Brasilês - um idioma de muitos sotaques | Félix Maier | Digestivo Cultural

busca | avançada
28343 visitas/dia
851 mil/mês
Mais Recentes
>>> Livro narra a trajetória do empresário que transformou a história urbana de São Paulo
>>> TV Brasil destaca polêmica das fake news no Mídia em Foco desta segunda (22/10)
>>> Ruy Castro e Frei Betto em novembro, no IEL
>>> Operação Condor, Direitos Indígenas, Cine Nuevo e Economia serão temas do 36º EPAL/PROLAM
>>> Sidney Rocha lança seu novo livro, A Lenda da Seca
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Voto de Meu Pai
>>> A barata na cozinha
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> O artífice do sertão
>>> De volta à antiga roda rosa
>>> O papel aceita tudo
>>> O tigre de papel que ruge
>>> Alice in Chains, Rainier Fog (2018)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> A moral da dúvida em Oakeshott e Ortega Y Gasset
>>> Por um triz
>>> Sete chaves a sete cores
>>> Feira livre
>>> Que galho vai dar
>>> Relâmpagofágico
>>> Caminhada
>>> Chama
>>> Ossos perduram
>>> Pensamentos à política
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> Cind Canuto
>>> Araquém Alcântara #EuMaior
>>> Henry Ford
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Apresentação
>>> Apresentação
>>> Um defeito de cor, um acerto de contas
>>> Cuidado: Texto de Humor
>>> O Oratório de Natal, de J. S. Bach
Mais Recentes
>>> O Livro das Sombras de Scott Cunningham pela Madras (2017)
>>> O Livro Secreto da Magia Celta de Montse Osuna pela Universo dos Livros (2009)
>>> Contabilidade de custos de Eliseu martins pela Atlas (2018)
>>> Responsabilidade social e competencia inter-pessoal de Paul serter pela Ibpex (2018)
>>> A estrategia e o cenario dos negocios de Pankaj guemawat pela Bookman (2018)
>>> Faça voce mesmo propaganda de Fred e. hahn pela Ibpi (2018)
>>> Recursos humanos de Idalberto chiavenato pela Atlas (2018)
>>> Organizaçao & metodos de Antonio cury pela Atlas (2018)
>>> Manual de maitre d hotel de Aristides de oliveira pacheco pela Senac (2018)
>>> O criador no mundo empresaral de Sofia mountian pela Conex (2018)
>>> De mulher para mulher de Eugene price pela Mundo cristao (2018)
>>> O egito secreto de Paul brunton pela Pensamento (2018)
>>> Contacto interdimensional-el contacto continua de Sixto paz wells pela Sixto paz (2018)
>>> Doenças profissionais ou do trabalho de Irineu antonio pedrotti pela Leud (2018)
>>> Direito Empresarial de Mônica Gusmão pela Impetus (2004)
>>> Metodo rapido de corte-modelagens e tecnicas de costura de Carminha de feitas pela Sigbol (2018)
>>> Executivo-a carreira em transiçao. de Ricardo de almeida prado xavier e claudir franciatto pela Sts (2018)
>>> Curso avançado de excel de Fabricio augusto de ferrari pela Digerati (2018)
>>> Historia e doutrina da franco-maçonaria de Marius lepage pela Pensamento (2018)
>>> Crimes Contra a Dignidade Sexual - para Concursos de Francisco Dirceu Barros pela Elsevier (2010)
>>> Nostradamus-historiador e profeta de Jean-charles de fontbrune pela Circulo do livro (2018)
>>> Nossos filhos sao espiritos de Herminio c. miranda pela Lachatre (2018)
>>> Meus engmas favoritos de J.j. benitez pela Circulo do livro (2018)
>>> A cidade e as serras de Eça de queiroz pela Nucleo (2018)
>>> Minerais do Brasil 3 volumes de Rui Ribeiro Franco et Alii pela Edgard Blucher (1972)
>>> Entre Moisés e Macunaíma. Os judeus que descobriram o Brasil de Moacyr Scliar & Márcio Souza pela Garamond (2000)
>>> A aventura realista e o teatro musicado de Flávio Aguiar. Organizador pela Senac SP (1998)
>>> O Império do Belo Monte. Vida e Morte de Canudos de Walnice Nogueira Galvão pela Fundação Perseu Abramo (2001)
>>> Teoria da História do Brasil. Introdução Metodológica de José Honório Rodrigues pela Nacional (1978)
>>> O Polichinello de Ana Martia de Almeida Camargo. Organização pela Imprensa Oficial do Estado SP (1981)
>>> Enquadro. Capitulo I: Domingas de Eddie Louis Jacob pela Casa da Lapa (2009)
>>> Revista de Comunicação, Cultura e Política - V.14 Jan/Jun - 2014 de Vários Colaboradores pela PUC/Vozes (2014)
>>> Direito Processual do Trabalho (Reforma e Efetividade) de Luciano Athaíde Chaves (Org) pela LTr / Anamatra (2007)
>>> Lições de Direito Penal - Parte Geral de Heleno Cláudio Fragoso pela Forense (2003)
>>> Curso de Direito Penal - Parte geral - Volume 1 de Fernando Capez pela Saraiva (2007)
>>> On Love: A novel de Alain de Botton pela Grove Press (1994)
>>> Tarô dos Vampiros O Oráculo da Noite Eterna de David Corsi pela Madras (2010)
>>> Aptidao fisica-um convite a saude de Valdir j. barbanti pela Manole dois (2018)
>>> Science for all children de National academic press pela National academic press (2018)
>>> Restauraçao da mata atlantica em areas de sua primitiva ocorencia natural de Antonio paulo mendes galvao e antonio carlos de souza galvao pela Mapa (2018)
>>> O caminho para o amor de Deepak chopra pela Rocco (2018)
>>> O livro do juizo final de Roselis von sass pela Ordem do graal na terra. (2018)
>>> Meu anjo de Fausto de olveira pela Seame (2018)
>>> Perversas Famílias (um castelo no pampa 1) de Luiz Antonio de Assis Brasil pela L&PM (2010)
>>> Evoluçao consciente de Sergio motta pela Ediouro (2018)
>>> Carrie, a estranha de Stephen King pela Suma de Letras (2013)
>>> Pesquisa e planejamento de marketing e propaganda de Marcia valeria paixao pela Ibpex (2018)
>>> Pedra do Céu de Isaac Asimov pela Aleph (2016)
>>> A guerra se torna mundial--4. de Folha de sao paulo pela Folha de sao paulo (2018)
>>> A guerra se torna mundial--4. de Folha de sao paulo pela Folha de sao paulo (2018)
COLUNAS >>> Especial Volta às Aulas

Terça-feira, 12/3/2002
Brasilês - um idioma de muitos sotaques
Félix Maier

+ de 4000 Acessos

De volta às aulas, que tal conhecermos um pouco mais o Brasilês, esse rico idioma nacional?

Paraibês

- Josefa, cê vai fazê amô hoji?
- Não, Severino, tô muntcho cansada.
- Arri, égua, mais intão só vô lavá och pé...

Paulistês

- Ôrra, meu, não tô mais agüeintando eiste eingarrafameinto. Paréice que teim um farol a cada dois méitros. Prá piorá, tá seimpre choveindo.

Carioquês

Chiando mais que chaleira cheia de chá no fogo, assim fala o carioca de Ramos, que na feira de Duque de Caxias vende pardal pintado de amarelo como canário:
- Sacumé, mermão, cum menas tauba e menas prego a gente fazemos um rolimã beleza!

No ramal da Leopoldina, vendedores de bala e picolé ensurdecem os passageiros da Central, gritando o tempo todo:
- Olha a bala háus-aí. Olha o picolé-do-china-aí, é com auga firtrada-aí, não é auga de poço-aí, só uma merreca-aí.

Candangolês

- E aí, véi, beleza?
- Beleza, véi.

Gauchês

Na bodega “Último Gole”, antes de pegar a tramontana da roça:
- Bá, tchê, o compadre está mais ressabiado que cusco de mendigo. Ainda que mal pergunte, a comadre soube de seu caso com aquela chinoca?
- Nem te arrespondo, compadre, estou muito abichornado. Prefiro roçar dez coivaras a ter que ouvir aquela tramela lá na tapera. É pior que coice de bagual, mais doído que minuano sujo que navalha a orelha do índio véio na campanha.

Cannabinês

- É, mermão, tá tudo dominado!
- Dominado, tá tudo dominado!...

Sociologês da USP

“O real não é constituído por coisas. Nossa experiência direta e imediata nos leva a imaginar que o real é constituído por coisas (sejam elas naturais ou humanas), isto é, de objetos físicos, psíquicos, culturais oferecidos à nossa percepção e às nossas vivências. Assim, por exemplo, costumamos dizer que uma montanha é real porque é uma coisa, que a chamamos de ‘montanha’, indica que ela é, pelo menos, uma ‘coisa-para-nós’ .” (in “Que é Ideologia”, de Marilena Chauí).

PeTês

- Companheiros - fala o trotskista do Rio Grande em mais um Fórum Social Mundial -, enquanto militantes estruturados, precisamos dar uma maior especificidade à nossa atual colocação política, seja a nível nacional, seja a nível internacional. De sorte que ninguém tenha dúvidas de que a práxis revolucionária de nosso imarcescível Governo Popular e Democrático, que será presidido pelo companheiro Lula-laite, é terminantemente contra a mais-valia expropriada pelo FMI de todas as nações proletárias do planeta.

Para isso, nossos militantes estruturados devem todos os anos firmar posição dura contra a reunião de Davos e contra a globalização, e unir nossas forças globais de todo o globo em termos globalizantes às forças dos zapatistas no México, do ETA na Espanha, do IRA na Irlanda, dos muçulmanos em Kosovo e na Chechênia, dos palestinos, das crianças famintas do Iraque, contra o terrível bloqueio aeronaval dos EUA contra Cuba, que impede que os alimentos cheguem às mãos de nosso Comandante.

Além do apoio aos nossos companheiros do MST - depois das eleições -, para que continuem a vitoriosa expropriação dos latifúndios dos selvagens capitalistas brasileiros. Devemos apoiar sem restrições o plebiscito da dívida externa promovido pela CNB do B. A luta continua, companheiros! Até a vitória, sempre! Viva Fidel! Viva Cuba! Viva Coréia do Norte!

Informatiquês

Com o advento do computador, não se protocola mais documentos, mas se “protocoliza”. Não se imprime um texto, mas se “printa”. Não se apaga um caracter ou uma figura, mas se “deleta”. Não se grava um arquivo de segurança, mas se “becapeia”. Não se inicia um programa, mas se “inicializa” ou se “estarteia”.

O CEO (Chief Executive Officer) liga para a secretária, que se assusta por estar navegando no site www.sexolandia.com.br: - Preciso do paper ainda hoje, para o workshop às 4 p.m. Por isso, antes de printar, delete as palavras riscadas. Mas não esqueça de becapear no HD do server. Zipeia o file em diskete também. Antes de estartear o trabalho, sendeia um mail para o manager de Finanças, para liberar o pay down para a delivery imediata de todas as CPU e no-break previstos no quadro Excel para este mês. E não esqueça de colocar o desktop da workstation em off ao final do trabalho. Na pressa de curtir o happy hour vocês ainda vão incendiar meu office.

Economês (sempre acompanhado do pornografês)

- Precisamos melhorar o IDH de nossa população, de modo que se aproxime dos 8 décimos, como nos países do Primeiro Mundo - diz FHC.
- Para isso, precisamos pôr em prática a tese desenvolvimentista já preconizada por Mendonça de Barros. Há uma demanda por empregos altamente reprimida, e ... - sugere o Ministro do Desenvolvimento.
- Não mencione o nome desse sacripanta - interrompe Malan. Se aquecermos a economia, a inflação dispara. Não podemos deixar que se repitam os últimos IGP-M, que foram muito acima do esperado. Com bons resultados em nosso superávit primário, agora que estamos em época de eleições, poderíamos, talvez, lançar um programa social de alcance nacional, para captar eleitores para o Serra.
- Ótima idéia - diz FHC. Com o Bolsa-escola, melhorou o Índice Gini e já neutralizamos em parte o PT, que pregava a implantação do projeto de renda mínima, a menina dos olhos do nosso maior adversário político, o Senador Suplicy. Podemos lançar mais um programa de alcance social antes que a lei eleitoral impeça. Que tal criarmos o vale-gás, que, além de promover uma melhor distribuição de renda entre a população, poderá inflar o balão José Serra, para que finalmente decole nas pesquisas?
- Aprovado, mestre! - aplaudem os Ministros, chateados por não terem levado a FHC uma idéia tão simples porém tão brilhante.

Miliquês

Idioma do milico, o miliquês é uma língua de âmbito nacional, sem dialetos de aratacas ou gaúchos. Do Oiapoque ao Chuí, o idioma é entendido por todos os que vestem a farda verde-oliva. Abaixo, um microdicionário do miliquês:

Arataca - Pessoa oriunda do Nordeste brasileiro.

Araújo - É o marujo do ar, ou seja, o militar da Aeronáutica.

Bobina - Além daquelas utilizadas pela Arma de Comunicações, para lançamento de linhas telefônicas, bobina é também sinônimo para militar enrolado.

Bóia - Comida de milico. Os anarquistas gostam de tirar um sarro: “Parasita da nação, vem comer o seu boião”.

Boletim das baias - É a novidade que corre célere no batalhão, muitas vezes apenas uma fofoca - mesmo que não tenha vindo de alguma baia, pois só as unidades hipo é que as possuem. É o mesmo que “rádio-corredor” dos Ministérios da Esplanada, em Brasília.

Caxias - É o sujeito que leva muito a sério os regulamentos militares. Pode parecer ao “paisano” que é o sujeito ideal da caserna, mas normalmente é apenas um chato.

Chá-broxante - Chá preto servido na ceia para os milicos de serviço no quartel, e para os “laranjeiras”, para acalmar a moçada à noite.

Dragão - Recruta que come o pote de combustível gelatinoso, como sobremesa, em vez de utilizá-lo como fogareiro para aquecer a ração de campanha.

Furiosa - Banda militar simples, basicamente composta de instrumentos de percussão.

Gaiola das loucas - Prédio de Brasília onde moram os coronéis do Exército mais “antigos”, que se estressam por terem seus nomes no “Play-boy”, ansiosos em saber se serão promovidos a general ou não.

Homem da capa preta - Juiz do Tribunal militar, sempre lembrado quando é instalado um IPM no batalhão.

Laranjeira - Militar, normalmente recruta ou solteiro, que dorme no quartel, porque sua família mora longe, muitas vezes em outro Estado.

Mão-de-graxa - Mecânico de viatura ou armamento.

Maria-batalhão - Moça que gosta de namorar milico, de preferência o batalhão inteiro (*). É prima-irmã da maria-gasolina, a que namora só quem tem um carro.

Material de sapa - Trata-se de material para cavar trincheiras ou espaldões, como pás e picaretas, porém pode significar jocosamente os talheres dos milicos.

Milico de pijama - Militar transferido para a reserva remunerada.

Ociosão - Atual Teatro Pedro Calmon, anexo ao Quartel-General do Exército, em Brasília. Mais utilizado ultimamente, o apelido pegajoso ainda não se desgrudou.

Paisano - É o civil, todo aquele que não veste farda. “Andar à paisana” pode render detenção ao soldado, se não tiver licença para andar em trajes civis.

Papa-goiaba - Pessoa oriunda do Estado do Rio de Janeiro.

Pasta da viúva - Pasta de todo militar do Exército, que contém os documentos da família (certidões de casamento e nascimento), além de outros documentos, como seguros e pecúlios (Capemi, FAM etc.), para facilitar a vida da viúva (ou viúvo), quando o milico bater as botas.

Pé-de-banha - É o pessoal militar que trabalha no rancho - cozinheiros, copeiros, taifeiros -, muitos com a roupa e até os cabelos curtidos de gordura.

Pé-de-poeira - Integrante da Arma de Infantaria.

Pejota - Pensão judicial, é uma facada mensal no contracheque do militar, em favor da ex-esposa ou ex-companheira (ou do ex-marido/companheiro - caso do corpo feminino).

Pé preto - É como os pára-quedistas (“pés-vermelhos”), com ar superior, desdenham dos militares comuns, que usam coturnos pretos.

Periquito - Militar do Exército, que veste a farda verde-oliva.

Play-boy - Boletim que apresenta os nomes dos coronéis mais “antigos” do Exército, que concorrem ao generalato. Por fora, o Boletim não difere muito dos outros documentos, mas dentro é sacanagem pura. Ao menos é o que dizem os preteridos na promoção.

Reco - O mesmo que recruta, tem os mesmos direitos de um calouro numa faculdade, ou seja, nenhum.

Repone - Reunião de porra nenhuma, normalmente feita para os militares levar uma “mijada” do comandante.

Sandra Bréa - Galinha à Sandra Bréa é aquela carne de frango super cozida, de cor esbranquiçada, se despedaçando, com jeito de atropelada.


Félix Maier
Brasília, 12/3/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ode a Pablo Neruda de Aline Pereira


Mais Félix Maier
Mais Acessadas de Félix Maier em 2002
01. Sionismo e resistência palestina - 14/11/2002
02. Fome zero, malandragem dez - 28/11/2002
03. Bantustões brasileiros - 22/5/2002
04. Sobre futebol e hinos nacionais - 11/7/2002
05. Brasilês - um idioma de muitos sotaques - 12/3/2002


Mais Especial Volta às Aulas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




QUÍMICA BÁSICA - QUÍMICA ORGÂNICA - VOLUME 3
CARMO GALO NETTO
SCIPIONE
(1991)
R$ 13,00



COISAS FRAGÉIS 1
NEIL GAIMAN
CONRAD
(2010)
R$ 30,00



OS MENINOS DO BRASIL - 3ª EDIÇÃO
IRA LEVIN
FRANCISCO ALVES
(1976)
R$ 9,00



FUNDAMENTOS DE FILOSOFIA - VOLUME ÚNICO
GILBERTO COTRIM E MIRNA FERNANDES
SARAIVA
(2013)
R$ 59,00
+ frete grátis



EGITO MANIA - FASCÍCULO 33
EDITORA PLANETA
PLANETA
R$ 5,00



GO GIRL! O CLUBE SECRETO
CHRISSIE PERRY
FUNDAMENTO
(2007)
R$ 18,00
+ frete grátis



MISSÃO DO ESPIRITISMO - 5ª EDIÇÃO
HERCÍLIO MAES DITADO POR RAMATÍS
FREITAS BASTOS
(1988)
R$ 18,00



O MISTÉRIO DO LEÃO RAMPANTE
RODRIGO LACERDA (APRESENTAÇÃO DE JOÃO UBALDO RIBEIRO)
ATELIÊ EDITORIAL
(2017)
R$ 8,90



HISTÓRIA DA LITERATURA CRISTÃ ANTIGA GREGA E LATINA - VOL. II: DO CONCÍLIO DE NICEIA AO INÍCIO DA IDADE MÉDIA - TOMO 2
CLAUDIO MORESCHINI, ENRICO NORELLI
LOYOLA
(2000)
R$ 42,00



POR TRÁS DA ENTREVISTA
CARLA MUHLHAUS
RECORD
(2007)
R$ 29,99





busca | avançada
28343 visitas/dia
851 mil/mês