Um DJ no mundo comunista | Celso A. Uequed Pitol | Digestivo Cultural

busca | avançada
51627 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
>>> Ana Cañas e Raíces de América abrem a programação musical de junho, no Sesc Santo André
>>> Sesc Santo André recebe Cia. Vagalum Tum Tum, em junho
>>> 3º K-Pop Joinville Festival já está com inscrições abertas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> La Cena
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Uma história da Sambatech
>>> The Shallows chegou
>>> Ceifadores
>>> É hoje (de novo)!
>>> Trump e adjacências
>>> Entrevista com Pollyana Ferrari
>>> O novo sempre vem
>>> O estilo de Freddie Hubbard
Mais Recentes
>>> A Arte da Guerra - Os Documentos perdidos de Sun Tzu II pela Record (1996)
>>> Competindo pelo Futuro de Gary Hamel e C K Prahald pela Campus (1995)
>>> 80 Mágicas com cartas de 80 Mágicas com cartas pela COPAg (1985)
>>> Idade do Zero de Zeh Gustavo pela Escrituras (2005)
>>> Os Três Ratos Cegos e Outras Histórias de Agatha Christie pela Nova Fronteira (1979)
>>> Outra Independência o Federalismo Pernambucano de 1817 a 1824 de Evaldo Cabral de Mello pela 34 (2004)
>>> A Décima Profecia de James Redfield pela Objetiva (1996)
>>> Condutas no Paciente Grave Nº 1 e 2 de Elias Knobel pela Atheneu (1998)
>>> Na Palma da Minha Mão de Leilah Assumpção pela Globo (1998)
>>> Missão no Oriente de Luiz Puntel pela Atica (1999)
>>> Previsão e controle das fundações de Urbano Rodriguez Alonso pela Edgard Blucher (1995)
>>> A Riqueza das Nações 1 e 2 de Adam Smith pela Nova Cultural (1985)
>>> Moreninha de Joaquim Manuel de Machado pela Moderna (1993)
>>> Diário de um cucaracha de Henfil pela Record (1984)
>>> Sinais de Esperança: uma Leitura Surpreendente dos Acontecimentos Atua de Alejandro Bullón pela Casa Publicadora (2008)
>>> Manual de Bioquimica de Conn Stumpf pela Edgar Blucher (1972)
>>> O Senhor March de Geraldine Brooks; Marcos Malvezzi Leal pela Ediouro (2009)
>>> Devezenquandario de Leita Rosa Cangucu de Lourenço Cazarre pela Lge (2003)
>>> Clássicos Literatura Juvenil 12 - Aventuras de Huck de Mark Twain pela Abril (1972)
>>> Naruto 58 de Masashi Kishimoto pela Panini Comics
>>> Super Seek and Find Students Book & Digital Pack (volume 2) de Lucy Crichton pela Macmilian Education (2018)
>>> O jovem Torless de Robert Musil pela O globo (2009)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma - Série Bom Livro de Lima Barreto pela Ática (1989)
>>> Naruto 57 de Masashi Kishimoto pela Panini Comics
>>> O Veneno da Madrugada de Gabriel García Márquez pela Sabiá (1970)
COLUNAS

Terça-feira, 9/6/2015
Um DJ no mundo comunista
Celso A. Uequed Pitol

+ de 2800 Acessos

Estamos acostumados a imaginar a vida dos jovens dos países do antigo Bloco Comunista como cinzentas, frias, desprovidas de toda e qualquer diversão, e ainda menos de diversões "ocidentais" como o rock'n roll.

Por isso, a muitos causará surpresa descobrir, por exemplo, que na duríssima Alemanha Oriental, a DDR (acrônimo para Deutsche Demokratische Republik, República Democrática Alemã) de Erich Hoenecker, da Stasi (polícia secreta do regime), do marxismo-leninismo ortodoxíssimo e dos Ladas circulando pelas ruas de Berlim Oriental, havia um cenário rock não só pujante como dotado de características distintivas do lado Ocidental.

Chamado, à sintética maneira alemã, de "Ostrock" - literalmente, "rock oriental", ou "rock do Leste" -, trazia letras mais sutis, meditativas, "filosóficas" do que as congêneres ocidentais. Uma das razões para isso era a necessidade de driblar a censura: a fim de terem seu material liberado, os compositores do lado oriental que quisessem criticar o governo ou os costumes - tópicos básicos do rock'n roll desde sempre - precisavam caprichar nas mensagens veladas, que censores, em todos os países, de todas as ideologias, em geral não compreendem.

Além disso, o rock da DDR apresentava estruturas musicais mais "sérias" e "conservadoras", o que era, segundo alguns estudiosos do fenômeno, fruto dos investimentos em educação musical clássica das escolas públicas do país. Em todo o mundo socialista, o pop "decadente" ocidental era malvisto pelas autoridades, mas a tradição musical clássica, não. Era entendida como legado humanístico a ser preservado, junto com toda a literatura e a arte até fins do século XIX e começo do XX -isto é, até a chegada dos "decadentismo" modernista, identificado com o acirramento das contradições do capitalismo. Na antiga DDR, como em todos os países comunistas da época, escutava-se muito Mozart, muito Bach e muito Beethoven e lia-se muito Walter Scott, muito Tolstói, muito Thomas Mann (e não Joyce, Virginia Woolf ou Kafka). Tudo isto influenciou de maneira decisiva na formação do rock da região.

Mas as rádios da DDR - como a mítica DT64, responsável pela divulgação das principais bandas de Ostrock da época - , não eram feitas apenas da sua música nacional: o rock e o pop do Ocidente também figuravam nas programações Em alguns casos, eram apresentados ao público com anuência estatal; em outros, sem ela. E o mesmo pode ser dito das rádios tchecas, russas, ucranianas, polonesas e de todos os demais países do Leste.

Podemos ter uma ideia do que tocava por lá a partir desta entrevista com Vladimír Zahradníček, ex-DJ de uma rádio da República Tcheca. Descobrimos, por exemplo, que o ultra-americano Bob Dylan era bem visto pelos membros do partido por suas canções anti-imperialistas, e que o pop "inofensivo" do Ocidente era tolerado. Já os Beatles e os Rolling Stones, pouco simpáticos a qualquer tipo de autoridade, não eram bem vistos. Era preciso, nestes casos, contar com o descuido (e a ignorância) dos censores.

Quando perguntado sobre o que seria uma típica programação de rock daquela época ele deu uma resposta bastante interessante, e que revela bem como funcionava a mentalidade dos censores oficiais:

Karel Gott - Lady Karneval

Bob Dylan -
I want you

Helena Vondráčková -
A ty se ptás co já, a cover of ABBA's "The Winner Takes It All"

Boney M -
Rasputin

Puhdys -
Lebenszeit, or "Lifetime"

Modern Talking -
Cheri Cheri Lady

Elán -
Tanečnice z Lúčnice, or "Dancer from Lúčnice"

Alla Pugacheva - Million Roses



Celso A. Uequed Pitol
Canoas, 9/6/2015


Mais Celso A. Uequed Pitol
Mais Acessadas de Celso A. Uequed Pitol em 2015
01. Um estranho chamado Joe Strummer - 8/9/2015
02. Caminhos para a esquerda - 3/2/2015
03. O testemunho de Bernanos - 4/8/2015
04. Canadá, de Richard Ford - 17/11/2015
05. Um DJ no mundo comunista - 9/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Viúva por um Ano
John Irving
Record
(2000)



A força eterna do amor
Robson Pinheiro
Casa dos Espíritos
(2009)



Crônicas Despaginadas (lacrado)
Eloi de Souza Garcia
Interciência
(2005)



The Astrologers Handbook
Frances Sakoian e Louis S. Acker
Perennial
(1993)



Contra o financismo
Felipe Miranda
São Paulo
(2016)



Os Sapatinhos Vermelhos
Joanne Harris
Rocco
(2007)



Gracias! 1
Maria Carmen Garcia Olivia
Sm
(2011)



A Estrada para Fornovo: a Feb, Outros Exércitos e Outras Guerras
Fernando Lourenço Fernandes
Biblioteca do Exército
(2011)



Garota Pop. Com
Carolina Estrella
Planeta Jovem
(2013)



X-men 4 - Super Heróis Premium
Marvel Comics
Abril
(2000)





busca | avançada
51627 visitas/dia
1,8 milhão/mês