Pobre rua do Vale Formoso | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> FESTIVAL CORO NA QUARENTENA
>>> MAB FAAP estará fechado nos próximos dois finais de semana, devido ao Plano SP
>>> Exposição de Pietrina Checcaci é prolongada no Centro Cultural Correios
>>> Escritora Luci Collin participa de encontro virtual gratuito
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Esboços de uma biografia precoce não autorizada
>>> A une passante
>>> 12 de Julho #digestivo10anos
>>> The Good Life
>>> A odisseia do homem tecnomediado
>>> A diferença entre baixa cultura e alta cultura
>>> Van Halen 2013
>>> Treehouse
>>> Música em 2004
Mais Recentes
>>> Folha Explica - Guimarães Rosa de Walnice Nogueira Galvão pela Publifolha (2000)
>>> A Linguagem das Cem Flores de Regina Obata pela Círculo do Livro (1986)
>>> A partilha do Sensível de Jacques Rancière pela 34 (2009)
>>> Revista Caras Extra Nr 18 Álbum De Xuxa E Sasha de Vários Autores pela Caras (1998)
>>> Marco Polo e a Rota da Seda de Jean-Pierre Drège pela Objetiva (2021)
>>> Psicoterapia Reencarnacionista: A terapia da Reforma Íntima de Mauro Kwitko pela Besouro Box (2015)
>>> A pesquisa na psicologia social de Leon Festinger e Daniel Katz pela FGV (1974)
>>> Xuxa de Ana Lucia Neiva pela ArtMeios (2001)
>>> Poesia 1930 - 1962 (Edição Crítica) de Carlos Drummond de Andrade pela Cosac Naify (2012)
>>> Psicoterapia à luz da Apometria de Clecio Carlos Gomes pela Terceira Margem (2000)
>>> O prazer de Viver de Felipe Rodrigues pela Chiado (2016)
>>> Psicologia Integral de Ken Wilber pela Cultrix (2017)
>>> Leadership and the New Science: Discovering Order in a Chaotic World de Margaret J. Wheatley pela Berrett-Koehler (1999)
>>> Por que os Homens Amam as Mulheres Poderosas de Sherry Argov pela Sextante (2009)
>>> A Aura Humana de Walter J. Kilner a Aura Humana pela Pensamento (1989)
>>> Estudios Sobre Técnica Psicoanalitica de Heinrich Racker pela Editorial Paidos (1979)
>>> Learning to Be Me: My Twenty-three-year Battle With Bulimia de Jocelyn Golden pela Iuniverse (2007)
>>> Em Busca de Mim de Isabel Vieira pela Ftd (2000)
>>> Valiosa Vida de Felipe Quartero pela Livre Expressão (2011)
>>> O Cérebro Consciente de Steven Rose pela Alfa-omega (1984)
>>> Royal Botanic Gardens Kew de Souvenir Guide pela Royal Botanic Gardens (2000)
>>> As Dez Maiores Descobertas da Medicina de Meyer Friedman; Gerald W. Friedland pela Companhia das Letras (2000)
>>> A Arte de Curar no Budismo Tibetano de Terry Cliffford pela Pensamento (1987)
>>> And the Winner Is... os Bastidores do Oscar de Emanuel Levy pela Trajetória Editorial (1990)
>>> The Fate of Art - Aesthetic Alienation From Kant to Derrida and Adorno de J. M. Bernstein pela Penn State University Press (1992)
>>> Loterofilia - A arte de colecionar bilhetes de loteria de Sylvio Luongo pela Publicação independente (2014)
>>> Viva Bem Com a Coluna Que Você Tem. de José Knoplich pela Ibrasa (1979)
>>> O Sorriso Distante de Anita Brookner pela Bertrand (2000)
>>> O Eu e o Inconsciente - Vol. VII / 2 de Carl Gustav Jung pela Vozes (2008)
>>> Auras Humanas: Onde o Abstrato Se Cruza Com o Concreto de Colette Tiret pela Pensamento (1985)
>>> Samba na Cidade de São Paulo - 1900-1930: um Exercício de Resistência de Iêda Marques Britto pela Ffclusp (1981)
>>> Fotos e Faces do Brasil, Personae de Madalena Schwartz pela Funarte (1997)
>>> Semiologia e Comunicação Linguística de Eric Buyssens pela Cultrix
>>> Gangsta - Vol. 1 de Kohske pela Jbc (2015)
>>> Exercícios de Arte para Grupos de Marian Liebmann pela Summus Editorial (2000)
>>> Zetsuen no Tempest - Vol. 10 de Kyo Shirodaira Ren Saizaki e Arihide Sano pela Jbc (2015)
>>> Fernando e Humberto Campana de Carlos Eduardo Leite Perrone pela Folha de São Paulo (2012)
>>> Relativizando Uma Introdução à Antropologia Social de Roberto da Matta pela Rocco (1987)
>>> Estudos Fotográficos, Thomaz Farkas de Thomas Farkas, Sergio Burgis e outros pela Instituto Olga Kos (2019)
>>> Curso de Direito Constitucional de Manoel Jorge e Silva Neto pela Lumen Juris (2009)
>>> Direito Constitucional de Leo van Holthe pela Podium (2007)
>>> Estratégias do Pensamento de Larry E. Wood pela Circulo do Livro (1986)
>>> História do Paraná de Romário Martins pela Farol do Saber (1995)
>>> Cien Años de Soledad - Edicíon Conmemorativa de Gabriel Garcia Márquez pela Alfaguara (2007)
>>> Direito Penal de Paulo Queiroz pela Lumen Juris (2010)
>>> Direito Civil/Teoria Geral de Cristiano Chaves de Farias/Nelson Rosenvald pela Lumen Juris (2010)
>>> Como Passar/Super-Revisão de Wander Garcia pela Foco (2012)
>>> Cinquenta Tons de Cinza Vol 1 de E. L. James pela Intrinseca (2012)
>>> Casais Inteligentes Enriquecem Juntos. Finanças Para Casais de Gustavo Cerbasi pela Gente (2018)
>>> Caminho Percorrido - Poesias de Vera Maria pela Folha Carioca (1961)
COLUNAS

Quinta-feira, 7/1/2021
Pobre rua do Vale Formoso
Elisa Andrade Buzzo

+ de 800 Acessos

Rente ao rio, numa manhã opaca de outono e sol, um grande terreno se traceja em formas de construções ainda desconhecidas, cujas fundações imaginárias sulcam a terra. O azul brilhante e pastel do Tejo envolve, como cabeceira, esse novo leito por tantos anos abandonado, onde cintila solitário em castanhos. Terra é revolvida, a silhueta preta e distante de dois homens acompanha os trabalhos, um caminhão passa resfolegando rastros de poeira em sua carcaça, uma mão de ferro gigante revolve mais terra contaminada.

Eu já quis morar na rua do Vale Formoso. Primeiro, porque é um nome que exala poesia, de não se jogar fora. Depois, porque é o único pedacinho de residências com ar antigo na parte extrema oriental da cidade. Ainda, por suas costas há uma linha férrea que me lembra a presença onipresente e sufocante dos comboios para Gloria Grahame, na versão de Humain Desire de Fritz Lang. Mas a lógica do sonho e da ficção não funciona na vida; portanto, lá não moro, ainda que a vislumbre da minha janela.

Aliás, nem mesmo quero mais morar lá. E, ultimamente, tenho tido pena de quem parece ter vivido a vida toda naquela redondeza como aquele senhor, que passa pela rua sempre com o mesmo saco do IDL, e aquela cachorrinha. Eles andam num trote completamente acostumado com as torções daquela rua, cujo acesso se dá por uma escadaria oculta. Provavelmente, há um pedaço de vale formoso que fora decepado pelo progresso universal.

Agora, no grande terreno que abarca parte da rua, em sua margem mais próxima ao rio, há esse maquinário fumegando, caminhões repletos de terra num ir e vir constante. Em um deles, as palavras: BIZARRO. Só mesmo os dias de quarentena encerram o carrossel de caminhões subindo o viaduto com o peso do passado a forçar o asfalto do nosso presente. E eu penso na cadeira de plástico atirada em um canto de uma casa muito velha na Azinhaga do Batista – quantos mais comboios do futuro por ela ainda poderão passar?

Você, que já teve algum tipo de cinema escondido, cuja placa "Cinemate" se encontra atirada. Você, que ainda há de esperar um político inaugurar alguma importante obra. Há um letreiro qualquer, "Teatro", em caracteres pretos. Você, neste dia 31 de dezembro de 2020, que lançou um conjunto de fogos de artifício coloridos bem em frente de casa. Só você mesmo para ter um gesto de delicadeza otimista no confinamento, rua do Vale Formoso. Muito obrigada.

E você, pobrezinha rua do Vale Formoso, hoje em dia mais valia ter nascido como rua do Vale Formoso de Cima, e estar mais longe do barulho e da sujeira do desenvolvimento urbano. Você, uma retinha polvilhada de prédios antigos e edifícios abandonados, pequena mas bonita, que nasce em Marvila e desemboca num viaduto (muito sem graça). Você, que era um sonho para mim despercebido em um horizonte estéril, uma cidade de faroeste tão pequenina e escondida, seguindo o rastro sem fim da linha de trem.

Mas, talvez, se ainda houver alguma chance desta rua ser pacífica e calma, como já fora, uma rua como uma mão de homem delicada e tão forte, que aguenta o balanço bruto de uma linha de trem e sustenta vasinhos de plantas nas janelas térreas dos apartamentos, que viu a fábrica de gás ser levantada como uma estação espacial alienígena, e talvez agora veja o seu desmonte, que nasceu exatamente por causa de melhoramentos e por eles mesmos ficou assim, decepada e flutuante no tempo... Talvez eu ainda queira, no futuro, morar numa casinha nessa mesma rua de prédios moderníssimos e arcaicos – e ver, numa carta residual, meu nome entrelaçado com o dela, como quem erroneamente retorna a um antigo amante.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 7/1/2021


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva de Renato Alessandro dos Santos
02. O massacre da primavera de Renato Alessandro dos Santos
03. A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel de Renato Alessandro dos Santos
04. O gosto da cidade em minha boca de Elisa Andrade Buzzo
05. O começo do fim da hegemonia 'de esquerda' de Julio Daio Borges


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo
01. Novos autores na poesia brasileira - 18/5/2006
02. Mia Couto revisitado - 14/9/2006
03. Mais outro cais - 7/6/2018
04. Ecos digitais: poema-em-música - 4/1/2007
05. O dia em que não conheci Chico Buarque - 21/6/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Quando Ele Voltar
Ricky Medeiros
Vida e Consciencia
(2000)
R$ 8,00



A Quietude da Terra, Vida Cotidiana, Arte Contemporânea e Projeto Axé
France Morin
Museu de Arte Moderna da Bahia
(2000)
R$ 20,00



Poetry Comics a Cartooniverse of Poems
Dave Morice
Quartet Books
(1983)
R$ 60,00



Symposiumciba Tomo 09 Nª 2
Ciba
Ciba
(1961)
R$ 17,00



Fragmentos
Stanley Buchthal/Bernard Comment
Tordesilhas
(2011)
R$ 54,90



Farsália. Cantos de I a V
Lucano
Unicamp
(2016)
R$ 52,28



Para Filosofar Edição Remormulada
Cord/Santos/ Schlesener E Outros
Scipione
R$ 25,00



Las Meninas: los Enigmas de La Obra Maestra de Velázquez;
História National Geographic, Nº 144
National Geographic
(2012)
R$ 28,82



A Lei Maria da Penha em Cordel
Tião Simpatia
Armazém da Cultura
(2012)
R$ 15,00



As Fogueiras do Rei
Pedro Casals
Record
(1990)
R$ 5,00





busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês