Aonde foi parar a voz da nossa geração? | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
57876 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto Nascentes Criativas promove ações culturais gratuitas no interior de Minas
>>> Pekka Pylkkänen (FIN) - Brazil Tour 2024
>>> Domingo, 19, 17h, tem 'Canta Teresa' - Roda Cultural com os rappers Ramonzin e Emitê OG
>>> HOJE E AMANHÃ - JÁ ESTAMOS BEM - IMPROVISO DE DANÇA ABORDA ADOECIMENTO HUMANO E PLANETÁRIO
>>> Selvageria synth pop no Pantera Clube
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 40
>>> Assim rasteja a humanidade
>>> Mário Faustino
>>> A dança das imagens de Murilo
>>> Desligando o Cartoon Network
>>> Leia de ouvido
>>> Cinema Independente (5.1)
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Walter Burkert (1931-2015)
>>> Os quadrinhos e o castelo do Graal
Mais Recentes
>>> Indulgência de Francisco Cândido Xavier pela Ide (1989)
>>> Liga da Justiça : A Guerra do Demônio Parte 1 e 2 de Alan Grant pela Mythos (2003)
>>> O Fiel da Balança de Taylor Caldwell pela Globo
>>> Júlia Especial vol. 10: O caso do detetive Baxter de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> Vida e Sexo de Francisco Cândido Xavier pela Feb (1970)
>>> Júlia Especial vol. 09: O caso do ônibus fantasma de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> Júlia Especial vol. 07: O caso dos grafites apagados de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> O Sexo No Casamento de Regina Navarro Lins; Flávio Braga pela Best Seller (2006)
>>> Júlia Especial vol. 06: O caso da Rua Magnólia de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> Batman - Guardião de Hollywood - Ed. Especial de DC Comics pela Mythos (2002)
>>> A Vida em Família de Rodolfo Calligaris pela Ide (1980)
>>> Dinho e Suas Finanças de David F. Hastings pela Fgv (2015)
>>> Hoje é Dia de Maria - Coletânea de Fotos da 1ª e 2ª Jornadas de Luis Alberto de Abreu, Luiz Fernando Carvalho pela Globo (2006)
>>> Hera Venenosa 1: Verde Vingança! de Wilson; Takara pela Panini Comics (2023)
>>> Os Grandes Líderes - Getúlio Vargas de Bolívar Lamounier pela Nova Cultural (1988)
>>> Os Grandes Líderes - Juscelino de Geraldo Maurink pela Nova Cultural (1988)
>>> Os Grandes Léderes - Tancredo Neves de Augusto Nunes pela Nova Cultural (1988)
>>> Escrever Melhor e Falar Melhor - Um Guia Completo de Vários pela Reader's Digest (2024)
>>> A Cidadela (capa dura) de A. J. Cronin pela Círculo do Livro
>>> A Chave da Alquimia (Capa dura) - Biblioteca Planeta de Paracelso pela Três (1973)
>>> Servidão Mental de Robin Cook pela Record
>>> História desconhecida dos homens (capa dura) de Robert Charroux pela Círculo do Livro
>>> O Caso do Olho de Vidro (capa dura) de Erle Stanley Gardner pela Círculo do Livro
>>> 79 Park Avenue de Harold Robbins pela Círculo do Livro
>>> Coma (capa dura) de Robin Cook pela Círculo do Livro
COLUNAS

Terça-feira, 8/2/2022
Aonde foi parar a voz da nossa geração?
Renato Alessandro dos Santos
+ de 5400 Acessos

As palavras são sons transfundidos de sombras que se entrecruzam desiguais, estalactites, renda, música transfigurada de órgão. Mal ouso clamar palavras a essa rede vibrante e rica, mórbida e obscura tendo como contratom o baixo grosso da dor. Alegro com brio. Tentarei tirar ouro de carvão. Sei que estou adiando a história e que brinco de bola sem bola.

Clarice,

Ouço uma música chamada Youre in America, de uma banda obscura dos anos 1970, Granicus, e só consigo pensar no sol de Teletubbies que o Led Zeppelin era pra esses caras. Um horizonte. (Em technicolor.) É um música ótima, de fato, mas, de original, não tem nada, ao menos depois que Sir Plant (quase), ou melhor, um dos comandantes da Ordem do Império Britânico, ecoou garganta afora os gritos orgasmatron que toda a gente que gosta de hard rock 1970 conhece tão bem.

Você gosta de hard rock 1970, Clarice?



Almeida Garret, em 1825, cantou as ruínas romanas no romantismo e, depois, em 1836, Gonçalves de Magalhães fez a mesma coisa. É a mesma coisa? Não é e é, né? Porque é tudo romantismo, mas, não é, também, porque o grito no meio da tempestade de nosso poeta árcade-romântico já havia sido dado por Garrett, e olha que, antes do bardo lusitano, quem havia gritado mais alto foram Coleridge & Wordsworth e, mesmo assim, antes do Caju & Castanha das baladas inglesas, a tempestade já havia passado pela Alemanha, onde a chave encandeceu-se de raios, porque a sofrência de Werther foi vertida em palavras suicidas, por Goethe, mas, de lá da Idade Média, já não haviam vindo lamúrias românticas que aquele divino comediante infernal de Florença havia vulgarizado?

Ah, atemporal amor...

E você, Beatriz, no centro de tudo, enquanto o bardo atravessa o inferno, uma flecha em sua direção, com o GPS Virgílio alertando, a 300 metros, vire à esquerda.

Sempre, Beatrice.

Clarice, você ainda está aí?

A voz ecoa mata adentro, e o silencio é quebrado, levando uma porção de gente a seguir o murmúrio que se cria.

E tudo se estilhaça 100 anos depois da Semana de 22.

Há fragmentos por aí, e nada daquele tempo antigo em que tudo fazia sentido, e agora... Agora, a noite é quase perceptível já, embora a tarde de sábado ainda conte com o sol que mais desfalece (cansando) que enaltece (cantando).

Há uma preguiça nos trópicos, que só com muita cajuína transcendental se vence.

Enquanto isso, este texto vai criando essa forma versilibrista, da mesma maneira que uma lata de leite condensado vira brigadeiro, se apetece um pouco mais de açúcar nas veias já repletas de glicose.

E aquele filme da Netflix? Você viu, Clarice? Não sei se corto os pulsos ou se deixo crescer. kkkk

Eu preferiria deixar crescer, o que me permitiria coçar as costas em lugares inalcançáveis até então; sem falar do prazer de ouvir o sangue fluir, crescendo que nem dinamite, ouvindo o barulho da aveia, com seu rumor de lanças de grama, que, esgrimindo, flertam com os raios mais alaranjados que há por aí, enquanto vão brotando céleres que nem a barba que se faz, dia sim, dia não, dia não, dia não, que nem... Ai, que preguiça...

Quedê a voz que nos guia a gente nessa toada árida quente sem chuva seca cheia de caloria letras cansadas de tudo e música que ninguém mais parecer ouvir?

Quedê, Clarice?


Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 8/2/2022

Quem leu este, tambm leu esse(s):
01. O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul de Elisa Andrade Buzzo


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2022
01. Lá onde brotam grandes autores da literatura - 26/4/2022
02. Quem vem lá? - 28/6/2022
03. Eu, o insular Napumoceno - 15/2/2022
04. O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas) - 20/9/2022
05. Aonde foi parar a voz da nossa geração? - 8/2/2022


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Chanceler de Ferro
J. W. Rochester
Feb
(1984)



Biblioteca do Pensamento Vivo - Kant/schopenhauer
Julien Benda
Martins
(1976)



Lumes uma antologia de haikais
Pedro Xisto
Berlendis e Vertecchia
(2008)



Ainda mais mil piadas do Brasil
Laert Sarrumor
Nova Alexandria
(2000)



Saga Encantadas 3 Volumes - Veneno, Feitiço e Poder
Sarah Pinborough
Única
(2013)



Livro Mortalidade Infantil - uma questão de saúde pública
Rodolpho Telarolli Junior
Moderna
(1997)



O Homem Holístico - A Unidade Mente-Natureza
Francisco Di Biase
Vozes
(1995)



A Gíria Baiana
Alexandre Passos
Livraria São José
(1973)



Garibaldi & Manoela: Versão Adaptada Para Neoleitores
Josué Guimarães
L&pm Editores
(2003)



Dekassegui
Masato Ninomiya
Estação Liberdade
(1992)





busca | avançada
57876 visitas/dia
2,4 milhões/mês