sua impressão quando, adolescente, leu o O Fio da Navalha, de Maugham. (...) Hoje, em retrospecto, acho o livro xaroposo, com aquela utopia da opção franciscana, de se libertar de bens materiais, etc. Mas o impacto sobre o adolescente realmente existe: você começa a sonhar com formas alternativas de vida, menos hipócritas, menos reprimidas. Só não acho que a solução seja ir lavar pratos na Índia." Nunca me esqueci dessa última frase. Fomos orgulhosos para a balada.

Um cineclube e vários e-mails perdidos. Digo ao Daniel que estudo na GV, e ele me responde que o seu irmão também estudou lá, e que se lembra com carinho da época em que freqüentava o cineclube da Escola, onde assistiu vários clássicos. Imprimi e guardei os e-mails dessa época. Não sei onde estão.

Com nexo. Para um site extinto rapidamente, e cujo acervo nunca descobri se está disponível em algum lugar, o Daniel Piza montou uma lista de dez livros que recomendava para jovens leitores e manteve uma coluna chamada Nexo, em que buscava sentido em fenômenos a princípio incompreensíveis. Escreveu sobre igrejas evangélicas e sobre "personalidades" como, se não me engano, a Tiazinha. Essa capacidade de entender racionalmente alguma coisa e ao mesmo tempo manter o espírito crítico com relação a ela é um princípio da inteligência ideal.

Uma época. Abro um e-mail do Daniel Piza. Com centenas de destinatários, demorei para chegar no texto. É um aviso de que está se transferindo para o Estadão. (Foi através deste e-mail, aliás, que conheci o Julio.) Não fiquei feliz. Achei que fosse perder a informalidade, a liberdade que a menor circulação da Gazeta lhe permitia. Um jornal grande lhe controlaria mais as opiniões e/ou lhe exigiria assuntos mais populares. Não acho que foi exatamente isso que aconteceu. Mas ainda prefiro a sua época na Gazeta Mercantil. Era como se ele escrevesse só para nós.

Um vendedor pedante. Na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (ainda aquela antiga), Pergunto ao vendedor se já chegou Questão de gosto. "Ah, aquele do Daniel Piza", responde o vendedor, que emenda: "Tinha que ser. Que título pedante, né? Vou ver". Na hora, eu não entendi o comentário e não respondi nada, mas fiquei um pouco incomodado. O livro não havia chegado. Até hoje reconheceria aquele vendedor na rua.

Questão de estilo. O Daniel tinha um estilo ― digamos ― jornalisticamente impecável e ao mesmo tempo facilmente reconhecível. Era direto, como Francis, e rápido, preciso, como Machado. A última frase dos seus textos tinha normalmente alguma sacada. Eu gostava de ver ele escapar dos manuais e usar "etc., etc.", ou colocar dois adjetivos com a primeira sílaba parecida juntos, como "limpo e lindo". O Daniel não desperdiçava nenhum recurso da pontuação: seus textos eram repletos de ponto e vírgula, travessões, e fluíam agradavelmente. Seu aforismo preferido, aliás: "Estilo é aquilo que você construiu e já era seu".

Uma banca na Vila Nova Conceição. Enquanto folheio revistas, ouço um cliente perguntar pro dono da banca se a coluna do Daniel Piza havia saído naquele domingo. (Ele ― o Daniel ― devia estar voltando de férias.) Não ouvi a continuação da conversa. Foi a primeira vez que percebi que o Daniel não escrevia só para nós.

Uma foto na Flip. Encontro o Daniel sozinho saindo da palestra do Davi Arrigucci Jr. sobre Manuel Bandeira, na abertura da Flip em 2009. Paramos ao lado da ponte e conversamos sobre vários assuntos. Me lembro do Daniel achar mais ou menos a palestra ("sempre a mesma coisa...") e dizer que Bandeira não é nenhum Drummond. Um menino de mais ou menos quinze anos se aproximou: "Você é o Daniel Piza?" Tirei uma foto dos dois. O menino agradeceu e, contente, mostrou a foto pra mãe. Daniel também era, como escreveu sobre Sócrates, um ídolo improvável.

Um jantar. Antonio Peticov descobre que o Daniel gosta de artes plásticas e que começou a carreira escrevendo sobre o assunto: "E aí, quais pintores você mais gosta?". O Daniel responde e o Peticov, sério, impressionado com a resposta: "Beleza, está aprovado". Na volta, dou carona pro Daniel. Deixo ele na esquina da Rua Pará com a Av. Angélica. Não me lembro do que conversamos no carro.

O fantasma da ópera. Sempre que ia a shows, teatro, etc., esperava encontrar o Daniel Piza na saída. Raramente isso aconteceu. Por um motivo nebuloso, costumo lembrar dele saindo do Teatro Alfa numa noite de inverno em São Paulo. Ele deve ter descrito uma situação parecida em sua coluna, e essa cena ficou na minha cabeça até hoje.

Encontros e desencontros. O Daniel era uma das figuras mais freqüentes no Shopping Higienópolis. Me lembro de tê-lo visto pela primeira vez comprando roupas para seus filhos na Chicletaria; em outra ocasião, subimos a escada rolante conversando sobre o filme que ele ia assistir no cinema; sentamos coincidentemente ao lado em vários cafés; pegamos juntos uma fila no caixa da Track & Field. Normalmente com outras companhias, nunca conversamos muito nessas situações.

Uma disposição euclidiana. No anfiteatro do Harmonia, o projetor falha antes da apresentação sobre Euclides da Cunha. A palestra foi até aproximadamente umas 10 da noite, e o Daniel ainda tomou uma com o pessoal depois da aula. Fiquei impressionado com a sua erudição e disposição.

Uma redação impossível. Almoço com Julio, o Polzonoff e o Daniel. Muita conversa sobre jornalismo e internet. Anoto no celular a dica de um livro ou escritor. Enquanto espera o motorista do jornal, o Daniel faz um comentário generoso, mais ou menos assim: imagina se conseguirmos montar uma redação com um pessoal como a gente.

Afinidades eletivas. O Daniel nasceu só um pouco antes da gente (dez anos, no meu caso) e estava vivendo praticamente a nossa mesma geração. Como disse o Julio: era quase um irmão mais velho. Ele viveu logo antes as experiências que viveríamos em seguida (trabalho, casamento, filhos, etc.), e descobriu muita coisa interessante no caminho (livros, músicas, viagens, etc.). E havia nele essa combinação da vida intelectual com a prática, a variação entre o escritório e a aventura, que é um estilo de vida muito sensato e sedutor. E que ― para usar uma expressão de Francis sobre Machado, seus ídolos ― é o que se deve emular.

Outras afinidades. Encontro o Julio na extinta Livraria Boavista, na Faria Lima, para o lançamento de Ora, bolas. Ficamos ― eu e o Julio ― muito tempo conversando ao lado da mesa de autógrafos. Com carinho, guardo o meu: "Ao Eduardo, Com afinidades intelectuais".


Eduardo Carvalho
São Paulo, 12/1/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O nascimento de uma nação de Lucas Rodrigues Pires
02. A Má Semente de Rafael Azevedo


Mais Eduardo Carvalho
Mais Acessadas de Eduardo Carvalho
01. Com a calcinha aparecendo - 6/5/2002
02. Festa na floresta - 9/9/2002
03. Hoje a festa é nossa - 23/9/2002
04. Preconceito invertido - 4/7/2003
05. Por que eu moro em São Paulo - 8/7/2005


Mais Especial Daniel Piza (1970-2011)
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONJUGAR VERBOS DE ESPAÑA Y DE AMERICA - 1ª EDIÇÃO - C/ CD AUDIO
ALFREDO GONZALES HERMOSO
EDELSA
(2011)
R$ 104,86



LA MUSICA COMO MEDICINA DEL ALMA
JUNE BOYCE TILLMAN
PAIDOS ESPANHA
(2003)
R$ 50,00



OS PERUS - CRIAÇÃO E APROVEITAMENTO
J. REISORG
MELHORAMENTOS
R$ 17,51



BELMIRO
MÁRIO RUDOLF
NOOVHA AMERICA
(2003)
R$ 5,00



THE WALKING DEAD - A ASCENSÃO DO GOVERNADOR ROBERT KIRKMAN
ROBERT KIRKMAN
GALERA
(2013)
R$ 5,00



DAHMANE
BENEDIKT TASCHEN
TASCHEN
(1994)
R$ 69,90



DA INTERPRETAÇÃO JURÍDICA 2ª EDIÇÃO
MÁRIO FRENZEM DE LIMA (CAPA DURA)
FORENSE (RJ)
(1955)
R$ 17,82



PINHO, PINHEIRO, PINHAO
L. MARQUES
MELHORAMENTOS
(1969)
R$ 7,00



OS SUPER MARKETERS
ROBERT HELLER
HARBRA
(1990)
R$ 6,90



ESPUMAS FLUTUANTES
CASTRO ALVES
KLICK
R$ 6,99





busca | avançada
74137 visitas/dia
1,8 milhão/mês