Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Guia de Interpretação de Diego Grando pela Leitura XXI (2015)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Demolidor o Homem sem Medo Nº18 - Confronto Com a Yakuza de Marvel pela Panini (2005)
>>> Cidadania Pequena: Série Polêmicas do Nosso Tempo de Pedro Demo pela : Autores Associados (2001)
>>> Senhor, Faça de Minha Vida um Milagre! de Raymond C. Ortlund pela Mundo Cristão (1986)
>>> Prosperidade Profissional de Luiz Antonio Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Os Muçulmanos na Península Ibérica de Ruy Andrade Filho pela Contexto (1994)
>>> Monstro do Pântano Especial: a Morte Ronda o Homem-morcego de Bissette / Broderick / Randall / Barreto pela Vertigo/dc. Comics (1999)
>>> Microbiologia Clínica de Roberto A. de Almeida Moura pela Mc Will (1986)
>>> Diferencial Competitivo - o Segredo para Alcançar Nelhores Resultados. de John L. Nesheim pela : Best Seller (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> Conhecendo Erval Velho - Dinâmicas e Perspectivas de Maurício A. dos Santos - Org. pela Modelo (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index - Basi (1997)
>>> Paixão por Cabelos: Instruções Passo a Passo para Criar 82 Penteados de Christina Butcher pela Sextante (2015)
>>> Conceitos Sobre Advocacia, Magistratura, Justiça e Direito de B. Calheiros Bomfim pela Oab (2006)
>>> Ouvidos Dominantes Vozes Silenciadas de Noeli Gemelli Reali pela Argos (2001)
>>> O Petróleo é Nosso - 1948/1953 - a Campanha no Paraná de Carlos Alfredo Gomes pela Cefuria (2005)
>>> Glossário de Oceanografia de Argeo Magliocca pela Nova Stella (1987)
>>> A Estratégia da Teia de Aranha de Amit S Mukherjee pela Campus (2009)
>>> Descomplicando a Vida de Christoph Schalk pela Esperança (2005)
>>> Ouvindo os Passos da Memória de Álvaro de Carvalho pela Do Autor
>>> Educar é Apontar Caminhos - Reflexões para o Desenvolvimento de José Zinder pela Autor (2000)
>>> Hipnotismo e Auto-hipnotismo de Indução Rápida de Ana Cristina Massa pela Biruta (2009)
>>> Caminhando para o Cárcere da Liberdade e Outros Escritos de Alexsandro Grola pela Literatura Brasileira (2013)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
COLUNAS

Terça-feira, 26/12/2017
Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 3900 Acessos



À beira do precipício que é o fim do romance Como se me fumasse, de Marcelo Mirisola, publicado pela Editora 34, aparece uma espécie de vaticínio: “Você precisa ter fé, tenha fé no mal”.

É dessa fé no mal que é feita a literatura de Mirisola. E quem aparece para abençoar o círculo infernal de sua última obra romanesca autobiográfica é nada menos que duas pestes sempre invocadas: Freud e Nelson Rodrigues (que prescindem de apresentação). Essa autopsicanálise profunda e imunda que só os grandes escritores conseguem fazer e transcender, pois que a transformam em literatura, é o que o leitor engolirá goela abaixo e com prazer em Como se me fumasse.

Os personagens de Mirisola estão longe de se apresentarem apenas como seres humanos em carne e osso. Sua autobiografia é movida, a cada momento do relato de suas peripécias, por três grupos endemoniados de conceitos que são dados pelo próprio escritor: “Memória e alucinação. Idealização e desejo. Obsessão e Ruína.”

Ruína é uma personagem central e é uma condição existencial dentro do romance. Pode ser uma alegoria da vida do artista, de sua busca constante, débil e alucinatória pelo sublime, inalcançável, mas sendo, ao mesmo tempo, o que lhe permite criar a obra desejada. Se o fracasso é a condição para que se erga o edifício trágico da existência artística, Mirisola aceitou essa vocação/danação (Van Gogh dizia que, quanto mais velho, feio e pobre ficava, mais criava obras de arte como contraposição a essa iniquidade). Ela alimenta os intercursos afetivos das suas narrativas, passando pelos amores, amizades e laços familiares - cortados pela navalha suja e contaminada da alucinação e do desejo sempre insatisfeito.

Que sua vocação artística seja o centro da trama “desordenada” do romance, pois que criada por uma memória alucinada, é o que amarra todos os personagens em laços impuros de idealização e fracassos. Seu pai vê as folhas datilografadas como lixo, seus familiares veem sua vocação como vagabundagem, seus amigos o veem como um ego ambulante e prepotente, suas amantes como uma escada para algum lugar ou lugar nenhum.

A resposta do personagem autor é o desterro social, a vida solitária, luxuriante e acabrunhada, por vezes, impiedosa com quem lhe atravessasse o caminho (haja desafetos!). Daí que de Freud se salte para Nelson Rodrigues, exibindo a cada página do romance o zoológico das falsas convenções sociais e seu resultado grotesco por todos os pastos onde o ser humano transita.

O livro trata do interesse que o autor tem pela própria vida, por seu trajeto incerto, mas demarcado por uma reflexão posterior sobre os fatos vivenciados a partir de uma avaliação crua, impiedosa, sarcástica ou até, por vezes, revendo a sua existência como uma espécie de “comédia de erros”.

Não sobra o ataque à crítica literária que o esnoba, com suas panelas de mocinhos comprometidos incestuosamente com grupos de escritores medianos que com eles vivem uma relação que permite a coexistência de lugares comuns entre a crítica e o literatos.

Como se me fumasse de Marcelo Mirisola faz da autobiografia literária um ponto alto da criação artística brasileira, engendrando uma escrita pulsante e rigorosa, que retira o fôlego do leitor numa construção narrativa destinada a nos dar a medida da existência como apenas o prenúncio de uma futura Ruína.

E há uma tese dentro do próprio livro que confirma o que se disse acima: “Escrever é espanto. E espanto é sinônimo de ignorância e selvageria, espanto é o sentimento que inaugura todos os outros, é o homem pela primeira vez diante do conhecimento e condenado à morte, espantar-se é apontar o dedo para a realidade absurda que nos envolve, e a literatura é a forma pela qual aprendi a praticar o espanto, podia ter comprado uma arma e resolvido as coisas com mais praticidade e eficiência, mas, como sou covarde, escrevo livros”.

Covarde, o autor? Não. Talvez covarde seja o leitor que vier a correr da literatura de Mirisola, dando-lhe razão sobre o poder da Ruína sobre todos nós.



Como se me fumasse

Autor: Marcelo Mirisola

Editora 34

Quanto: 41 R$ (170 págs.)


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 26/12/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Have a nice day de Adriane Pasa
02. Como eu escrevo de Jardel Dias Cavalcanti
03. Quinquilharias musicais custam os olhos da cara de Waldemar Pavan
04. A vitória da velhinha de Arcano9


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
02. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal - 26/12/2017
03. A poesia afiada de Thais Guimarães - 3/10/2017
04. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
05. Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt - 21/2/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PAIXÃO POR CABELOS: INSTRUÇÕES PASSO A PASSO PARA CRIAR 82 PENTEADOS
CHRISTINA BUTCHER
SEXTANTE
(2015)
R$ 12,50



EL GRUPO PSICOLOGICO
L. GRINBERG M. LANGER E. RODRIGUE
NOVA
(1959)
R$ 29,00



A FORMA DO REAL
JOSEP M. CATALÁ DOMÉNECH
SUMMUS
(2011)
R$ 41,86



HISTOIRE DU DROIT PÉNAL
RAYMOND CHARLES
UNIVERSITAIRES DE FRANCE
(1976)
R$ 50,00



REFLEXOS DA VIOLÊNCIA NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL
ANTONIETA DIAS DE MORAES
LETRAS E LETRAS
(1991)
R$ 7,90



LIBERDADE SINDICAL E NEGOCIAÇÃO COLETIVA COMO DIREITOS FUNDAMENTA
JONABIO BARBOSA DOS SANTOS
LTR
(2008)
R$ 65,46



COMUNICAÇÃO EM PROSA MODERNA
OTHON M. GARCIA
FGV
(2004)
R$ 35,00



SANTO ANTÔNIO DAS ARTES
SAULO GARROUX LEVI MENDES JR.
CONTEÚDO
(2009)
R$ 40,00



FILOSOFIA POLITICA E LIBERDADE
ROLAND CORBISER
PAZ E TERRA
(1975)
R$ 14,00



BYTE CORAÇÃO
RITA ESPESCHIT
GLOBAL
(1997)
R$ 4,80





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês