São Paulo e o medo no cinema | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
77305 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
>>> Editora PAULUS apresenta 2ª ed. de 'Psicologia Profunda e Nova Ética', de Erich Neumann
>>> 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia de 17 a 20 de junho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Conversando no Bar
>>> Lula e a imprensa
>>> A Loja de Tudo - Jeff Bezos e a Era da Amazon, de Brad Stone
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> O tempo de Paulinho da Viola
>>> Daslusp
>>> A essência de Aldous Huxley
>>> 80 anos de Alfredo Zitarrosa
>>> Dize-me com quem andas e eu te direi quem és
>>> 7 de Setembro
Mais Recentes
>>> Infográficos das Copas de Gustavo Longhi de Carvalho e Rodolfo Rodrigues pela Panda Books (2014)
>>> Encyclopedia Britannica World Atlas de G. Donald Hudson pela Unabridged (1960)
>>> Grandes Personagens da Nossa História vol. 11 de Victor Civita pela Abril Cultural (1971)
>>> Grandes Personagens da Nossa História vol. 4 de Victor Civita pela Abril Cultural (1970)
>>> Grandes Personagens da Nossa História vol. 1 de Victor Civita pela Abril Cultural (1969)
>>> Geografia Ilustrada Brasil de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Brasil de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Volume 11 de Abril pela Abril Cultural (1971)
>>> Geografia Ilustrada Brasil de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> The Earth and Man de Julian Huxley pela Rand Mcnally (1978)
>>> Mapas Históricos Brasileiros de Grandes Personagens de Nossa História pela Abril Cultural (1973)
>>> Geografia Ilustrada Brasil Volume 1 de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Brasil Volume 1 de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Volume 3 de Abril pela Abril Cultural (1972)
>>> Hammond´s World Atlas and gazetteer de Caleb D. Hammond pela C. s. Hammond & Co., Nem York (1951)
>>> Cidade Signos de um Novo Tempo a São Paulo de Ramos de Azevedo de Maria Aparecida Toschi Lomonacoq pela 5 (1975)
>>> Grandes Personagens da Nossa História - Cronologia de Jurandir dos Santos pela Jurandir dos Santos (1970)
>>> The maritime gallery at mystic seaport de Vários Autores pela Modern Marine Master (2000)
>>> Thesouro da Juventude - Vol. 14 de Vários Autores pela W. M. Jackson
>>> O Eterno Verão do Reggae de Carlos Albuquerque pela 34 (1997)
>>> Palácio da Justiça - São Paulo de José Renato Nalini pela Assessoria de Comunicação (1989)
>>> Umc - Omec - Universidade de Mogi das Cruzes de Regina Coeli Bezerra de Melo Nassri pela Lís (2002)
>>> Daee - uma Autarquia Em Desenvolvimento. de Secretaria de Obras e do Meio Ambiente pela Secretaria de Obras e do Meio Ambiente (1982)
>>> Fernando de Noronha de Giovanni Urizio pela Banco Sudameris Brasil (1995)
>>> Resgate Cultural - Estrada Real de Sebrae Minas Geraes pela Sebrae/ Mg (2006)
COLUNAS

Quinta-feira, 28/7/2016
São Paulo e o medo no cinema
Elisa Andrade Buzzo

+ de 1800 Acessos

Nada mais natural do que representações cinematográficas sobre o medo em uma cidade como São Paulo. Medo de lugares, medo do desconhecido, medo do feio, medo da violência, medo do outro, medo de si mesmo. Uma cidade violenta e de desconfianças, mas também de muitas possibilidades e aberturas.

Dois filmes que estiveram em cartaz, nos últimos meses do primeiro semestre de 2016, referenciam São Paulo como grande paisagem e apresentam como tema o medo e, mais além, seus desdobramentos possíveis nos habitantes da cidade – por um lado, a imobilidade, o cerceamento em si mesmo, as crenças arraigadas; de outro, a superação e o vislumbrar de outras e mais vigorosas possibilidades a partir da experiência inicial do medo, o autoconhecimento.

Sinfonia da necrópole, escrito e dirigido por Juliana Rojas, é por si só um longa corajoso e original por sua temática cemiterial. Ainda, surpreendentemente, é um musical. A trama é centrada no jovem Deodato (Eduardo Gomes), um jovem aprendiz de coveiro que não tem afinidade com o entorno mórbido e as atribuições da profissão. O cotidiano “pacato” do cemitério no entanto será desfeito com a chegada de uma funcionária, Jaqueline (Luciana Paes), que irá liderar um recadastramento dos túmulos a fim de aumentar o número de jazigos. Aí temos também uma questão capitalista forte que acomete até mesmo a morte.

O simples e cordato Deodato irá se apaixonar pela eficiente Jaqueline, permanecendo em seu estágio no cemitério apesar de sua repulsa e melancolia pelas coisas da morte. Por outro lado, de espírito prático, a dinâmica Jaqueline encara os trâmites que envolvem a morte como um trabalho, e ali ele consiste em ser otimizado. As músicas do filme, que falam sobre o amor, a morte, as questões práticas do cemitério retrabalham sobre os temas de forma a reforçar e incluir novos elementos na mensagem a ser passada, ou seja, não consistem em meros coadjuvantes ornamentais.

Reconhece-se como cenário a avenida Dr. Arnaldo, um bar e os cemitérios do Santíssimo Sacramento e do Araçá localizados na própria avenida. Dado interessante para quem gosta de reconhecer e encontrar São Paulo no cinema. O mesmo acontece no longa Uma noite em Sampa, escrito e dirigido por Ugo Giorgetti. Toda a ação se passa em apenas uma noite nas escadarias do mirante na rua dos Ingleses e na fachada do Teatro Ruth Escobar.

Será lá que as personagens ficarão aterrorizadas diante da possibilidade de algo terrível lhes acontecer, mesmo não sabendo exatamente o quê... Um grupo de pessoas marcadas por traumas de violência urbana reais ou imaginários, após uma sessão de teatro, aguarda um ônibus de turismo com a guia. No entanto, o motorista misteriosamente desaparece, deixando-os ao relento e ao sabor de uma confabulação sobre a violência paulistana.

Uma fauna variada compõe o grupo: casais jovens, de meia-idade, idosos, empregada e patroa, uma filha e sua mãe cega. Esta, aliás, carrega o melhor da ironia no longa, pois é a única que não sente medo e se mistura com moradores de rua e consumidores de drogas do mirante. Outro ponto de interesse é a inserção de manequins como personagens literalmente imobilizadas, uma metáfora do ridículo da situação. Não sabermos se eles são percebidos ou não como tais pelos medrosos personagens de carne e osso torna ainda melhor a ideia.

Deodato e as personagens da noite paulistana são reféns de si mesmos. Pelo bem ou pelo mal, Deodato é um personagem mais forte pois, ainda que levado mais pelo amor à Jaqueline do que à profissão de coveiro, ele tem a coragem necessária para ir além do entorno que o aflige (mesmo que as coisas não aconteçam da forma que ele mais desejaria). O mundo em que vivia não lhe fazia sentido, mas ele também não tinha ferramentas para discernir outras possibilidades.

Enquanto isso, as personagens de Uma noite em Sampa não ultrapassam o medo que as acometem. O episódio só serve para aumentar suas inseguranças e preconceitos, imobilizando-as dentro de si mesmas e em seus conceitos rígidos de classe social. Assim, os filmes falam sobre o medo, mas um medo sem razão de ser, pelo sobrenatural, ou pela fobia social. Medo que beira ao supersticioso. Medo que beira ao patético.

Sinfonia da necrópole parte de algo complicado que é uma comédia musical que se passa num cemitério (relacionando a necrópole com a metrópole), com um desenvolvimento simples e que convence exatamente pela sua simplicidade, singeleza e boas atuações. Uma noite em Sampa parte de uma ideia simples (uma saída teatral seguida de um jantar malfadados), mas que se embaraça em atuações teatrais e inexplicáveis voltas em torno de si, dificultando um enredo factível.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 28/7/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Entrevista com o poeta mineiro Carlos Ávila de Jardel Dias Cavalcanti
02. Diálogos no Escuro de Heloisa Pait
03. Tricordiano, o futebol é cardíaco de Luís Fernando Amâncio
04. Cidade-sinestesia de Elisa Andrade Buzzo
05. American Dream de Marilia Mota Silva


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2016
01. Um safra de documentários de poesia e poetas - 2/6/2016
02. A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius - 25/8/2016
03. Antonia, de Morena Nascimento - 14/4/2016
04. Meu querido mendigo - 18/8/2016
05. O bosque das almas infratoras - 23/6/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Modelos Alternativos de Representação Política no Brasil e Regime
Universidade de Brasília
Unb
(1991)



Ensino de Lingua Portuguesa a Luz do Conhecimento Tacito
Khalil Salem
Fiuza
(2014)



Teoria e Prática das Execuções Cíveis
Christino Almeida do Valle
Forense
(1985)



Introdução à Análise Econômica 2 Volumes
Samuelson
Agir
(1970)



Touring the Cape Peninsula and Winelands (África do Sul)
Brian Johnson Barker
Struik Timmins
(1991)



Clareando
Maria Rosa Teixeira
Ie
(2003)



Ser Protagonista Química 2ºano Ensino Medio
Julio Cesar Foschini Lisboa
Sm Didático
(2014)



Église, Culture et Promotion Humaine
Luigi Salerno, Raymond Sigmond e Outros
Apostolat des Editions (paris)
(1970)



Nicolau e Sua Casca
Ivanir Calado
Ediouro
(1995)



Ciencia, Tecnología y Empleo En El Desarrollo Rural de a L
Viviane B. de Márquez
El Colegio de México
(1983)





busca | avançada
77305 visitas/dia
2,7 milhões/mês