Obrigada! | Adriana

busca | avançada
87666 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> A sétima temporada de 24 horas
>>> De olho neles
>>> Saudações cinemusicais
>>> 1998 ― 2008: Dez anos de charges
>>> The Book of Souls
>>> Carta ao pai morto
>>> Rousseau e a Retórica Moderna
>>> A vida mais ou menos
>>> Amores & Arte de Amar, de Ovídio
Mais Recentes
>>> Odisséia de Homero pela Abril Cultural (1981)
>>> Sobre a morte e o morrer de Elisabeth Kübler-Ross pela Martins Fontes (1994)
>>> O deus odioso, o diabo amoroso de Jacques Cazotte pela Escuta (1991)
>>> Odisséia de Homero pela Abril Cultural (1981)
>>> Sobre a morte e o morrer de Elisabeth Kübler-Ross pela Martins Fontes (1994)
>>> Chapeuzinho Vermelho e Outras Histórias Fábulas de Ouro de Paulinas pela Paulinas (2001)
>>> Biologia Volume Único 5ª Edição de César; Sezar; Caldini pela Saraiva (2011)
>>> Move Up Intermadiate Students Book de Simon Greenall pela Macmillan (1995)
>>> Move Up Advanced Students Book de Simon Greenall pela Macmillan (1999)
>>> Biologia Integrada Volume Único Ensino Médio de Luiz Eduardo Cheida pela Ftd (2003)
>>> Universo da Química Volume Único + Caderno de Resoluções de Bianchi; Albrecht; Daltamir pela Ftd (2005)
>>> Emagreça & Apareça! - Autografado de Wilson Rondó Júnior pela Gaia (2007)
>>> Entrega ao Deus Interior de Eva Pierrakos; Donovan Thesenga pela Cultrix (1999)
>>> Nosso Homem Em Havana de Henry Graham Greene pela Abril Cultural (1972)
>>> A Luz no Túnel de Jorge Amado pela Record (1982)
>>> Prática de Ensino os Estágios na Formação do Professor de Anna Maria Pessoa de Carvalho pela Pioneira (1987)
>>> Adolescência, psicanálise e educação: o mestre "possível" de adolescentes de Beatriz C. Cruz Gutierres pela Avercamp (2003)
>>> Nas Terras do Rei Café de Francisco Martins pela Melhoramentos (1973)
>>> A startup enxuta de Eric Ries pela Lua de Papel (2012)
>>> Prática pedagógica, aprendizagem e avaliação em educação a distância de Iolanda, B. de Camargo Cortelazzo pela Intersaberes (2013)
>>> Em Tudo, uma Lição água da Vida de Árvore da Vida pela Árvore da Vida (2001)
>>> Qutro vidas de um cachorro de W. Bruce Cameron pela Harper-Collins (2016)
>>> Adolescência, psicanálise e educação: o mestre "possível" de adolescentes de Beatriz C. Cruz Gutierres pela Avercamp (2003)
>>> A Pedagogia de Jesus de J. M. Price pela Juerp (1975)
>>> Os colegas de Lygia Bojunga pela Casa Lygia Bojunga (2004)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 29/5/2003
Comentários
Leitores


Obrigada!
Obrigada, Renato. A idéia é essa mesmo: que a gente conheça um pouco mais antes de criticar.

[Sobre "A cabeleira do Zezé não significa que ele é"]

por Adriana
29/5/2003 às
10h17 200.249.184.150
(+) Adriana no Digestivo...
 
Parabéns
Parabéns pelo artigo e pela profundidade do argumento. Aprendi bastante lendo-o. Gostaria de comentá-lo no meu modesto blog, mas o problema é que os meus leitores não estão acostumados a falar desses temas assim tão abertamente. Então, para os mais "abertos", eu indico o teu artigo. Parabéns, Adriana Baggio.

[Sobre "A cabeleira do Zezé não significa que ele é"]

por Renato Telles
29/5/2003 às
06h34 200.103.215.15
(+) Renato Telles no Digestivo...
 
Matrix Confused
Algo que venho notando na moçada da minha geração - nasci em 1971 - é que não conseguem evitar de forma alguma o impulso de ir ao cinema assistir Matrix, mas - uma vez acabado o filme - só sabem meter o pau, ainda que seja um pau cheio de sutilezas irônicas. Ainda pretendo escrever algo sobre a trilogia, mas, por enquanto, sugiro que leiam o texto MATRIX CONFUSED, do Jovem Nerd, um artigo inteligente, honesto, sem babação de ovo retardada. Quanto à possibilidade ou não de se realizar "milagres" no mundo real, afora os evangelhos e meu artigo sobre Li Hongshi, em meu blog, corram atrás do livro "A autobiografia de um yogue contemporâneo", de Paramahansa Yogananda, escrito nos anos 50 do séc. XX. Há "causos" ali de deixar qualquer irmão Wachowski de cabelos em pé. E, claro, com um acréscimo: todos os "homens e mulheres santos" ali retratados sabem que não são senão veículos de ação da Vontade de Deus. Não saem voando por aí, em meio a um desesperado "amor romântico", destruindo e matando meio mundo pra salvar a namoradinha. Ainda bem que Jesus não transou nem com Rebeca - vide Livro de Urântia - nem com a Maria Madalena... []'s

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por yuri v. santos
28/5/2003 às
19h33 200.140.110.71
(+) yuri v. santos no Digestivo...
 
não sejam leigos
Sugiro que assistam o filme mais umas 10 vezes e entendam pq Neo agora tem poderes fora da Matrix, por favor, não sejam leigos, comentem depois de saber como será a continuação.

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por Kazú
28/5/2003 às
14h54 200.163.26.202
(+) Kazú no Digestivo...
 
uma explicação razoável
Realmente, a cena salva o filme? Ou só Jesus salva? Vcs perceberam q, nos evangelhos, Jesus anda sobre as águas, ressucita, transforma água em vinho e faz outras coisas maneiras (Deos ex machina)? Além disso, tem o Uri Gueller q entorta colheres (there is no spoon). Nessas cenas fica claro, q Jesus, Uri Gueller e todos nós estamos dentro de uma simulação de computador. Como o Pe. Quevedo não pensou nisso antes? É uma explicação razoável. Mas pode ser, simplesmente, q também q exista magia fora da matrix (Neo seria um "heroi dos dois mundos"). Pode ser também q exista uma matrix dentro de outra até o infinito, o q é quase o mesmo q dizer q tudo não passa de um sonho. Seria algo tão manjado q eu pediria o dinheiro do meu ingresso de volta.

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por anthony
28/5/2003 às
13h57 200.152.201.157
(+) anthony no Digestivo...
 
cena que salva o filme
A cena que vocês estão discutindo é exatamente a única cena que salva o filme, nela fica claro que a matrix está dentro de uma matrix, que por sua vez deve estar dentro de outra matrix e assim por diante... Não existe, portanto, mundo "realmente real". Não é tão difícil assim de se aceitar isso, pois a maioria de nós aceita, naturalmente, que não existe mundo "virtual", não é mesmo?

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por Alexandre Munhoz
28/5/2003 às
09h11 200.204.142.220
(+) Alexandre Munhoz no Digestivo...
 
O começo pelo fim.
Edu, gostei bastante do novo modelo – artigos sucintos, com muito conteúdo, abordando vários temas. Concordo plenamente com a sua opinião em relação a cotas de negros nas universidades. Mais uma vez, uma proposta ineficiente e ineficaz, que, além de não resolver quase nada, ainda corre-se o risco de gerar mais problemas, como você mesmo disse. É querer consertar o teto, sustendo por uma estrutura podre, fixada em uma sólida superfície de gelatina. É como propor arrancar galhos para quem está interessado em se livrar de árvores. Fazer o quê?!?!?! Grande abraço. Felipe

[Sobre "Silêncio nas trevas"]

por Felipe Tavares
28/5/2003 à
00h56 200.158.160.13
(+) Felipe Tavares no Digestivo...
 
Zion e mundo "real" são Matrix
Meus caros: Vocês perceberam que no final do filme, Neo gera um pulso eletromagnético e destrói os robôs sentinelas ? Na verdade, o mundo "real" também é uma simulação gerada da Matrix. Por isso o The One tem super poderes em todos os lugares. Provavelmente no terceiro filme (Revolutions) Neo finalmente vai despertar dessa recursividade e acordar no mundo "realmente real".

[Sobre "The Matrix Reloaded"]

por Marcelo Martinez
27/5/2003 às
13h03 200.181.138.127
(+) Marcelo Martinez no Digestivo...
 
Nelson Freire
Como o próprio João Moreira Salles afirma, o objetivo do filme não é jornalístico nem biográfico, portanto não há nada para ser preenchido, muito menos “respostas corretas” (?). O filme não é para todo mundo mesmo. Mas, ao contrário do que se insinua, o público alvo não são os famigerados pseudo-intelectuais ou “connaisseurs”, e sim aqueles – privilegiados – a quem a música clássica faz sentido real. Esses, capazes de vislumbrar o gênio da interpretação (e, através dele, os inúmeros gênios da criação), têm todo o direito de “sair da sala com a cara de ter captado absolutamente tudo”. Por fim, tenho certeza de que, ao se referir à “temporada ao lado de Rachmaninoff”, a crítica utilizou um “subentendido”, uma vez que o compositor russo morreu em 1943, um ano antes do nascimento de Nelson Freire.

[Sobre "Digestivo nº 134"]

por Mauricio Negro
27/5/2003 às
10h18 200.160.248.162
(+) Mauricio Negro no Digestivo...
 
É isso aí!
Parabéns pela inteligência do argumento, Julio. Eu também acho tudo isso. A gente enfrenta as dificuldades em vários níveis da sociedade, seja nos preços absurdos de remédios, escola dos filhos, academia, etc. e ainda tem que sustentar esses tubarões das grandes empresas que só pensam em lucro e não querem saber das nossas dificuldades e isso é revoltante. Parabéns. E aproveito o ensejo para recomendar uma visita ao meu modesto blog.

[Sobre "Digestivo nº 135"]

por Renato Telles
27/5/2003 às
04h03 200.103.215.11
(+) Renato Telles no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Dívida Externa: Eles Gastam, Nós Pagamos
Mouzar Benedito
Loyola (sp)
(2000)



Responsabilidade Civil por Erro Médico
Fábio Motta da Cunha
Cbj
(2007)



Introdução à Sociologia
Francisco Videira Pires
Lello & Irmão (porto)
(1977)



Seminário Política Externa no Brasil para o Século XXI
Aldo Rebelo e Outros
Cãmara dos Deputados
(2003)



Sonido: Datos Practicos
John Borwick
Rede (barcelona)
(1968)



Cirurgia Plastica:medicina e Arte
Antonio Carlos Bellini
Antonio Bellini
(2000)



Soldagem dos Aços Inoxidáveis a Arco Voltaico Convencional
Hélio Portocarrero de Castro (com Dedicatória)
Não Identificada
(1974)



Le Tour Du Monde Dun Écologiste
Jean-marie Pelt
Fayard
(1990)



Enfermagem Ortopédica
Maria de Fátima Ventura e Outros
Ícone
(1996)



Arte de Nutrir Nas Grandes Cidades
Yvone Margonari
Minha
(2009)





busca | avançada
87666 visitas/dia
2,7 milhões/mês