Endereços antigos, enganos atuais | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
57876 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto Nascentes Criativas promove ações culturais gratuitas no interior de Minas
>>> Pekka Pylkkänen (FIN) - Brazil Tour 2024
>>> Domingo, 19, 17h, tem 'Canta Teresa' - Roda Cultural com os rappers Ramonzin e Emitê OG
>>> HOJE E AMANHÃ - JÁ ESTAMOS BEM - IMPROVISO DE DANÇA ABORDA ADOECIMENTO HUMANO E PLANETÁRIO
>>> Selvageria synth pop no Pantera Clube
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 40
>>> Assim rasteja a humanidade
>>> Mário Faustino
>>> A dança das imagens de Murilo
>>> Desligando o Cartoon Network
>>> Leia de ouvido
>>> Cinema Independente (5.1)
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Walter Burkert (1931-2015)
>>> Os quadrinhos e o castelo do Graal
Mais Recentes
>>> Indulgência de Francisco Cândido Xavier pela Ide (1989)
>>> Liga da Justiça : A Guerra do Demônio Parte 1 e 2 de Alan Grant pela Mythos (2003)
>>> O Fiel da Balança de Taylor Caldwell pela Globo
>>> Júlia Especial vol. 10: O caso do detetive Baxter de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> Vida e Sexo de Francisco Cândido Xavier pela Feb (1970)
>>> Júlia Especial vol. 09: O caso do ônibus fantasma de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> Júlia Especial vol. 07: O caso dos grafites apagados de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> O Sexo No Casamento de Regina Navarro Lins; Flávio Braga pela Best Seller (2006)
>>> Júlia Especial vol. 06: O caso da Rua Magnólia de Giancarlo Berardi pela Mythos (2023)
>>> Batman - Guardião de Hollywood - Ed. Especial de DC Comics pela Mythos (2002)
>>> A Vida em Família de Rodolfo Calligaris pela Ide (1980)
>>> Dinho e Suas Finanças de David F. Hastings pela Fgv (2015)
>>> Hoje é Dia de Maria - Coletânea de Fotos da 1ª e 2ª Jornadas de Luis Alberto de Abreu, Luiz Fernando Carvalho pela Globo (2006)
>>> Hera Venenosa 1: Verde Vingança! de Wilson; Takara pela Panini Comics (2023)
>>> Os Grandes Líderes - Getúlio Vargas de Bolívar Lamounier pela Nova Cultural (1988)
>>> Os Grandes Líderes - Juscelino de Geraldo Maurink pela Nova Cultural (1988)
>>> Os Grandes Léderes - Tancredo Neves de Augusto Nunes pela Nova Cultural (1988)
>>> Escrever Melhor e Falar Melhor - Um Guia Completo de Vários pela Reader's Digest (2024)
>>> A Cidadela (capa dura) de A. J. Cronin pela Círculo do Livro
>>> A Chave da Alquimia (Capa dura) - Biblioteca Planeta de Paracelso pela Três (1973)
>>> Servidão Mental de Robin Cook pela Record
>>> História desconhecida dos homens (capa dura) de Robert Charroux pela Círculo do Livro
>>> O Caso do Olho de Vidro (capa dura) de Erle Stanley Gardner pela Círculo do Livro
>>> 79 Park Avenue de Harold Robbins pela Círculo do Livro
>>> Coma (capa dura) de Robin Cook pela Círculo do Livro
COLUNAS

Quinta-feira, 13/10/2022
Endereços antigos, enganos atuais
Elisa Andrade Buzzo
+ de 6300 Acessos

Caminho devagar pela avenida que nunca soube quais árvores ladeavam. Plátanos não eram, embora a princípio, de longe, parecessem; uniformemente verdes na primavera, secamente castanhos no inverno. Olhando assim de perto, ou seja, fora da imaginação, o resultado dos intentos é outro. As lojas já são todas diversas das de outrora, Sonia Rykiel est morte; os prédios são os mesmos, mas alguns deles tiveram suas entradas ou seus moradores alterados. Na arquitetura dura de pedra clara, a constância de uma riqueza repleta de sujidade e dor. Mas como, se os raios que se refletem destas fachadas de séculos atrás têm uma luminosidade tão amenamente dourada, que torna nossos rostos halos gloriosos como de santos ou iluminados? Mas como será possível haver tanta paz e uma sonoridade repleta de grandes silêncios nesta cidade, se o bonde desliza azul e plácido como um veio apenas de rio espelhado, essa fornida centopeia animada - enfim tudo fora perdoado pela distância e pelo desaparecimento dos nobres comerciantes daquele porto?

Por dentro, o som azedo das ambulâncias e da polícia, o prédio em frente com cada um de seus grandes apartamentos decorados em quadros campestres europeus, arte moderna, ou esculturas de arte africana, e o tempo escorrendo pelas janelas nas célebres garoas de La Belle endormie. Nas escadas circulares e estreitas, não calcava o chão, antes resvalava, e me deixava levar no embalo dos degraus há centenas de anos repisados.

Por fora da memória, ando pelas ruas como uma autômata, sem mapas, teleguiada por uma consciência funda e opaca, que encontra distraidamente tudo o que quer: esquinas, ruas, museus, parques, portas, arcos, relógios, monumentos, igrejas. Tudo alcanço nos desencontros e percalços pelas longas caminhadas, na desenvoltura inapropriada com que tento imprimir surpresa e calma. Coloco-me defronte ao apartamento onde morei. Antes, procuro-o; e na dúvida entre os edifícios um tanto parecidos, busco a numeração, que não se engana. Alguém abre uma janela, e um homem sem camisa se torna visível no pequeno balcão. Reparo que é exatamente o do meu antigo apartamento. Reacendem-se as altas temperaturas do verão. Um buraco negro abre-se.

Estacada, olho fixamente para a janela como se por esse ato pudesse realizar um retorno, consubstanciar algo em aberto, compreender alguma coisa qualquer, ou mesmo reter a possibilidade de algo se concretizar. A loucura de um enredo de filme impossível por vezes nos perpassa, em principal em certos momentos nos quais somos levados por uma emocionante falta de lucidez. O hoje não existe como o agora, talvez, antes como um fosso da memória. Ainda que o passado seja de uma substância inespecífica, concreta é a corporalidade da arquitetura, a materialidade do corpo, entretanto já transformadas pela ação do tempo.

Sexta-feira é uma festa na cidade, e para quem não consegue apreciar a fauna humana circulando, tant pis, o carrossel estará rodando e os copos subindo e sendo sorvidos. Mesmo assim, sento-me num café a poucos metros da antiga casa. O cheiro do cigarro sobe, os atendentes têm um ar blasé, e os que não leem ou escrevem, olham ou conversam.

O mundo passa adiante, em largas escalas humanas. A incidência da luz vai se alterando, em movimento descendente de fecho, ao cair da tarde, na fachada dos grandes edifícios com conjuntos de estátuas e colunatas da place de la Comédie. Nas fotografias futuras, verei uma auréola inundando um rosto fino e alongado. Mas como, se o sentimento é de um amargor estúpido, uma antinatureza em estar em hora errada no lugar certo? Apenas a partir de sua manifestação - deixando-se de compreender como é possível estar dentro de um passado em pleno e doido presente, e de inferir nas restrições que acaso povoam o mundo - apreciar esta tarde em cascatas lentas e louras.


Elisa Andrade Buzzo
Irvine, 13/10/2022

Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2022
01. O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul - 17/2/2022
02. Casos de vestidos - 11/8/2022
03. Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara - 7/4/2022
04. Endereços antigos, enganos atuais - 13/10/2022
05. Sexo, cinema-verdade e Pasolini - 2/6/2022


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Chanceler de Ferro
J. W. Rochester
Feb
(1984)



Biblioteca do Pensamento Vivo - Kant/schopenhauer
Julien Benda
Martins
(1976)



Lumes uma antologia de haikais
Pedro Xisto
Berlendis e Vertecchia
(2008)



Ainda mais mil piadas do Brasil
Laert Sarrumor
Nova Alexandria
(2000)



Saga Encantadas 3 Volumes - Veneno, Feitiço e Poder
Sarah Pinborough
Única
(2013)



Livro Mortalidade Infantil - uma questão de saúde pública
Rodolpho Telarolli Junior
Moderna
(1997)



O Homem Holístico - A Unidade Mente-Natureza
Francisco Di Biase
Vozes
(1995)



A Gíria Baiana
Alexandre Passos
Livraria São José
(1973)



Garibaldi & Manoela: Versão Adaptada Para Neoleitores
Josué Guimarães
L&pm Editores
(2003)



Dekassegui
Masato Ninomiya
Estação Liberdade
(1992)





busca | avançada
57876 visitas/dia
2,4 milhões/mês