A poesia afiada de Thais Guimarães | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
80637 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> O legado de Roberto Burle Marx é tema de encontro online
>>> Sala MAS/Metrô Tiradentes - Qual é a sua Cruz?
>>> Museu de Arte Sacra de São Paulo - Imagens de ROCA e de VESTIR
>>> Mostra de Teatro de Ipatinga comemora os 15 anos do Grupo 3 de Teatro com espetáculo online
>>> Live: Como a cultura nos livros didáticos influencia a formação da criança
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O que não fazer em época de crise
>>> Pizzaria Brasil
>>> Os superestimados da música no Brasil
>>> Passeata Contra o eBook
>>> Sendo Humano
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jazz caricato
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> Música instrumental brasileira
>>> If God is Brazilian
Mais Recentes
>>> Sonetos de Luís Vaz de Camões pela Ciranda Cultural (2019)
>>> A ilha do Tesouro de Robert Louis Stevenson pela Companhia Nacional (2005)
>>> A ilha do tesouro de Robert Louis Stevenson pela Companhia Nacioanl (2005)
>>> Efésios N Testamento Coleção Lições De Vida de Max Lucado pela Mundo Cristão (2014)
>>> Os Condenados - Obras Completas 1 de Oswald de Andrade pela Civilização Brasileira (1970)
>>> Ponta de Lança - Obras Completas 5 de Oswald de Andrade pela Civilização Brasileira (1972)
>>> A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera pela Nova Fronteira (1986)
>>> A Divina Comédia de Dante Alighieri pela Nova Cultural (2002)
>>> A Luz da Estrela Morta de Josué Montello pela Nova Fronteira (1981)
>>> Quem Foi? Albert Einstein de Jess Brallier pela Dcl (2009)
>>> As Impurezas do Branco de Carlos Drummond de Andrade pela José Olympio (1974)
>>> As Filhas de Rashi de Maggie Anton pela Rocco (2008)
>>> Drummond o Gauche no Tempo de Affonso Romano de Santanna pela Lia (1972)
>>> Traição Em Família de David Baldacci pela Arqueiro (2012)
>>> Bichos de Lá e de Cá de Lia Neiva pela Ediouro (1993)
>>> O Fogo de Katherine Neville pela Rocco (2011)
>>> Desvirando a Página - a Vida de Olavo Setubal de Ignácio de Loyola Brandão; Jorge J. Okubaro pela Global (2008)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Saraiva (2013)
>>> Dom Casmurro - Obras Completas de Machado de Assis pela Globo (1997)
>>> The Elegance of the Hedgehog de Muriel Barbery pela Penguin Usa (2008)
>>> O Direito à Privacidade na Internet de Sidney Guerra pela América Jurídica (2004)
>>> Em Busca de Cézanne de Peter Mayle pela Rocco (2000)
>>> Nono Descobre o Espelho de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta pela Objetiva (2007)
>>> Nós, Mulheres - Edição Especial de Silvia Bruno Securato pela Oficina do Livro (2012)
>>> Autant En Emporte Le Vent - Tomes I et II de Margaret Mitchell pela Gallimard (1938)
>>> Memória de Minhas Putas Tristes de Gabriel Garcia Marquez pela Record (2005)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (2002)
>>> Um Dia "daqueles" - um Lição de Vida para Levantar o Seu Astral de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Seis Suspeitos de Vikas Swarup pela Companhia das Letras (2009)
>>> Nós, Mulheres - Vol. 10 de Silvia Bruno Securato pela Oficina do Livro (2011)
>>> Minhas Rimas de Cordel de César Obeid pela Moderna (2005)
>>> Negociações Espetaculares de Harvard Business School pela Campus (2004)
>>> Em Nome de Anna de Rudi Fischer pela Primavera Editorial (2015)
>>> De Volta às Estrelas de Erich Von Däniken pela Melhoramentos (1970)
>>> Umbanda Espírita Cristã de Norevaldo C. M. Souza pela Ideia Jurídica (2014)
>>> Entre Árabes e Judeus - uma Reportagem de Vida de Helena Salem pela Brasiliense (1991)
>>> O Poder Psíquico das Pirâmides de Bill Schul e Ed Pettit pela Record (1976)
>>> Sade, Fourier e Loyola de Roland Barthes pela Brasiliense (1990)
>>> O que é Ceticismo de Plinio Smith pela Brasiliense LTDA (2021)
>>> A Odisséia dos Essênios de Hugh Schonfield pela Mercuryo (1991)
>>> Introdução à Psicologia Fenomenológica//Agressão no Homem e nos Animais de Ernest Keen e Roger N. Johnson pela Interamericana (1979)
>>> O que é Psicanálise de Fábio Hermann pela Abril (1983)
>>> Como Administrar Conflitos Profissionais de Peg Pickering pela Market Books (1999)
>>> A Aventura Prodigiosa do Nosso Corpo de Jean Pierre Gasc pela Universo da Ciência (1981)
>>> As Mulheres Francesas Não Engordam de Mireille Guiliano pela Campus (2005)
>>> Das CPI's de Hélio Apolinário Cardoso pela Bookseller (2002)
>>> A Mulher do Viajante no Tempo de Audrey Niffenegger pela Suma de Letras Brasil (2009)
>>> O estudante II: Mamãe querida de Adelaide Carraro pela Global (1988)
>>> O Lado Bom dos Seus Problemas EAN: 9788536416199 de Maurício Horta pela Abril (2013)
>>> Julie e Julia de Julie Powell pela Record (2009)
COLUNAS

Terça-feira, 3/10/2017
A poesia afiada de Thais Guimarães
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 4200 Acessos



“Deixa... a escrita ser/ de palavras, lerda e rápida, cortante/ para atacar/ quieta para esperar,/ insone.” Esses versos de William Carlos Williams poderiam ser a epígrafe para o livro Jogo de Facas, de Thais Guimarães, publicado pela editora Quixote, de Belo Horizonte, em 2016.

Mas a epígrafe escolhida pela poeta para abrir seu livro, de autoria de João Cabral de Melo Neto, também não deixa de ter seu tom pesado no desejo de uma poesia “qual uma faca íntima/ ou faca de uso interno”. Podemos somar na densidade dos poemas do livro a luta da linguagem (a faca?) com os estratos da existência em sua dimensão cortante, insone e íntima.

João Cabral de Melo Neto escreveu um longo poema chamado “Uma faca só lâmina”, onde se percebe "a imagem de uma faca/ entregue inteiramente/ à fome pelas coisas/ que nas facas se sente". Aqui, no livro de Thais, o ordenamento de sentimentos, dramas, acontecimentos, não deixa de passar pelos cortes que a linguagem-faca tencionará a cada poema, matando essa fome que a lâmina-poesia tem de “alinhavar rasgos” da existência na linguagem. E a ideia de uma “faca só lâmina” de Cabral não deixa de ser a faca que ao cortar corta também seu portador. Por isso a escolha de Thais por uma poesia “faca íntima”, de “uso interno”. A linguagem vai alinhavar aquilo que ela própria cortou.

O livro é dividido em quatro partes: Planos de corte, Linhas de incisão, Prova de corte, Pontos de sutura. O que se desenha é o desenvolvimento do plano de corte ao ato da sutura como metáforas de uma linguagem que pretende esfaquear momentos da existência que são postos à prova a cada poema.

Uma aparição que chama a atenção no livro é a bela homenagem a poeta americana Sylvia Plath, com suas “palavra meteoro”, “palavra desterro” e a “sôfrega palavra - corte”, que indicam o caminho interno do próprio livro de Thais: esse jogo de facas perigoso como espécie de “último grito – abismo-”. A existência em crise é uma constante nas duas poetas, em Plath acaba na anulação da vida pelo suicídio, enquanto em Thais se resolve no poema “Sem título” como “uma ideia/ que perece/ sem ter sido”.

Afiados como uma lâmina, os versos de Thais tomam a vida como pretexto para a poesia. É na problemática da linguagem poética, “a mínima palavra/ o arremesso”, que a existência será redimensionada, mesmo sendo afiada “na frequência do silêncio”.

Uma bela metáfora para o sentido da poesia em si (e os sentidos da poesia de Thais) pode ser o poema “Leitura de mãos” que se propõe a “desafiar/ linhas rompidas// cavar/ plantar/ sementes desconhecidas// colher/ com luvas de aço/ as flores carnívoras do destino”.

Ferir o destino no preço que ele merece, colhendo-o como flor que é, com “luvas de aço”. Imagem forte para a poesia que apreende a vida devolvendo-lhe sua insensatez com a violência que a linguagem pode exercer.

Por isso, se em Maiakovski, como ele disse, “a anatomia ficou louca, sou todo coração”, em Thais não fica por menos o desvario anatômico no poema “às cegas” onde coloca o “caminho com o coração/ entre as pernas”. Cada coisa em seu não lugar, como desejam os bons poemas.

O desnorteamento da vida, que é o que a torna insone, como no poema “Desperta”, dá o tom existencial que sempre vai e vem na poesia de Thais: “nas dores miúdas da noite// vaso quebrado/ moído// espalho-me/ em cacos de vidro”. Desses cacos é que nasce a “outra meia verdade”, que é um reflexo de si mesma posado no espelho, como diz no poema “Nunca é tarde”.



A poesia também se faz catarse, dentro desse quadro de imagens cortadas e suturadas:



CATÁRTICA

descascar até o osso

sentir as falanges

em última instância

na jugular

apertar mais o pescoço

até sangrar

a língua

até que morra

à mingua

e se feche o ciclo

de tudo o que corrói



A luta da poeta com as palavras (e com a vida) perpassa todo o livro, fazendo com que o poema seja o lugar de uma batalha insana que se dá no momento da formação do verso por “palavras/ (as piores do tipo)/ ásperas” e a consequente leveza final no “último round” no seu apagamento:



ÚLTIMO ROUND

unidas pela raiva

as letras formam palavras

(as piores do tipo)

ásperas



dentro delas, um dragão

cospe fogo, longe



frases

piores ainda

unem

as piores palavras



queimam a língua

que as pronuncia

ferem o tímpano

que as capta



sob o manto rasgado

se esconde

um vocábulo

(violência)

delicadamente

apago



Esse apagar, que pode ser o desejo de evasão, retorna algumas vezes no livro de Thais, como no poema “Enquanto a espera é ponto”. Uma ave de porcelana quebrada “emudece na chuva/ lágrimas só lágrimas/ evaporam pela madrugada” e a libertação da dor, nas “mãos/ sem poesia/ nuas”.

A faca que corta seu portador é a poesia. A poesia que também descreve as mãos “nuas” que a escrevem como livres de sua dor. O fato da linguagem foi maior que a vida (que virou poesia) em si mesma.


Obs: A imagem usada neste texto é de autoria de Nuno Ramos (Lâmina) e a tradução do poema de W. C. Williams é de Andre Vallias.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 3/10/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (IV) de Cassionei Niches Petry
02. As ruas não estão pintadas. E daí? de Duanne Ribeiro
03. Manauara ou Manauense de Marcela Ortolan
04. Viagens e viajantes de Carla Ceres
05. Infeliz ano novo de Guilherme Conte


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
02. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal - 26/12/2017
03. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
04. A poesia afiada de Thais Guimarães - 3/10/2017
05. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux - 17/1/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Paulo e Estevão
Francisco Cândido Xavier
FEB
(1941)
R$ 10,00



At Risk
Patricia Cornwell
Little Brown And Company
(2006)
R$ 10,00



Select Arte e Cultura Contemporânea Ano 4 Edição 19 Ago/Set 2014
Mirik Milan et alli
Select
(2014)
R$ 10,00



Prece por Você - Conversa de Pai para Filho
Hans Georg Winter
Scortecci
(2008)
R$ 10,00



Le Trés Bas
Christian Bobin
Folio
R$ 10,00



O Direito de Ser Criança Problemas da Criança Pressada
David Elkind
Efeb
(1982)
R$ 10,00



Dicionário de Economia e Administração - 1151
Paulo Sandroni
Nova Cultural
(1996)
R$ 10,00



Mini Dicionário Escolar - Inglês/português Português/inglês
Outros
Wkids
R$ 10,00



Psicodramatizar - Ensaios
Alfredo Naffah Neto
Agora
(1980)
R$ 10,00



Prosperidade Profissional
Luiz Antonio Gasparetto
Vida e Consciencia
(1997)
R$ 10,00





busca | avançada
80637 visitas/dia
2,4 milhões/mês