Joan Brossa, inéditos em tradução | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
30040 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme lança novo videoclipe com faixa do álbum ALUMIA
>>> Almundo traz até 40% de desconto em seu primeiro Outlet 2019
>>> Ex-Titã Paulo Miklos apresenta seu terceiro álbum no Sesc Belenzinho
>>> Companhia de Teatro Heliópolis coloca em cena as duas faces da justiça em nova montagem
>>> Cunha realiza 2ª edição do Verão na Montanha - Cunha Fest, festival de jazz e blues
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
Últimos Posts
>>> Assim eu quero a vida
>>> Um sujeito chamado Benício
>>> A imaginação educada, de Northrop Frye
>>> Direções da véspera (Introdução)
>>> O tempo nos ensina - frase
>>> O Cinema onde os fracos não tem vez
>>> Senhor do Corpo e da alma - poema
>>> Fotogenia
>>> É Natal
>>> Canções de amor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> mare
>>> O filme do Lula e os dois lados da arquibancada
>>> Do desprezo e da admiração
>>> WikiLeaks em documentário
>>> Carta aberta a quem leu Uma Carta Aberta ao Brasil
>>> Todos querem ser cool
>>> Açougueiro mesmo é o diretor
>>> O pior cego é o que vê tevê
>>> De Middangeard à Terra Média
Mais Recentes
>>> O queijo e os vermes de Carlo Ginzburg pela Companhia das Letras (Companhia de Bolso) (2006)
>>> Era dos Extremos: O breve século XX (1914-1991) de Eric Hobsbawn pela Companhia das Letras (2009)
>>> O Sol e a Sombra de Laura de Mello e Souza pela Companhia das Letras (2006)
>>> Perdidamente de Júlio Emílio Braz pela Ftd (2000)
>>> As Armadilhas do Consumo - Acabe com o endividamento de Márcia Tolotti pela Campus / Elsevier (2007)
>>> O noivado de Bilac- com a correspondência inédita do poeta à sua noiva D.Amélia de Oliveira (raridade) de Elmo Elton pela Organiozação Simões (1954)
>>> Gramática Reflexiva: texto, semântica e interação - 3ª ed. de William Cereja e Thereza Cochar pela Atual (2019)
>>> O Xangô de Baker Street de Jô Soares pela Companhia das Letras (1997)
>>> TCP/IP a bíblia de Rob Scrimger pela Campus (2002)
>>> Universidade h4ck3r de Henrique Ulbrich e James pela Digerati Books (2011)
>>> Hackers expostos de Joel Scambray pela Makron (2001)
>>> Manual completo do hacker de Gorkin Starlin pela Book Express (2001)
>>> Por que os gerentes falham de John J. Mc Carthy pela Makron (1994)
>>> Inteligência emocional de Daniel Goleman pela Objetiva (2001)
>>> Economia de Paul Wonnacott pela Makron (1994)
>>> Integração: qualidade e recursos humanos para os anos 2000 de Philip B. Crosby pela Makron (1993)
>>> Empresas sem chefes de Charles C. Manz pela Makron (1996)
>>> O complexo de perfeição de Colette Dowling pela Record (1993)
>>> Primeira filosofia - Tópicos de filosofia geral de Armando Mora de Oliveira pela Brasiliense (1992)
>>> Princípios de administraçao científica de Frederick W. Taylor pela Atlas (1995)
>>> Veronika decide morrer de Paulo Coelho pela Objetiva (1998)
>>> Hardware curso completo de Gabriel Torres pela Axcel Books (2001)
>>> Petrobrás - Administrador júnior - nível superior de José Almir Fontella Dornelles pela Vestcon (2011)
>>> Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle de Philip Kotler pela Atlas (1996)
>>> Marketing verde de Jacquelyn A. Ottman pela Makron (1994)
>>> Síndrome da Passividade: o processo de reengenharia em recursos humanos de Dirceu Moreira pela Makron (1994)
>>> Inveja nas organizações de Patrícia Amélia Tomei pela Makron (1994)
>>> As novas regras de John P. Kotter pela Makron (1997)
>>> Administração industrial e geral de Henri Fayol pela Atlas (1989)
>>> Problemas? Oba! Arevoluçãopara vocêvencer no mundo dos negócios de Roberto Shinyashiki pela Gente (2011)
>>> Como conquistar um ótimo emprego: e dar um salto importante em sua carreira profissional de Thomas A.Case pela Makron (1997)
>>> Iniciando os conceitos da qualidade total de Equipe Grifo pela Pioneira (1994)
>>> Redação empresarial - escrevendocom sucesso na era da globalização de Miriam Gold pela Makron (1999)
>>> Empregabilidade: de executivo a consultor bem-sucedido de Thomas A. Case pela Makron (1997)
>>> Pesquisa Operacional de Ermes Medeiros da Silva pela Atlas (1998)
>>> Contabilidade Introdutória + Livro de exercícios de Equipe de Professores da FEA/USP pela Atlas (1993)
>>> Princípios de Administração Financeira + Manual de Software de Lawrence J. Gitman pela Harbra (1997)
>>> Primeira filosofia - Aspectos da história da filosofia de Armando Mora de Oliveira pela Brasiliense (1992)
>>> Reinvente-se: você pode fazer melhor ainda de Claudio V. Nasajon pela Campus (2001)
>>> História da Política Exterior do Brasil de Amado Luiz Cervo Clodoaldo pela UnB (2002)
>>> Iniciação ao direito do trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (1998)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Juarez de Oliveira pela Saraiva (1995)
>>> Formação Econômica do Brasil de Celso Furtado pela Cia Ed Naciona (1979)
>>> Código de proteção e defesa do consumidor de Juarez de Oliveira pela Saraiva (1994)
>>> Biotecnologia em discussão de Wilhelm Hofmeister pela Fundação Konrad Adenauer (2000)
>>> O alquimista de Paulo Coelho pela Rocco (1988)
>>> O Brasil e Suas Riquezas de Waldemiro Potsch pela Não Infirmado
>>> Amor de perdição de Camilo Castelo Branco pela Klick (2000)
>>> A revolução dos campeões de Roberto Shinyashiki pela Gente (1995)
>>> Viva com esperança de Mark Finley / Peter Landness pela Afiliada (2015)
COLUNAS

Terça-feira, 27/3/2018
Joan Brossa, inéditos em tradução
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 2700 Acessos



O Digestivocultural divulga em primeira mão a tradução dos poemas inéditos de Joan Brossa, vertido para o português pelo poeta, tradutor e livreiro catalão Josep Domènech Ponsatí. O livro de Brossa acaba de ser publicado em Barcelona, sendo sua referência a seguinte: BROSSA, Joan. Poemes inèdits: Gual permanent / Mapa de lluites [Poemas inéditos: Vau permanente / Mapa de lutas]. Barcelona:Rata, 2018.

Joan Brossa (1919-1998), nasceu em Barcelona. Poeta, dramaturgo e artista plástico, sua juventude foi marcada pela participação na Guerra Civil Espanhola e nos anos 40 integrou o restrito grupo de intelectuais, escritores e artistas que resistiram ao declínio da vida cultural na Catalunha sob o governo de Franco, vindo a ser um dos fundadores do grupo artístico Dau al Set, que reunia a vanguarda catalã, onde participavam Antoni Tàpies, Joan Ponç, Modest Cuixart e outros. Autor de uma obra que quebra as fronteiras entre as diferentes disciplinas artísticas, sua obra literária se caracteriza pela experimentação com a linguagem e o uso de qualquer tipo de técnicas e estilos, desde os modelos estróficos clássicos até a poesia conceitual, o teatro surrealista e roteiros de cinema experimentais. Esse processo contínuo de investigação metalinguística o encaminha progressivamente para a poesia visual, os poemas objeto e a performance.

Josep Domènech Ponsatí (Sant Feliu de Guíxols, 1966): poeta de nascença, tradutor por vocação e livreiro por necessidade. Ou: livreiro por vocação, tradutor de nascença e poeta por necessidade. Ou: (Bom, vamos deixar quieto.). Autor de Cap a un dic sec, Desdiments (prêmio Màrius Torres 2005), Apropiacions degudes & Cia (finalista do prêmio Gabriel Ferrater 2007), El Càcol (prêmio Gabriel Ferrater 2014) e Preqüela (2017). Tradutor tanto de narrativa (Graciliano Ramos, Rubem Fonseca, Lima Barreto, Clarice Lispector, Marilene Felinto, Josué Guimarães, Milton Hatoum et alii) como de poesia (Armando Freitas Filho, Ronald Polito, Sérgio Alcides, Hilda Hilst e reticências). Com várias traduções de escritores brasileiros inéditas: Campos de Carvalho, Raduan Nassar, Ricardo Lísías, Marcelo Mirisola e Dalton Trevisan.



TRADUÇÕES

Do livro Vau permanente (1977) [Gual permanent (1977)]

EVA

Usa os dedos para a penetração; esfrega-se

levemente e depois mais forte com movimentos

de cima pra baixo; e com a outra mão folheia

um livro de pornografia.



Apenas o preocupa sobressair na propriedade

de uma certa forma de linguagem, mas amiúde

não exprime em realidade o que quer comunicar.



Este poema se tornará o que eu faça dele,

seguindo os anteriores e seguido pelos que virão.



FIGURAS

E se vocês não tiverem imaginação existe um sistema formado

por pensamento puro, aquilo que é chamado uma figura

de palavras oposta a uma figura de pensamento; vocês podem

proceder de uma maneira abstrata ou pintar a natureza

com o mínimo de palavras possíveis.

(Uma borboleta voa ao redor deste poema.)



LITERATURA

Por que vocês têm que me dar gorjeta?

Só limitei-me a tirar o anel de um estojo

e pôr ele aqui, sobre o papel. O resto

o fez a harmonia das frases ou talvez

vocês liguem isso às propriedades do estilo. Falou,

não devemos escrever com clichês.



CAPICUA

A vida torna-se a única desculpa da vida.

(E não esqueçam que este poema é uma construção da mente.)



ATO FALHO

É, ia dizer uma coisa, mas esqueci.

Não devia ser tão importante assim.



SEM

A figura decorativa pintada no alto deste

poema gira feito uma porta e permite ao leitor,

ou ao ouvinte, sumir e passar para a página

seguinte.



BAZAR

─ Agora é moda a boneca articulada e pequena

para as meninas poderem brincar com elas de verdade

e poderem levá-las de cima pra baixo. A boneca

tem todo tipo de vestidos, sapatos, acessórios

para a rua, festas e esportes; tem seu mobiliário,

seu apartamento, seu dormitório com banheiro

e seu jardim com piscina... Até

tem um amigo para brincar sozinha. Tudo isso

foi arranjado por especialistas que estudaram

os desejos de...



Eu gostava bem mais das antigas bonecas de pano!



OBJETO E SOMBRA

Assento com encosto para uma

pessoa.

Uns pretos, de luto, num túnel, à meia-noite,

enchendo tinteiros e roubando carvão.



NÃO VERBAL

(Queria fazer este poema com o conjunto de gestos,

expressões, trejeitos do rosto, dos olhos, das mãos,

que fazem parte do processo de comunicação

com as palavras.)



Um canarinho entrou numa lâmpada;

foi preciso quebrá-la para libertá-lo.



Do livro Mapa de lutas (1979-1984) [Mapa de lluites (1979-1984)]



À MANEIRA DE LEITURA

Fiquem lendo cada página. A que vocês leram

é o passado e a que leem, o presente, e além

os espera uma outra. Mas se vocês se colocarem mais para cima,

poderão vê-las todas de uma vez. Não existe mais que um

livro só. Uma ideia na mente do autor.



Silêncio.

Você não enxerga outra solução?



NATUREZA-MORTA

Sempre estou nu; acontece que eu visto

a roupa. Faço o que devo, não é?



ARCO DE VIDA

A porta está aberta, de forma que podem

ver tudo o que eu disse no poema

anterior. Este detalhe basta

para datar o escrito: verão de 1980.



METAMORFOSE

No primeiro verso sai do ovo e transforma-se em girino.

No segundo lhe nascem as patas de trás

e a cauda fica mais curta.

No terceiro lhe crescem as patas da frente,

desaparece a cauda e vira rã.



CIRCULAR

Avante! Avante! Avante!

Voltando ao ponto de partida.



XAVECO

Linda: eu não gosto que você leve

nenhuma joia; acaso uns brincos

de cerejas.



Você e eu, para sempre a mesma sombra.



PARA IR ALÉM:

Uma maior aproximação com a poesia de Joan Brossa pode ser feita com a leitura de quatro traduções publicadas no Brasil:

BROSSA, Joan. Poemas civis. trad. Ronald Polito e Sérgio Alcides. Rio de Janeiro Sette letras,1998.

BROSSA, Joan. Escutem este silêncio. Trad. Ronald Polito. São Paulo: Lumme Editor, 2011.

BROSSA, Joan. Sumário astral. Trad. Ronald Polito. Edição de Tarso de Melo e Fabio Weintraub, 2003.

BROSSA, Joan. 99 poemas. Tradução e posfácio de Ronald Polito; prefácio de Victor da Rosa; coda de Adolfo Montejo Navas. São Paulo: Annablume; Demônio Negro, 2009.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 27/3/2018


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2018
01. Entrevista com a tradutora Denise Bottmann - 26/6/2018
02. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos - 16/10/2018
03. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti - 22/5/2018
04. Goeldi, o Brasil sombrio - 20/11/2018
05. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro - 3/4/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FÉ E RAZÃO NA RENASCENÇA
TALYTA CARVALHO
É REALIZAÇÕES
(2012)
R$ 30,00



MINAS DO OURO
FREI BETTO
RAACO
(2018)
R$ 20,00



O AGENTE DO VATICANO
JOSÉ EL-JAICK
ROCCO
(2007)
R$ 18,00



O AMOR DE MÍTIA & O PROCESSO DO TENENTE HELÁGUIN
IVAN BUNIN
OPERA MUNDI
(1971)
R$ 20,00



O EVANGELHO SEGUNDO JESUS CRISTO
JOSÉ SARAMAGO
COMPANHIA DE BOLSO
(2005)
R$ 6,00



A MÚSICA NO RIO DE JANEIRO NO TEMPO DE D. JOÃO VI
VASCO MARIZ
CASA DA PALAVRA
(2008)
R$ 25,00



LIBERTE-SE DA DEPRESSÃO E DO MEDO
ZAYDAN ALKIMIN
PALLAS
(1994)
R$ 10,00



ACEITAÇÃO
JEFF VANDERMEER
INTRÍNSECA
(2016)
R$ 38,00



AS REPORTAGENS DA PENÉLOPE - ANNA MUYLAERT (LITERATURA INFANTIL)
ANNA MUYLAERT
COMPANHIA DAS LETRINHAS
(1997)
R$ 8,00



SEGREDOS PROFISSIONAIS - SEGREDOS DE APRESENTAÇÕES
MARTIN MANSER
FUNDAMENTO
(2010)
R$ 41,00





busca | avançada
30040 visitas/dia
1,0 milhão/mês