Em Defesa do Funk - ou nem tanto | André Pires | Digestivo Cultural

busca | avançada
37376 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A literatura feminina de Adélia Prado
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
>>> A insustentável leveza da poesia de Sérgio Alcides
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Millôr e eu
>>> As armas e os barões
>>> Quem é o autor de um filme?
>>> Cyrano de Bergerac
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Marco Lisboa na Globonews
Mais Recentes
>>> Nós que Amávamos tanto a Revolução de Dany Cohn Bendit pela Brasiliense (1987)
>>> Sterminateli! de Christian Bernadac pela Fratelli Melita (1991)
>>> Hitler Il Figlio della Germania de Antonio Spinosa pela Oscar Mondadori (1993)
>>> Operación Peter Pan ( Un caso de Guerra Psicológica Contra Cuba) de Ramón Torreira Crespo pela Política /La Habana (2000)
>>> Quem Sequestrou Marta Jane? de Isabel Vieira pela Ftd (1995)
>>> Mort Du Général de Gaulle de Jean Mauriac pela Grasset (1972)
>>> O Burrinho Pedrês de João Guimarães Rosa pela Nova Fronteira (1995)
>>> Ao vivo do campo de batalha ( Do Vietnã a Bagdá 35 anos em Zonas de Combate de Todo o Mundo) de Peter Arnett pela Rocco (1994)
>>> Os Cavalos da República de Moacyr Scliar pela Ática (2005)
>>> Os Últimos 100 dias (02 Volumes) de John Toland pela Nova Fronteira (1966)
>>> Dengos e Carrancas de um Pasto de Jorge Miguel Marinho pela Ftd (1987)
>>> Le Crime L' Invasion Irakienne Du Koweit de Badr Jassem Al Yacoub pela C.i.k.c (1991)
>>> Éramos Seis de Maria José Dupre pela Ática (1991)
>>> A Menina que fez a América de Ilka Brunhilde Laurito pela Ftd (2002)
>>> Praga Quando os Tanques Avançaram de Pierre Desgraupes pela Expressão e Cultura (1968)
>>> O Feijão e o Sonho de Orígenes Lessa pela Ática (1991)
>>> Pearl Harbor de A. J. Barker pela Renes (1973)
>>> A Flauta do Sótão de Lúcia Pimentel Góes pela Paulus (2003)
>>> USA Em Perigo de General Curtis E. Le May e Major General Dale O. Smith pela Biblioteca do Exército (1970)
>>> Sem Medo de Viver de Zíbia Gasparetto pela Vida&consciência (2007)
>>> Caça ao Cometa Halley de Roberto Pereira de Andrade pela Traco (1985)
>>> Psicanálise da maternidade: uma crítica a Freud a partir da mulher e de Nancy Chodorow pela Rosa dos Tempos (1999)
>>> O Preço de Uma Vida de Cristiane Krumenauer pela Novo Século (2018)
>>> Revista de História USP Nº 60 1964 de Diversos Autores pela Ffcl/USP (1964)
>>> Kerata O Colecionador de Cérebros de Juliana R. S. Duarte pela Novo Século (2017)
>>> Revista de História USP Nº 50 1962 de Diversos Autores pela Ffcl/USP (1962)
>>> Crepúsculo - Livro de Anotações da Diretora de Catherine Hardwicke pela Intrínseca Ltda (2019)
>>> Os Sertões de Euclides da Cunha pela Nova Cultural (2002)
>>> O Segredo e outras Histórias de Descoberta de Lygia Fagundes Tellles pela Companhia das Letras (2012)
>>> Uma Família Feliz de David Safier pela Planeta (2013)
>>> O Enigma da Pirâmide de Alan Arnold pela Circulo do Livro (1985)
>>> Adrienne Mesurat (prefáco Inédito) de Julien Green/ (Nota): Josué Montello pela Nova Fronteira (1983)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes) de Jonathan Swift/ Trad.: Octavio Mendes Cajado pela Globo/ RJ. (1987)
>>> O Mochileiro das Galáxias - Volume 5 - Praticamente Inofensiva de Douglas Adams pela Arqueiro (2010)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Amigos de Todo Mundo: Romance de um Jardim Zoológico de Felix Salten/ Ilustrações: Philipp Arlen pela Edições Melhoramentos (1952)
>>> Lembranças Obscuras de um Judeu Polonês Nascido na França de Pierre Goldman pela Francisco Alves (1984)
>>> El Hombre de Annie Besant pela Glem (1957)
>>> Lo Spiritismo Nella Umanita de Casimiro Bonfiglioli pela Bologna (1888)
>>> Santo Tomas de Aquino de P.J. Weber pela Poblet (1949)
>>> Rumo a Consciência Cómica de Pagina de ouro de Ramasar pela Curitiba (1969)
>>> Reencarnação de J.H. Brennan pela O Hemus
>>> Rezando com o Evangelho de Pe. Lucas Caravina pela Paulus (1997)
>>> Resolução para o novo milênio de Jennifer Fox pela Ediouro (1999)
>>> Los Maestros sus Retratos Meditaciones y Graficos de David Anrias pela Horus (1973)
>>> La Doctrina Cosmica de Dion Fortune pela Luis Cárcamo (1981)
>>> Remotos Cânticos de Belém de Wallace Leal V. Rodrigues pela O Clarim (1986)
>>> Reencarnação e Imortalidade de Alexandra David Neel pela Ibrasa (1989)
>>> Raios de Luz Espiritual de Francisco Valdomiro Lorenz pela Pensamento
COLUNAS >>> Especial Politicamente Incorreto

Sexta-feira, 11/5/2001
Em Defesa do Funk - ou nem tanto
André Pires

+ de 5500 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Atualmente a onda não é mais o funk, mas sim falar mal do funk. A imprensa parece que resolveu criar colunas quase que diárias para detonar o ritmo e tudo que o cerca (ex.: Xexéo, Mauro Rasi, DOMINGO, Fritz Utzeri...). Mas é preciso que seja dito algo em defesa deste gênero musical tão incompreendido.

Para começar, se o funk está na moda é por que nós o colocamos. As grandes emissoras de rádio e TV só embarcaram numa onda que já dominava, não só a Zona Sul do Rio, como São Paulo e outras cidades. Não há quem negue que é "impossível ficar parado" ao som de diversas batidas funk, e hinos como "Xatuba de Mesquita" são no mínimo hilários e cativantes, trilha sonora ideal para zoar com os amigos, mesmo para quem não é fã do estilo. É inadmissível pensar que, sábado de manhã, alguém prefira sintonizar a BAND para ver a Furacão 2000 ao invés de ir a praia. Mas flipando pelos canais, morgado na cama, numa manhã chuvosa, após a ressaca de sexta-feira, é impossível não dar pelo menos uma paradinha no canal pra conferir a animação das preparadas e tigrões no Castelo das Pedras.

É claro que o funk carioca (não confundir com o "real funk" de George Clinton e James Brown) tem suas características tristes, podres e estúpidas. A começar pelos seus atuais pais, (digo atuais porque o funk não se resume a essa nova onda, remetendo aos tempos imemoriais de DJ Marlboro e Steve B nos anos 80), Veronica Costa, a mãe loira do funk, que realmente chama os funkeiros de "meus filhos" !? E seu comparsa Romulo Costa, quase 50 primaveras nas costas, ostenta um rabinho de cavalo ridículo em seu cabelo duro, é assiduo freqüentador dos bailes de suburbio e das páginas policiais dos jornais do Rio. Pais estes que usam seu filho legítimo Johnatan (da nova geração) para ganhar um extra com a moda que ajudaram, e muito, a criar. O moleque, do alto de seus 8 anos canta que "já tá pegando um filé com popozão". Imaginem o futuro desse pobre funkeiro. No mínimo um barangueiro da pior estirpe.

Mas analisando efetivamente, as letras não tem lá grande profundidade é verdade, mas e daí? Qual o problema? A musica é feita para dançar e zoar e não para se ouvir em casa estudando cada verso como se fosse Chico Buarque. Cada estilo musical se encaixa em um determinado momento. Ninguém quer ouvir Duran Duran, "Smooth operator" numa festa de carnaval, e nem É o Tchan, "Na boquinha da garrafa" em um jantar a luz de velas. E mais, de letra merda o Brasil tá bem servido, seja no axé, no sertanejo, no pagode... isso não é privilégio do funk.

E tem aqueles que reclamam do apelo sexual das danças. Pra mim o forró, que todo mundo pela o saco como ressurgimento das raízes do nordeste, é bem mais sexual do que o funk. Todos hão de convir que é muito mais provável uma forrozeira engravidar chachando atracada com seu parceiro do que uma tchutchuca fazendo a coreografia da danca do Tigrão. No funk as meninas apenas provocam, já no forró elas vão pro roça-roça mesmo. As letras falam só de sexo? São degradantes para as mulheres? Ok, beleza... O Zeca Baleiro vai lançar um CD de músicas eróticas e todo mundo acha o máximo só porque o cara é queridinho da mídia! Isso é preconceito com a negrada do funk. Longe de mim comparar Zeca Baleiro com Cidinho e Doca, mas a temática é a mesma.

Muitos se esquecem que até pouco tempo o funk populava as manchetes de jornal devido aos tiros e a porradaria nos bailes, ao som de letras estimulando a violência no salão. Antes estimular o sexo do que a violência, né não? Deixa o funk lá, quem não gosta que vá escutar outra coisa (como eu faço).

Tudo é válido como fonte de cultura, por pior que seja. Guardadas as devidas proporcões, é claro. Tudo tem seu valor: do Chaves ao Fellini, do funk ao Chopin.

É claro que, se você for se limitar a uma coisa só, que seja pela de melhor qualidade, e maior nível intelectual. Mas a limitação nunca é boa. Bom mesmo é a variedade. Quanto mais elementos melhor para se formar opinões e conceitos que servirão de base para o crescimento pessoal e para encarar a vida.


André Pires
Rio de Janeiro, 11/5/2001


Mais André Pires
Mais Acessadas de André Pires
01. Matrix, Reloaded e Revolutions - 29/5/2003
02. Em Defesa do Funk - ou nem tanto - 11/5/2001
03. Só sei que nada sei - 9/12/2009
04. Cidade de Deus: o maior barato - 7/10/2002
05. Copa do Mundo: batalha entre nações - 6/6/2002


Mais Especial Politicamente Incorreto
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/3/2002
1. Funk
14h52min
Sou Funkeira e torço muto pelo Funk... Concordo que nâo é só o Funk que faz em algumas vezes apologia ao sexo assim como o Fórro entre outros... Quem não gosta de Funk que não escute ... Acho que as pessoas que curtem Funk não querem saber muito das letras e sim de se divertir e dançar. " O Funk tá na moda isso incomoda os olho grande recalcado...!!" E como incomoda...!!
[Leia outros Comentários de Fer__]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PLATAFORMA 1365: AS URNAS CONTRA O IMPÉRIO
LUIZ ALFREDO SALOMÃO
NÃO IDENTIFICADA
R$ 22,00



CARTAS DE MEU SILÊNCIO
LUIZ GOULART
INDEPENDENTE
R$ 4,00



EU SOU UM SER EMOCIONAL
EVE ENSLER; ALEX BOULWARE; JULIA NEIVA
GRYPHUS
(2015)
R$ 14,00



MATEI JEOVÁ...
ALDEONOFF POVOAS
RIDENDO
(1952)
R$ 70,00



COMENTARIOS E ALTERAÇOES DA LEI DO INQUILINATO
LUIZ ANTONIO SCAVONE JUNIOR
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2009)
R$ 12,00



NANÁ
ÉMILE ZOLA
ABRIL CULTURAL
(1985)
R$ 10,00



FORAS DA LEI BARULHENTOS - BOLHAS RAIVOSAS E ALGUMAS ...
CLEMENT FREUD, JON SCIESZKA
COSAC NAIFY
(2012)
R$ 40,00



ELETROSTÁTICA
MARCOS HERVÉ PINHEIRO
ADN
R$ 29,30
+ frete grátis



O VENDEDOR TOTAL
ROBERTO PROCÓPIO
LIVRUS
(2012)
R$ 18,00



ERA DOS EXTREMOS - O BREVE SÉCULO XX - 1914-1991
ERIC HOBSBAWM
COMPANHIA DAS LETRAS
(1995)
R$ 45,00





busca | avançada
37376 visitas/dia
1,1 milhão/mês