O contexto, infelizmente | Guilherme Montana

busca | avançada
78548 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto outubro - Sesc Carmo - literatura infantojuvenil
>>> Projeto seleciona as melhores imagens de natureza produzida por fotógrafos de Norte a Sul do país
>>> Infantil com a Companhia de Danças de Diadema tem sessão presencial em Ilhabela e Caraguatatuba
>>> Teatro do Incêndio realiza roda de conversa na Rua 13 de Maio sobre carnaval e identidade do Bixiga
>>> Mauro Mendes Dias lança Entre Baratas e Rinocerontes no encerramento da Semana da Estupidez
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Extraordinary Times
>>> Ensaio sobre a surdez
>>> The Search, John Battelle e a história do Google
>>> As ligações perigosas
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Consulta
>>> Dia do Sabino
>>> De Siegfried a São Jorge
>>> So much that was good but is gone
>>> Livros e ensino tecnológico
Mais Recentes
>>> Nunca Houve um Castelo de Martha Batalha pela Companhia das Letras (2018)
>>> O segredo de fátima de Irmã lúcia pela Loyola (1991)
>>> Iniciação À Arte De Curar Pelo Magnetismo Humano de Paul-Clément Jagot pela Pensamento
>>> Venda mais - DEUS na empresa. A espiritualidade ajuda a vender? Ano 9 - Nº108 de Vários pela Quantum (2003)
>>> Meu Recife de Outrora: Crônicas do Recife Antigo de Fernando Pio pela Departamento de Cultura (1969)
>>> Aparência Rio de Janeiro - 60 Notícia Histórica Descritiva da Cidade de Gastão Cruls pela José Olympio (1949)
>>> Experiências Psíquicas Além da Cortina de Ferro de Sheila Ostrander e Outro pela Cultrix (1970)
>>> Aprender a pensar de Edward de Bono pela Plaza e Janés (1987)
>>> Nem cosme nem damião de Joaquim vaz de carvalho pela Giz (1993)
>>> A Tormenta de Espadas. As Crônicas de Gelo e Fogo - Volume 3 de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Guerra dos Tronos. As Crônicas de Gelo e Fogo - Volume 1 de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Dança Dos Dragões - Coleção As Crônicas De Gelo E Fogo. Volume 5 de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Furia dos Reis: As Cronicas de Gelo e Fogo, Vol. 2 de George R R Martin pela Leya (2011)
>>> O Festim Dos Corvos - Coleção As Crônicas de Gelo e Fogo de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Menina Submersa: Memórias: Um caso de amor para toda vida de Caitlin R. Kiernan pela Darkside (2015)
>>> D.Gray-Man, Volume 15 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> D.Gray-Man, Volume 14 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> D.Gray-Man, Volume 13 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> D Gray Man Vol. 12 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2010)
>>> D. Gray-man Volume 11 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2010)
>>> Manuel Bandeira- Análise e Interpretação Literária de Emanuel de Moraes pela José Olympio (1962)
>>> O Fantasma de Jo Nesbo pela Record (2017)
>>> D.Gray-Man - vol. 10 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> Grilhões Partidos de Divaldo Pereira Franco pela Livraria Espírita Alvorada (1998)
>>> D. Gray-man 9 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 4/6/2008
Comentários
Leitores


O contexto, infelizmente
Você tocou num ponto que sempre, sempre, me incomoda. A avaliação da arte literária sob todas as óticas, menos a artística. Sociologismo e historicismo, aquele mais que este, são absurdos quando limitados por seus, digamos, limites epistemológicos (e esses limites geralmente se impõem, sei lá por quê). Infelizmente, esse é um traço própria do nosso meio intelectual: se for literatura, o que menos importa é a estética e o que mais importa é o contexto.

[Sobre "Machado de Assis: assassinado ou esquecido?"]

por Guilherme Montana
http://guilhermemontana.blogspot.com
4/6/2008 às
16h10 200.181.15.10
(+) Guilherme Montana no Digestivo...
 
Cada um com seu gosto
É ridículo querer impor regras e gostos literários, ou seja: cada um com seus gostos e, se todos gostassem do Machado, essa troca de idéias não estava acontecendo... Parabéns, Daniel, pelo texto.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Paula Andréia
4/6/2008 às
14h50 201.18.93.60
(+) Paula Andréia no Digestivo...
 
Ufa! Agora mais tranquilo!
Já não me sinto mais um herege condenado à fogueira eterna pela casta sacerdotal impenetrável da ABL. Não cheguei também a gostar de Orwell, o que pode ser uma condenação também aqui. Ultimamente estou envolvido em livros que refletem meu interesse por uma virada na maneira que os nossos escritores deveria nos brindar com suas penas. Não me envergonho de ter meus três últimos Neve - Orhan Pamuk - Companhia das Letras, A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak - Editora Intrínseca e O Caçador de Pipas - Khaled Hosseini - Editora Nova Fronteira. Me envergonho sim por ter gostado de Monteiro Lobato na minha infância (e a razão escrevi aqui)... Abdalan

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Abdalan da Gama
http://abdalan.blogspot.com/
4/6/2008 às
14h34 189.7.83.135
(+) Abdalan da Gama no Digestivo...
 
a epidemia de escritores
Marcia! A qualidade dos leitores também deve ser levada em conta! Não faltam "escritores-fantasmas", produzindo coisas abomináveis rotuladas de bibliografias, experências de vida e fórmulas de sucesso pessoal, assinando como artistas, "celebridades" e outros quejandos. Dar um salto de pára-quedas não faz ninguem ser paraquedista, mas é só pagar e pronto! Tem foto e tudo comprovando a façanha. Assim é a epidemia de escritores. A família, os funcionários, alguns amigos e, principalmente, a possibilidade de "imortalizar-se", com um registro na Biblioteca Nacional, além, é claro, daquela historia que dizem ter sido o Confucio quem disse: para ser homem (mulher), é necessario plantar uma arvore, fazer um filho e escrever um livro (é o responsável pelo que voce bem comenta). Ninguem é obrigado a comprar porcaria. Entretanto, a crítica, vez por outra, nos empurra algo absolutamente dispensável. Sigo acreditando que, bem peneirado, este cascalho sempre traz algum diamante... Um abraço, RA

[Sobre "A saturação dos novos autores"]

por R.Almeida
http://contubernioideocratico.blogspot.com
4/6/2008 às
14h28 201.8.192.63
(+) R.Almeida no Digestivo...
 
Esta é uma preferência sua
Daniel, permita-me discordar de você. Isso não é "certo como dois e dois". Quem acha que Machado afasta o aluno da literatura e Jonathan Swift aproxima é você. Esta é uma preferência sua. Eu fui "obrigada" a ler Machado na escola, aos 14 anos, e acabei gostando. Gosto muito do Machado, embora me irrite com essa coisa de "patrimônio nacional". Não sei se ele é o melhor autor brasileiro, como dizem. Sei que é bom. Fazer ranking é bobagem... Na minha sala do ensino médio (saudosos tempos!), algumas pessoas gostaram do Machado e outras não gostaram, mas ainda assim continuam a se interessar por literatura do mesmo jeito. Detestei o José de Alencar e nem por isso disse "meu, nunca mais quero ler literatura brasileira na vida!". Acho que você está sendo reducionista.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Marjorie Rodrigues
http://marjorierodrigues.wordpress.com
4/6/2008 às
11h54 200.157.11.66
(+) Marjorie Rodrigues no Digestivo...
 
O Machadão está em todas
Sim, sim! O Machadão está em todas. O cara, já consumido pelos vermes, consegue extrapolar o seu tempo e assombrar os leitores do século XXI, sendo leitura obrigatória para todos que querem alcançar um lugar nas universidades e afins de nosso país. Sou professora de Português e Literatura e quase sou obrigada a fazer com que meus alunos (ensino médio) leiam o tal. Lógico que ele é bom, ainda mais se comparado ao J. Alencar; mas se eu falar, por exemplo, que não gosto tanto, é capaz de ser apedrejada. O leque deve ser mais amplo. Oferecer e mostrar as possibilidades da literatura e deixar a escolha ao leitor, acho que é minha função. O medo é que sempre escolham um Paulo Coelho, por exemplo. Beijo. PS: O artigo do Guga enriquece bem esse aspecto...

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Adriana Godoy
4/6/2008 às
10h51 201.58.20.48
(+) Adriana Godoy no Digestivo...
 
Mascação
Fazer alguém gostar de literatura é uma improbabilidade como qualquer outra, meu caro. Assim como fazer gostar de matemática, de história, de química. Não se sabe (nem jamais se saberá) o que, exatamente, que conjunções e redes de sentidos, faz com que um indivíduo goste de literatura (ou de qualquer coisa). O problema é que todos acham que podem e sabem se meter no trabalho dos professores de literatura ou de português. Em qualquer mesa de boteco, comentários como os seus são aventados até que todos estejam bêbados. O negócio é saber que nem todo aluno é igual (em lugar algum), o que pode aumentar a probabilidade de uns gostarem de Machado e outros de Zola. Vários estudantes não gostarão de nada. Muitos serão empresários bem-sucedidos, gostando ou não de Machado ou de equações de segundo grau. Outra coisa: muitas nações precisaram de heróis. A Itália, por exemplo, elegeu Dante. E assim foi com a maioria dos países que precisaram constituir uma literatura nacional. Mas... são europeus.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por ana elisa ribeiro
4/6/2008 às
10h11 189.12.114.217
(+) ana elisa ribeiro no Digestivo...
 
Não posso deixar de comentar
O intuito de incentivar a leitura de "clássicos" da literatura brasileira em detrimento da literatura universal seria justamente privar o povo de cultura de verdade e então preservar uma nação de medíocres...

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Cristiane Cardoso
3/6/2008 às
23h18 201.19.4.93
(+) Cristiane Cardoso no Digestivo...
 
Permita-me discordar
Caro Leandro, eu critico apenas a inclusão de livros que, certo como dois e dois, afastarão o aluno da literatura. Não é novidade essa crítica, eu estou apenas passando adiante. Acho que aos alunos deveria pelo menos ser dada a opção de gostar mais de Machado de Assis ou de Jonathan Swift, por exemplo. Não é verdade que, saindo do ensino médio sem traumas literários, a pessoa terá mais probabilidades de, no futuro, vir a gostar mesmo de José de Alencar ou Camilo Castelo Branco? De resto, permita-me discordar: trabalhar, digamos, Kafka em sala de aula não seria de maneira alguma como estudar a formação do império germânico em detrimento da história brasileira. Até porque temos duas matérias de história no colégio, uma para a brasileira e outra para a universal, enquanto que no espectro do ensino de literatura somos pobres ao extremo.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Daniel
http://www.danielslopes.com
3/6/2008 às
12h32 189.82.186.69
(+) Daniel no Digestivo...
 
Nossa possibilidade
Não tenho nenhum diploma de faculdade e nenhum curso no exterior, desde cedo tive que lutar por meus sonhos, e hoje amo o que faço e tenho uma remuneração muito boa, o engraçado é que comigo acontece ao contrário do que vejo no mercado: depois que consegui chegar onde queria (com dignidade) é que vou buscar uma faculdade. As oportunidades estão aí, muitas vezes nós precisamos criá-las e, com humildade, transformamos essa oportunidade em possibilidade. Abs, Diva.

[Sobre "Emprego? Exercite o desapego"]

por Diva
3/6/2008 às
09h40 201.8.136.95
(+) Diva no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Zadig Ou La Destinée
Voltaire
Marcel Didier (paris)



Memorial do Apocalipse
Haroldo Ramanzini
Escrituras
(2001)



Um Encontro Inesperado. para Ler Antes de Dormir
Nandika Chand
Bom Bom Books
(2016)



Horóscopo Sexual para Praticantes
Márcio Paschoal
Record
(2003)



Sentido do Perdão
Luiz Carlos Ferraz
Titan



Ser Mãe é Sorrir Em Parafuso
Lô Galosso
Integrare
(2007)



Ética e Desenvolvimento
Candido Mendes
Loyola
(1990)



Os Caprichos
Sabina Murray
Best Seller
(2004)



Alice e Ulisses
Ana Maria Machado
Francisco Alves



O que as Mulheres Querem?
Paco Underhill
Campus
(2021)
+ frete grátis





busca | avançada
78548 visitas/dia
1,8 milhão/mês