Corot em exposição | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
26919 visitas/dia
957 mil/mês
Mais Recentes
>>> Circulação - Residência do Buraco d'Oráculo começa no território do grupo Rosas Periféricas
>>> SOLANO RIBEIRO LANÇA HOJE SUAS HISTÓRIAS DA MPB
>>> Gabriel Gorini apresenta Dorvatro e algumas canções
>>> Val Macambira lança CD Catharina no Brazileria (20/9) e Tendal da Lapa (21/9)
>>> Hospitais de São José dos Campos recebem apresentações de teatro gratuitas no dia 19 de setembro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda?
>>> Assum Preto, Me Responde?
>>> Os olhos de Ingrid Bergman
>>> Não quero ser Capitu
>>> Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin
>>> Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
>>> De quantos modos um menino queima?
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> O conservadorismo e a refrega de símbolos
>>> Ingmar Bergman, cada um tem o seu
>>> Em defesa do preconceito, de Theodore Dalrymple
>>> BRASIL, UM CORPO SEM ALMA E ACÉFALO
>>> Meus encontros com Luiz Melodia
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> O testemunho nos caminhos de Israel
>>> UM OLHAR SOBRE A FILOSOFIA (PARTE FINAL)
>>> Os livros sem nome
>>> O mundo era mais aberto, mãe...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> Amizade (1)
>>> Busca em tempo real no Google
>>> Déchirée
>>> Rápidos nas Letras
>>> Rápidos nas Letras
>>> Programação especial de 40 anos da TV Cultura
>>> O Facebook e a Alta Cultura
>>> A origem da dança
>>> Os dez mandamentos do leitor
Mais Recentes
>>> Temporada de Caça de Russell Banks pela Record (1998)
>>> O Movimento Negro e o Estado (1983-1987) de Ivair Augusto Alves dos Santos pela Cone (2007)
>>> Metodo Audio Visual Para: Charango de Mariano Llanos Herrera pela Viva la Musica
>>> Keyword: A Complete English Course de Arnon Hollaender e Sidney Sanders pela Moderna (1996)
>>> Lua Nova de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2008)
>>> Eclipse de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2009)
>>> Amanhecer de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2009)
>>> Para Sempre Alice de Lisa Genova pela Nova Fronteira (2009)
>>> Toda Luz Que Não Podemos Ver de Anthony Doerr pela Intrínseca (2015)
>>> Chic: Um Guia Básico de Moda e Estilo de Gloria Kalil pela Senac São Paulo (2001)
>>> Pastoral de Nevil Shute pela William Heinemann (1957)
>>> A literatura brasileira através dos textos de Massaud Moisés pela Cultrix (1997)
>>> Interactions 1: Grammar de Elaine Kirn pela McGraw Hill (2002)
>>> Focus on Grammar - Volume B de Irene E. Schoenberg pela Longman (2000)
>>> Mudar de Flávio Gikovate pela Mg Editores (2014)
>>> Dicionário Escolar Latino-Português de Ernesto Faria pela Ministério da Educação e Cultura (1956)
>>> A Última Esperança Sobre a Terra de Richard Matheson pela Francisco Alves (1984)
>>> Imprensa Feminina de Dulcília Schroeder Buitoni pela Ática (1986)
>>> Tempestade Sobre as Multinacionais de Raymond Vernon pela Zahar (1980)
>>> Pensar É Transgredir de Lya Luft pela Record (2005)
>>> Rosinha, Minha Canoa de José Mauro de Vasconcelos pela Melhoramentos (1967)
>>> O Crime do Padre Amaro de Eça de Queirós pela Ática (2002)
>>> O Homem que Calculava de Malba Tahan pela Record (2001)
>>> A Imaginação de Marketing de Theodore Levitt pela Atlas (1995)
>>> O Último Merovíngio de Jim Hougan pela Planeta (1998)
>>> A Vida que Vale a Pena Ser Vivida de Clóvis de Barro Júnior e Arthur Meucci pela Vozes (2012)
>>> O Pistoleiro de Stephen King pela Objetiva (2002)
>>> O abraço do Samurai- O desafio Japonês de Dominique Nora pela Paz eTerra (2002)
>>> Você é insubstituível de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Sociologia da Educação de Alberto Tosi Rodrigues pela Dp & A (2002)
>>> Great Expectations de Charles Dickens pela Heinemann (1998)
>>> O Pergaminho de Masada de Paul Block & Robert Vaughan pela Novo Conceito (2007)
>>> 500 Dicas para facilitar seu dia-a-dia de Nenzinha Machado Salles pela Record (1997)
>>> Cartilhas da Dominação de Marlene Rodrigues pela Ufpr (1991)
>>> A Magia dos Grandes Negociadores de Carlos Alberto Júlio pela Negócio (2008)
>>> Desafios da Prevenção de Carmen F e Alexandre do valle pela Idac
>>> Segredos de Família de Barbara Taylor Bradford pela Record (2005)
>>> O Código da Inteligência de Augusto Cury pela Ediouro (2008)
>>> Limites Sem Trauma de Tania Zagury pela Record (2001)
>>> Elucidario para Leitura e Composição de Brant Horta pela J R de Oliveira (1940)
>>> A responsabilidade dos pais para com os filhos de Marcio Rodrigues pela Nova (2000)
>>> Cara nova ou beleza pura. de Pedro bloch pela Do brasil
>>> Língua e Liberdade de Celso Pedro Luft pela Ática (2000)
>>> A cura pelas maos de Richard gordon pela Pensamento
>>> Pais brilhantes, Professores fascinantes de Augusto Cury pela Sextante (2007)
>>> La Parrocchiale Di Orta Dalle Origini ai Restauri del 1941 La Nuova Facciata de Renato Verdina pela Provera (1941)
>>> Amar, Verbo Intransitivo de Mario de Andrade pela Itatiaia (2002)
>>> A arte dos relacionamentos saudáveis e duradouros de José Augusto Lima Goldoni pela Celtic (2004)
>>> Cartas entre amigos--sobre ganhar e perder de Gabriel chalita e fabio d. mello pela Globo
>>> Uma Idéia Toda Azul de Marina Colasanti pela Global (1999)
COLUNAS

Terça-feira, 13/3/2018
Corot em exposição
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 2700 Acessos



Especial de Paris para o Digestivocultural

Uma bela exposição da obra de Jean-Baptiste Camille Corot é apresentada pelo Musée Marmottan, em Paris, nesse inverno. O impressionante conjunto da obra do pintor poderá ser visto até 08 de julho de 2018.

A trajetória do artista, não apenas em razão de um tema (tal como está organizada a exposição com o titulo O pintor e seus modelos), mas partindo também de uma ordem cronológica, nos permite perceber a formação de um estilo próprio, que parte dos anos de aprendizagem, passando pelas influências que foram mais caras a Corot, até chegar à individualidade máxima que o caracteriza.

Edgar Degas considerava Corot como um grande retratista, mais talentoso nesse gênero de pintura que nas suas paisagens.
Aos retratos clássicos, como os de Ingres, regidos por numerosos códigos de representação, Corot preferia a representação de figuras desindividualizadas, que lhe ofereciam a possibilidade de dar livre curso à sua criatividade e sua imaginação. E é acompanhando a retratística de Corot ao longo dos anos que podemos perceber como sua obra vai ganhando autonomia em relação às influências que lhe eram inicialmente importantes.

Corot, encorajado por seus amigos e pelo seu mestre Jean-Victor Bertin, e à despeito de não ter ganho o Prêmio de Roma (estadia oferecida aos jovens artistas na Villa Médicis), passa um tempo em Roma por conta própria (de 1825-1828), onde utiliza os modelos locais como motivos, em poses pitorescas ou idealizadas. Cenas de mulheres em fontes tornam-se constante, como retratos de músicos anônimos.



A exata representação de um rosto passa a interessá-lo menos do que seu desejo de traduzir nas pinturas suas próprias percepções. Na maioria dos casos, seus retratos são oferecidos à pessoa representada. Talvez essa relação não econômica seja um ingrediente a possibilitar a liberdade e o risco que uma pintura pessoal possa oferecer.

A maioria dos retratos por ele pintados datam dos anos de 1820 a 1840, sendo posteriormente retomados em algumas novas telas em 1852, 1855 e 1857. Nesse intervalo se desenvolverá um conjunto significativo de paisagens e nus.

Nos retratos a busca por uma figuração íntima prevalecerá. Desde retratos faciais (parentes e amigos) à representações de cenas de mulheres no campo ou espaços familiares (em atividades como leituras concentradas ou simplesmente inativas, mantendo uma espécie de melancolia na expressão facial e nos gestos), até figuras idealizadas (como A italiana e A Leitora coroada de flores ou A musa de Virgílio).



Outra representação notável são seus retratos de mulheres em seu atelier, geralmente posando frente ao seu cavalete, portando um instrumento musical ou simplesmente admirando uma tela sobre o cavalete.

Uma dessas telas, "Atelier de Corot", de 1865, é comentada pelo conservador do Departamento de Pinturas do Museu do Louvre, Paul Jamot, com grande entusiasmo: "A blusa vermelho-alaranjada que explode no meio de uma discreta harmonia em cinza e preto é quase um caso único em Corot. Com que refinamento instintivo e com que precisão o pintor orquestrou sua composição, de modo que essa chama de púrpura brilhante e rutilante que ele produziu ao centro responde ao vermelho sufocado da tapeçaria que cobre uma cadeira no primeiro plano."



A tela nos faz pensar no abandono da idealização das figuras. Com sua veste moderna e sendo um quadro que apresenta o próprio atelier do artista, a representação se aproxima do universo de um Degas, Courbet e Manet. Mas para além da representação moderna, a liberdade na composição e nas pinceladas, que em vários espaços da tela apenas sugerem os objetos representados, nos mostra a autonomia do artista enfim afirmada.

Nos vários quadros representando figuras no atelier, o pintor parece estar em meditação sobre seu ofício, ecoando "L' Atelier" de Courbet, exposto em 1855. Corot, no entanto, opta por um formato intimista, não se representando como um pintor em seu ofício. Ele não está presente senão através de sua obra, aquela colocada sobre o cavalete. O atelier é o silencioso lugar da criação, lugar de recolhimento, o mesmo recolhimento necessário à contemplação da obra de arte.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 13/3/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti de Jardel Dias Cavalcanti
02. Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco de Jardel Dias Cavalcanti
03. Joan Brossa, inéditos em tradução de Jardel Dias Cavalcanti
04. Uma suposta I.C. de Elisa Andrade Buzzo
05. Raio-X do imperialismo de Celso A. Uequed Pitol


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2018
01. Entrevista com a tradutora Denise Bottmann - 26/6/2018
02. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti - 22/5/2018
03. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro - 3/4/2018
04. Corot em exposição - 13/3/2018
05. Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin - 7/8/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DESPERTAR DOS VAMPIROS 03 - MÉXICO
SEBASTIAN ROOK
FUNDAMENTO
(2011)
R$ 25,00



PASSES E RADIAÇÕES - MÉTODOS ESPÍRITAS DE CURA
EDGARD ARMOND
ALIANÇA
(1997)
R$ 15,00



BÓRGIA - SANGUE PARA O PAPA
JODOROWSLY E MANARA
CONRAD
(2010)
R$ 20,00



MEMORIAL DO AMOR & VACINA DE SAPO
ZÉLIA GATTAI
COMPANHIA DAS LETRAS
(2013)
R$ 29,50
+ frete grátis



ONDE O ESPORTE SE REINVENTA: HISTÓRIAS E BASTIDORES DOS 40 ANOS DE PLACAR
BRUNO CHIARIONI, MARCIO KROEHN
PRIMAVERA
(2010)
R$ 11,00



REVISTA SQL MAGAZINE ANO 4 Nº 48 ÍNDICES
EDITORA DEVMÉDIA
DEVMÉDIA
R$ 7,00



GLOBAL PRE-INTERMEDIATE WORKBOOK - SEM CD
JULIE MOORE
MACMILLAN
(2012)
R$ 19,90



08/15 À CASERNA
HANS HELLMUT KIRST
EUROPA-AMÉRICA
R$ 13,00



OS ES DA GESTÃO
DOBSON FERREIRA
SER MAIS
R$ 14,95
+ frete grátis



VISÃO DE TÚNEL
SARA PARETSKY
ROCCO
(2002)
R$ 21,00





busca | avançada
26919 visitas/dia
957 mil/mês