Amy Winehouse: uma pintura | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
48526 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Água de Vintém no Sesc 24 de Maio
>>> Wanderléa canta choros no Sesc 24 de Maio
>>> Vitor Lopes e convidados no Sesc 24 de Maio
>>> Nilze Carvalho no Sesc 24 de Maio
>>> Choro Interior no Sesc 24 de Maio
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
>>> Felipe Miranda e Luiz Parreiras (2024)
>>> Caminhos para a sabedoria
Últimos Posts
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Presépio e o Artesanato Figureiro de Taubaté
>>> A verdade na Flip
>>> Cristóbal Balenciaga
>>> A Morte dos Jornais, na Time
>>> Dinheiro não tem cheiro
>>> Santa Xuxa contra a hipocrisia atual
>>> Joe Satriani tocando Van Halen (2023)
>>> Não gostar de Machado
>>> Petistas nos Correios
>>> Bubble: uma nova revolução no cinema. Será?
Mais Recentes
>>> A Corrupção da Inteligência de Flávio Gordon pela Record (2020)
>>> Gato Mania- Livro de Colorir& Ronronar Antiestresse de Mesdemoiselles pela Sextante (2015)
>>> A História do Século XX Pelas Descobertas da Medicina de Stefan Cunha Ujvari e Tarso Adoni pela Contexto (2014)
>>> Peppa Pig: A Historia De Peppa de Nevile Astley pela Salamandra (2014)
>>> Franz Kafka e a Expressão da Realidade de Sérgio Kokis pela Tempo Brasileiro (1967)
>>> Livro Marte E Vênus Juntos Para Sempre: Nova Formas De Relacionamento Para um Amor Duradoruro de John Gray pela Rocco (1997)
>>> O Homem que Comeu de Tudo de Jeffrey Steingarten pela Companhia das Letras (2001)
>>> A Menina Que era Outra Vez de Sérgio Klein pela Fundamento (2006)
>>> Rápido e Devagar de Daniel Kahneman pela Objetiva (2016)
>>> Equador de Miguel Sousa Tavares pela Companhia das Letras (2011)
>>> Auggie & Eu de R. J. Palacio pela Intrínseca (2018)
>>> A Era do Imprevisto - A Grande Transição do Século XXI de Sérgio Abranches pela Companhia das Letras (2017)
>>> Eu Estive Aqui de Gayle Forman pela Arqueiro (2015)
>>> Voar De Asas de Artemio Zanon pela Papa-Livros (2010)
>>> O Reino Das Vozes Que Nao Se Calam de Carolina Munhoz pela Fantastica - Rocco
>>> Estratégia Seis Sigma de Peter S. Pande e Robert P. Neuman pela Qualitymark (2001)
>>> Star Wars para Desenhar, Colorir e Se Divertir! de Zack Giallongo pela Coquetel (2015)
>>> Calorias De A A Z de Cristiane Cador Sana pela Eko (1999)
>>> Safári de Estratégia de Henry Mintzberg pela Bookman (2010)
>>> Boladas e amigos de Machado Maria pela Moderna (2012)
>>> Cabe Na Mala - Coleção Mico Maneco de Machado pela Salamandra - Moderna (2012)
>>> A Velha Misteriosa de Ana Maria Machado; Ionit Zilberman pela Salamandra (2011)
>>> Livro Construindo o Saber - Metodologia Científica Fundamentos e Técnicas. de Maria Cecília M. de Carvalho (Org.) pela Paparius (2003)
>>> Eu E O Envelhecimento de Leda Hecker Pareira Lima pela Age (2006)
>>> O Livro das Meninas Fabulosas de Veena Bhairo-smith pela Universo dos Livros (2010)
COLUNAS

Terça-feira, 28/3/2017
Amy Winehouse: uma pintura
Jardel Dias Cavalcanti
+ de 5900 Acessos



A relação entre formas orgânicas e a geometria é uma constante na pintura de Fabricius Nery. Não é diferente o que acontece na tela denominada Amy Winehouse. A homenagem póstuma à cantora se efetiva na relação contrastante entre a presença figurativa da cantora e os enquadramentos geométrico-lineares ao qual está submetida.

Na tela as sugestões formais são o elementos que propiciam a possibilidade interpretativa da existência de Amy Winehouse. Como uma espécie de figura crucificada por um corte geométrico que a acolhe quase ao centro da tela, a cantora recolhe-se numa pose intimista, onde os braços tornam-se quase uma concha protetora. O braço esquerdo eleva-se à boca, cuja mão segura o cigarro que a cantora fuma; o braço direito, por sua vez, desce até o pé, segurado por sua mão, o que também remete a uma atitude de recolhimento.

Vale deter-se na composição pictural da figura de Amy. O que se nota ao se aproximar da tela é a camada rugosa de tinta que desenha e colore partes do seu corpo. Essa massa áspera de tinta nos faz pensar nas feridas interiores da cantora, na turbulenta existência que deixa suas marcas e danos. O tratamento dado por Fabricius Nery à figura, no entanto, é sutil. O contraste entre cabelos pretos, vestido preto e sapatos pretos em oposição ao róseo da pele da cantora marca a diferença entre o luto sugerido pelo negro e a vitalidade marcada pelo rosáceo da carne. A oposição entre uma presença mais áspera do desenho do corpo e uma picturalidade mais plana na geometria também é um aspecto que acentua a oposição entre um corpo vivo, podemos dizer, vibrante, e a cruz geométrica que se insinua como o contrário da vitalidade de Amy Winehouse.

Um dado que chama a atenção na pintura é a presença ao fundo do corpo da artista de uma estrutura de cavalete de pintura. Esse elemento nos fala de forma metavisual sobre a própria ideia da pintura como construção, como se estivesse nos relembrando que estamos diante de uma criação artística, de uma leitura particularmente artística da cantora. Como se nos dissesse que é aqui, no campo da criação pictórica, que temos que efetuar a leitura do quadro.

À cruz que aconchega a figura da cantora, soma-se, mais ao fundo do quadro, uma espécie de olho que a perscruta, como se fosse o reino da escuridão e da morte que a aguarda como consequência de sua desgastante vida movida a excessos de álcool e drogas.

A questão da geometria acaba sendo uma metáfora de uma prisão a que a artista se impõe, num recorte de sua existência em que nada remete à sua fulminante e promissora carreira musical. Ao contrário, a sua introspecção elimina qualquer sentido de glória, tornando-a uma solitária figura, enquadrada pela cor negra por todos os lados, da roupa à maioria das figuras geométricas que a acolhe.

Se há um momento na tela onde vislumbramos um pouco de possibilidade de diversão, é o desenho no alto da tela que remete às piscinas de plástico e, na parte inferior da tela à piscina de David Hockney no quadro “A bigger splash”. Talvez um símbolo discreto da existência divertida da cantora, que tinha nas festas infinitas que dava para seus amigos e para si o seu momento de alegria e divertimento.

Apesar dos aspectos introspectivos presentes na maior parte da tela, seja na pose da figura, seja na referência à uma crucificação, a pintura é bastante delicada e rende uma homenagem à altura desta alma profunda e perdida em si mesma que foi Amy Winehouse.

Outra leitura metafórica que o quadro sugere é a da introspecção criativa, pois o artista ao se recolher em si mesmo, ao se fechar numa concha meditativa, está prestes a gerar aquilo que o cavalete de pintura sugere dentro do próprio quadro, o ato de criar arte e a oposição entre a criação artística e a vida, como se uma coisa prescindisse da outra, como se para se criar a arte suprema tivéssemos que abdicar da vida prosaica. O artista como eterno crucificado.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 28/3/2017

Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
02. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal - 26/12/2017
03. Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto - 5/9/2017
04. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
05. A poesia afiada de Thais Guimarães - 3/10/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cantonário
Cyrene Paparotti
Musimed
(2011)



O Caçador de Pipas
Khaled Hosseini
Nova Fronteira
(2005)



A Nicarágua Sandinista
Marisa Marega
Brasiliense
(1981)



Aos Pedaços
Rodrigo Levino
Jovens Escribas
(2006)



Crianças Índigo uma Visão Espiritualista
Rosana Beni
Novo Século
(2007)



Dick For Hire
The Penny Brothers
Matador
(2023)



Play Guitar With Bob Dylan (lacrado)
Bob Dylan, Arthur Dick
Music Sales America
(2010)



Férias! (De Bolso)
Marian Keyes
BestBolso
(2010)



Eu persegui Eichmann
Simon Wiesenthal
Portugália
(1984)



Livro Literatura Estrangeira A última Música A História do Filme Estrelado por Miley Cyrus
Nicholas Sparks, Marcely de Marco Martins Dantas
Novo Conceito
(2010)





busca | avançada
48526 visitas/dia
2,0 milhão/mês