Jornais em museus | hdz

busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cada dia mais jovem - um retrato de minha mãe
>>> Sobre Sherlock Holmes
>>> 7 de Setembro
>>> Onde moram as crônicas
>>> Onde moram as crônicas
>>> Vida de Escritor no Catarse
>>> Henry Ford
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> A casa da Poesia
>>> De Auschwitz a ClubMed
Mais Recentes
>>> Nicolau tinha uma ideia de Ruth Rocha pela Quinteto Editorial (1998)
>>> Alex e os índios terenas de Denis Cruz pela Cpb Didaticos (2010)
>>> Já já - a história de uma árvore apressada de Paulo Rea pela Atica (2009)
>>> Tenho medo mas dou um jeito de Ruth Rocha pela Salamandra (2009)
>>> A revolta dos números de Odette de Barros Mott pela Paulinas (2011)
>>> Crianças famosas Toulouse-lautrec de Tony Hart pela Callis (1996)
>>> E o redemoinho levou de Alina Perlman pela do Brasil (1988)
>>> Como animar um grupo princípios básicos e técnicas de Maria José Aguilar Idánez pela Vozes (2004)
>>> Good-bye, Mrs. Parker de Telma Guimarães Castro Andrade pela Atual (1996)
>>> Swallow Valley Stage 2 de Eduardo Amos pela Moderna (1997)
>>> Socorro! preciso de motivação de Luiz Marins pela Harbra (1995)
>>> A Metamorfose de Franz Kafka pela Lafonte (2019)
>>> Made in Africa de Câmara Cascudo pela Global (2002)
>>> Lendas Brasileiras de Câmara Cascudo pela Global (2002)
>>> Cultura popular e educação salto para o futuro de René Marc da costa Silva pela Unesco Mec
>>> Alfabetização E Letramento de Magda Soares pela Contexto (2010)
>>> Diversidade de Núria Roca pela Ibep Jr. (2011)
>>> O Nome da Rosa de Umberto Eco pela Biblioteca Folha (1500)
>>> O cidadão de papel de Gilberto Dimenstein pela Atica (2000)
>>> O reizinho mandão de Ruth Rocha pela Quinteto Editorial (1997)
>>> Pedro compra tudo de Maria de Lourdes Coelho pela Cortez (2010)
>>> Cascudo, o Jabuti Jururu de Nildo Lage pela Prazer de Ler (2007)
>>> Casa de delicias de Sonia Rodrigues Mota pela Formato (1995)
>>> Crime e Castigo de Fiódor Dostoiévski pela Lafonte (2020)
>>> Por que as mulheres amam os homens fortes? de Elliott Katz; Andrea Holcbeg pela Sextante (2009)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 24/8/2007
Comentários
Leitores


Jornais em museus
As tábuas de barro onde a escrita uniforme era impressa já não existe mais, virou fato histórico e trabalho de arqueológo. Os jornais serão trabalho de arquivistas e receberão visitas frequentes de escolas ao museu.

[Sobre "Não queimem os jornais, ainda"]

por hdz
24/8/2007 às
17h00 200.233.31.248
(+) hdz no Digestivo...
 
sobre as frases de Chamfort:
"Neste mundo, existem três espécies de amigos: aqueles que nos amam, aqueles que não se preocupam conosco, e os que nos odeiam." ...parodiando Chamfort... "Neste mundo, existem três espécies de amigos: aqueles que nos amam, aqueles que se lembram/pensam em nós, e os que nos odeiam. Estes últimos são os que nos ensinam diariamente a cada vez mais amá-los, são os que nos fazem IMENSOS. Mas entre eles, há uma quase ínfima e rara espécie que são os "amigos verdadeiros". Estes, nos procuram. Grande abraço

[Sobre "Frases de Chamfort"]

por Maira Knop
http://www.envolturas.blogspot.com
24/8/2007 às
16h27 201.37.105.115
(+) Maira Knop no Digestivo...
 
encontar-se dentro de si mesmo
Julio, fico sempre encantada ao ler-te. Aprender contigo provoca marulhos em mim... tuas indicações são como o passo-a-passo para cada um encontar-se dentro de si mesmo. Obrigada, sempre!

[Sobre "Bate-papo com Albarus Andreos"]

por Maira Knop
http://www.envolturas.blogspot.com
24/8/2007 às
16h17 201.37.105.115
(+) Maira Knop no Digestivo...
 
Em defesa de Deus
Chega a dar pena. Pode existir obra de arte sem um autor? E quem é então o autor dessa obra de arte chamada Vida? Dessa obra de arte chamada Cosmos ou natureza? Dessa obra de arte chamada ser humano? Quem foi o autor dos animais com toda sua diversidade? É muita cegueira espiritual querer desqualificar um autor pra essa Arte toda. É mais que um retrocesso. É um fascismo. E o pior é que isso é considerado pós-moderno. Essa imbecilidade de negar a Deus está na crista da onda. Pobre mundo que não pára de tentar matar o autor da Vida.(Como se isso fosse possível).

[Sobre "Alguém ainda acredita em Deus?"]

por Joel Macedo
24/8/2007 às
11h00 201.37.61.95
(+) Joel Macedo no Digestivo...
 
Batalha off-stream
Uma entrevista como essa, do Julio com o Albarus, já justifica a existência do Digestivo. Absolutamente impecável e ultra-sonográfica da saga dos escritores brasileiros fora do mainstream, como é o caso dele e do meu. Embora eu já tenha livro publicado e até reconhecido como ícone dos anos 70 - Tatuagem - estou há mais de um ano com um texto inédito pronto, batendo cabeça no circuito editorial. Nem as pequenas, nem as médias, nem as megas... Vou examinar o caminho das pedras do Albarus e ver em que ele se aplica ao meu caso. E olha que esse meu livro publicado frequenta uma seleta lista de cult no Almanaque da Ana Maria Baiana, ao lado de Tolkien, Marcuse, Castanheda etc. E ninguém se interessou pelo meu inédito que conta uma história do final dos anos 60. Essa entrevista foi a fagulha de que eu precisava pra começar a trilhar novos caminhos, até porque, como ele disse, você fica por tanto tempo empenhado em publicar seu trabalho que até esquece de continuar escrevendo...

[Sobre "Bate-papo com Albarus Andreos"]

por Joel Macedo
24/8/2007 às
09h46 201.37.61.95
(+) Joel Macedo no Digestivo...
 
Marcelo Maroldi
Gostei do seu texto. Entendi-o como uma eficiente provocação, e bem intencionada! Tenho modos menos obreiros que os seus e, portanto, jamais conseguiria propor matéria similar. Bom que existem leitores, operários feito você, que contribuem com o mundo da literatura com vistas reativas e estimulantes. O admiro pelas idéias que vêm demolir padrões, principalmente os falsos novos, ditos modernos. Quando li "um novo escritor que vai me fazer chorar" senti você escrever um nó em minha garganta. Talvez seja meu esse seu choro e talvez a maioria das pessoas esteja congelada e indiferente... Sou um escritor meu. Tenho um terço de livro crescendo em canteiros de papel e o restante florido dentro de mim. Tenho tempo. Será que serei um novo escritor? Prazer em lê-lo.

[Sobre "Novos escritores? Onde?"]

por Maurício Ferreira
24/8/2007 à
01h13 200.222.228.135
(+) Maurício Ferreira no Digestivo...
 
Poetas
quero conhecer mais a história desses belos poetas

[Sobre "Letra de música é poesia?"]

por marcelo terras
23/8/2007 às
22h28 201.66.188.240
(+) marcelo terras no Digestivo...
 
Não generalizemos
Na verdade, há livros bons e ruins em todos os gêneros. Há excelentes livros catalogados como auto-ajuda, entre eles um de um pensador francês que fala sobre o poder do diálogo, e há romances horríveis. Admito que a busca do sucesso fácil faz muito editor apelar para a auto-ajuda, mas só uns poucos têm sucesso. O livro precisa ter alguma qualidade, precisa tocar a pessoa para ser bem aceito. As pessoas não são tão idiotas assim de irem comprando qualquer coisa. O editor que acreditar nisso vai acabar quebrando a cara e perdendo muito dinheiro. Outra coisa é analisar com mais cuidado esse conceito de auto-ajuda. Na verdade, toda leitura ajuda de uma certa forma. Livros técnicos, por exemplo, realmente passam conhecimentos importantes, ajudam. Acabei de receber de um amigo, e os li de uma sentada, os originais de Verdades e mentiras sobre a Lei da Atração. O autor, Philip Hill, analisa cientificamente os conceitos da obra da Rhonda Byrne, o vídeo e o livro The Secret. Gostei muito.

[Sobre "Auto lá!"]

por Fernanda Nogueira Sc
23/8/2007 às
22h00 201.81.242.35
(+) Fernanda Nogueira Sc no Digestivo...
 
Boas frases de Chamfort
Grande Chamfort, desnudando o ser humano e as nossas dificuldades de escolha. Frases muito boas, Julio. A imagem também. É bom quando encontramos pessoas com as quais podemos usar poucas máscaras e amigos que na maior parte do tempo nos amam. Abraço!

[Sobre "Frases de Chamfort"]

por Cristina Sampaio
23/8/2007 às
12h25 201.50.139.223
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
A fragilidade da auto-ajuda
Nunca acreditei em ETs, mas sempre os achei bonitinhos, com seus olhos carismáticos. Dizem que eles têm a fórmula da felicidade, são evoluídos. O engraçado é que na aparência são tão frágeis. Às vezes me pergunto o que é ser evoluído, se felicidade é algo que se prende nas mãos ou em correntes, como dizem ser possível por aí. Parece que alguns livros de auto-ajuda aliviam as angústias dos que não querem ou não conseguem compartilhar suas dificuldades, no entanto, a febre desses livros não pode ser outra coisa senão um jogo de mercado, com promessas impossíveis de um lado e pessoas ingênuas ou despreparadas do outro, tentando encontrar um pote de ouro no fim do arco-íris; felizes dos que ao menos se encantam com a visão das cores durante o caminho. Interessante a relação que você fez com auto-escola, muitos resolvem seus problemas dirigindo por um tempo. Mas encontrar a felicidade, ah, essa busca não tem fim, a alcançamos e perdemos inúmeras vezes...Até que chegue o nosso próprio fim.

[Sobre "Auto lá!"]

por Cristina Sampaio
23/8/2007 às
12h02 201.50.139.223
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Rabos de Lagartixa
Juan Marsé
Arx
(2004)
R$ 5,00



Robinson Crusoé
Daniel Defoe
Abril Cultural
R$ 10,00



Noções de Geometria Descritiva Mudanças Rotações Rebatimentos Problema
Virgilio Athayde Pinheiro
Ao Livro Técnico
(1965)
R$ 14,00



Táxi Chuvoso
Suzana Nunes de Morais
Sette Letras
(1997)
R$ 8,00



Controle de qualidade--as ferramentas essenciais.
Robson seleme e humberto stadler.
Ibpex
(2008)
R$ 14,00



Ponto 16
Jocy de Oliveira, Arlete Soares, Mac Adams
Sesi sp
(2018)
R$ 5,00



A Ciências da Biologia Vol. 2
Martho e Amabis
Ed. Moderna
(1983)
R$ 7,00



Curso Intensivo Sobre o Amor
Steve Ward, Joann Ward
Sextante
(2012)
R$ 13,00



Enciclopédia da Beleza Feminina - a Mulher e o Seu Bem Estar
Vários Autores
Expressão e Cultura
(1968)
R$ 9,00



Míni Larousse da Música
Nereide Schilaro Santa Rosa - Ivo Minkovicius
Larousse Júnior
(2009)
R$ 10,48





busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês