HQs sombrias, anjos e demônios | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
88566 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Caetano, não seja velho coronel
>>> Vento Bravo, com Edu e Tom
>>> Como o Google funciona
>>> A boa literatura brasileira
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> História da leitura (III): a imprensa de Gutenberg
>>> Talk Show
>>> Para ler o Pato Donald
>>> Isto é um experimento
>>> Em quem a Tropicália vai votar
Mais Recentes
>>> Novíssimo Aulete - Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa de Caldas Aulete - Paulo Geiger ( Org. ) pela Lexikon (2011)
>>> O Laptop de Leonardo de Ben Shneiderman pela Nova Fronteira (2006)
>>> História da Paz de Demétrio Magnoli ( Org. ) pela Contexto (2008)
>>> O amor jamais te esquece de André Luiz Ruiz pela Ide (2003)
>>> Nosso Livro de Francisco Cândido Xavier pela Lake (2005)
>>> Direito Penal 1 Parte Geral de Sophie Kinsella pela Record (2010)
>>> Em Espírito e Em Verdade de Andy Park pela Vida
>>> Mente e Cérebro Poderosos de Conceição Trucom pela Cultrix (2010)
>>> Todo Ar Que Respiras de Judith Mcnaught pela Bertrand Brasil (2009)
>>> Tudo Bem Ser Diferente de Todd Parr pela Panda Books # (2002)
>>> Sonho Oriental Sabores e Receitas de Editora Caras pela Caras
>>> O Que Fazer? Falando de Convivência de Liliana Iacocca pela Ática
>>> O Homem Que Roubava Horas de Daniel Munduruku e Janaina Tokitaka pela Brinque Book (2010)
>>> Mulheres Inteligentes, Relações Saudáveis de Augusto Cury pela Academia
>>> Ana Karênina Volume 1 de Tolstoi pela Nova Cultural (1997)
>>> A Bíblia do Otimismo de R. Stanganelli pela Tríade
>>> Coleção na Luz da Verdade 1, 2 e 3 de Abdruschin pela Ordem do Graal na Terra (1999)
>>> O Rapto do Garoto de Ouro Série Vaga-lume de Marcos Rey pela Atica
>>> Como Fazer Qualquer Pessoa Se Apaixonar por Você! de Leil Lowndes pela Record
>>> A Sombra do Vulcão de Malcom Lowry pela L&pm Pocket (2007)
>>> Manual de Direito Penal Parte Especial Vol II 27ª Edição de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (2010)
>>> Do Outro Mundo - Coleção Ana Maria Machado de Ana Maria Machado pela Ática (2002)
>>> Dicionário Jurídico Brasileiro Acquaviva - Edição de Luxo de Marcus Claudio Acquaviva pela Jurídica Brasileira (1995)
>>> A Tecnologia Acima do Bem e do Mal de José Rubens Salles Toledo pela Itafi (2016)
>>> Cómo Pintar a óleo de Jose Maria Parramon pela Parramón
COLUNAS

Quinta-feira, 2/1/2014
HQs sombrias, anjos e demônios
Carla Ceres

+ de 7300 Acessos

Finalmente, Natal outra vez! Hora de pedir ao Papai Noel alguns presentes que o dinheiro sozinho não possa comprar porque dependem de outras pessoas. Não, não estou me referindo à paz mundial. Melhor escolher algo mais simples, divertido e cheio de ação sombria para contrabalançar o sentimentalismo natalino, algo como filmes e histórias em quadrinhos, por exemplo.

Começando pelo cinema, eu gostaria que Frankenstein - entre anjos e demônios, novo filme sobre um de meus personagens literários favoritos, estivesse à altura de seu trailer. Baseado na graphic novel de ação e suspense I, Frankenstein, de Kevin Grevioux, o longa-metragem deve estrear em janeiro de 2014 e contará a história do monstro "Adam" duzentos anos após a morte de seu criador, o Dr. Frankenstein. Estou torcendo para que faça jus ao interesse que originou ao oferecer um trecho da história em quadrinhos animada como aperitivo aos fãs. Por enquanto, apenas o primeiro capítulo animado está na internet. Mostra demônios tentando recrutar Adam para acabar com a humanidade. Nada mal. Oremos.

Por falar em demônios, meu segundo pedido de Natal seria que a editora Abril relançasse as revistinhas infantis do Satanésio. Criação do brasileiro Ruy Perotti, Satanésio foi lançada em plena ditadura militar e durou até o número quatro, a despeito de conter boas doses de crítica social. O protagonista, que emprestava seu nome à HQ, era um demônio frustrado que veio à superfície da Terra buscar almas e não se conformava com a maldade humana. Para aumentar seu embaraço, Satanésio ganha um anjo da guarda chamado Anjoca. que só atrapalha seus planos. Talvez para acalmar a carolice da época, no quarto e último número, a revistinha passou a se chamar Satanésio e Anjoca. Não espero que a Abril volte a publicar a revista regularmente, mesmo porque o autor faleceu em 2005, mas seria bom se as crianças atuais pudessem rir com todas as historinhas do Satanésio reunidas em um único volume. Muitos pais também gostariam.

É improvável que o Satanésio volte às bancas, mesmo como edição especial, mas não custa pedir. O fundamentalismo religioso, incapaz de compreender metáforas e ironias, tem posto as garras de fora. Acontece, porém, que, por muito tempo, ouvi pais e professores afirmando, com tristeza, que o Maurício de Souza jamais publicaria uma revistinha apenas com o Louco, um dos personagens mais interessantes da turma da Mônica. Estavam enganados. A Panini já lançou três almanaques com suas historinhas surrealistas.

Tenho quase certeza de que meu terceiro pedido, uma HQ para o público adulto, vai se realizar em 2014, pois já está na hora de a editora Devir lançar a continuação de Zé Gatão - Memento Mori, uma surpreendente graphic novel de Eduardo Schloesser. A menos que haja alterações de última hora, o próximo livro deve fechar a saga e se chamará Zé Gatão - Daqui para a Eternidade.

Criador de um violento universo repleto de animais antropomórficos, o desenhista e roteirista Schloesser (sobrenome alemão, herdado de um avô francês) é brasileiro, trabalha como ilustrador e, além das HQs, criou álbuns de anatomia e cursos de desenho para várias editoras. As aventuras de Zé Gatão, um mestiço de gato e lince, foram publicadas pela primeira vez em 1997 e, sem dúvida nenhuma, não eram para crianças. A pancadaria rolava solta, acompanhada por cenas de sexo explícito que tornavam o primeiro álbum, intitulado simplesmente Zé Gatão, não recomendável nem mesmo para adolescentes.

Embora os fãs adorem esse primeiro álbum, meu favorito até agora é Memento Mori, o mais recente, ainda disponível em livrarias e no site da Devir. Trata-se de um trabalho mais maduro, com desenhos primorosos e sequências de ação de tirar o fôlego. Continua destinado aos adultos, mas as cenas de sexo não chocariam os adolescentes atuais, habituados ao nu frontal em séries televisivas como A Guerra dos Tronos. Após um prólogo em que Schloesser faz uma releitura da fábula O lobo e o cordeiro, de Esopo, a história se inicia com Zé Gatão e seus amigos (uma gata e um chimpanzé) unindo-se a um grupo de militares (cães sob o comando de um gorila) para atravessar o deserto com mais segurança, caso insetos ou lagartos rebeldes venham a atacar. O objetivo dos militares é chegar a uma região de fazendas cujos habitantes se queixam dos abusos de um grupo de mercenários liderados por um urso.

Schloesser admite a influência de A revolução dos bichos, de George Orwell, em seu trabalho, mas suaviza seu universo politicamente opressivo com bons momentos de sátira, magia, misticismo e paródias da cultura pop. Zé Gatão - Memento Mori é leitura obrigatória para quem aprecia quadrinhos. Tomara que a continuação chegue logo.

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/


Carla Ceres
Piracicaba, 2/1/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop de Noah Mera
02. Hells Angels de Gian Danton
03. Ascese, uma instalação do artista Eduardo Faria de Jardel Dias Cavalcanti
04. Considerações de um Rabugento de Abdalan da Gama
05. A difícil arte de fazer arte de Daniela Castilho


Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2014
01. HQs sombrias, anjos e demônios - 2/1/2014
02. Um menino à solta na Odisseia - 6/11/2014
03. Duas distopias à brasileira - 7/8/2014
04. Adolescentes e a publicação prematura - 4/9/2014
05. Vaidade, inveja e violência - 8/5/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Cor Tem Alma
Emerson Luiz W. Schulz
Bibla
(1997)



Israel o País dos Milagres
Mozart Monteiro
Eldorado
(1972)



Vidas Literárias / Ezra Pound
Peter Ackroyd
Jorge Zahar
(1991)



As Melhores Histórias de Reinos
Lidia Chaib
Publifolha
(2000)



Segurança Hackers Criando uma Senha Mestra para o Mozilla Firefox
Minuano
Minuano
(1990)



Adivinhe Quem é Em Movimento
Jeannette Rowe
Ciranda Cultural
(2011)



A Paixão Em Claro
Elisabeth Veiga
Topbooks
(1992)



Administração Inteligente
Almir Fernandes
Futura
(2001)



Ao Deus de Amor
José Gonzaga de Souza
Thesaurus
(2009)



Jesus, Precursor e Anunciador da Nova era - Autografado
Lauro Trevisan
Mente
(1993)





busca | avançada
88566 visitas/dia
2,4 milhões/mês