Brainstorm? Era protesto! | Marcel Dias Pitelli

busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Informação, Redes Sociais e a Revolução
>>> Raul Gil e sua usina de cantores
>>> Os Rolling Stones deveriam ser tombados
>>> Manual prático do ódio
>>> Por que Faraco é a favor da mudança ortográfica
>>> Modernismo e Modernidade
>>> A favor do voto obrigatório
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
>>> Sobre o Ronaldo gordo
>>> A nova escola
Mais Recentes
>>> Oposição Complementar - Opposition Complementaire de Vários Autores pela Os Museus (1996)
>>> Austria In Colour de Kurt Peter Karfeld pela Osterreichische Staatsdruckerei, vienna (1957)
>>> Azincourt de Bernard Cornwell pela Record (2009)
>>> Internet Art - Digital Culture de Ricardo Barreto & Paula Perissinoto pela Imprensa Oficial (2002)
>>> Tempo de Gangorra de Saïd Farhat pela Tag (2023)
>>> Guerra dos Tronos: as Cronicas de Gelo e Fogo - Livro 1 de George R. R. Martin pela Leya (2010)
>>> Inteligência Artificial de Kai-fu Lee pela Globo (2019)
>>> Budismo: Psicologia do Autoconhecimento de Dr. Georges da Silva & Rita Homenko pela Pensamento (1999)
>>> Aços e Ferros Fundidos 6ª Ed de Vicente Chiaverini pela Associação Brasileira de Metal (1990)
>>> Historias Disparatadas de Vic Parker pela Silver Dolphim (2021)
>>> O Monge e o Filosofo: o Budismo Hoje de Jean-françois Revel e Matthieu Ricard pela Mandarim (1998)
>>> Kaplan GMAT 800, 2005-2006 de Vários Autores pela Kaplan Publishing (2005)
>>> Crónica de la Colonia Galesa de la Patagonia de Abraham Matthews pela El Regional (1975)
>>> Le New York de Paul Auster de Gérard de Cortanze , James Rudnick pela Du Chêne (1993)
>>> Effective horsemanship de Noel Jackson pela Arco Publishing (1967)
>>> Livro - Guias de campo- O ceu de Guias de campo pela Escala educacional
>>> Eclipse de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2008)
>>> Famílias Terrivelmente Felizes de Marçal Aquino pela Cosac Naify (2003)
>>> Crepusculo de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2008)
>>> O Olho Mais Azul de Toni Morrison pela Companhia das Letras (2019)
>>> The White Face de Carl Ruthven Offord pela Robert M. McBride Company (2023)
>>> Belas Maldições de Neil Gaiman Terry Pratchett pela Bertrand do Brasil (2017)
>>> Um dia minha alma se abriu por inteiro de Iyanla Vazant pela Sextante (2000)
>>> Marley e eu de John Grogan pela Prestigio (2006)
>>> Na Companhia de Soldados - o Dia-a-dia da Guerra do Iraque de Rick Atkinson pela Bertrand Brasil
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 18/5/2007
Comentários
Leitores

Brainstorm? Era protesto!
Tá bom, Julio! Eu fui lá e fiz meu blog! Coloquei um texto legal, que impactou vários amigos meus; alguns escritores, outros não. Mas e aí? Como divulgar essa joça? Sabe o que eu acho? Entra no orkut! Estamos criando a história em Word, ilustrando com o Image Bank. Aí, você pega o PDF 995 e transfere o arquivo doc para formato pdf, tranca contra cópia. Finalmente, vai no RapidShare e disponibiliza para download. Agora estamos falando. Acho que blog vai sair fora. Está se tornando uma ferramenta para diário pessoal. Ninguém lê seu blog, a menos que você o tenha cruzado com blogs de famosos ou você seja um. Meu livro foi divulgado em todo Brasil; todo mundo gostou, vendeu e a tiragem acabou. Agora eu peno para encontrar uma editora comercial que o banque. O leitor nunca tem $; o editor está sempre ausente. Nós estamos lá no orkut, escrevendo e arrasando nas comunidades literárias, abrindo sites, ajudando outros escritores. Infelizmente, o papel e o selo ainda contam e muito...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Marcel Dias Pitelli
http://www.marcelpitelli.com.br
18/5/2007 às
22h01 201.21.106.114
(+) Marcel Dias Pitelli no Digestivo...
 
Aqui jaz um escritor de papel
Em nenhum momento, Julio, eu disse que é papel do escritor fazer o povo ler. Disse, sim, que para que esse seu ponto de vista - o de que larguemos de mão nosso sonho de publicar um livro e nos ponhamos a postar ad infinitum na internet - só será possível de realizar quando mais e mais brasileiros puderem ter acesso à essa tecnologia. E para isso - para a coexistência de leitores e autores neo-midiáticos - será necessário que o preço dos pcs fiquem acessíveis. De outro modo, e ainda que saia mais caro sob todos os aspectos, sempre se perseguirá a realização desse sonho, por mais que ele mesmo não se realize - o que nos deixará algo incompletos. Mas, vou ser sincero, se eu realmente quisesse publicar um livro eu já teria conseguido. Acontece que 1) nunca me programei realmente pra isso e 2) nunca me seduziu a possibilidade de ser patrocinado pelo mandatário de plantão aqui no Estado. Logo, acho que o que venho fazendo atualmente - publicando aqui e ali na internet - tem me feito bem.

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Pepê Mattos
18/5/2007 às
21h01 200.164.57.103
(+) Pepê Mattos no Digestivo...
 
Comentários #32-35 (respostas)
Pepe (#32-33): não acho que é papel do escritor "ensinar o brasileiro a ler" (embora muitos pensem assim...): acho que é papel do escritor escrever bem. E, de novo: o Daniel Galera começou na internet... Parece que vocês não leram minha Entrevista com ele! Fiquem atentos: o próximo Daniel Galera vai surgir, outra vez, da internet, bem debaixo do nariz de vocês! Juliana (#34): blog é muito mais fácil (de lançar) do que livro (embora seja difícil de manter...), não é possível que você não consiga! Fuad (#35): o objetivo do meu texto não é comparar livro com blog (como formato), mas, sim, mostrar que um blog pode ser menos oneroso, mais ágil e eficiente --- em termos de comunicação! Gente desconhecia não vende livro em lugar nenhum; não é só no Brasil, não... Escreva na internet, torne-se conhecido e, só assim, publique um livro. O trauma será menor e a chance de sucesso será maior. Não é tão difícil entender meu raciocínio...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h24 200.177.21.215
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
Comentários #25-31 (respostas)
Janethe (#25): a primeira parte eu já respondi ao Felix (olhe aí em cima...). No texto, eu disse que há hoje blogueiros melhores do que autores publicados (em papel) --- e continuo mantendo isso! Marcel (#26-30): parece o Carlos (Comentário acima...): menos um Comentário do que um brainstorm... Na parte que me toca, não sinto prazer nenhum em desprezar escritos, mas sinto algum, confesso, em selecionar. Vou continuar selecionando. Coisa que os editores, infelizmente, não fazem mais... Eugenia (#31): livro é fetiche, sim, mas, como eu disse ao Lauro (acima), com tanto livro ruim, o fetiche vai acabando...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h22 200.177.21.215
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
Comentários #22-24 (respostas)
Lauro (#22): eu prefiro sacrificar o fetichismo a ler autores ruins; aliás, autores ruins acabam com qualquer fetiche --- não há livro bonito e gostoso (na forma) que resista! Isa (#23), você está vendo? Autores ruins desencorajam até autores bons a publicar --- alguém tem de acabar com isso! Albarus (#24, você tem certeza de que quer publicar um livro com essa assinatura?): o Daniel Galera é um bom exemplo, sim! Ele começou na internet, você sabia? Seu primeiro livro de contos foi todo publicado --- e testado antes --- na internet! É o melhor livro dele, na minha opinião. Ah, e eu já falei isso pra ele... Outra coisa: eu bem que tento ler os autores novos (ninguém pode me acusar de omissão!), mas é que, na maioria das vezes, não consigo nem passar da primeira página --- realmente, não é por má vontade, mas é que não dá...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h20 200.177.21.215
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
Comentários #18-21 (respostas)
Diogo (#18): a diferença, como eu disse por e-mail, é que as bandas que se lançam em CD não querem logo o Grammy, mas os nossos autores novos não querem nada menos que a consagração do Nobel! Newton (#19): o problema é que, hoje, você perde muito mais tempo encontrando livros bons na livraria, porque os ruins abundam nas estantes; as editoras abriram as pernas e lançam cada vez mais títulos (e cada vez mais autores novos... Socorro)! Não acho, Camila (#20): um blog só sobrevive se tiver audiência; um livro, sim, qualquer um publica. Um blog é um teste para um escritor --- para mantê-lo vivo, é preciso trabalhar bastante; já o livro, não é mais teste nenhum, para publicar basta pagar a edição! Brauer (#21): livro é sonho; realidade é o que eu descrevi aqui --- desmanchei, isso sim, os sonhos de muita gente, por isso, agora, estão bravos comigo... (Tudo bem, depois vão me agradecer por terem economizado uma grana...)

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h18 200.177.21.215
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
Persista!
Ô Marcelo. Legal sua reflexão. Mas acho que sua angústia atrapalha (o que estou dizendo? Tem gente que só consegue escrever sob angústia, sofrimento, mal-estar...). Mas o que quero dizer é que querer escrever (no sentido de ter de cumprir uma missão) é ruim! O ideal é querer escrever (no sentido de estar com vontade). Mas para tudo tudo existe técnica. Aprendi com o mestre Raimundo Carrero que quem espera uma ninfa vir do Olimpo soprar a inspiração no ouvido para só daí escrever, vai morrer sem datilografar uma lauda na vida. Escrever requer persistência, diciplina e teimosia mesmo! A princípio, vai escrever por obrigação. Vai fazer uns troços horríveis e dispa-se de orgulho, pois você (necessariamente) tem de reconhecer que são péssimos! Só assim, no dia em que escrever algo de qualidade, vai estar sendo justo consigo mesmo e com seu texto. Aí sorria. Tente repetir a dose. Veja porque este ficou melhor que o outro. Guarde-o na gaveta e continue. Sem esmorecer. O treino é tudo! Sucesso

[Sobre "Sobre escrever"]

por Albarus Andreos
http://www.albarusandreos.blogspot.com
18/5/2007 às
14h15 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Fui eu quem perguntou!
Uai, você estava lá? Fui eu o tal do rapaz que perguntou ao Hatoum sobre os autores novos! :)

[Sobre "Hatoum e os novos autores"]

por Leandro Oliveira
http://odisseia2005.blogspot.com
18/5/2007 às
14h08 200.198.16.241
(+) Leandro Oliveira no Digestivo...
 
Fama ou talento?
Pertinente o texto "Publicar em Papel? Pra quê?". Mas, permite também a pergunta: "Publicar em 'blog'? Por quê?". Nunca perder de vista que o livro permite pensar na perenidade do texto, enquanto o "blog" não, pois tudo que é virtual se desmancha no HD. Alguém por acaso daria um "blog" para alguém de presente? Alguém se disporia a perpetuar um "blog" em CD ou outro meio eletrônico qualquer de um texto que lhe agradasse? Por outro lado, cabe também perguntar: por que o mercado editorial brasileiro edita publicações de quinta categoria de autores "famosos" em outras atividades que não a literária ou intelectual e recusa autores novos de boa, às vezes excelente, qualidade, só por que são novos e exigiriam mais esforços de venda? O resumo da ópera é que no Brasil - em todas as atividades artísticas e não apenas a literária - a "fama" deve anteceder ao sucesso resultlante do talento, pouco importando a causa da fama, podendo ser até má-fama. F. G. Yazbeck

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Fuad Gabrie Yazbeck
18/5/2007 às
11h41 200.177.208.91
(+) Fuad Gabrie Yazbeck no Digestivo...
 
Onde vou publicar, então?
Eu nem sei como se faz um blog, não tenho conhecimento sobre web design e essas coisas, esses programas de arte como photoshop etc. Além disso, não tenho paciência para atualizar um blog. Onde vou "tornar públicos" meus textos literários? Abraços.

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por juliana
18/5/2007 às
11h17 150.164.101.76
(+) juliana no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Pássaro Que Não Queria Voar
Cláudia Felício
Cetip
(2010)



50 Anos Depois
Vários
Mndh
(2001)



A Espada e a Balança
Jason Tércio
Jorge Zahar
(2002)



Brás, Bexiga e Barra Funda: Notícias Paulistas
Antonio de Alcantara Machado
Nova Alexandria
(1995)



Nossa Senhora do Pilar um Culto Emboaba: Nova História de Minas Gerais
José Efigênio Pinto Coelho
Ufop
(1991)



Literatura Comentada: José Louzeiro
José Louzeiro
Abril
(1982)



Miroca e Suas Botinas
Juciara Rodrigues
Formato
(2010)



Dez Motivos para Amar os Livros / 5ª Ed - Confira !!!
Jonas Ribeiro; Lucia; Tati Toledo
Elementar
(2018)



Winnie At the Seaside -
Valerie Thomas and Korky
Oxford University Press
(2005)



Cartas de Lejos
V. I. Lenin
Anteo
(1957)





busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês