Santa Xuxa contra a hipocrisia atual | Lucas Rodrigues Pires | Digestivo Cultural

busca | avançada
64948 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
>>> Bricksave oferece vistos em troca de investimentos em Portugal
>>> Projeto ‘Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé’ é lançado em multiplataformas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Carta de um jovem contestador
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Breve História do Cinismo Ingênuo
>>> Minha cartomante não curte o Facebook
>>> Geza Vermes, biógrafo de Jesus Cristo
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Os olhos brancos de Deus
>>> Alívios diamantinos
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Ser intelectual dói
Mais Recentes
>>> Superação da Lógica Classificatória e Excludente da Avaliação 2ªed. de Celso Dos S. Vasconcellos pela Libertad (1998)
>>> A Prática Educativa Como Ensinar de Antoni Zabala pela Artmed (1998)
>>> Masculino e Feminino no Imaginário Católico de Zaíra Ary pela Annablume (2000)
>>> A Bíblia A História de Deus e de Todos Nós de Roma Downey / Mark Burnett pela Sextante (2014)
>>> O sujeito da educação - Estudos Foucaultianos de Tomaz Tadeu Da Silva pela Vozes (2002)
>>> A Reencarnação Segundo a Bíblia e a Ciência de José Reis Chaves pela Martin Claret (1998)
>>> Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia Morente pela Mestre Jou
>>> Fundamentos de Matemática Elementar Volume 2 Logaritmos de Gelson Iezzi / Osvaldo Dolce / Carlos Murakami pela Atual (2004)
>>> As Estruturas da História de Christopher Lloyd pela Jorge Zahar (1995)
>>> Introdução à Filosofia História e Sistemas de Roberto Rossi pela Loyola (1996)
>>> A Felicidade Paradoxal de Gilles Lipovetsky pela Companhia das Letras (2007)
>>> Consiência e Cosmos de Menas Kafatos / Thalia Kafatou pela Teosófica (1994)
>>> Matemática Temas e Metas Volume 3 Sistemas Lineares e Combinatória de Antonio dos Santos Machado pela Atual (1986)
>>> Matemática Temas e Metas Volume 2 Trigonometria e Progressões de Antonio dos Santos Machado pela Atual (1986)
>>> Aventuras no marxismo de Marshall Berman pela Companhia Das Letras (2001)
>>> Cartas do Cárcere 4ªed. de Antonio Gramsci pela Civilização Brasileira (1991)
>>> Resumo dos cursos do collège de france 1970-1982 de Michel Foucault pela Jorge Zahar (1997)
>>> Socialismo - Impasses e Perspectivas de César Benjamin e outros pela Scrita (1992)
>>> Revolting Rymes N1 - de Roald Dahl pela Puffin Books (2015)
>>> O Avesso do Trabalho de Ricardo Antunes/ Maria A. Moraes Silva (Orgs.) pela Expressão Popular (2004)
>>> Odisseia de Homero de Ana Maria Machado pela Atica (2015)
>>> Iracema -Lenda do Ceara de Jose de Alencar pela Sol-no final do livro traz questionario e respostas - coleção vestibular (2010)
>>> Divinas desventuras outras historias da Mitologia Grega de Heloisa Prieto pela Companhia das letrinhas (2009)
>>> Aurelio Mirim -Dicionario ilustrado da letra N a R- de Aurelio Buarque pela Positivo (2015)
>>> Dubliners de James Joyce pela Penguin (1996)
>>> As Chaves Perdidas da Maçonaria de Manly P. Hale pela Madras (2006)
>>> Metamorphosis and Other Stories - de Franz Kafka pela Penguim (1996)
>>> O Homem em busca de Deus de Varios editores internacionais pela Watch tower (2010)
>>> Os Irmãos Sagrados - de R.Waingarten pela Lubavitch (2012)
>>> Almanaque Ilustrado Símbolos de Mark O'Connell & Raje Airey pela Escala (2017)
>>> Francisco Valdomiro Lorenz - Uma Obra com Vida de Waldomiro Lorenz pela Parma (2000)
>>> O Retorno à Origem de Lex Hixon pela Cultrix (1992)
>>> Episódio da Vida de Tibério de Wera Krijanowsky pela Lake (1999)
>>> Uma Breve História do Mundo de Geoffrey Blainey pela Fundamento (2011)
>>> Férias Pagãs - Na Trilha dos Antigos Turistas Romanos de Tony Perrottet pela Rocco (2006)
>>> A Luz que Cura Oração Pelos Doentes de Agnes Sanford pela Loyola (1985)
>>> Doze Passos Para os Cristãos Jornada Espiritual Com Amor-Exigente de Pe Haroldo J Rahm pela Loyola (2000)
>>> A Águia e a Galinha de Leonardo Boff pela Vozes (1997)
>>> Ele andou entre nós Evidências do Jesus Histórico de Josh Mcdowell pela Candeia (1998)
>>> Contabilidade de Custos de Osni Moura Ribeiro pela Saraiva (2013)
>>> Cachaça artesanal. Do alambique à mesa de Atenéia Feijó & Engels Maciel pela Senac Nacional (2001)
>>> Pirâmides E Soberanos Do Egito de Sérgio Pereira Couto pela Escala (2015)
>>> O Velho Monge do Castelo de Lauro Trevisan pela Mente (2010)
>>> Dinâmica do Desejo de Frei Carmelo Surian pela Vozes (1982)
>>> Testemunho Sem Medo Como Partilhar sua Fé com Segurança de Bill Bright pela Candeia (1988)
>>> Cachaça. The Authentic Brazilian Drink de Diversos Autores pela Abrabe (2010)
>>> Natal a Humanidade e a Jovialidade de Nosso Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Blitzkrieg 1940 de Ward Rutherford pela Bison (1985)
>>> Cantores do Rádio. A trajetória de Nora Ney e Jorge Goulart e o meio artístico de seu tempo de Alcir Lenharo pela Unicamp (1995)
>>> Titeres y marionetas en alemania de Hans R. Purshke pela Neue Darmstädter Verlagsanstalt Darmstadt (1957)
COLUNAS

Quinta-feira, 12/12/2002
Santa Xuxa contra a hipocrisia atual
Lucas Rodrigues Pires

+ de 12100 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Uma coisa não se pode negar a Xuxa: ela teve coragem e cacife para fazer um filme como Xuxa e os Duendes. Mais ainda ela juntou para filmar Xuxa e os Duendes 2, que estréia nesta sexta-feira 13 de dezembro. E, se a profecia se realizar, ano que vem teremos de aturar Xuxa e os Duendes 3, já que Suzana Vieira se prestou ao papel de aparecer como uma bruxa segundos antes dos créditos finais para dizer apenas que "isso não vai ficar assim"...

Antes de começar, queria apenas destacar que este filme, diferentemente de Xuxa Requebra e Xuxa Popstar, tem uma mensagem. Sim, há aquela moral da história com alguma moral em que os valores não aparecem invertidos. Por outro lado, o tino comercial de Xuxa continua a mil. A cena na qual as crianças fazem propaganda descarada da bolacha Passatempo, que é recheada e deixa a língua colorida, beira o cúmulo do ridículo. Sem dúvida, a seqüência mais deprimente dos últimos tempos do cinema brasileiro.

Sociologia do egoísmo
A rainha dos X e das crianças continua a ser o nome mais forte do cinema brasileiro contemporâneo. Desde o início da década de 90, com o lançamento de Lua de Cristal, ela domina as bilheterias, escolhe quem irá participar de seus filmes, define a trilha musical e com quem irá ficar no final de cada filme. Seu poder é tamanho que conseguiu até colocar Gugu Liberato, estrela da emissora de televisão concorrente, contracenando com ela e Guilherme Karan, e ver um cara como Carlinhos Brown fazer a música-tema intitulada "Duendes"!!!. A força que nunca seca, Xuxa atraiu cada vez mais pessoas a seus filmes nos últimos três anos. Agora não deverá ser diferente, ainda mais por contar com um elenco de apoio de muito peso. Alguns dos que de Xuxa e os Duendes 2 participam: Vera Fisher, Deborah Secco, Zezé Motta, Cristina Pereira, Betty Lago e Suzana Vieira. Todas são coadjuvantes, pouco ou quase nada aparecem, servindo apenas de chamariz ou tampão para o filme. Quem deve e sempre brilhará num filme de Xuxa é apenas Xuxa; o invólucro egoístico da moça destrói a todos que com ela contracenam. A função de cada um é parecer ridículo a ponto de conseguirmos enxergar ali apenas a antiimagem já difundida daquela personalidade. Para tanto, disfarces de bruxas e fadas, como todo o imaginário que tais conceitos trazem às crianças, são necessários para aperfeiçoar o golpe.

Xuxa tem o dom de unir diversos talentos da Rede Globo e inverter o conceito que ronda sobre eles. Vera Fisher, de deusa do Olimpo, a Rainha das Fadas que causa ojeriza no maior dos fãs da atriz; a nova musa da libertinagem, uma Lolita de temperos picantes, Deborah Secco surge como uma bruxa sem vocação ao Mal que se apaixona por um elfo e termina por se tornar uma fada; a bela Betty Lago, do topo de todo seu estilo e charme, se presta a ser a bruxa Algaz, mesquinha, com voz de debilóide com gripe, e sedenta por um choro de criança...

Como não tirar o chapéu para Xuxa se ela consegue a proeza de desmascarar esses falsos "alephs" do mundo moderno e dar a eles nova roupagem, distante do mundo de Caras e Playboy em que essas celebridades reinam e se perpetuam a cada cirurgia plástica realizada?

Transgressão anunciada
Xuxa e os Duendes 2 tem outra função também. Talvez sirva para reunir a apresentadora/atriz/cantora/executiva/milionária/mãe solteira com o pai de Sasha. Talvez para o tão esperado irmãozinho que a pequena e única herdeira do reino mágico de aspirações de Xuxa pediu à mãe e que esta proclamou - via Caras - aos sete ventos. Sim, porque Luciano Szafir é um achado no filme. Ele é Rafael, tio de quatro crianças, solteirão em busca de sua cara metade. Sim, ele vai se apaixonar por Kira, a personagem de Xuxa. Mas, se pensarmos bem, ali nada é encenado. Szafir é Luciano Szafir, com todos seus defeitos como ator, mas todas suas qualidades de homem apaixonado. Ele não esconde a admiração que sente por Xuxa e nem aquele sentimento que só quem gosta de verdade demonstra no rosto. Luciano Szafir, o escolhido, o eleito entre milhões, nada mais faz do que ser ele mesmo, com toda sua pompa e expressão inexpressiva. Caso contrário, seria acreditar demais na força e veracidade de sua interpretação. Szafir faz cara de quem quer comer e não sabe como fazer, o que acaba por deixar a outrem o papel de tomar a iniciativa, ofuscando seu personagem.

Xuxa é exímia em trazer à tona os pecados do mundo. Se em Xuxa e os Duendes ela terminou sozinha, não haveria como repetir a dose. A vida imaginária da Terra das Fadas ou o Mundo dos Duendes tem de dar ao imaginário humano e idiossincrático da população brasileira o que Xuxa não pôde dar-lhes na vida real. O final feliz da mulher Xuxa com um homem ao seu lado foi difícil demais para ela suportar; assim sendo, dá o circo e o pão à massa necessitada e faminta em seu filme - une na ficção o que na vida real lhe foi impossível. O final feliz da botânica Kira com o professor Rafael, este sim possível e saudável, pois mascarado pela mediação do filme, é a realidade que todos queriam se habituar, menos ela. A mulher independente e forte no filme acaba se entregando a uma paixão, coisa que se esquivou na vida real. E o final com o casamento e o beijo é o clímax a que a sociedade voyerista atual foi privada, mas pela ficção a mesma pode liberar seus gemidos orgasmáticos.

Xuxa e os Duendes 2 marca uma reviravolta na carreira cinematográfica da moça. Ela revoluciona seu imaginário infantil para levar às telas muitos efeitos especiais e certas ousadias que não caberia anteriormente. A libido à flor da pele está em todas as partes do filme. Como não se extasiar (para não dizer outra coisa) com os beijos na boca e de língua entre Deborah Secco e seu par romântico Thiago Fragoso? Da união de uma bruxa com um elfo, um bebê nasceu... As relações homem-mulher chegam ao cinema de Xuxa, e não mais apenas via a presença de tios e sobrinhos (como nas histórias dos personagens criados por Walt Disney e presente pelos personagens de Rafael e seus quatro sobrinhos - as crianças do filme). Enfim, é o mundo do profano invadindo o mundo fantástico e assexuado de Xuxa.

Não se assustem se desse filme nascer o irmãozinho de Sasha. Nas profundezas da ficção, a realidade prepara seu próximo show. Se não exteriorizado nas telas, a insinuação de um filme proibido para menores de 18 anos se acentua. Ou alguém duvida da capacidade de Xuxa em transformar virgens puritanas em libertinas sedentas pelo ópio carnal?


Lucas Rodrigues Pires
São Paulo, 12/12/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Daumier, um caricaturista contra o poder de Jardel Dias Cavalcanti
02. Meu primeiro computador pessoal de Julio Daio Borges


Mais Lucas Rodrigues Pires
Mais Acessadas de Lucas Rodrigues Pires em 2002
01. Santa Xuxa contra a hipocrisia atual - 12/12/2002
02. O limite de um artista - 4/6/2002
03. O melhor nacional do ano - 17/10/2002
04. Cidade de Deus, um fenômeno comercial - 7/11/2002
05. O que eles têm que nós não temos? - 5/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/12/2002
16h48min
Sr. Lucas. Não acha que seu texto, mesmo tecendo críticas à Xuxa e seus filmes ridículos, deu até grande valor a essa "lixaiada" toda que temos que aturar em nossa midia ? Considero que os atores da rede globo, bem como amigos, filhos e apradinhados desta tal "Rainha Xuxa", um bando de hipócritas e infelizes; acho que não merecem crítica alguma, detalhada ou não, .. porque não passam de "NADA" do ponto de vista cultural; apenas continuam sujando a imagem da cultura construtiva, na qual estamos em falta ultimamente.
[Leia outros Comentários de David Samborn]
20/12/2002
17h04min
Lucas,Também tive o desprazer de assistir esse filme imbecilizante, e saí do cinema com náuseas. Pela liçãozinha de moral, pela sofrível interpretação dos atores, pela primariedade do roteiro, pelo merchandising descarado, enfim... sinceramente esse filme é uma vergonha para o cinema nacional. Vamos espalhar isso aos quatro ventos, salvar nossas crianças da ideologia que está por trás de Xuxa, esse monstro asqueroso da indústria cultural de massa.
[Leia outros Comentários de Paula Penedo]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LÓZ : A EVOLUÇÃO
PAULO SINIGAGLIA
PANDORGA
(2014)
R$ 25,71



O MESTRE E MARGARITA
MIKHAIL BULGAKOV
ED, NOVA FRONTEIRA
R$ 38,90



REVISTA RUMO. ED.10 KILDARE
VÁRIOS
PALLOTTI
(2020)
R$ 24,00



OS AMANTES
MORRIS WEST
CIRCULO DO LIVRO
R$ 7,50



PRONTUARIO DE ORTOGRAFIA
ANTONIO DA COSTA LEITÃO
EMPRESA NACIONAL DE PUBLICI
(1939)
R$ 46,69



ARTE EM PORCELANA Nº 32
UNIÃO BRASILEIRA DE ARTE EM PORCELANA
UNIÃO BRASILEIRA DE ARTE EM PORCELANA
(1996)
R$ 50,00
+ frete grátis



VOLUME 2 - REDAÇÃO EM GRUPO
HILDEBRANDO A. DE ANDRÉ, FLÁVIO AFONSO DE ANDRÉ
MODERNA
(1988)
R$ 8,86



COISAS DA COSA NOSTRA: A MÁFIA SICILIANA VISTA POR SEU PIOR INIMIGO
GIOVANNI FALCONE; MARCELLE PADOVANI
ROCCO
(2012)
R$ 25,00



JORGE, UM BRASILEIRO
OSWALDO FRANÇA JR.
NOVA FRONTEIRA
(1988)
R$ 6,90



"... E ENTÃO VIRÁ O FIM"
RODOLPHO BELZ
CASA PUBLICADORA BRASILEIRA
(1967)
R$ 12,00





busca | avançada
64948 visitas/dia
2,1 milhões/mês