Comentários de Ricardo Cabral Jahen | Digestivo Cultural

busca | avançada
56027 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
>>> Miltinho Edilberto e Mariana Aydar trazem Forró, Flor & Cultura ao Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Como ler mais livros
>>> Debate Democrata na CNN
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Narcos
>>> Dez Anos que Encolheram o Mundo, de Daniel Piza
>>> A minha Flip
>>> O Casulo vai à escola
>>> Cinema Independente (5.1)
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O silêncio dos intelectuais
Mais Recentes
>>> Zé Carioca Nº 1854 de Walt Disney pela Abril (1989)
>>> Minhas Fábulas de Esopo de Michael Morpurgo e Emma Chichester Clark pela Companhia Das Letras (2015)
>>> Os Pensadores Montesquieu Xxi- do Espírito das Leis de Montesquieu pela Abril Cultural (1973)
>>> Decapitados de Leonardo Brasiliense pela Benvira (2014)
>>> Alma da Fera - Ordem da Leoa - Vol. 2 de Diana Peterfreund pela Galera (2014)
>>> Investigação Sobre o Entendimento Humano de Hume pela Escala
>>> Tabelas Estatísticas de H. R. Neave pela Ooooo (1980)
>>> Do Texto ao Texto Curso Prático de Leitura e Redação de Ulisses Infante pela Scipione
>>> Muito Barulho por Nada histórias de Shakespeare de Andrew Matthews e Tony Ross pela Companhia das Letras (2011)
>>> O mistério das aranhas verdes de Carlos Heitor Cony Anna Lee pela Salamandra (2001)
>>> O Dia da Tempestade de Rosamunde Pilcher pela Best Bolso (2008)
>>> Personal Best B1+ Intermediate de Jim Scrivener pela Richmond
>>> Zé Carioca Nº 1856 de Walt Disney pela Abril (1989)
>>> Paradoxo Sobre o Comediante de Diderot pela Escala (2006)
>>> Por Que Falham os Professores de J. M. Lembo pela E. P. U.
>>> Literatura Unicamp 2021 de Célia A. N. Passoni pela Núcleo (2020)
>>> Grande Enciclopedia Larousse Cultural Vol 24 de Larousse pela Nova cultural (1998)
>>> Coma de Robin Cook pela Signet
>>> Arturo- Ninamasina de Davide Cali pela Pallas (2013)
>>> A Cidade e as Serras de Eça de Queirós pela Martin Claret (2012)
>>> Prática das Pequenas Construções de Alberto Campos Borges pela Edgard Blucher (1975)
>>> Minidicionário Espanhol Português de Michaelis pela Michaelis (1993)
>>> Guia do Viajante Pelo Mundo Antigo - Roma - No Ano 300 d.C. de Ray Laurence pela Ver Curiosidades (2008)
>>> Estrelas tortas de Walcyr Carrasco pela Moderna (2003)
>>> O Colecionador de Lágrimas de Augusto Cury pela Planeta do Brasil (2012)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Sexta-feira, 16/12/2005
Comentários
Ricardo Cabral Jahen


O Orkut tira a magia da vida
Ana, fico feliz de perceber que as pessoas já estão percebendo que ficar se divertindo na internet por muito tempo não está com nada. Eu fiquei sabendo do Orkut desde sua criação, mas consegui segurar a tentação e a pressão dos amigos para entrar. Não sinto falta, e se você quiser falar com alguém peça para um amigo fazer por você! O Orkut tira o fator surpresa e mágico que a vida pode nos oferecer, fora a privacidade e a segurança, claro. E não posso deixar de comentar que sempre foi um grande modismo. A prova é esse debate instalado aqui! Um beijo e boas festas!

[Sobre "Adeus, Orkut"]

por Ricardo Cabral Jahen
16/12/2005 às
10h22 201.20.200.88
 
Mais fácil do que parece
A vida as vezes é mais simples do que parece. O problema é que ficamos muito envolvidos com os "vícios", sejam eles bons ou ruins. Acho que o segredo é procurar mais pelo "mistério", e trocar de vícios. No fim somos apenas átomos!

[Sobre "A ousadia de mudar de profissão"]

por Ricardo Cabral Jahen
29/11/2005 às
14h46 201.20.200.88
 
Vamos virar suco!
Olá, Carlos, não sei se interpretei mal seu texto, mas tive a impressão que critica essa nova maneira de encarar o mundo, onde quase tudo é um "investimento". Penso que há maneiras distintas de avaliar isso. Uma viagem para o deserto do Atacama é um investimento, e por que não? Lá você pode meditar, filosofar, criar. Óbvio tem um custo, mas seria melhor fazer uma aplicação financeira para 4 anos depois comprar um carro? Será mesmo que hoje nossa alma é a alma do capital? Se isso fosse verdade o homem atual apenas poparia, pouparia e pouparia. Acho que pelo ao contrário, muitos encaram a vida de uma forma diferente, onde o que importa é a busca da felicidade, da realização pessoal, do enriquecimento da formação. Está claro que o velho capitalismo está mudando de cara. Qual é a verdadeira importância de um currículo hoje? Será que as atititudes não valem mais? Sobre dar as costas ao Estado, concordo em parte, mas está claro que ele não deve ter o peso que teve em seus bons tempos, até porque os tempos são outros. Na verdade precisamos apenas fazer com que o Estado trabalhe adequademente, fiscaliza'-lo e seguir nossas vidas, empreendendo, e "investindo" em nós, em nossa família e em nossa sociedade. Sobre a "segunda carreira", a vida é feita de desafios, é dinâmica. Vejo essa "segunda carreira" como algo muito digno que pode inclusive transformar a vida de uma e mais famílias para muito melhor. Espero realmente que, pelo menos, alguns virem suco.

[Sobre "Todos viraremos suco"]

por Ricardo Cabral Jahne
24/8/2005 às
08h35 192.168.133.52
 
Por que não saio de São Paulo?
Edu, parabéns pelo texto. Como disse o leitor de Macapá, faltam reflexões mais "sociológicas" voltadas especificamente para onde vivivemos. Você praticamente dá a receita do bolo, de como viver em São Paulo (que concordo plenamente), mas há algo que ainda não perdi desde que entrei na faculdade; a minha sensibilidade para as aberrações daqui. Sem dúvida passo longe de desenvolver uma gastride aguda pela overdose de arquiteturas neoclássicas, papeis no chão, assaltos sofisticados, pessoas individualistas, e etc, etc e etc. Mas nesse ponto, como você disse, o "provinciano", tem muito a contribuir com nós, os "cosmopolitas". Infelizmente tenho percebido uma certa fuga generalizada de nós, os cosmopolitas, para com os problemas modernos. Não há mais reflexões. O ritmo é intenso, todos são muito cobrados, seja no trabalho, em casa, fora as novas contingências como segurança, falta de acesso a qualidade de vida e etc. Um grande medo parece pairar no ar, lançando uma nuvem congelante até mesmo nos moradores mais ilustres e capacitados dessa cidade. Esse indicador me parece ao menos alarmante. Será que estamos retrocedendo? Isso me lembra a sociedade medieval onde as famílias construiam seu castelos e fortes a espera de uma "visita" hostil, ou de um novo vizinho de maus hábitos. Óbvio que há excelentes movimentos por aí, mas confesso ainda não me sentir a vontade para colocar, por exemplo, um filho no mundo. Você pode me perguntar: por que não saio de São Paulo? E eu te respondo: vou trocar 6 por meia dúzia. Acho que o problema tem raiz profunda. O que vamos fazer? Acho que para começar, parar e refletir mais. E já que há medo em se pronúciar, vale a máxima: a união faz a força. Denuncie anonimamente, seja voluntário, faça parte de uma ONG. Dá para contribuir um pouco mais sem aparecer. Não quero parecer nenhuma outra coisa, a não ser um cidadão que ainda acredita na sensibilidade das excelentes pessoas que vivem aqui. Um grande abraço.

[Sobre "Por que eu moro em São Paulo"]

por Ricardo Cabral Jahne
20/7/2005 às
08h43 200.162.212.252
 
precisas de um assistente?
E aí Edu, que vida, hein! Aulas com lareira, gravata borboleta... precisas de um assistente?? Sinceramente acho que deves "dedicartes" mais a escrita! Parabéns! Um abraço e aproveite o quanto der e não der!

[Sobre "Inesquecíveis aventuras"]

por Ricardo Jahnel
31/1/2005 às
11h26 200.162.212.252
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




As Viagens de Alice
Alice Steinbach
Benvirá
(2011)



Teoria Pura do Direito
Hans Kelsen
Martins Fontes
(1994)



Amor Nas Entrelinhas
Katie Fforde; Marilene Tombini
Record
(2014)



Reparando Faltas
Nércio Antônio Alves
Lenico
(1990)



Felipão a Alma do Penta
Ruy Carlos Ostermann
Zh
(2021)



Pai Nosso Poliglota - Trezentas Línguas e Dialetos
Sebastião Laércio de Azevedo
Marques Saraiva
(2003)



Os Sonhos Não Envelhecem: Histórias do Clube da Esquina
Márcio Borges
Geração Editorial
(2013)



Reconciliação
Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho / Antônio Carlos
Petit
(2002)



Onde Estão os Meus Pais? Coleção Direitos das Crianças
Aleix Cabrera / Rosa Maria Curto
Ciranda Cultural
(2011)



Straigh Forward - Pre-intermediate (com Cd)
Philip Kerr
Macmillan
(2009)





busca | avançada
56027 visitas/dia
1,8 milhão/mês