Novos velhos e lagostas | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
37900 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ação Social
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> forças infernais
>>> 20 de Abril #digestivo10anos
>>> Pensando sozinho
>>> Minha casa, minha cama, minha mesa
>>> Aranhas e missangas na Moçambique de Mia Couto
>>> Novos Melhores Blogs
>>> Reflexões para um mundo em crise
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
Mais Recentes
>>> Plantas de Cobertura do Solo Caracteristicas e Manejo Em Pequenas . de Claudino Monegal pela Autor (1991)
>>> Os Honorários Advocatícios na Justiça do Trabalho - de Carlos Roberto Ramos pela : Conceito (2013)
>>> 1985 - o Autor de Laranha Mecânica Contesta o 1984 de Orwell e Mostra de Anthony Burgess pela Lpm (1980)
>>> Ciencias Criminais - Articulacoes Criticas Em Torno dos 20 Anos da Con de Ana C. B. de Pinho pela Lumenjuris (2009)
>>> Manual de Anestesia Em Pequenos Animais - de Paddleford pela Roca (2001)
>>> Las Investigaciones de Alvirah y Willy de Mary Higgins Clark pela Plaza & Janes (1998)
>>> Manual de Direito Constitucional - Volume Único de Marcelo Novelino pela Metodo (2014)
>>> Surfing and Health: Expert, Medial and Advice de Joel Steinman pela Meyer (2019)
>>> Competition in Global Industries de Michael E. Porter pela : Harvard Business School (1986)
>>> 22/11/63 - Novela de Stephen King pela Plaza Janés (2012)
>>> Guia Autorizado Adobe Photoshop 7. 0 - Com Cd - Livro de Treinamento de O mesmo pela Makron Books (2003)
>>> Instrumentos Musicales Precortesianos de Samuel Marti pela Inah (1968)
>>> Lo Mejor de La Siesta Inolvidable de Jorge Halperín pela Aguilar (2005)
>>> Novo Comentário Bíblico Contemporâneo - Lucas de Graig A. Evans pela Vida (1996)
>>> Etiquette For Outlaws de Rob Cohen pela Harper Entertainment (2001)
>>> Caixa de Pássaros de Josh Malerman pela Intrinseca (2015)
>>> Retratos e Fotogramas: Isabelle Huppert de Sesc SP pela Sesc (2009)
>>> As minas de Salomão de Eça de Queiroz pela Livraria Lello
>>> Sim Não de Jussara Braga pela do Brasil (1987)
>>> Alves & C.a de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1928)
>>> Fogo no Céu! de Mary França - Eliardo França pela Ática (1991)
>>> Contos de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1934)
>>> An Amazing Story de Telma Guimarães Castro Andrade pela Atual (1996)
>>> O crime do Padre Amaro de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1935)
>>> Codorna - Criação - Instalação - Manejo de Irineu Fabichak pela Nobel (1987)
>>> Guerras Secretas -Super-Heróis Marvel de Alex Irvine pela Novo Século (2016)
>>> Cartas de Inglaterra de Eça de Queiroz pela Livraria Lello
>>> Cem Anos de Iberê de Luiz Camillo Osorio pela Cosac Naify (2014)
>>> Dia de Aninha de Ciça Alves Pinto pela Global (1996)
>>> Lasar Segall Un Expresionista Brasileño de Ivo Mesquita, Jorge Schwartz e outros pela Takano (2002)
>>> The White Mountains de John Christopher pela Longman (1974)
>>> Laje de Santos, Laje dos Sonhos de Guilherme Kodja Tebecherani, Ana Paula Pinto e outros pela Globo (2009)
>>> Ulster Story de Michael Villeneuve pela Longman (1977)
>>> Marco Giannotti de Nelson Brissac Peixoto pela Cosac Naify (2007)
>>> Morri para Viver de Andressa Urach pela Planeta (2015)
>>> Esio Trot de Roald Dahl pela Puffin Books (2001)
>>> Laura Belém de Laura Belém e outros pela Cosac Naify (2013)
>>> Brave New World de Aldous Huxley pela Longman (1978)
>>> Favela, um Bairro de Cristiane Rose Duarte e Outros (org.) pela Pro (1996)
>>> 1/3 da Vida de Wanderley Oliveira e Ermance Dufaux pela Dufaux (2016)
>>> Quê ?! de Tião Carneiro pela Autor
>>> Conheça a Verdade de Bruce Milne pela Abu (1987)
>>> Para uma Nova Era, Poesia & Prosa de Remisson Aniceto pela Patuá (2019)
>>> Mentes perigosas de Ana Beatriz Barbosa Silva pela Fontanar (2008)
>>> Meu menino vadio de Luiz Fernando Vianna pela Intrínsica (2017)
>>> Correndo com tesouras de Augusten Burroughs pela Ediouro (2002)
>>> Supernova - A Estrela dos Mortos de Renan Carvalho pela Novo Conceito (2015)
>>> Supernova - O Encantador de Flechas de Renan Carvalho pela Novo Conceito (2015)
>>> Segregação e Gentrificação: Os conjuntos habitacionais em Natal de Sara Raquel Fernandes Queiroz de Medeiros pela Edufrn (2018)
>>> Repensar as Familias de Fiona Williams pela Principia (2004)
COLUNAS

Quinta-feira, 13/3/2014
Novos velhos e lagostas
Carla Ceres

+ de 2300 Acessos

Outro dia, uma adolescente com filhos perguntou se eu achava justo "esses novos velhos que não querem envelhecer como antigamente". Respondi com uma evasiva qualquer e deixei que ela definisse quem eram esses novos velhos (os pais dela), como se envelhecia antigamente (ficando em casa com os netos) e como se envelhece hoje (indo viajar). A indignação em causa própria me divertiu. No fundo, porém, algo me irritava. A jovem parecia acreditar que se pode escolher e controlar, por completo, a maneira como se quer envelhecer e, pior ainda, acreditava que outras pessoas tivessem o direito de julgar essa "escolha" como justa ou injusta.

A conversa me fez lembrar que, uma vez, dentro da Disney, fui impedida de beber numa boate, porque deixei o passaporte no hotel e a moça da portaria não acreditava que eu tivesse vinte e um anos. Pra piorar, quando me perguntou "How old are you?", dei um sorriso brincalhão e respondi "Very old". Depois dessa gracinha, não houve como convencê-la dos meus trinta e seis, quase trinta e sete anos. É natural que porteiros de casas noturnas, ainda mais num parque de diversões, fiquem atentos a menores de idade querendo encher a cara. Minha aparência só complicou as coisas. Sou baixinha, estava bem magra, usava aparelho nos dentes, salto baixo e quase nada de maquiagem.

Isso já faz dez anos. Tirei o aparelho, engordei um pouco, mas continuo pertencendo ao grupo dos "novos velhos" que praticam exercícios, usam roupas descontraídas e gostam de esportes radicais. Contrariei o que era de bom-tom no tempo de meus avós, não me deixei envelhecer com dignidade após o casamento. Deixar-se envelhecer incluía não apenas ficar fora de forma e assumir os cabelos brancos, mas, também, usar roupas fechadas e cabelos presos, manter uma expressão circunspecta, gesticular menos, caminhar mais lentamente. A própria existência do ideal de "deixar-se envelhecer" mostra o quanto o visual e o comportamento das senhoras casadas de antigamente nada tinha de natural. Era tão forçado quanto o das nossas atuais pré-adolescentes que se maquiam e usam salto alto para parecer mocinhas.

A natureza não planejou que envelhecêssemos nem determinou um comportamento ideal para essa fase da vida. Se dependêssemos apenas de seus desígnios, algum predador nos mataria antes de termos rugas de expressão. Não existem leões gagás passeando pelas savanas, mas já vi alguns em bons zoológicos. Num cativeiro confortável, os animais vivem até enjoar. Nosso cativeiro se chama civilização. Ainda nem sabemos qual é o limite biológico da nossa existência. Por enquanto, em condições favoráveis, duramos pouquinho mais de um século. Alguns seres vivos, como as lagostas, só morrem se forem vítimas de acidentes, predadores ou doenças. Seus corpos não apresentam sinais de envelhecimento. Apenas continuam crescendo e procriando cada vez melhor. O metabolismo, a energia e o apetite se mantêm ao longo dos anos. Nós não chegamos a esse ponto, ainda, mas os cientistas afirmam que o primeiro ser humano a viver até os cento e cinquenta anos já deve ter nascido.

Enquanto a ciência persegue o elixir da eterna juventude, precisamos lidar com as pressões socioculturais dos vários grupos interessados em ditar o modo correto de envelhecer. O pessoal da estética, em suas propagandas, insiste que devemos desejar uma aparência jovem e que, se não a desejamos, estamos deprimidos. Os filhos nos querem em casa, como babás dos netos ou, pior, deles mesmos, mas agir assim iria contra a imagem de idoso saudável vendida pelas agências de viagens. Temos que fazer sexo sem cair na farra. A opção pela abstinência sexual prejudicaria a indústria farmacêutica. A promiscuidade colocaria em risco a herança que deveríamos deixar a nossos zelosos parentes. Querem nos obrigar a um meio termo coletivo como se existisse uma única forma de envelhecer. Pelo bem de interesses alheios, esperam que nos tornemos o consumidor padrão de nossa faixa etária.

Acontece que o desgaste físico e o amadurecimento emocional nem sempre ocorrem na idade em que supostamente deveriam ocorrer. Muitas crianças amadurecem mais cedo, por enfrentar graves problemas familiares ou de saúde. Eu fui uma dessas. Passei por péssimos bocados até ter condições de recuperar parte da saúde e levar o mundo menos a sério. Fui adulta antes do tempo, rejuvenesci depois dos trinta e agora exerço os direitos de continuar vivendo em paz e envelhecer do meu jeito. Claro que não posso controlar o processo totalmente, mas ele também está longe de ter completo controle sobre mim.

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/


Carla Ceres
Piracicaba, 13/3/2014


Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2014
01. HQs sombrias, anjos e demônios - 2/1/2014
02. Duas distopias à brasileira - 7/8/2014
03. Um menino à solta na Odisseia - 6/11/2014
04. Adolescentes e a publicação prematura - 4/9/2014
05. Vaidade, inveja e violência - 8/5/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CÂNDIDO
VOLTAIRE
MARTINS FONTES
(1998)
R$ 12,00



O DESPERTAR DAS ILUSÕES
TANYA OLIVEIRA
LÚMEN
(2008)
R$ 9,90



A INVENÇÃO DE UMA VIDA
WARREN BENNIS
CAMPUS
(1999)
R$ 17,00



A GRANDE PIRÂMIDE-COM FOTOGRAFIAS ILUSTRAÇÕES E MAPAS
TOM VALENTINE
NOVA FRONTEIRA
(1976)
R$ 39,90
+ frete grátis



O DIÁRIO DE SALAZAR 5º EDIÇÃO
ANTÓNIO TRABULO
A. M. PEREIRA
(2004)
R$ 190,00



30 ANS DE ROCK FRANÇAIS
GILLES MÉDIONI
L ARCHIPEL
(2007)
R$ 130,00



ADAGIÁRIO BRASILEIRO
LEONARDO MOTA
UNIV FEDERAL CEARÁ; J OLYMPIO
(1982)
R$ 17,28



HISTÓRIAS ESCOLHIDAS - 1ª EDIÇÃO
LYGIA FAGUNDES TELLES
BOA LEITURA
(1961)
R$ 34,20
+ frete grátis



EURICO, O PRESBÍTERO
ALEXANDRE HERCULANO
ÁTICA
(1996)
R$ 6,90



DOCUMENTA HISTÓRICA DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
CYRO CORRÊA LYRA
DH
(2006)
R$ 18,00





busca | avançada
37900 visitas/dia
1,3 milhão/mês