O cinema de Weerasethakul | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
38609 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> FÁBRICA DE CALCINHA, PARTE DA MOSTRA CENA SUL, EM TRÊS APRESENTAÇÕES NO SESC BELENZINHO
>>> PROJETO MÚSICA EXTREMA, DO SESC BELENZINHO, TRAZ EM MARÇO A BANDA REFFUGO, DE DEATH METAL
>>> ESPETÁCULO DE DANÇA ENCHENTE, COM DIREÇÃO DE FLAVIA PINHEIRO (PE), EM TRÊS DATAS NO SESC BELENZINHO
>>> EU e MÁRIO DE ANDRADE Livro de Anotações para Viagens Reais e Imagin
>>> Atom Pink Floyd Tribute retorna ao Rio Grande do Sul
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras
Colunistas
Últimos Posts
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
Últimos Posts
>>> Latitudes & Longitudes
>>> Renovação
>>> Prefácio
>>> Descendências
>>> Nem mais nem menos
>>> Profissão de fé
>>> Direções da véspera III
>>> Mirante
>>> In Albis
>>> Mulher, ontem hoje e sempre
Blogueiros
Mais Recentes
>>> LONDON LONDRES
>>> Lembrando a Tribo
>>> A grama do vizinho
>>> Um raio-x da violência
>>> Sobre o som e a fúria
>>> Comic Riffs
>>> Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual
>>> Meu assassino
>>> Circo Roda Brasil
>>> Música do acaso
Mais Recentes
>>> To The Lighthouse de Virgina Woolf pela Wordsworth Classics (2002)
>>> La Jeune Fille À La Perle de Tracy Chevalier pela Folio (2014)
>>> Le Petit Nicolas de Sempé-Goscinny pela Folio (2012)
>>> The Rise of The Islamic State de Patrick Cockburn pela Verso (2015)
>>> The Wonderful Wizard of Oz de L. Frank Baum pela Barnes & Noble (2005)
>>> Gaudy Night de Dorothy L. Sayers pela Bourbon St Books (2012)
>>> The Murder of Roger Ackroyd de Agatha Christie pela Harper (2002)
>>> Dicionário de Sonhos de Zolar pela Nova Era (2009)
>>> PODEROSA - Diário de Uma Garota que Tinha O Mundo Na Mão de Sérgio Klein pela Fundamento (2006)
>>> Um Plano Simples de Scott Smith pela Companhia das Letras (1993)
>>> Ruth Rocha Conta a Odisséia de Ruth Rocha pela Companhia das Letrinhas (2006)
>>> Ruth Rocha Conta a Ilíada de Ruth Rocha pela Companhia das Letrinhas (2007)
>>> As Aventuras do Barão de Munchausen de Rudolf Erich Raspe pela Iluminuras (2010)
>>> O Fantástico Mistério de Feiurinha de Pedro Bandeira pela FTD (1999)
>>> Lisbela e o Prisioneiro de Osman Lins pela Planeta (2015)
>>> Mídia - Propaganda Política e Manipulação de Noam Chomsky pela Martins Fontes (2013)
>>> Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (2001)
>>> Caçadas de Pedrinho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (2004)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Intrínseca (2007)
>>> As Brumas de Avalon 4 - O Prisioneiro da Árvore de Marion Zimmer Bradley pela Imago (2008)
>>> As Brumas de Avalon 3 - O Gamo-Rei de Marion Zimmer Bradley pela Imago (2008)
>>> As Brumas de Avalon 2 - A Grande Rainha de Marion Zimmer Bradley pela Imago (2008)
>>> As Brumas de Avalon 1 - A Senhora da Magia de Marion Zimmer Bradley pela Imago (2008)
>>> Política Para Não Ser Idiota de Mario Sergio Cortella, R. Janine Ribeiro pela Papirus (2007)
>>> Penelope de Marilyn Kaye pela Galera Record (2008)
>>> Memórias de Um Sargento de Milícias de Manuel Antônio de Almeida pela BestBolso (2010)
>>> Eu Sou Malala de Malala Yousafzai pela Companhia das Letras (2013)
>>> Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis pela Martin Claret (2010)
>>> Histórias Brasileiras de Verão de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2002)
>>> Minhas Memórias de Lobato de Luciana Sandroni pela Companhia das Letrinhas (2002)
>>> Diários do Vampiro - O Confronto de L. J. Smith pela Galera Record (2012)
>>> Diários do Vampiro - O Despertar de L. J. Smith pela Galera Record (2009)
>>> Minha Luta 1 - A Morte do Pai de Karl Ove Knausgaard pela Relógio D'Água (2009)
>>> Viagem ao Centro da Terra de Júlio Verne pela L&PM POCKET (2006)
>>> A Volta ao Mundo em 80 Dias de Júlio Verne pela L&PM POCKET (2005)
>>> As Mil e Uma Noites (Adaptação) de Julieta de Godoy Ladeira pela Scipione (2000)
>>> A Biblioteca Mágica de Bibbi Bokken de Jostein Gaarder & Klaus Hagerup pela Companhia das Letras (2003)
>>> Doidinho de José Lins do Rego pela José Olympio (2007)
>>> Til de José de Alencar pela Martin Claret (2012)
>>> A Viuvinha de José de Alencar pela FTD (1999)
>>> Iracema de José de Alencar pela Árica (2009)
>>> Capitães da Areia de Jorge Amado pela Companhia das Letras (2008)
>>> O Gênio do Crime de João Carlos Marinho pela Global (2009)
>>> O Gênio do Crime de João Carlos Marinho pela Global (2005)
>>> Segredos da Minha Vida em Hollywood de Jen Calonita pela Galera Record (2007)
>>> O Apanhador no Campo de Centeio de J. D. Salinger pela Editora do Autor
>>> Ilusões Perdidas de Honoré Balzac pela Companhia das Letras (2002)
>>> Minha Vida de Menina de Helena Morley pela Companhia das Letras (2005)
>>> O Mistério das Bolas de Gude de Gilberto Dimenstein pela Papirus (2006)
>>> Pietr, O Letão de Georges Simenon pela Companhia das Letras (2014)
COLUNAS

Quinta-feira, 2/7/2015
O cinema de Weerasethakul
Guilherme Carvalhal

+ de 1700 Acessos

É bastante complexo avaliar o trabalho do diretor tailandês Apichatpong Weerasethakul. Autor de um cinema de difícil compreensão, em muitos aspectos remetendo ao estilo quase incompreensível de Godard, ele se tornou premiado com diversas de suas obras, principalmente Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas, ganhador da Palma de Ouro de 2010.

O diretor bebe de muitas fontes. Seu cinema tem um estilo próprio com uma fotografia bastante peculiar e uma maneira quase bucólica de contar histórias. Ele utiliza em seus filmes desde uma pegada de surrealismo (caso de Tio Bonmee), de um estilo mais tradicional de contar histórias (Síndromes e um Século, 2006), e até mesmo de minimalismo, como em Mal do Século(2004), em que boa parte do filme se passa sem diálogos, contando a história apenas pelo visual.

A multiplicidade técnica de Weerasethakul o coloca como um dos principais realizadores de filme da atualidade. Seu estilo se caracteriza pela mistura de dramas pessoais com temas rurais, aliados a boas doses da cultura de seu país e estilos narrativos diferenciados.

Avaliar seu cinema ao longo dos anos mostra muito a evolução do diretor. Em Eternamente Sua (2002) há um romance com características peculiares. Min é um rapaz diagnosticado com uma doença que segue ao interior para se tratar. Nessa viagem ele é acompanhado por Roong e Orn, que estão em contato constante com ele. Esse trabalho é bastante simples, tanto em enredo como em filmagem. Uma história de amor, que mesmo carregada, é apenas um prenúncio do desenvolvimento do diretor.

Em 2004 ele lançou Mal dos Trópicos, um filme que coloca o dedo na ferida e facilmente pode ser considerado seu melhor filme. O longa se divide em duas partes. Na primeira há uma narrativa rural sobre Keng e Tong, dois rapazes namorados. Eles passam por situações simples do dia, mostrando como é sua relação com a cidade e com as pessoas. Um mero aperitivo para a virada do filme na segunda parte.

Quando Tong desaparece na floresta em meio a uma lenda sobre homens que se transformam em monstros, Keng parte em uma jornada em busca de localizá-lo. Sobre o filme com altas cores (uma característica do diretor) cai uma atmosfera completamente sombria da madrugada, em uma narrativa diferenciada, tangenciada pelas percepções a respeito dos sentimentos e pensamentos de Keng enquanto procura seu amado.

Um ponto interessante nesse filme é que Tong fala sobre seu tio Bonmee e sua capacidade de relembrar suas vidas passadas. Isso mostra duas coisas: que Weerasethakul é um narrador construindo um universo único dentro de suas obras, em que os filmes se correlacionam, e que desde estes tempos ele já planejava produzir seu mais premiado filme.

Síndromes e um Século é uma obra de cunho bastante pessoal, remetendo a lembranças de infância do diretor. A história se passa em um hospital da Tailândia, onde médicos e demais profissionais de saúde convivem com o choque de realidade entre moderno e antigo (situação tão comum nas artes brasileiras; no cinema Bye Bye Brasil é um marco). Um dos momentos principais é quando um monge budista é atendido e o conflito entre a tradição religiosa e a técnica científica se chocam.

O curta Uma Carta Para o Tio Boonmee (2009) serve como prólogo para a obra que será lançada no ano seguinte. É um relato quase pessoal, em que ele anuncia que pretende filmar a vida de seu tio, em uma narrativa em primeira pessoa. Não é por si só um grande filme, mas dentro do conjunto da obra é de alto significado.

Em 2010 veio o arrebatador (e divisor de opiniões) Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas. Aqui, o personagem principal se encontra adoentado com problemas renais e se prepara para encarar a própria morte. Suas vidas passadas vem à tona, em uma avalanche de significados vastos, que para muitos pode ser brilhante e para outros mera bobagem. Boonme se vê no corpo de uma princesa e o fantasma de sua esposa morta aparece, acompanhada de seu filho transmutado em uma espécie de macaco. O final em aberto é plenamente discutível e dá origem a diversos significados.

Weerasethakul passa batido por qualquer tipo de formalismo artístico. Seu estilo é bastante pessoal e repleto de simbologias que deixam o espectador diante de suas próprias opiniões. Pequenos detalhes, como um monge budista de All Star, dão sentido diferenciado ao que ele apresenta nas telas. Dificilmente se pode falar objetivamente de sua arte, então o melhor a fazer é assistir e tirar as próprias conclusões.


Guilherme Carvalhal
Itaperuna, 2/7/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti
02. Dos papéis, a dança de Elisa Andrade Buzzo
03. O gosto da cidade em minha boca de Elisa Andrade Buzzo
04. Soluções geniais para a escola e a educação de Ana Elisa Ribeiro
05. Só por uma noite de Carina Destempero


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal em 2015
01. Influências da década de 1980 - 30/7/2015
02. Meio Sol Amarelo - 3/9/2015
03. A trilogia Qatsi - 15/10/2015
04. A grande luta das pessoas comuns - 19/11/2015
05. O cinema de Weerasethakul - 2/7/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ROMANCES DE HOJE - A ALGARAVIA
JORGE SEMPRUN
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 7,00



TEILHARD DE CHARDIN: SINTETIZAÇÃO E JUSTIFICATIVA FILOSÓFICA
PE. AFONSO RODRIGUES, S. J.
FACULDADE DE FILOSOFIA N. S. MEDIANEIRA
(1970)
R$ 12,00



PARTICIPAÇÃO POPULAR NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
ALESSANDRA OBARA SOARES DA SILVA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 272,00



VAMOS FESTEJAR O DIVINO?
VANDERLEY DE PAULA ROCHA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



E O VERBO SE FEZ CANTO
EURIDIANA SILVA SOUZA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



O FANTASMA DE CANTERVILLE E OUTROS CONTOS
OSCAR WILDE
EDIOURO
R$ 6,00



ENTRE NÓS
LYGIA BARBIÉRE AMARAL
PETIT
(2013)
R$ 19,00



POR QUE AS PESSOAS SOFREM?
JAMES JONES
ABBA PRESS
(1997)
R$ 16,00



A ECONOMIA DA CADEIA PRODUTIVA DO LIVRO
FABIO SÁ EARP E GEORGE KORNIS
BNDES
(2005)
R$ 19,28



AS FONTES DO DIVÓRCIO
MONS. FRANCISCO DE SALES BRASIL
PAULINAS
(1953)
R$ 15,00





busca | avançada
38609 visitas/dia
1,1 milhão/mês