Ano novo, vida nova. | Rafael Azevedo | Digestivo Cultural

busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sempre um Papo recebe lançamento de Lívia Sant’Anna Vaz
>>> ANUAL DE ARTE FAAP ABRE AO PÚBLICO NO DIA 30 DE NOVEMBRO
>>> JOSYARA FAZ SHOW NO SESC BELENZINHO
>>> Revista Úrsula na Copa
>>> Mostra Contemporânea de Natal - Vai na Fé - no Museu de Arte Sacra
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Desapega, só um pouquinho.
>>> Menos, Redentor. Menos
>>> Sou grato a Deus
>>> Água das águas
>>> Súplica
>>> Por que me abandonastes
>>> Política na corda bamba
>>> Aonde anda a liberdade
>>> Calar não é consentir
>>> Eu já morri, de Edyr Augusto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Duetos com Renato Russo
>>> Eureca!
>>> A secretária de Borges
>>> Saint-John Perse: o oxigênio da profundeza
>>> Ela tem um blog?
>>> 8 de Abril #digestivo10anos
>>> Vanguarda e Ditadura Militar
>>> Querem proibir as palavras
>>> WikiLeaks, uma arma contra o abuso de poder
>>> Em Busca da Terra do Nunca... e Johnny Depp
Mais Recentes
>>> Sonhos Lúcidos - uma Iniciação ao Mundo dos Feiticeiros de Carlos castaneda pela Nova Era (1993)
>>> Matematica Financeira de Augusto c. morgado benjamin cesar pela Elsevier (2006)
>>> Escolas da Floresta: Entre o Passado Oral e o Presente Letrado de Nietta Lindenberg Monte pela Multiletra (1996)
>>> Samurai Saburo Sakai de Martin caidin e fred saito pela C & R Editorial (2014)
>>> O taro zen, de osho de Paulo rebouças pela Cultrix (2006)
>>> O taro zen, de osho de Paulo rebouças pela Cultrix (2006)
>>> O taro zen, de osho de Paulo rebouças pela Cultrix (2006)
>>> Estatistica basica de Wilton de o. bussab pedro a. morettin pela Saraiva (2010)
>>> Ecg Essencial - Eletrocardiograma na Prática Diária de Malcolm S. Thaler pela Artmed (2008)
>>> O vampiro que descobriu o brasil de Ivan jef pela Atica (2019)
>>> Pilates para Você um Guia Completo para Pratica de Pilates Em Casa de Ann Crowther e Helena Petre pela Madras (2010)
>>> Òrun Àiyé: o Encontro de Dois Mundos de Jose beniste pela Bertrand Brasil (2013)
>>> Ecos do Cinema de Lumière ao Digital de Ivana bentes pela Ufrj (2007)
>>> A Doença Como Caminho de Thorwald dethlefsen rudiger dahlke pela Cultrix (2007)
>>> Redes de Computadores Guia Total de Lindeberg barros de sousa pela Érica (2009)
>>> O Efeito Nocebo de Roger de lafforest pela Siciliano (1991)
>>> O Poder da Ação de Paulo vieira, phd pela Gente (2015)
>>> Como Se Iniciar na Bruxaria de Hans holzer pela Record (1980)
>>> Mulheres que correm com os lobos de Clarissa pinkola estes pela Rocco (1994)
>>> Linguagem de corpo de Cristina cairo pela Mercuryo (2009)
>>> Lilith: a Lua Negra de Roberto sicuteri pela Paz e Terra (1998)
>>> Lilith: a Lua Negra de Roberto sicuteri pela Paz e Terra (1998)
>>> A Arte de Escutar de Carla faour pela Agir (2009)
>>> Gabo Periodista de Héctor Feliciano pela Fnpi (2014)
>>> Treinamento Desportivo, Carga, Estrutura e Planejamento de Prof. Dr. Armando Forteza de La Rosa pela Phorte (2008)
COLUNAS

Sexta-feira, 11/1/2002
Ano novo, vida nova.
Rafael Azevedo

+ de 2600 Acessos

Everywhere is war
2001, 2002. Atentados, violência, exércitos tomando posição, bombardeando-se a distância. Indianos e paquistaneses, israelenses e palestinos. A irracionalidade ainda toma conta de boa parte do nosso mundo. Conflitos seculares gerados pela religião, conflitos milenares recém-despertados. Não há fim à vista.
Feliz ano novo a todos.

Inteligência estratégica.
Governos autoritários e opressores, financiados pelos EUA, voltam-se contra a América e seus interesses – para combatê-los, os americanos financiam outro governo, que desprezará igualmente o povo que estará sob seu jugo, e breve voltará a se voltar contra todos nós; será preciso encontrar outro líder local, de caráter e intenções duvidosas, mas que tenha o interesse de se aliar com os infiéis do ocidente, em troca de obter o poder. Está feito o círculo vicioso... não seria hora de rever essa política? Não se pode empreender uma luta “pela liberdade” em algum lugar, sem que efetivamente sejam dadas liberdade e democracia ao povo destes lugares esquecidos por Deus e pelos homens. O regime militar de Saddam foi armado pelos EUA (que faziam vista grossa à opressão que ele imprimia ao povo iraquiano), na guerra contra o Irã – deu no que deu... o regime militar tirânico do Paquistão, comandado pelo presidente (leia-se general) Musharraf, foi o principal aliado americano na guerra contra o Taliban, mas agora assume involuntariamente o papel de vilão nesta imbecil disputa com a Índia pela Cachemira. Arafat era um terrorista sanguinário, aos olhos do Ocidente, até menos de vinte anos atrás. Agora, é Nobel da Paz...
Felizmente, a maneira com que a comunidade internacional vem comandando a mudança de regime no Afeganistão parece sugerir que algo foi aprendido dos erros passados, e o país não será esquecido, nem largado às moscas. Ou aos camelos. Mas esse é só o começo. Faltaria fazer o mesmo no Paquistão, Uzbequistão, Turcomenistão, Cazaquistão, Quirguistão... e quem sabe um dia, China, Iraque, Iêmen, Somália, Egito, Síria, Arábia Saudita... a lista é interminável.

Charadas brasileiras
Fernando Dutra Pinto sequestra a filha do maior empresário do país, volta à sua casa e mantêm ele como refém, depois de ter se envolvido num tiroteio onde morreram dois policiais e o nome da corporação saiu mais sujo do que já era. Algumas semanas depois, aparece morto – causa mortis: parada cardio-respiratória. Ele tinha menos de 25 anos. Morte natural, diz o Secretário de Segurança Pública. Ninguém fala nada, publicamente.
Cássia Eller morre no hospital, com o braço infestado de picadas; mas os jornalistas noticiam que o que a matou foi 1 grama de cocaína – misturada com whisky (coro de senhoras: ooohhhhh!). A capa da Veja brada, revoltada, repulsiva – “Drogas, mais uma vítima.” Ela injeta o que quer nos tubos, mas nem assim a culpa é dela – foi a droga que fez isso. Além de tudo, a mulher entrou caminhando, embora amparada – e teve o primeiro infarte já no leito do hospital. Mas não se comenta a possibilidade de erro médico nos meios de imprensa.
Os diretores de cinema nacional continuam usando dinheiro público para fazerem suas “obras-primas”. Em contrapartida, não temos uma orquestra sequer em todo o território brasileiro capaz de fazer com que sintamos orgulho de nosso cenário musical. O teatro vive de esporádicas manifestações de vida inteligente, e a TV equilibra-se na fina linha que divide o popular do vulgar. Nossa literatura vive, como sempre viveu, de esforços individuais heróicos... enquanto isso, na Academia Brasileira de Letras, Sarney e Cony tomam chá enquanto “metem o pau no FHC”. Roberto Marinho faz que não é com ele.
Muda ano, sai ano, e o Brasil continua o mesmo – só não sei se é mais difícil acreditar nos fatos em si, ou na passividade com que aceitamos eles.

post scriptum
Ontem, provavelmente enquanto eu escrevia esta coluna, a o governo da Arábia Saudita estava colocando em prática a demolição de uma fortaleza otomana de 220 anos de idade, patrimônio histórico-arquitetônico da humanidade, para a construção de residências "populares" para hospedar os imigrantes em seu caminho para Meca. Apesar dos apelos insistentes do governo turco, os sheiks árabes foram irredutíveis no que chamaram de exercício de sua soberania. Nestes tempos em que o Taliban foi tão justamente criticado por destruir praticamente tudo o que o Afeganistão possuía que apresentasse algum valor artístico ou arqueológico, é interessante notar como os líderes do maior aliado dos EUA na região nesta "Guerra contra o Terror" são capazes de atos tão bárbaros, senão mais, que o dos próprios e temidos Talibans. Afinal, é sempre bom lembrar que na Arábia Saudita ainda se aplicam as mesmas punições públicas que se viam nos estádios de Cabul há algum tempo atrás, e ainda existe uma polícia especializada em bater nas mulheres desavisadas que porventura saiam à rua com uma calça, ou deixem escapar seu cabelos do véu.



Rafael Azevedo
São Paulo, 11/1/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos de Jardel Dias Cavalcanti
02. Revolusséries de Luís Fernando Amâncio
03. A maldade humana de Gian Danton
04. Barba ensopada de sangue: a ilusão é humana de Isabella Ypiranga Monteiro
05. Kardec, A Biografia, de Marcel Souto Maior de Ricardo de Mattos


Mais Rafael Azevedo
Mais Acessadas de Rafael Azevedo em 2002
01. Banana Republic - 19/4/2002
02. Terra Papagalli - 22/2/2002
03. O injustificável - 12/4/2002
04. Depois do ensaio - 1/3/2002
05. Vidas Paralelas - 22/3/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Lógica da Filosofia
Eric Weil
É Realizações
(2012)



Memórias Póstumas de Brás Cubas 23ªed(1998)
Machado de Assis
Ediouro
(1998)



Metodologia do Trabalho Cientifico
Antônio Joaquim Severino
Cortez
(1996)



Uma Breve História do Mundo
Geoffrey Blainey
fundamento
(2008)



Vidas À Venda (2009)
Eduardo C. B. Bittar
Terceira Margem
(2009)



Democracia Audiovisual - uma Proposta de Articulação Regional para ...
Andre Martinez
Escrituras
(2005)



Ouro Preto - Aleijadinho e Monumentos
José Bastos Bittencourt
são vicente



Oh, James! Na Poeira do Tempo
Julio Cesar de Sá Roriz
freitas bastos
(2001)



Clinical Psychology - An Introduction to Research and Practice
Norman Sundberg; Leona Tyler
Methuen
(1963)



Heidegger e Sua Herança
Víctor Farías
Realizações
(2017)





busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês