Santa Xuxa contra a hipocrisia atual | Lucas Rodrigues Pires | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
Mais Recentes
>>> O Ponto de Mutação de Fritjof Capra pela Círculo do Livro (1990)
>>> Plexus de Henry Miller pela Record (1967)
>>> Uma Questão de Fé de Jodi Picoult pela Planeta (2008)
>>> Vivendo seu Amor de Carolyn Rathbun Sutton e Ardis Dick Stenbakken (compilação) pela Casa Publicadora Brasileira (2017)
>>> O Significado da Astrologia de Elizabeth Teissier pela Bertrand (1979)
>>> Um amor de gato de Glenn Dromgoole pela Publifolha (2002)
>>> Origami & Artesanato em Papel de Paul Jackson & Angela A'Court pela Edelbra (1995)
>>> Gestão de Pessoas de Idalberto Chiavenato pela Campus (2010)
>>> Album de família de Danielle Stell pela Record
>>> Passageiros da ilusão de Danielle Stell pela Record (1988)
>>> Casa forte de Danielle Stell pela Record
>>> Segredo de uma promessa de Danielle Stell pela Record
>>> Enquanto o amor não vem de Iyanla Vanzant pela Sextante (1999)
>>> Relembrança de Danielle Stell pela Record
>>> O Egypto de Eça de Queiroz pela Porto (1926)
>>> Momentos de paixão de Danielle Stell pela Record
>>> Um desconhecido de Danielle Stell pela Record
>>> Uma vez só na vida de Danielle Stell pela Record
>>> O apelo do amor de Danielle Stell pela Record (1983)
>>> Agora e sempre de Danielle Stell pela Record (1985)
>>> O Princípio Constitucional da Igualdade e o Direito do Consumidor de Adriana Carvalho Pinto Vieira pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Histórias Anunciadas de Djalma França pela Decálogo/ belo Horizonte (2003)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Senado Federal pela Senado Federal (2006)
>>> Eterna Sabedoria de Ergos pela Fraternidade Branca Universal do Arcanjo Mickael (1974)
>>> Leasing Agrário e Arrendamento Rural como Opção de Compra de Lucas Abreu Barroso pela Del Rey/ Belo Horizonte (2001)
>>> Contratos Internacionais de Seguros de Antonio Marcio da Cunha Guimarães pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Amor de Perdição / Eurico, o Presbítero de Camilo Castelo Branco / Alexandre Herculano pela Círculo do livro (1978)
>>> Carajás de Paulo Pinheiro pela Casa Publicadora Brasileira (2007)
>>> Menopausa de Diversos pela Nova Cultural (2003)
>>> Guia de Dietas de Diversos pela Nova Cultural (2001)
>>> Seguros: Uma Questão Atual de Coordenado pela EPM/ IBDS pela Max Limonard (2001)
>>> O Significado dos Sonhos de Diversos pela Nova Cultural (2002)
>>> A Dieta do Tipo Sanguíneo - A B O AB de Peter J. D'Adamo pela Campus (2005)
>>> Cem Noites - Tapuias de Ofélia e Narbal Fontes pela Ática (1982)
>>> Direito do Trabalho ao Alcance de Todos de José Alberto Couto Maciel pela Ltr (1980)
>>> Manon Lescaut de Abade Prévost pela Ediouro (1980)
>>> A Reta e a Curva: Reflexões Sobre o Nosso Tempo de Riccardo Campa (com) O. Niemeyer (...) pela Max Limonard (1986)
>>> Introdução às Dificuldades de Aprendizagem de Vítor da Fonseca pela Artes Médicas (1995)
>>> Dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual: Violação... de Eduardo S. Pimenta/ Autografado pela Revista dos Tribunais (1994)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Ática (1988)
>>> A Voz do Mestre de Kahlil Gibran pela Círculo do livro (1973)
>>> O Jovem e seus Assuntos de David Wilkerson pela Betânia (1979)
>>> Emília no País da Gramática de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1978)
>>> The Art Direction Handbook for Film de Michael Rizzo pela Focal Press (2005)
>>> A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães pela Melhoramentos (1963)
>>> O Grande Conflito de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (1983)
>>> Filosofia do Espírito de Jerome A. Shaffer pela Zahar (1980)
>>> Muito Além das Estrelas de Álvaro Cardoso Gomes pela Moderna (1997)
>>> A Grande Esperança de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (2011)
>>> É Fácil Jogar Xadrez de Cássio de Luna Freire pela Ediouro (1972)
COLUNAS

Quinta-feira, 12/12/2002
Santa Xuxa contra a hipocrisia atual
Lucas Rodrigues Pires

+ de 11400 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Uma coisa não se pode negar a Xuxa: ela teve coragem e cacife para fazer um filme como Xuxa e os Duendes. Mais ainda ela juntou para filmar Xuxa e os Duendes 2, que estréia nesta sexta-feira 13 de dezembro. E, se a profecia se realizar, ano que vem teremos de aturar Xuxa e os Duendes 3, já que Suzana Vieira se prestou ao papel de aparecer como uma bruxa segundos antes dos créditos finais para dizer apenas que "isso não vai ficar assim"...

Antes de começar, queria apenas destacar que este filme, diferentemente de Xuxa Requebra e Xuxa Popstar, tem uma mensagem. Sim, há aquela moral da história com alguma moral em que os valores não aparecem invertidos. Por outro lado, o tino comercial de Xuxa continua a mil. A cena na qual as crianças fazem propaganda descarada da bolacha Passatempo, que é recheada e deixa a língua colorida, beira o cúmulo do ridículo. Sem dúvida, a seqüência mais deprimente dos últimos tempos do cinema brasileiro.

Sociologia do egoísmo
A rainha dos X e das crianças continua a ser o nome mais forte do cinema brasileiro contemporâneo. Desde o início da década de 90, com o lançamento de Lua de Cristal, ela domina as bilheterias, escolhe quem irá participar de seus filmes, define a trilha musical e com quem irá ficar no final de cada filme. Seu poder é tamanho que conseguiu até colocar Gugu Liberato, estrela da emissora de televisão concorrente, contracenando com ela e Guilherme Karan, e ver um cara como Carlinhos Brown fazer a música-tema intitulada "Duendes"!!!. A força que nunca seca, Xuxa atraiu cada vez mais pessoas a seus filmes nos últimos três anos. Agora não deverá ser diferente, ainda mais por contar com um elenco de apoio de muito peso. Alguns dos que de Xuxa e os Duendes 2 participam: Vera Fisher, Deborah Secco, Zezé Motta, Cristina Pereira, Betty Lago e Suzana Vieira. Todas são coadjuvantes, pouco ou quase nada aparecem, servindo apenas de chamariz ou tampão para o filme. Quem deve e sempre brilhará num filme de Xuxa é apenas Xuxa; o invólucro egoístico da moça destrói a todos que com ela contracenam. A função de cada um é parecer ridículo a ponto de conseguirmos enxergar ali apenas a antiimagem já difundida daquela personalidade. Para tanto, disfarces de bruxas e fadas, como todo o imaginário que tais conceitos trazem às crianças, são necessários para aperfeiçoar o golpe.

Xuxa tem o dom de unir diversos talentos da Rede Globo e inverter o conceito que ronda sobre eles. Vera Fisher, de deusa do Olimpo, a Rainha das Fadas que causa ojeriza no maior dos fãs da atriz; a nova musa da libertinagem, uma Lolita de temperos picantes, Deborah Secco surge como uma bruxa sem vocação ao Mal que se apaixona por um elfo e termina por se tornar uma fada; a bela Betty Lago, do topo de todo seu estilo e charme, se presta a ser a bruxa Algaz, mesquinha, com voz de debilóide com gripe, e sedenta por um choro de criança...

Como não tirar o chapéu para Xuxa se ela consegue a proeza de desmascarar esses falsos "alephs" do mundo moderno e dar a eles nova roupagem, distante do mundo de Caras e Playboy em que essas celebridades reinam e se perpetuam a cada cirurgia plástica realizada?

Transgressão anunciada
Xuxa e os Duendes 2 tem outra função também. Talvez sirva para reunir a apresentadora/atriz/cantora/executiva/milionária/mãe solteira com o pai de Sasha. Talvez para o tão esperado irmãozinho que a pequena e única herdeira do reino mágico de aspirações de Xuxa pediu à mãe e que esta proclamou - via Caras - aos sete ventos. Sim, porque Luciano Szafir é um achado no filme. Ele é Rafael, tio de quatro crianças, solteirão em busca de sua cara metade. Sim, ele vai se apaixonar por Kira, a personagem de Xuxa. Mas, se pensarmos bem, ali nada é encenado. Szafir é Luciano Szafir, com todos seus defeitos como ator, mas todas suas qualidades de homem apaixonado. Ele não esconde a admiração que sente por Xuxa e nem aquele sentimento que só quem gosta de verdade demonstra no rosto. Luciano Szafir, o escolhido, o eleito entre milhões, nada mais faz do que ser ele mesmo, com toda sua pompa e expressão inexpressiva. Caso contrário, seria acreditar demais na força e veracidade de sua interpretação. Szafir faz cara de quem quer comer e não sabe como fazer, o que acaba por deixar a outrem o papel de tomar a iniciativa, ofuscando seu personagem.

Xuxa é exímia em trazer à tona os pecados do mundo. Se em Xuxa e os Duendes ela terminou sozinha, não haveria como repetir a dose. A vida imaginária da Terra das Fadas ou o Mundo dos Duendes tem de dar ao imaginário humano e idiossincrático da população brasileira o que Xuxa não pôde dar-lhes na vida real. O final feliz da mulher Xuxa com um homem ao seu lado foi difícil demais para ela suportar; assim sendo, dá o circo e o pão à massa necessitada e faminta em seu filme - une na ficção o que na vida real lhe foi impossível. O final feliz da botânica Kira com o professor Rafael, este sim possível e saudável, pois mascarado pela mediação do filme, é a realidade que todos queriam se habituar, menos ela. A mulher independente e forte no filme acaba se entregando a uma paixão, coisa que se esquivou na vida real. E o final com o casamento e o beijo é o clímax a que a sociedade voyerista atual foi privada, mas pela ficção a mesma pode liberar seus gemidos orgasmáticos.

Xuxa e os Duendes 2 marca uma reviravolta na carreira cinematográfica da moça. Ela revoluciona seu imaginário infantil para levar às telas muitos efeitos especiais e certas ousadias que não caberia anteriormente. A libido à flor da pele está em todas as partes do filme. Como não se extasiar (para não dizer outra coisa) com os beijos na boca e de língua entre Deborah Secco e seu par romântico Thiago Fragoso? Da união de uma bruxa com um elfo, um bebê nasceu... As relações homem-mulher chegam ao cinema de Xuxa, e não mais apenas via a presença de tios e sobrinhos (como nas histórias dos personagens criados por Walt Disney e presente pelos personagens de Rafael e seus quatro sobrinhos - as crianças do filme). Enfim, é o mundo do profano invadindo o mundo fantástico e assexuado de Xuxa.

Não se assustem se desse filme nascer o irmãozinho de Sasha. Nas profundezas da ficção, a realidade prepara seu próximo show. Se não exteriorizado nas telas, a insinuação de um filme proibido para menores de 18 anos se acentua. Ou alguém duvida da capacidade de Xuxa em transformar virgens puritanas em libertinas sedentas pelo ópio carnal?


Lucas Rodrigues Pires
São Paulo, 12/12/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. Prólogo. Sem Alarde de Heloisa Pait
02. Na hora do batismo de Marta Barcellos
03. Quando (não) li Ana Cristina César de Ana Elisa Ribeiro
04. A futebolização da política de Luís Fernando Amâncio
05. Ivan Angelo e a experiência da reescrita de Guilherme Tauil


Mais Lucas Rodrigues Pires
Mais Acessadas de Lucas Rodrigues Pires em 2002
01. Santa Xuxa contra a hipocrisia atual - 12/12/2002
02. O limite de um artista - 4/6/2002
03. O melhor nacional do ano - 17/10/2002
04. Cidade de Deus, um fenômeno comercial - 7/11/2002
05. O que eles têm que nós não temos? - 5/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/12/2002
16h48min
Sr. Lucas. Não acha que seu texto, mesmo tecendo críticas à Xuxa e seus filmes ridículos, deu até grande valor a essa "lixaiada" toda que temos que aturar em nossa midia ? Considero que os atores da rede globo, bem como amigos, filhos e apradinhados desta tal "Rainha Xuxa", um bando de hipócritas e infelizes; acho que não merecem crítica alguma, detalhada ou não, .. porque não passam de "NADA" do ponto de vista cultural; apenas continuam sujando a imagem da cultura construtiva, na qual estamos em falta ultimamente.
[Leia outros Comentários de David Samborn]
20/12/2002
17h04min
Lucas,Também tive o desprazer de assistir esse filme imbecilizante, e saí do cinema com náuseas. Pela liçãozinha de moral, pela sofrível interpretação dos atores, pela primariedade do roteiro, pelo merchandising descarado, enfim... sinceramente esse filme é uma vergonha para o cinema nacional. Vamos espalhar isso aos quatro ventos, salvar nossas crianças da ideologia que está por trás de Xuxa, esse monstro asqueroso da indústria cultural de massa.
[Leia outros Comentários de Paula Penedo]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O MEU CANICHE, COLECÇÃO CÃES DE RAÇA
BRUCE FOGLE
PRESENÇA
(1997)
R$ 16,75



A ESTRELA MISTERIOSA
HERGÉ
COMPANHIA DAS LETRAS
(2006)
R$ 23,00



SISTEMA DE AR CONDICIONADO POR ABSORÇÃO PARA ÔNIBUS
LUIZ CARLOS MARTINELLI JR.
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 489,00



ARTES PLÁSTICAS ENTRE AS CRIANÇAS
MAHYLDA BESSA
JOSÉ OLYMPIO
(1969)
R$ 5,50



ALMAS GÊMEAS
NICHOLAS SPARKS
ARQUEIRO
(2017)
R$ 26,77



PIPOCAS
MOACYR SCLIARERUBEM FONSECAEANA MIRANDA
COMPANHIA DAS LETRAS
(2003)
R$ 4,00



BHAGAVAD GITA - COMO ELE É
SUA DIVIDA GRAÇA A.C. BHAKTIVEDANTA SWAMI PRABHUPADA
THE BHAKTIVEDANTA BOOK TRUST
(2015)
R$ 25,00



JOANA DARC
JÔNATAS BATISTA NETO / JOSÉ ALBERTO BATISTA
MODERNA
(1985)
R$ 4,50



BRASILEIROS NOS ESTADOS UNIDOS
ANA CRISTINA BRAGA MARTES
PAZ E TERRA
(2000)
R$ 35,00



ZOYA
DANIELLE STEEL
RECORD
(1995)
R$ 14,00





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês