Duas distopias à brasileira | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
76521 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
>>> Bricksave oferece vistos em troca de investimentos em Portugal
>>> Projeto ‘Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé’ é lançado em multiplataformas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cinema e os Direitos Humanos
>>> Elogio Discreto: Lorena Calábria e Roland Barthes
>>> Se a vida começasse agora
>>> 9/11 books
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Cidade de Deus, de Paulo Lins
>>> Humberto Alitto
>>> Orra, meu
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Meu tio
Mais Recentes
>>> Ilustrado de Miguel Syjuco pela Companhia das Letras (2011)
>>> Revista Viagem e Turismo - Ano 20 – Nº 2 - Quatro Roteiros na Itália Pra Ver Antes de Morrer de Vários Autores pela Abril (2015)
>>> Guia do Executivo Porto Alegre 1998 de Vários Autores pela Gazeta Mercantil (1998)
>>> Guia Quatro Rodas Brasil 2002 de Vários Autores pela Abril (2002)
>>> Éfeso de Naci Keskin pela Keskin Colors (2012)
>>> Clube do Livro, Ser Leitor - que diferença faz? de Luzia de Maria pela Literária (2009)
>>> The Good Life Guide to Sydney de Tessa Mountstephens pela Hark! (1996)
>>> Matemática - 8º Ano - 6º Edição de Edwaldo Bianchini pela Moderna (2006)
>>> Encontro com a Begõnia de Nilza de Oliveira pela Imagem (2014)
>>> Buenos Aires de Boca a River de Joaquim da Fonseca pela Artes e Ofícios (1996)
>>> Brisa Bia, Brisa Bel de Ana Maria Machado pela Record (1999)
>>> Barcelona – Um Ano Com 365 Dias de Marcos Eizerik pela Age (2008)
>>> De Mala e Cuia – Tudo o Que Você Precisa Saber Para Morar, Estudar, Trabalhar e se Divertir na Europa de Adriana Setti pela Jaboticaba (2005)
>>> Quebra de Confiança de Quebra de Confiança Harlan Coben pela Arqueiro (2011)
>>> Viajando pela Europa e Pelo Mundo de José Cretella Júnior pela T. A. Queiroz (1985)
>>> Silêncio na Floresta de Harlan Coben pela Benvirá (2009)
>>> A Nova História Cultural de Lynn Hunt pela Martins Fontes (1992)
>>> O Livro dos Espíritos de Allan Kardec pela Círculo do Livro (1993)
>>> Não Conte a Ninguém de Harlan Coben pela Arqueiro (2009)
>>> Cyrano de Bergerac de Edmond Rostand pela Nova Cultural (2003)
>>> O Livro dos Incensos de Steven R. Smith pela Roca (1994)
>>> Confie Em Mim de Harlan Coben pela Arqueiro (2009)
>>> Romeu e Julieta - Macbeth - Otelo, O Mouro de Veneza de William Shakespeare pela Nova Cultural (2003)
>>> Consciência Cósmica de Rosabis Camaysar pela Lorenz (1994)
>>> Alta Tensão de Harlan Coben pela Arqueiro (2011)
>>> Os Sentidos do Trabalho - Ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho de Ricardo Antunes pela Boitempo (2000)
>>> Luta Armada no Brasil do Anos 60 e 70 de Jaime Sautchuk pela Anita Garibaldi (1995)
>>> Jogada Mortal de Harlan Coben pela Arqueiro (2011)
>>> Quando Ela Se Foi de Harlan Coben pela Arqueiro (2011)
>>> Descartes The Project of Pure Enquiry de Bernard Williams pela Routledge (2005)
>>> Desaparecido para Sempre de Harlan Coben pela Arqueiro (2010)
>>> Seis Anos Depois de Harlan Coben pela Arqueiro (2014)
>>> Estatuto da Criança e do Adolescente de Vários Autores pela Pmpa (2003)
>>> O Inocente de Harlan Coben pela Arqueiro (2013)
>>> A Dama das Camélias de Alexandre Dumas Filho pela Nova Cultural (2003)
>>> Equilíbrio Total Através da Parapsicologia de Miguel Lucas pela Almed (1981)
>>> Casa de Bonecas de Henrik Ibsen pela Nova Cultural (2003)
>>> O Poder da Oração para Mulheres de Jackie M. Johnson pela Povket ouro (2013)
>>> Jesus como Terapeuta - O Poder Curador das Palavras de Anselm Grün pela Vozes (2013)
>>> Manual do Astrônomo Amador de Jean Nicolini pela Papirus (1991)
>>> As Três Irmãs de Anton Tchekov pela Nova Cultural (2002)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Alexandre de Moraes (Org.) pela Atlas (2001)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Vários Autores pela Saraiva (2000)
>>> O Livro Secreto do Banheiro Feminino de Jo Barrett pela Essência/Planeta (2008)
>>> Código de Hamurabi – Código de Manu – Lei das XII Tábuas de Jair Lot Vieira (Superv.) pela Edipro (2002)
>>> Manual de Prática Forense Civil de Edson Cosac Bortolai pela Revista dos Tribunais (2003)
>>> Vade Mecum Método Cívil 2016 de Vários Autores pela Método (2016)
>>> Nossa próxima atração. O interprograma do Canal 3 de Mário Fanucchi pela Edusp (1996)
>>> Evaristo de Moraes Filho – 100 Anos de Vida Contribuição à Sociologia e ao Direito do Trabalho de Eliana Gonçalves da Fonte Pessanha e Outros (Orgs.) pela Ministério do Trabalho (2016)
>>> O tempo e a alma de Jacob Needleman pela Ediouro (1999)
COLUNAS

Quinta-feira, 7/8/2014
Duas distopias à brasileira
Carla Ceres

+ de 5700 Acessos

Nada como os imprevistos cotidianos, as falhas de caráter e as divergências de opinião dos cidadãos para minar qualquer utopia. Por mais isoladas das "más influências externas" que estejam, as tentativas de construir sociedades ideais descambam para a violência, a corrupção e a luta desleal pelo poder porque seres humanos ideais não existem e, além disso, o paraíso de uns costuma ser o inferno de outros. Até hoje, esses sonhos de harmonia só resistiram e terminaram bem no campo literário, no qual continuam interessantes como obras de arte ou por retratarem os contextos históricos dos quais se originaram.

A ficção científica até gosta de uma utopiazinha motivadora no fim do arco-íris, mas seu forte mesmo são as distopias, as sociedades opressivas, em ruína material e moral. Atualmente, os cenários pós-apocalípticos cheios de zumbis dominam livrarias e telas de TV, atingindo muitos escritores brasileiros, mas não é de hoje que importamos modas literárias voltadas ao grande público. Monteiro Lobato, inspirado nas obras de H. G. Wells, levou três semanas para escrever O presidente negro ou o choque das raças, com a intenção de exportá-lo para os Estados Unidos. Não conseguiu. Vários editores se ofenderam com o conteúdo racista do livro.

Não vou entrar na discussão sobre o racismo nem sobre o evidente machismo de Lobato. Sem dúvida, suas ideias eram muito comuns na época e, por absurdo que nos pareça hoje em dia, possuíam status científico. O final de O presidente negro, com a vitória vergonhosa dos brancos "solucionando" a questão racial, é revoltante. Perto desse horror, acompanhar sua implicância com as feministas me diverte. A personagem Miss Elvin, por exemplo, desenvolve a teoria absurda de que a mulher não seria a "fêmea natural" do homem. As verdadeiras fêmeas humanas teriam sido repudiadas pelos homens, que preferiram acasalar-se com as mulheres, fêmeas de um povo anfíbio, cujos machos teriam sido exterminados pelos homens. Mulheres e homens, portanto, pertenceriam a espécies diferentes, segundo o livro Simbiose desmascarada, de Miss Elvin. Dá pra levar a sério?

Bom polemista, Lobato não hesitava em ridicularizar seus oponentes, atribuindo-lhes argumentos estapafúrdios. Sua representação caricatural do feminismo no ano de 2228, quando se passa a história de O presidente negro, tem a mesma virulência debochada de seu ataque à pintura de Anita Malfatti, no artigo "Paranoia ou mistificação". Muito mais interessante do que a reação lobatiana às reivindicações das mulheres foi a crônica de Humberto de Campos "O feminismo triunfante (Diário de um rapaz solteiro em 1960)". Sim, no Brasil, até as distopias viram piada.

Publicada em 1934, no livro Sombras que sofrem, a crônica reúne páginas do diário de um pobre rapaz solteiro, escritas oito anos após a "Revolução Feminina de 1952". O protagonista mora em um Rio de Janeiro dominado pelas mulheres. Seu principal medo é o de "ficar para tio", pois, aos vinte e cinco anos, ainda não foi pedido em casamento nem uma vez. "No entanto", comenta, "não sou, que se diga, um rapaz feio, Nem desprovido de prendas domésticas. Tenho bonitos olhos, boca bem feita, e visto-me com elegância. Sei tocar piano, danço bailados clássicos, e posso, como poucos, tomar conta de uma casa. A mulher que me escolhesse para esposo, conservar-me-ia ao lado, pelo menos um ano."

A terrível situação dos homens após o divórcio também é mencionada. Sobre a moça que pediu seu irmão em casamento, a "Dra. Inez de Albuquerque, engenheira da fábrica de aviões da firma Ana Maria & Filha", ele escreve: "A noiva tem 32 anos, e acaba de divorciar-se do vigésimo segundo marido, o qual fica, pode-se dizer, ao desamparo. O penúltimo está empregado em um 'atelier' de costura, e o antepenúltimo, como ama seca na casa da senadora Carmen Pappagenti. Os outros desventurados degradaram-se depois de abandonados, vivendo como o Diabo quer e Deus consente".

Como o texto não é dos mais fáceis de se encontrar, adianto que, no fim, o rapaz recebe uma proposta de casamento de uma divorciada que "antes de casar, teve uma vida um pouco boêmia, excedendo-se na bebida e sustentando amantes". Através da inversão de papéis, a crônica pinta um retrato interessante da vida das moças na década de 1930. Embora sua intenção não seja a de prever o futuro, muitas das situações "futurísticas" que menciona tornaram-se corriqueiras. Ninguém se espanta mais com a presença feminina em profissões de nível superior ou nas Forças Armadas. Quanto aO presidente negro, apenas a parte boa se cumpriu. Para isso servem as distopias, para alertar sobre os maus caminhos.

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/


Carla Ceres
Piracicaba, 7/8/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti
02. Um caso de manipulação de Celso A. Uequed Pitol
03. A literatura de Marcelo Mirisola não tem cura de Jardel Dias Cavalcanti
04. Sejamos multiplicadores de Fabio Gomes
05. Minha Terra Tem Palmeiras de Marilia Mota Silva


Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2014
01. HQs sombrias, anjos e demônios - 2/1/2014
02. Duas distopias à brasileira - 7/8/2014
03. Um menino à solta na Odisseia - 6/11/2014
04. Adolescentes e a publicação prematura - 4/9/2014
05. Vaidade, inveja e violência - 8/5/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




L' HOMME DU RESSENTIMENT
MAX SCHELER
GALLIMARD
(1970)
R$ 111,00



PARA UM LEITURA DE UMA FAMÍLIA INGLESA DE JÚLIO DINIS VIDA E OBRA D...
MARIA ALDA LOYA SOARES SILVA
PRESENÇA
(1999)
R$ 22,33



EM JESUS DEUS COMUNICA SE COM O POVO: COMUNIDADES CRISTÃS NA DIÁSPORA
SERVIÇO DE ANIMAÇÃO BÍBLICA
PAULINAS
(2003)
R$ 5,00



OPERAÇÃO CAVALO DE TRÓIA 2
BENÍTEZ, J. J.
MERCURYO
(1996)
R$ 70,00



A VIDA DE LIMA BARRETO
FRANCISCO DE ASSIS BARBOSA
AUTÊNTICA
(2016)
R$ 14,00



ENTRE O PASSADO E O FUTURO - 7ª EDIÇÃO - 2ª REIMPRESSÃO
HANNAH ARENDT
PERSPECTIVA
(2014)
R$ 48,95



UMA HISTÓRIA PARA CADA DIA - ABRIL
SONIA ROBATTO
GLOBO
R$ 5,00



SÓ PARA GAROTAS - COMO SER A MELHOR EM TUDO
JULIANA FOSTER
LUA DE PAPEL
(2010)
R$ 7,00



É HORA DE MUDANÇA
DEANNA BEISSER
MARKET BOOKS
(2002)
R$ 5,00



PEQUENO GUIA MUSICAL COM CAPÍTULOS ESPECIAIS SÔBRE A DANÇA E 16 PEÇ...
LUIS ELLMERICH
IRMÃOS VITALLE
R$ 46,00





busca | avançada
76521 visitas/dia
2,1 milhões/mês