Meio Sol Amarelo | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Balanceando
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
Mais Recentes
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Guia de Interpretação de Diego Grando pela Leitura XXI (2015)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Demolidor o Homem sem Medo Nº18 - Confronto Com a Yakuza de Marvel pela Panini (2005)
>>> Cidadania Pequena: Série Polêmicas do Nosso Tempo de Pedro Demo pela : Autores Associados (2001)
>>> Senhor, Faça de Minha Vida um Milagre! de Raymond C. Ortlund pela Mundo Cristão (1986)
>>> Prosperidade Profissional de Luiz Antonio Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Os Muçulmanos na Península Ibérica de Ruy Andrade Filho pela Contexto (1994)
>>> Monstro do Pântano Especial: a Morte Ronda o Homem-morcego de Bissette / Broderick / Randall / Barreto pela Vertigo/dc. Comics (1999)
>>> Microbiologia Clínica de Roberto A. de Almeida Moura pela Mc Will (1986)
>>> Diferencial Competitivo - o Segredo para Alcançar Nelhores Resultados. de John L. Nesheim pela : Best Seller (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> Conhecendo Erval Velho - Dinâmicas e Perspectivas de Maurício A. dos Santos - Org. pela Modelo (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index - Basi (1997)
>>> Paixão por Cabelos: Instruções Passo a Passo para Criar 82 Penteados de Christina Butcher pela Sextante (2015)
>>> Conceitos Sobre Advocacia, Magistratura, Justiça e Direito de B. Calheiros Bomfim pela Oab (2006)
>>> Ouvidos Dominantes Vozes Silenciadas de Noeli Gemelli Reali pela Argos (2001)
>>> O Petróleo é Nosso - 1948/1953 - a Campanha no Paraná de Carlos Alfredo Gomes pela Cefuria (2005)
>>> Glossário de Oceanografia de Argeo Magliocca pela Nova Stella (1987)
>>> A Estratégia da Teia de Aranha de Amit S Mukherjee pela Campus (2009)
>>> Descomplicando a Vida de Christoph Schalk pela Esperança (2005)
>>> Ouvindo os Passos da Memória de Álvaro de Carvalho pela Do Autor
>>> Educar é Apontar Caminhos - Reflexões para o Desenvolvimento de José Zinder pela Autor (2000)
>>> Hipnotismo e Auto-hipnotismo de Indução Rápida de Ana Cristina Massa pela Biruta (2009)
>>> Caminhando para o Cárcere da Liberdade e Outros Escritos de Alexsandro Grola pela Literatura Brasileira (2013)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
COLUNAS

Quinta-feira, 3/9/2015
Meio Sol Amarelo
Guilherme Carvalhal

+ de 3200 Acessos

Meio Sol Amarelo

A literatura africana é bastante distante de nós brasileiros. Se formos retratar autores deste continente, provavelmente vamos nos referir a Luandino Vieira ou Mia Couto por causa da lusofonia, incluindo o livro Os Cus de Judas, de Antônio Lobo Antunes nesse rol. Figuram ainda entre os mais conhecidos J. M. Coetzee e Naguib Mahfouz, que conseguirem ser alçados ao patamar de autores mundiais e traduzidos para diversos idiomas. Albert Camus era argelino, mas aparentemente costuma ser mais tratado como europeu do que como africano.

O livro Meio Sol Amarelo, da nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, é exemplar muito claro de como determinadas barreiras culturais tem sido derrubadas e que um livro de uma autora negra e africana pode sim se tornar mundial e altamente representativo para seu país, levando sua história e sua cultura ao mundo inteiro.

Para compreender o livro, é preciso entender a história da Nigéria. O país foi uma colônia britânica, que introduziu seu idioma, sua cultura e o dividiu etnicamente. Então sua estrutura se tornou complexa, contendo vários idiomas, uma parcela da população ocidentalizada e outra mais tradicional, além da questão da multiplicidade religiosa, com o cristianismo, o islamismo e religiões tradicionais do país.

Em 1960 o país conquistou sua independência. Em 1966 passou por dois golpes de estado em sequência e os problemas étnicos e políticos levaram a etnia igbo a declara a independência da República de Biafra, situada a leste do país. Daí então sucedeu a guerra civil, deixando um saldo de mortos acima de um milhão, entre vítimas de combate e mortos do fome. Em 1970 Biafra capitulou e a Nigéria se reunificou. Esse conflito é considerado o primeiro envolvendo causas étnicas desde a Segunda Guerra Mundial.

O livro de Chimamanda Ngozi Adichie se passa durante esse período, mostrando a relação de diversos personagens com o país e com a guerra que se desenrolou. Além de ser uma história muito bem desenvolvida, é uma aula de história de seu país e de seus muitos conflitos.

O ambiente estabelecido pela autora em seu livro visa construir no leitor um painel profundo de seu país e da sua complexidade. Pode ser compreendido de diversas maneiras: o processo de ocidentalização a destruir as práticas tradicionais, a submissão popular diante de culturas tidas como mais "nobres" e que desvalorizam a cultura local, os choques entre ricos e pobres, mesmo que dentro de um igual grupo étnico, as relações pouco compreendidas que unificam um país de sociedade diversificada, como se a identidade de um nigeriano fosse fruto mais do colonialismo europeu do que do próprio entendimento de seu povo enquanto nação.

A trama conta com vários personagens principais, com destaque para Olanna, uma jovem de classe alta educada na Inglaterra. Filha de um empresário, sua família igbo é ocidentalizada e ela e sua irmã gêmea, Kainene, estudaram em outros países e possuem um padrão de vida alto.

Olanna se envolve em um relacionamento com Odenigbo, professor universitário oriundo de uma família com vínculos tribais. Odenigbo é engajado em questões políticas e é de classe alta, reunindo em sua casa um amplo grupo de intelectuais, contando de professores a militares.

Esse núcleo de personagens apresenta uma abordagem dos choques de modernidade do país, inserindo sua multiplicidade étnica e religiosa no meio. O pai de Olanna, após o golpe de estado, começa a procurar os governantes para traçar seu relacionamento empresarial, mesmo ele sendo parte da minoria igbo. Para ele não interessavam as diferenças, mas a necessidade de se lucrar dentro dessa situação, uma visão do capitalismo inserido no país a atropelar quaisquer barreiras étnicas. Da mesma maneira Olanna possui um pretendente islâmico e rico, considerado um bom partido, porém as diferenças religiosas impediriam o relacionamento. Por sua vez, Olanna enfrenta conflitos com a mãe de Odenigbo, que não aceita de maneira alguma os dois juntos por motivos étnicos.

A narrativa de Adichie constrói todo o contexto sem ser enfadonha, inserindo os personagens na sequência dos fatos históricos. São as conversas na casa de Odenigbo ou o rádio ligado nas notícias que permitem o entendimento da situação, bem como o posicionamento dos mesmos. São personagens em fuga durante os ataques, pessoas perdidas sem entender o que se passa, ricos indo para a Inglaterra, alguns confiantes de que tudo terminará bem.

Além desse grupo de personagens, há dois de destaque, que são Ugwu e Richard. Ugwu é um rapaz que mora em uma vila e vai trabalhar para Odenigbo. Ele é seu criado doméstico, limpando a casa, cuidando das roupas, fazendo comida. Ele é uma visão inocente e desinformada dos conflitos, assistindo a tudo e respaldando suas opiniões nas do patrão. Além disso, sua presença ajuda a situar Odenigbo dentro de todo contexto, porque mesmo sendo um militante contra a opressão (isso em um mundo no qual a Guerra Fria fervilhava) ele ainda era um patrão, alguém de uma situação social superior.

Richard é um escritor inglês que está estudando a cultura da Nigéria para um livro que nunca sai do papel. Ele é uma excentricidade no meio de toda a história: é inglês e mora em uma ex-colônia de sua nação sem um objetivo muito claro. Se apaixona por Kainene, uma relação que nunca se conclui de fato; ele tem dificuldades em manter ereção e ela possui outros amantes além dele. Quando começam os conflitos, ele não busca abrigo nem retorna à Inglaterra, mas se mantém em meio às animosidades do país. Durante um processo de guerra civil em um país africano, é um personagem europeu que esboça toda o absurdo do que se passa, talvez pelo seu próprio afastamento cultural. Vale destacar também seu criado Harrison, que continuamente afirma que tudo que é europeu é superior, em contraponto a Richard, cada vez mais interessado em se tornar nigeriano.

O valor do livro é muito amplo devido à abrangência de seu conteúdo. Seu contexto em torno da proclamação da República de Biafra e da guerra civil sequente o coloca como um livro de expressão de uma desgraça humana, pareado com livros e filmes como Hotel Ruanda e Diamantes de Sangue. Porém, o livro vai bem além disso. Mesmo que situado temporalmente no período do conflito, Meio Sol Amarelo é mais vasto, apresentando ao leitor toda a singularidade da Nigéria, como seus aspectos culturais, geográficos e econômicos. Sua proposta se assemelha a um romance de formação do país, mostrando o modo artificial como a Nigéria surgiu, fruto das relações do colonialismo, passando pelos conflitos que se sucederam para a construção da nação em si.

Adichie dá uma contribuição imensa para a popularização de seu país, de sua cultura e de sua literatura. O afastamento cultural inviabiliza uma melhor compreensão da literatura nigeriana, mas o número de vendas acima de um milhão de exemplares no mundo inteiro e sua tradução para 30 idiomas mostram que seu trabalho gerou um forte impacto.

Meio Sol Amarelo é um livro excelente em todos os sentidos e sua vendagem significativa mostra como a autora conseguiu levar a literatura de seu país a um amplo público. Um feito que a coloca como umas das artistas mais relevantes da atualidade.


Guilherme Carvalhal
Itaperuna, 3/9/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como eu escrevo de Luís Fernando Amâncio
02. Alice in Chains, Rainier Fog (2018) de Luís Fernando Amâncio
03. Assum Preto, Me Responde? de Duanne Ribeiro
04. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti de Jardel Dias Cavalcanti
05. Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal em 2015
01. Influências da década de 1980 - 30/7/2015
02. A trilogia Qatsi - 15/10/2015
03. Meio Sol Amarelo - 3/9/2015
04. A grande luta das pessoas comuns - 19/11/2015
05. O cinema de Weerasethakul - 2/7/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INCIDENTES EM ANTARES - ÉRICO VERÍSSIMO
ÉRICO VERÍSSIMO
COMPANHIA DE BOLSO
(2006)
R$ 18,00



HOMENS PROVÁVEIS: DA PROCRIAÇÃO ALEATÓRIA À REPRODUÇÃO NORMATIVA
JACQUES TESTART
INSTITUTO PIAGET (LISBOA)
(2000)
R$ 28,82



CYBERSECURITY FOR EXECUTIVES: A PRACTICAL GUIDE
GREGORY J. TOUHILL - C. JOSEPH TOUHILL
WILEY-AICHE
(2014)
R$ 240,00



TOOTH TROUBLE
ABBY KLEIN; JOHN MCKINLEY
SCHOLASTIC BOOKS
(2004)
R$ 15,00



O MEIO AMBIENTE EM DEBATE
SAMUEL MURGEL BRANCO
MODERNA
(1997)
R$ 4,49



POESIA E PINTURA: UM DIÁLOGO EM TRÊS DIMENSÕES
VALDEVINO SOARES DE OLIVEIRA
UNESP
(1999)
R$ 85,00



DIREITO EMPRESARIAL V. 5
ELISABETE TEIXEIRA VIDO DOS SANTOS
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2009)
R$ 10,00



MAMÃE NÃO PODE SABER
J. M. SIMMEL
NOVA FRONTEIRA
(1982)
R$ 4,00



EN AMOR AMENTO & AMOR
FRANCESCO ALBERONI
ROCCO
(1986)
R$ 25,00



DOCES
VÁRIOS
IMPALA
(2012)
R$ 19,00





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês