Viena expõe obra radical de Egon Schiele | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
70581 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Memorial da Inclusão expõe Virada Inclusiva: Direitos Humanos Para Quê?
>>> Brunchinho tem bloco de carnaval infantil e comidinhas saudáveis
>>> O Buraco d'Oráculo encerra residência em Cidade Tiradentes
>>> Musical AVESSO encerra temporada no dia 24 de fevereiro no Teatro Nair Bello
>>> CONGRESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM DAS ARTES NA AMÉRICA LATINA: COLONIALISMO E QUESTÕES DE GÊNERO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras
>>> estar onde eu não estou
>>> Nos escuros dos caminhos noturnos
>>> As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon
>>> T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você)
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
Últimos Posts
>>> É premente reinventar-se
>>> Contraponto
>>> Aparições
>>> Palavra final
>>> Direções da véspera I
>>> Nada de novo no front
>>> A Belém pulp, de Edyr Augusto
>>> Fatos contábeis
>>> Jaula de sombras
>>> Camadas tectônicas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> WorkFlowy, de Mike Turitzin e Jesse Patel
>>> Livros, revistas, jornais e displays eletrônicos
>>> Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim
>>> Retratos da ruína
>>> O blog do Fernando Meirelles
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mrs. Robinson
>>> A fotografia é a mentira verdadeira
>>> MOMENTOS
>>> Entrevista com José Castello
Mais Recentes
>>> Meu nene--123--guia do pre-natal. de Editora simbolo pela Simbolo
>>> Catastrofes & profecias--5--bermuda,o triangulo da morte. de Editora escala pela Escala
>>> Tem alguém aí? de Marian Keyes pela Bertrand Brasil (2009)
>>> Tia Júlia e o escrevinhador de Mario Vargas Llosa pela Folha de São Paulo (2012)
>>> Scarpetta de Patricia Cornwell pela Paralela (2012)
>>> Repouso absoluto de Sarah Bilton pela Record (2009)
>>> Qualquer proposta de Peter Mayle pela Rocco (1999)
>>> Fallen - Paixão - Volume 3 de Lauren Kate pela Record (2010)
>>> Pela luz dos olhos seus de Janine Boissard pela Arqueiro (2013)
>>> O livro dos Baltimore de Joel Dicker pela Intrinseca (2017)
>>> Os Incas - A princesa do sol volume1 de Antoine B. Daniel pela Objetiva (2001)
>>> O vinhedo de Barbara Delinsky pela Bertrand Brasil (2006)
>>> O aviador de Charles Higham pela Record (2005)
>>> O desconhecido de Joshua Ferris pela Casa da Palavra (2011)
>>> O matador de Patrícia Melo pela Companhia das Letras (1999)
>>> O asceta do desejo de Sudhir Kakar pela Companhia das Letras (2000)
>>> O livro do amanhã de Cecelia Ahern pela Novo Conceito (2013)
>>> Os delírios de consumo de Becky Bloom de Sophie Kinsella pela Record (2009)
>>> O pai Goriot de Honoré de Balzac pela Folha de São Paulo (2016)
>>> Aventuras na História nº 128- março- 2014 de Vários pela Abril (2014)
>>> Assassin's Creed Origins: Juramento no deserto de Oliver Bowden pela Galera (2017)
>>> Assassin's Creed: Submundo de Oliver Bowden pela Galera (2015)
>>> Assassin's Creed: Unity de Oliver Bowden pela Galera (2014)
>>> Assassin's Creed: Bandeira Negra de Oliver Bowden pela Galera (2013)
>>> Assassin's Creed: Revelações de Oliver Bowden pela Galera (2013)
>>> Assassin's Creed: Renegado de Oliver Bowden pela Galera (2012)
>>> Assassin's Creed: A cruzada secreta de Oliver Bowden pela Galera (2012)
>>> Assassin's Creed: Irmandade de Oliver Bowden pela Galera (2012)
>>> Assassin's Creed: Renascença de Oliver Bowden pela Galera (2011)
>>> O Herói Perdido de Rick Riordan pela Intrínseca (2011)
>>> O Sangue do Olimpo de Rick Riordan pela Intrínseca (2014)
>>> Da Regencia Á Quéda de Rozas de Pandiá Calogeras pela CeN (1933)
>>> Preludio e fuga do real - autografado de Luis da camara cascudo pela Fundacao jose augusto (1974)
>>> Tudo tem seu Preço de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (2011)
>>> Gamiani ou Duas Noites de Loucura de Alfred de Musset pela JcM (1969)
>>> Crime e Castigo edição de luxo com capa dura de Dostoiévski, Fiodór pela Nova Cultural (2002)
>>> Índio Vivo de Julieta Godoy Ladeira pela Moderna (1994)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowlimg pela Rocco (2000)
>>> Os Salmos Islâmicos- Súplicas Selecionadas do Livro de Alsahifah Assajj de Iman Ali Ibn Alhussein pela Sociedade islamica (2015)
>>> Ageless Body Timeless Mind - The quantun alternative to growing old de Deepak Chopra pela Harmony Books (1998)
>>> Assuntos da Vida e da Morte de Francisco Cândido Xavier e Paulo de Tarso Ramacciotti pela Grupo Espírita Emmanuel (2009)
>>> Uma Nova Vida com Sai Baba - Histórias de Devotos que Transformaram Seus Corações de Judy Warner - Organizador pela Nova Era (2005)
>>> A mulher entre a situação historica e a exclusao social de Sheikh taleb hussein al-khazraji pela Fundação al-balagh (2019)
>>> Um resumo dos deveres islamicos de Dr. sheikh akram barakat pela Islamica (2016)
>>> Diabolik - Scontro Frontale de A e L. Giussani pela Astorina (1993)
>>> O Amanhã a Deus pertence de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (2007)
>>> A Saga da Sabedoria de Leo Reisler pela Nórdica (1994)
>>> Chakraterapia - O encontro da ciência com a tradição milenar de cura através da energia de Maria Helena B. Damiani pela Hércules (2002)
>>> O Enigma dos Desaparecidos de Leandro Ribeiro pela Reggraf (2009)
>>> Revivir Lo Vivido de Dr. Jorge Adoum (Mago Jefa) pela Kier - Buenos Aires (1993)
COLUNAS

Terça-feira, 2/5/2017
Viena expõe obra radical de Egon Schiele
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 1900 Acessos



De Viena, especial para o digestivocultural.

A magnitude da pintura de Egon Schiele, um dos mais importantes artistas modernistas de Viena, está representada em duas grandes exposições em Viena. Os museus Albertina e o Leopold Museum (que agrupa a maior coleção de Schiele do mundo) expõem uma enorme quantidade de desenhos, aquarelas, pinturas e esboços que perpassam por toda a carreira do artista. Há cartazes por toda a cidade chamando o público para apreciar a desconcertante e impudica arte de Schiele.

Desde seus autoretratos, em que se metamorfoseia em um agrupamento de músculos esqueléticos e ossos com gestos retorcidos, angustiados e depressivos, até sua percepção do erotismo infantil e juvenil de meninas que expõem sua genitália despudoradamente, seja se masturbando ou apenas abrindo as pernas para o público, essas exposições reúnem a maior parte da obra do artista, com trabalhos pertencentes a coleções particulares e acervos dos próprios museus.



A relação entre erotismo e depressão parece ser a tônica maior de sua obra. A desconfiguracão do corpo através das posturas simplesmente retorcidas e contraídas para dentro de si mesmas ou causada pelo mergulho nos prazeres eróticos, marca uma ruptura drástica com a tradição do corpo asséptico, racional e ideal da representação clássica. Estamos na Viena de Freud, que descobriu a sexualidade infantil e o inferno do inconsciente (esse caldeirão fervente dos desejos reprimidos).

Para desvelar os universos da psique humana e liberar as forças irracionais do desejo, Schiele mergulha numa poética da erotização das linhas, do esmaecimento das cores, apelando para a fluidez tanto de uma como de outra. O resultado é espantoso. A aparente delicadeza das figuras faz transbordar a libido dos personagens, exibindo o traçado de corpos mergulhados em prazer e angústia sexual e existencial.

Diferente de Gustav Klimt, que cria atmosferas também sexuais, mas iluminadas por dourados decorativos e sutis que não nos perturba, Schiele apresenta a crise da consciência sexual diante da descoberta do corpo inibido e das limitações impostas a esse corpo pela finitude da vida biológica.

Era necessário uma nova pintura para representar a vazão da irracionalidade exposta por Freud à sua Viena fin de siècle. E essa pintura explodiu na arte de Egon Schiele e alguns outros pintores, como foi o caso de Oscar Kokoschca e também de poetas e romancistas vienenses (alguns declaradamente leitores e seguidores das ideias de Freud).



A beleza da obra de Schiele resplandece ainda hoje e nos perturba de igual maneira. Nos apresenta um desenho e uma pintura que é fruto de uma cultura que encarou a tensão entre desejo e civilização. A mesma civilização que Freud brilhantemente expôs em seu ensaio "A civilização e seus descontentes".

Não só a representação dos temas eróticos liberava ou tensionava o desejo contido dos espectadores reprimidos de Schiele, mas a qualidade de seus traços sinuosos e libidinosos e as cores das peles das mulheres rosadas e avermelhadas de prazer proporcionavam a mesma liberdade.

Junto com a representação da angústia da liberação dos corpos aos seus prazeres e a representação das práticas "perversas" que tanto a sexualidade livre como a culpada podem proporcionar, o modernismo de Schiele também se libertou da linha platônica que produzia um desejo metafísico em oposição ao mundo carnal solicitado por Nietzsche e Freud e que extravasou no expressionismo europeu.



A própria persona de Schiele tem um lugar especial na sua obra. As experimentações revolucionárias no domínio do autoretrato nos permitem ver a luta do artista consigo mesmo, a arte e o mundo.



Delicadeza, angústia, prazer e depressão encarnaram na forma da pintura de Schiele, como também passaram a existir no coração do homem moderno: aquele que se tornou ciente de sua finitude, de sua perversão, da sua brutalidade e violência como condição intrínseca ao animal humano. A arte estava pronta para olhar dentro da fera. E nós, quando estaremos prontos?


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 2/5/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A trilogia Qatsi de Guilherme Carvalhal
02. Guilherme Carvalhal de Guilherme Carvalhal
03. Ivanhoé de Gian Danton
04. A Puta, um romance bom prá cacete de Jardel Dias Cavalcanti
05. O que está por baixo do medo de usar saia? de Adriana Baggio


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
02. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal - 26/12/2017
03. A poesia afiada de Thais Guimarães - 3/10/2017
04. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
05. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux - 17/1/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COMPRA E VENDA ELETRÔNICA E SUAS IMPLICAÇÕES
VALÉRIA ELIAS DE MELO GREGORES
MÉTODO
(2006)
R$ 14,90



AS CRÔNICAS DA VERDADE 02 - O PINGENTE
LENE KAABERBOL
FUNDAMENTO
(2015)
R$ 34,00
+ frete grátis



VLADIMIR BRICHTA ENSAIO
TRIP PARA MULHERES
TRIP
(2003)
R$ 45,00



PARA LER O MUNDO 7ª SÉRIE
ANTONIO BARRETO GRAÇA SETTE ET AL
FORMATO
(2001)
R$ 15,00



O AMERICANO TRANQUILO
GRAHAM GREENE
ABRIL
(1981)
R$ 15,00



MENTIRINHAS INOCENTES
GEMMA TOWLEY
RECORD
(2007)
R$ 15,00



HISTÓRIAS EXTRAORDINÁRIAS - EDGARD ALLAN POE
EDGAR ALLAN POE
MELHORAMENTOS
(2010)
R$ 20,00



NO QUE EU CREIO: GUIA PARA OS JOVENS SOBRE AS RELIGIÕES DO MUNDO
ALAN BROWN / ANDREW LANGLEY
AGIR
(1999)
R$ 25,62



DEPARTAMENTO PESSOAL MODELO
BENJAMIN BRONDI - RENÉ RAÚL ZAMBRANA BERMÚDEZ
THOMSON - IOB
(2004)
R$ 11,90



SEGREDOS PROFISSIONAIS - SEGREDOS DE COMUNICAÇÃO PESSOAL
CAROLYN BOYES
FUNDAMENTO
(2010)
R$ 41,00





busca | avançada
70581 visitas/dia
1,0 milhão/mês