Corot em exposição | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição do MAB FAAP conta com novas obras
>>> Projeto Camerata Filarmônica Brasileira apresenta concerto comemorativo no dia 15 de maio em Indaiat
>>> Ação Urgente Contra a Fome - SescSP
>>> 3ª Mostra de Teatro de Heliópolis recebe inscrições até 31 de maio
>>> Minute Media anuncia lançamento da plataforma The Players’ Tribune no Brasil
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Irredentismo
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Hitler, de Ian Kershaw, pela Companhia das Letras
>>> Livrarias em tempos modernos
>>> O que é a memética?
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Sobre o Jabá
>>> Você viveria sua vida de novo?
>>> Suicídio, parte 2
Mais Recentes
>>> Inner Work - A Chave do Reino Interior de Robert A. Johnson pela Mercuryo (1989)
>>> Clássicos do Mundo Corporativo de Max Gehringer pela Globo (2008)
>>> Manual do Empregador Doméstico Prático de Eliane Maria Silva De Macedo pela Saraiva (2000)
>>> Cliente Nunca Mais de Telma Teixeira de Oliveira Almeida pela Casa da Qualidade (1997)
>>> A arte de separar-se de Edoardo Giusti pela Nova Fronteira (1987)
>>> Contribuições a uma Teoria de Personalidade de S. Elyseu Jr. pela Alínea (1996)
>>> Feminilidade - Perdida e Reconquistada de Robert A. Johnson pela Mercuryo (1991)
>>> A Espiral em busca do infinito de Glória Kreinz e Crodowaldo Pavan pela Njr (2021)
>>> Anjos Cabalísticos de Monica Buonfiglio pela Própria (1993)
>>> Como a criança pensa de Ruth M. Beard pela Ibrasa (1976)
>>> A Força das Pirâmides de Max Toth e Greg Nielsen pela Record (1976)
>>> Deuses, Espaçonaves e Terra - Provas de Däniken de Erich Von Däniken pela Círculo do livro (1977)
>>> O Erotismo Fantasias e Realidades do Amor e da Sedução de Francesco Alberoni pela Circulo do livro (1992)
>>> Uma nova era para educação da humanidade de Nelson Ruas Santanna pela Caravela (1995)
>>> O Último Olimpiano - Volume 5. Série Percy Jackson e os Olimpianos EAN: 9788580575439 de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> Documento de teresopolis de Vários Autores pela Cbcisc (1968)
>>> Lições de Ciência Política e Teoria do Estado de Espedito Pinheiro de Souza pela Mackenzie (2000)
>>> Bozza del testo della regola de Giuseppini del Murialdo pela Congregazione di san giuseppe (2005)
>>> A Batalha do Labirinto - Volume 4. Série Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> Nero de Alexandre Dumas pela Saraiva (1952)
>>> A Maldição do Titã - Volume 3. Série Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> O Mar de Monstros - Volume 2. Série Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> Viagens de Gulliver de Jonathan Swift e Cláudia Lopes pela Scipione (1970)
>>> Líderes e Lealdade - as Leis da Lealdade de Dag Heward-mills pela Central Gospel (2011)
>>> Revista Manchete , Nº 1 , 907 - Novembro de 1988 de Varios pela Bloch (1988)
COLUNAS

Terça-feira, 13/3/2018
Corot em exposição
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 4300 Acessos



Especial de Paris para o Digestivocultural

Uma bela exposição da obra de Jean-Baptiste Camille Corot é apresentada pelo Musée Marmottan, em Paris, nesse inverno. O impressionante conjunto da obra do pintor poderá ser visto até 08 de julho de 2018.

A trajetória do artista, não apenas em razão de um tema (tal como está organizada a exposição com o titulo O pintor e seus modelos), mas partindo também de uma ordem cronológica, nos permite perceber a formação de um estilo próprio, que parte dos anos de aprendizagem, passando pelas influências que foram mais caras a Corot, até chegar à individualidade máxima que o caracteriza.

Edgar Degas considerava Corot como um grande retratista, mais talentoso nesse gênero de pintura que nas suas paisagens.
Aos retratos clássicos, como os de Ingres, regidos por numerosos códigos de representação, Corot preferia a representação de figuras desindividualizadas, que lhe ofereciam a possibilidade de dar livre curso à sua criatividade e sua imaginação. E é acompanhando a retratística de Corot ao longo dos anos que podemos perceber como sua obra vai ganhando autonomia em relação às influências que lhe eram inicialmente importantes.

Corot, encorajado por seus amigos e pelo seu mestre Jean-Victor Bertin, e à despeito de não ter ganho o Prêmio de Roma (estadia oferecida aos jovens artistas na Villa Médicis), passa um tempo em Roma por conta própria (de 1825-1828), onde utiliza os modelos locais como motivos, em poses pitorescas ou idealizadas. Cenas de mulheres em fontes tornam-se constante, como retratos de músicos anônimos.



A exata representação de um rosto passa a interessá-lo menos do que seu desejo de traduzir nas pinturas suas próprias percepções. Na maioria dos casos, seus retratos são oferecidos à pessoa representada. Talvez essa relação não econômica seja um ingrediente a possibilitar a liberdade e o risco que uma pintura pessoal possa oferecer.

A maioria dos retratos por ele pintados datam dos anos de 1820 a 1840, sendo posteriormente retomados em algumas novas telas em 1852, 1855 e 1857. Nesse intervalo se desenvolverá um conjunto significativo de paisagens e nus.

Nos retratos a busca por uma figuração íntima prevalecerá. Desde retratos faciais (parentes e amigos) à representações de cenas de mulheres no campo ou espaços familiares (em atividades como leituras concentradas ou simplesmente inativas, mantendo uma espécie de melancolia na expressão facial e nos gestos), até figuras idealizadas (como A italiana e A Leitora coroada de flores ou A musa de Virgílio).



Outra representação notável são seus retratos de mulheres em seu atelier, geralmente posando frente ao seu cavalete, portando um instrumento musical ou simplesmente admirando uma tela sobre o cavalete.

Uma dessas telas, "Atelier de Corot", de 1865, é comentada pelo conservador do Departamento de Pinturas do Museu do Louvre, Paul Jamot, com grande entusiasmo: "A blusa vermelho-alaranjada que explode no meio de uma discreta harmonia em cinza e preto é quase um caso único em Corot. Com que refinamento instintivo e com que precisão o pintor orquestrou sua composição, de modo que essa chama de púrpura brilhante e rutilante que ele produziu ao centro responde ao vermelho sufocado da tapeçaria que cobre uma cadeira no primeiro plano."



A tela nos faz pensar no abandono da idealização das figuras. Com sua veste moderna e sendo um quadro que apresenta o próprio atelier do artista, a representação se aproxima do universo de um Degas, Courbet e Manet. Mas para além da representação moderna, a liberdade na composição e nas pinceladas, que em vários espaços da tela apenas sugerem os objetos representados, nos mostra a autonomia do artista enfim afirmada.

Nos vários quadros representando figuras no atelier, o pintor parece estar em meditação sobre seu ofício, ecoando "L' Atelier" de Courbet, exposto em 1855. Corot, no entanto, opta por um formato intimista, não se representando como um pintor em seu ofício. Ele não está presente senão através de sua obra, aquela colocada sobre o cavalete. O atelier é o silencioso lugar da criação, lugar de recolhimento, o mesmo recolhimento necessário à contemplação da obra de arte.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 13/3/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. Como ser um Medina de Ana Elisa Ribeiro
03. O irmão alemão, de Chico Buarque de Jardel Dias Cavalcanti
04. Journey de André Graciotti
05. O Marceneiro e o Poeta de Yuri Vieira


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2018
01. Entrevista com a tradutora Denise Bottmann - 26/6/2018
02. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos - 16/10/2018
03. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti - 22/5/2018
04. Goeldi, o Brasil sombrio - 20/11/2018
05. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro - 3/4/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




The (diblos) Notebook: a Novel
James Merrill
Dalkey
(1994)



Muito Além dos Índices. Crônicas, História e Entrelinhas da Infla
Salomão Quadros
Fgv
(2008)



Expedição: Em Busca dos Dinossauros: uma Viagem Em Busca do Passa
Denise Gonçalves (textos e Edição)
Supernova (sp)
(2003)



Estilhaços
Guido Fidelis
Rg
(2011)



Sic Est in Provérbio: Assim Diz o Provérbio
Carlos Bachinski
Juruá
(2006)



Obra Poética de Carlos Drummond de Andrade 3
Carlos Drummond de Andrade
José Olímpio
(1983)



Lacoustique Appliquée
Jean Jacques Matras
Presses Universitaires
(1969)



A Little Piece of Ground
Elizabeth Laird
Macmillan
(2003)



A Epopeia das Misericórdias
Niversindo Antonio Cherubin
São Camilo
(2014)



Censis 33º Rapporto Sulla Situazione Sociale del Paese
Fondazione Censis
Fondazione Censis (roma)
(1999)





busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês