A Nova Intimidade | Héber Sales | Digestivo Cultural

busca | avançada
36499 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 24/7/2002
A Nova Intimidade
Héber Sales

+ de 2700 Acessos

Ando pesquisando o tema para aguçar minha percepção da sociedade atual, algo que considero essencial para o trabalho do ficcionista. Nessa busca, tenho me deparado com alguns livros preciosos, cujos achados e idéias julgo merecerem atenção. Busco neles a resposta para a questão: o que há de típico na intimidade da sociedade pós-industrial?

Rotulo de intimidade o conjunto das paixões e atitudes pessoais. Refiro-me a sentimentos como coragem, medo, solidão, várias formas de amor, poder, gentileza, respeito, a responsabilidade paternal/maternal, a dúvida existencial. A respeito dessas experiências íntimas, questiono-me até que ponto a vivência atual que temos delas não seria ainda típica da sociedade patriarcal e dos contextos culturais, institucionais e políticos burgueses, e, em caso de resposta afirmativa, o que poderia acontecer de novo no território da intimidade se essas condições mudassem, como parece estar acontecendo nesta virada para o século XXI com o surgimento da sociedade da informação ou em rede.

Esclarecidos os termos em que coloquei a questão da "nova intimidade", convém tentar de pronto uma resposta. Socorre-me Manuel Castells com seu livro O Poder da Identidade. Trata-se do segundo volume de um livro nascido clássico, um estudo que pretende caracterizar uma nova era histórica, a era da informação, em suas dimensões econômicas, sociais e culturais - a propósito, o título do calhamaço é A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura. Pois bem, nesse segundo volume há um capítulo de umas cem páginas no qual Castells argumenta que a crise do patriarcalismo, causada pela interação entre o capitalismo informacional e os movimentos sociais feministas e de identidade sexual, gerará novas formas de família, de sexualidade e de personalidade.

Castells argumenta que na crise do patriarcalismo "o que está em jogo não é o desaparecimento das família mas sua profunda diversificação e a mudança do seu sistema de poder". Novos esquemas de família multiplicam-se transformando a vida dos filhos. Nos EUA, epicentro da revolução em curso, o modelo de família de núcleo patriarcal, aquele definido nos termos "legalmente casados com filhos" está estatisticamente superado, correspondendo a apenas um quarto dos lares. Tomam seu lugar as famílias recombinadas, famílias com apenas um dos pais, coabitação, famílias de pessoas do mesmo sexo e lares habitados por um só indivíduo. O quadro é de diversidade, de relacionamentos pessoais com fronteiras móveis, e de um número crescente de crianças criadas por tipos de lares antes marginais e até inconcebíveis.

É a partir dessas novas condições de socialização dos filhos que talvez possamos entrever aspectos distintivos da intimidade que emerge com a sociedade informacional. Castells assinala que a crise do patriarcalismo conduz à transformação do mecanismo fundamental de reprodução do gênero, e, portanto, da identidade, sexualidade e personalidade. Com os homens perdendo espaço enquanto provedores, e considerando que eles sempre tiveram um papel secundário como objeto de apoio emocional para as mulheres (que é obtido primeiramente junto a mãe e depois junto a outras mulheres), estas relegariam seus parceiros ao papel de mero objeto erótico, formando famílias constituídas por mães e filhos reunidas em "comunas de mulheres e crianças", onde os homens seriam recebidos de vez em quando. Em resposta a tal movimento, os homens escolheriam seu novo papel dentre um leque de opções que ignora o modelo de família patriarcal: fugir do compromisso, tornar-se gay ou renegociar o contrato da família heterossexual. Neste último caso, que parece mais próximo do estado atual de coisas, haveria uma subversão do gênero pela revolução da paternidade - ou seja, o compartilhamento total da responsabilidade pelos filhos. Isso seria crítico para a dominação masculina, pois alteraria radicalmente o modelo de formação das classes sexuais. As mulheres poderiam então ser produzidas não apenas como mães, mas como mulheres que desejam os homens, e os homens não só como amantes de mulheres, mas também como filhos.

O desmonte da família patriarcal ocorre em meio a uma verdadeira revolução sexual. Castells caracteriza-a pela desvinculação do casamento, da família, da heterossexualidade e da expressão sexual. A dissociação entre sexualidade e casamento, que de resto sempre existiu para as mulheres, está sendo escancarada pela sexualidade feminina, pela homossexualidade, pela sexualidade eletiva e pelas novas tecnologias de reprodução biológica; há uma crescente autonomia do desejo, principalmente entre os jovens; e a sexualidade consumista está em alta. Assistimos dessa forma a história da deserção do quarto conjugal e da procura de novas formas de expressão sexual. Castells prevê "que se, quando, e onde a epidemia da AIDS estiver sob controle, haverá uma, duas, três muitas Sodomas surgindo das fantasias liberadas pela crise do patriarcalismo e estimuladas pela cultura do narcisismo". E mais, "em tais condições como sugerido por Giddens, a sexualidade tornar-se-á propriedade do indivíduo", e processar-se-á "a luta entre o poder e a identidade nesse campo de batalha que é o corpo humano". Uma luta que pode facilmente descambar para a pura e simples transgressão, pois muitas vezes o desejo origina-se comportamento.

Nesse contexto, que acontece de novo à intimidade de mulheres e homens? A preponderância do erotismo nas relações entre os gêneros tradicionais; famílias e rede de famílias matriarcais; homens assumindo-se narcisisticamente como meros objetos sexuais das mulheres; expansão do amor homossexual; homens que se tornam co-donas de casa; indivíduos sexualmente transgressores ocupados em consumirem-se uns aos outros num autêntico supermercado de fantasias pessoais. E isso não é tudo. Há ainda dois cenários delineados por Castells que devo destacar.

O primeiro deles refere-se ao surgimento de personalidades mais flexíveis. Expostas desde a infância a necessidade de se adaptarem a ambientes estranhos e aos diferentes papéis exercidos pelos adultos, as crianças desenvolverão personalidades mais complexas, menos auto-confiantes, mas com capacidade superior de acomodação aos papéis em mudança constante dentro dos contextos sociais.

O segundo cenário, nada otimista, prevê uma tensão social extrema produzida pelo reconhecimento aberto do desejo pessoal (fora da família) e sua associação com a transgressão. "A fuga em direção a uma sociedade aberta e em rede levará à ansiedade individual e à violência social, até que novas formas de coexistência e responsabilidade compartilhada sejam encontradas, unindo homens, mulheres e crianças na família reconstruída, isto é, uma família formada em condições de igualdade, mais adequada a mulheres liberadas, crianças bem informadas e homens indecisos".

Depois de ler sobre tudo isso, fiquei chacoalhando meus neurônios por causa de duas lembranças, o Brasil e a ficção. Como o próprio Castells afirma, apesar de global, o fenômeno da crise do patriarcalismo varia em intensidade e em maturidade de acordo com a região e a classe que analisamos. No caso do Brasil, vejo indícios de que os valores, as instituições e os estilos de vida típicos da sociedade informacional são compartilhados por uma minoria, e mesmo assim, convivendo lado a lado, num mesmo indivíduo, numa mesma família, com atitudes e costumes tradicionais. Quanto à ficção, tento recordar-me apressadamente de obras que reflitam a nova intimidade.


Héber Sales
Salvador, 24/7/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Revolusséries de Luís Fernando Amâncio
02. A Coreia do Norte contra o sarcasmo de Celso A. Uequed Pitol
03. Radiohead e sua piscina em forma de lua de Luís Fernando Amâncio
04. Você sabe quem escreveu seu show preferido? de Fabio Gomes
05. Ao Abrigo, poemas de Ronald Polito de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Héber Sales
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ECOLOGIA - GRITO DA TERRA, GRITO DOS POBRES
LEONARDO BOFF
ÁTICA
(1995)
R$ 20,00



O PRIMEIRO MINISTRO
ARTHUR HAILEY
NOVA FRONTEIRA
R$ 6,90



LINGUAGEM E COMPORTAMENTO SOCIAL
W. P. ROBINSON
CULTRIX
(1977)
R$ 21,82



PARCEIROS DO RIO BONITO
ANTONIO CANDIDO
DUAS CIDADES
(1977)
R$ 20,00



A EXPEDIÇÃO KON-TIKI 8000 KM NUMA JANGADA ATRAVÉS DO PACIFICO
THOR HEYERDHAL
MELHORAMENTOS
(1951)
R$ 25,00



WILD CARDS - ASES NAS ALTURAS - LIVRO 2
GEORGE R. R. MARTIM
LEYA
(2013)
R$ 24,00



O LÍDER DO FUTURO
JOHN NAISBITT
SEXTANTE
(2007)
R$ 10,00



A GESTÃO DE FICHEIROS EM INFORMÁTICA
VICENT CORDONNIER
RÉS
(1982)
R$ 45,00



VOU EMAGRECER... AINDA QUE ISSO ME MATE
DOROTHY JOANA HARRIS
MELHORAMENTOS
(2007)
R$ 9,89



SOMOS FILHOS DA PÓLIS 8ª SÉRIE - 9° ANO 2008
SILVIO WONSOVICZ
SOPHOS
(2008)
R$ 39,00





busca | avançada
36499 visitas/dia
1,2 milhão/mês