Em Defesa do Funk - ou nem tanto | André Pires | Digestivo Cultural

busca | avançada
42881 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Politicamente Incorreto

Sexta-feira, 11/5/2001
Em Defesa do Funk - ou nem tanto
André Pires

+ de 5600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Atualmente a onda não é mais o funk, mas sim falar mal do funk. A imprensa parece que resolveu criar colunas quase que diárias para detonar o ritmo e tudo que o cerca (ex.: Xexéo, Mauro Rasi, DOMINGO, Fritz Utzeri...). Mas é preciso que seja dito algo em defesa deste gênero musical tão incompreendido.

Para começar, se o funk está na moda é por que nós o colocamos. As grandes emissoras de rádio e TV só embarcaram numa onda que já dominava, não só a Zona Sul do Rio, como São Paulo e outras cidades. Não há quem negue que é "impossível ficar parado" ao som de diversas batidas funk, e hinos como "Xatuba de Mesquita" são no mínimo hilários e cativantes, trilha sonora ideal para zoar com os amigos, mesmo para quem não é fã do estilo. É inadmissível pensar que, sábado de manhã, alguém prefira sintonizar a BAND para ver a Furacão 2000 ao invés de ir a praia. Mas flipando pelos canais, morgado na cama, numa manhã chuvosa, após a ressaca de sexta-feira, é impossível não dar pelo menos uma paradinha no canal pra conferir a animação das preparadas e tigrões no Castelo das Pedras.

É claro que o funk carioca (não confundir com o "real funk" de George Clinton e James Brown) tem suas características tristes, podres e estúpidas. A começar pelos seus atuais pais, (digo atuais porque o funk não se resume a essa nova onda, remetendo aos tempos imemoriais de DJ Marlboro e Steve B nos anos 80), Veronica Costa, a mãe loira do funk, que realmente chama os funkeiros de "meus filhos" !? E seu comparsa Romulo Costa, quase 50 primaveras nas costas, ostenta um rabinho de cavalo ridículo em seu cabelo duro, é assiduo freqüentador dos bailes de suburbio e das páginas policiais dos jornais do Rio. Pais estes que usam seu filho legítimo Johnatan (da nova geração) para ganhar um extra com a moda que ajudaram, e muito, a criar. O moleque, do alto de seus 8 anos canta que "já tá pegando um filé com popozão". Imaginem o futuro desse pobre funkeiro. No mínimo um barangueiro da pior estirpe.

Mas analisando efetivamente, as letras não tem lá grande profundidade é verdade, mas e daí? Qual o problema? A musica é feita para dançar e zoar e não para se ouvir em casa estudando cada verso como se fosse Chico Buarque. Cada estilo musical se encaixa em um determinado momento. Ninguém quer ouvir Duran Duran, "Smooth operator" numa festa de carnaval, e nem É o Tchan, "Na boquinha da garrafa" em um jantar a luz de velas. E mais, de letra merda o Brasil tá bem servido, seja no axé, no sertanejo, no pagode... isso não é privilégio do funk.

E tem aqueles que reclamam do apelo sexual das danças. Pra mim o forró, que todo mundo pela o saco como ressurgimento das raízes do nordeste, é bem mais sexual do que o funk. Todos hão de convir que é muito mais provável uma forrozeira engravidar chachando atracada com seu parceiro do que uma tchutchuca fazendo a coreografia da danca do Tigrão. No funk as meninas apenas provocam, já no forró elas vão pro roça-roça mesmo. As letras falam só de sexo? São degradantes para as mulheres? Ok, beleza... O Zeca Baleiro vai lançar um CD de músicas eróticas e todo mundo acha o máximo só porque o cara é queridinho da mídia! Isso é preconceito com a negrada do funk. Longe de mim comparar Zeca Baleiro com Cidinho e Doca, mas a temática é a mesma.

Muitos se esquecem que até pouco tempo o funk populava as manchetes de jornal devido aos tiros e a porradaria nos bailes, ao som de letras estimulando a violência no salão. Antes estimular o sexo do que a violência, né não? Deixa o funk lá, quem não gosta que vá escutar outra coisa (como eu faço).

Tudo é válido como fonte de cultura, por pior que seja. Guardadas as devidas proporcões, é claro. Tudo tem seu valor: do Chaves ao Fellini, do funk ao Chopin.

É claro que, se você for se limitar a uma coisa só, que seja pela de melhor qualidade, e maior nível intelectual. Mas a limitação nunca é boa. Bom mesmo é a variedade. Quanto mais elementos melhor para se formar opinões e conceitos que servirão de base para o crescimento pessoal e para encarar a vida.


André Pires
Rio de Janeiro, 11/5/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu Sagarana de Renato Alessandro dos Santos
02. Nos escuros dos caminhos noturnos de Elisa Andrade Buzzo
03. T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você) de Renato Alessandro dos Santos
04. Quem é mesmo massa de manobra? de Cassionei Niches Petry
05. E por falar em aposentadoria de Fabio Gomes


Mais André Pires
Mais Acessadas de André Pires
01. Matrix, Reloaded e Revolutions - 29/5/2003
02. Em Defesa do Funk - ou nem tanto - 11/5/2001
03. Só sei que nada sei - 9/12/2009
04. Cidade de Deus: o maior barato - 7/10/2002
05. Rodrigo e a guerra - 14/4/2003


Mais Especial Politicamente Incorreto
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/3/2002
1. Funk
14h52min
Sou Funkeira e torço muto pelo Funk... Concordo que nâo é só o Funk que faz em algumas vezes apologia ao sexo assim como o Fórro entre outros... Quem não gosta de Funk que não escute ... Acho que as pessoas que curtem Funk não querem saber muito das letras e sim de se divertir e dançar. " O Funk tá na moda isso incomoda os olho grande recalcado...!!" E como incomoda...!!
[Leia outros Comentários de Fer__]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ADORÁVEL HEROÍNA
MICHAEL HINGSON; SUSY FLORY; MAURICIO TAMBONI
UNIVERSO DOS LIVROS
(2012)
R$ 15,00



SOBRE A CHINA
HENRY KISSINGER
OBJETIVA
(2011)
R$ 50,00



AS ORIGENS DA CANÇÃO URBANA
JOSÉ RAMOS TINHORÃO
34
(2011)
R$ 41,90



O HOLANDÊS
ANA BANDEIRA DE CARVALHO
DO AUTOR (RJ)
(2008)
R$ 16,82



METAL SEM HÚMUS
DÉRCIO BRAÚNA
7 LETRAS
(2006)
R$ 9,80



CINCO CONVERSAS COM ALVARO CUNHAL
ALVARO CUNHAL
CAMPO DAS LETRAS
(1999)
R$ 43,70



PSICOFÁRMACOS: CONSULTA RÁPIDA
ARISTIDES VOLPATO CORDIOLI
ARTES MEDICAS
(1997)
R$ 35,00



DETALLES GRÁFICOS PARA ARQUITECTOS
CARL KEMMERICH
GUSTAVO GILLI
(1997)
R$ 45,00



UPPS, DIREITOS E JUSTIÇA
FABIANA LUCI
FGV
(2012)
R$ 24,90



RETRATO DE FAMÍLIA
ADELINA CLARA HESS DE SOUZA
NOVA LETRA
(2010)
R$ 10,00





busca | avançada
42881 visitas/dia
1,2 milhão/mês