Tv mais educativa | Gloria

busca | avançada
69435 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
>>> Teatro do Incêndio lança Ave, Bixiga! com chamamento público para grupos artistas e crianças
>>> Amantes do vinho celebram o Dia Mundial do Malbec
>>> Guerreiros e Guerreiras do Mundo pelas histórias narradas por Daniela Landin
>>> Conheça Incêndio no Museu. Nova obra infantil da autora Isa Colli fala sobre união e resgate cultura
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Gilberto Gil: Cultura Viva
>>> Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe
>>> 2006, o ano dos livros
>>> Na toca dos leões
>>> O nome da morte
>>> 7 de Setembro
>>> Sobre Paraíso Tropical
>>> Bernardo Carvalho e a arte da fuga
>>> Uma feira (in)descritível
>>> Quem tem medo do Besteirol?
Mais Recentes
>>> Planeta Deagostini de Contos de Magic - the Gathering - Juramento das Sentinelas - N. 5 pela Planeta Deagostini (2019)
>>> Vale dos Atalhos de Sonia Regina Bischain pela Sundermann, (2013)
>>> Contos de Magic: the Gathering - Batalha por Zendikar V 2 - N. 4 de Planeta Deagostini pela Planeta Deagostini (2019)
>>> The essential guide to customs & culture : Chile de Caterina Perrone pela Kuperard (2021)
>>> Viandante labirintos entressonhos de Sonia Regina Bischain pela Ciclo Contínuo (2017)
>>> Contos de Magic: the Gathering - Batalha por Zendikar V 1 - N. 3 de Planeta Deagostini pela Planeta Deagostini (2019)
>>> 15 Minutos Francês de Caroline Lemoine pela Publifolha (2006)
>>> Contos de Magic: the Gathering - Prólogo da Batalha por Zendikar -v 2 de Planeta Deagostini pela Planeta Deagostini (2019)
>>> Contos de Magic the Gathering - Origens de Planeta de Agostini pela Planeta de Agostini (2019)
>>> A Luftwaffe na Guerra de Karl Bartz pela Flamboyant (1967)
>>> The True Story of Romeo and Juliet de Eduardo Amos e Elisabeth Prescher Martins pela Richmond Publishing (2009)
>>> O Seminarista - Série Bom Livro de Bernardo Guimarães pela Ática (2002)
>>> Saguairu de Julio Emilio Braz pela Atual (2010)
>>> Luana - a Menina Que Viu o Brasil Neném de Aroldo Macedo-oswaldo Faustino-arthur Garcia pela Ftd (2000)
>>> O Fantasminha Trapalhão de Gerusa Rodrigues Pinto e Hugo Matos da Silva pela Fapi
>>> The Dive Sites of Aruba, Bonaire & Curação - Over 175 Dive and Snorkel Sites (Em Inglês) de Jack Jackson pela Contemporary Books (2000)
>>> Adivinhe! Quem Está para Chegar? de Gerusa Rodrigues Pinto e Hugo Matos da Silva pela Fapi
>>> Ratatoing de Maurício Bernardi Milani pela Página (2007)
>>> O Português Que nos Pariu de Angela Dutra de Menezes pela Record (2009)
>>> A Rainha do Sul de Arturo Perez-reverte pela Record (2016)
>>> O Planeta Berra de Edgard Romanelli pela Moderna (2003)
>>> Guia Preparatório para a Certificação Prince2 Foundation de Jefferson Lisboa de Melo pela Novaterra (2015)
>>> Direção Estratégica de Empresas Brasileiras de Agricola Bethlem pela Elsevier (2014)
>>> Mata Atlântica e Manguezais de Armênio Uzunian pela Harbra (2014)
>>> Ginástica Laboral - Princípios e Aplicações Práticas de Ricardo Alves Mendes, Neiva Leite pela Manole (2012)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 13/4/2004
Comentários
Leitores


Tv mais educativa
Acho que a televisão brasileira, ao invés de apresentar programas como o BBB, deveria investir mais em programas educativos, como faz a rede tv. Sei que a emissora tem programas educativos, como o telecurso, mais não é suficiente, para emissoras que atingem grande número de telespectadores, deveriam sim, incentivar a cultura através da leitura, dando condições para que a população pudesse ter acesso aos livros. Quanto as novelas, eu me recuso a assiti-las, porque vejo que muitas levantam assuntos polemicos e as vezes tentam passar coisas que não tem nada a ver com a realidade que vivemos. Incentivam cada vez mais os jovens a não trabalhar mostrando o lado facil de ganhar dinheiro, e incitando a prostituição tanto de jovens que acham que irão se dar bem se derem um golpe ou coisa assim. Vemos que a familia perdeu um pouco dos seus valores, só que hoje é muito dificil vc educar um filho com tantas linguagens diferentes, o pior é que temos que assitir, para podermos orienta-los.

[Sobre "A discreta crise criativa das novelas brasileiras"]

por Gloria
13/4/2004 às
11h57 200.217.236.138
(+) Gloria no Digestivo...
 
Obrigada
Adorei a tira dos malvados, obrigada por me apresentar a ela. E o teu texto, é claro, tb está bacana.

[Sobre "100 homens que mudaram a História do Mundo"]

por Carla
12/4/2004 às
09h57 200.151.83.157
(+) Carla no Digestivo...
 
a voz do dono, o dono da voz
Lanço um ademais - sim, os narradores são os autores. É preciso dizer, espalhar por aí, que os indivíduos somos "trezentos, trezentos e cincoenta"! Que escritores existem em tudo aquilo que escrevem mesmo sem zelarem pelas cicatrizes do evento narrado. A dificuldade para os leitores é apenas esta: perceber a coexistência do homem-letra, com a mulher-poema, e com o andrógino-ensaísta; todos são a mesma matéria envolvida pelo ectoplasma do desejo (certa coleção de balas perdidas). Há uma pulsão de rabiscar o entorno e a si. E o escritor, que acumula conjugados dentro de si, pouco se importa com a Copacabana que ele seja. Ao invés do Senso, é caro saber da qualidade dos inquilinos desta mesma espinha dorsal. Toda paixão, ao se encontrar e se perder, vive uma sina tranqüila. É inevitabilidade habitual do apreciador de café, cinema, livros e cerveja: saber da literatura como a fratura exposta do caleidoscópio comum-de-cada-dia. Se alguém incompreende, tanto pior, os rabiscos virarão depósito de um devir. Uma próxima geração te compreenderá menos; no entanto, se valendo de inconteste terremoto, a fortuna, logo agregarão algum "ismo" ao seu - outrora - marginal nome. E desta ficção, a História não pára de tecer relatos... Tampouco a ficção se cansa d’através disso cozer a História. Se a narrativa minha soa profética, azar do escritor; posto que mal consigo ser leve quando divago. Minha pena tem concreto embora escreva - é uma pluma macia que não voa, se enterra; não comenta, casmurra. Falo mal do narrador porque posso, estou isento dele, sou leitor e estou leitor.

[Sobre "Autor não é narrador, poeta não é eu lírico"]

por Felipe Eugênio
10/4/2004 às
15h15 200.149.199.76
(+) Felipe Eugênio no Digestivo...
 
Por quê?
Sim, pergunto porque é tão difícil, no Brasil, um autor novo conseguir uma editora que se proponha a publicá-lo. Acredito que tudo o que acontece na vida é uma conseqüência de algo. O seria esse algo que funciona como empecilho para os novos escritores, de maneira geral? É simples, creio eu, a resposta. Vivemos num mundo dominado pela vontade do lucro. Uma editora que não veja grande possiblidade de venda de um livro não quer se arriscar a um gasto com leitura de avaliação e tampouco com revisão. Como vc mesmo mencionou, são poucos e caros esses profissionais. Também esse fato não deixa de ser uma conseqüência de outro -o brasileiro lê pouco. Temos pouquíssimas bibliotecas públicas e, nas escolas, a leitura é pouco e mal estimulada. É errado dizer-se ao jovem ou à criança o que devem ou não devem ler. Que os deixem ler o melhor lhes aprouver, pois o importante é ler - seja uma revista, um jornal, um livro bobo... enfim, ler é um hábito que, uma vez adquirido, fica. Com o tempo, o jovem irá selecionar o que ler. Outra forma de se estimular a leitura é a televisão. Quando são apresentadas mini-séries ou mesmo outros programas onde são apresentados temas interessantes o público tele-espectador é levado a comprar o livro, a se envolver e a ter interesse em saber mais sobre o assunto. Se o número de leitores aumenta, a venda de livros aumenta, as editoras vão empregar mais avaliadores de manuscritos e os novos escritores terão mais e melhores oportunidades. Será um sonho? Acho que não. Finalizando, peço aos novos escritores que, podendo, não desistam!

[Sobre "Os desafios de publicar o primeiro livro"]

por Regina Mas
9/4/2004 às
21h02 200.167.32.176
(+) Regina Mas no Digestivo...
 
Quase bravamente resistindo...
Bem, eu concordo e não concordo com vc... Tenho 40, portanto sou da geração vinil... Comprei meu primeiro cd player e meu primeiro cd (The Dark Side Of The Moon) em 1987, e confesso, tive a minha primeira decepção. O som não é o mesmo, o do vinil é infinitamente superior, não estou falando da execução sem chiados e sim da qualidade sonora. As letras do encarte do cd são praticamente invisíveis, quando estes são contemplados com encarte, o que nem sempre acontece. Este sentimento pode até ser chamado de saudosista, mas o prazer de manusear um álbum de capa dupla com encarte é quase indiscritível. Esta é uma das grandes falhas do cd, mas concordo que uma revolução está lançada, o perfil do usuário e consumidor de cd´s está mudando drasticamente. O pessoal monta sua própria coletânea baseada em critério algum, o que para o pessoal da minha geração é um sacrilégio. Vc não pode misturar Neil Young com Ivete Sangalo, Lou Reed com Fala Mansa e passar o restante dos seus dias sem pagar pelo crime cometido. A minha dúvida é: estarão as majors do mercado fonográfico preparadas para isto? Hoje, tudo é muito rápido, efêmero e descartável. Qual a necessidade de se ter o cd de determidado artista, se é possível e absurdamente mais barato se montar um cd com as preferidas gastando R$ 1,00 na mídia e tendo paciência e saco para baixar músicas de sites de trocas de arquivos? Agora, se isto é a crônica de uma morte anunciada, não faço a menor idéia, continuo a comprar discos de vinil e adquirindo cd´s. Confesso ainda relutar na compra de cd´s piratas, mas provavelmente este é um escrúpulo que abandonarei em breve.

[Sobre "Para mim e para você, o CD teve vida curta"]

por Tito Pinheiro
8/4/2004 às
19h56 200.175.180.160
(+) Tito Pinheiro no Digestivo...
 
Dos melhores
Realmente é um dos melhores filmes que assisti nos últimos anos. Ainda não entendi pq não foi lançado em DVD, pois é certamente um filme para se ter em casa.

[Sobre "O Paulinho da Viola de Meu Tempo é Hoje"]

por Felipe Addor
7/4/2004 às
19h27 200.152.212.130
(+) Felipe Addor no Digestivo...
 
Cidade de Deus
Marcos, em primeiro lugar, gostaria de cumprimentar você pelo artigo. Porém, discordo da colocação que você faz a respeito do fato de que o filme acaba chocando apenas por estarmos tratando da morte do filho de Deus, já que não teríamos o mesmo impacto se não estivéssemos tratando de Jesus, mas de um de seus filhos desafortunados. Creio que o inverso desta proposição seria mais adequado. Acho que o mais chocante (e, no meu ponto de vista, o maior mérito do filme) é que ele é uma demonstração viva das possibilidades de utilização da violência, da tortura... De forma que, se o homem foi capaz de fazer o que fez com Cristo (não foi Gibson quem fez isso, mas aqueles homens de quase 2000 atrás), com o filho de Deus, imagine onde podem chegar os requintes de crueldade contra um dos chamados desafortunados. A própria Cidade de Deus carioca pode ser uma resposta para esta afirmação.

[Sobre "A Paixão de Cristo e Cidade de Deus"]

por Rafael Pereira
6/4/2004 às
16h55 200.18.53.198
(+) Rafael Pereira no Digestivo...
 
É isso aí!
Parabens Alexandre, ótimo texto. Assisti o filme e realmente, na minha opinião, é "o melhor filme de música já feito em terras brasileiras".

[Sobre "O Paulinho da Viola de Meu Tempo é Hoje"]

por Anita Schwarzwalder
6/4/2004 às
09h35 200.186.151.97
(+) Anita Schwarzwalder no Digestivo...
 
Concordo!
Perfeito e irretocável seu texto. Tenho um coluna no site da Superinteressante chamada "Retratos" e vira e mexe amigos e conhecidos querem me analisar pelas crônicas. Ou entendê-las por minhas características pessoais. E minha resposta é exatamente essa: narrador não é autor e o texto é meu, mas não só meu. abraço,

[Sobre "Autor não é narrador, poeta não é eu lírico"]

por luciana pinsky
4/4/2004 às
17h54 201.1.23.63
(+) luciana pinsky no Digestivo...
 
orkut: google explica
pois é julio. para complementar o teu texto, o orkut é afiliado ao google. só aí dá pra ver q a coisa não é de brincadeira. o pessoal do google não dá ponto sem nó. vide o blogger (q foi absorvido pelos caras) e agora o anunciado g-mail, q segundo eles vai revolucionar o conceito de e-mail grátis. é isso. sales

[Sobre "Digestivo nº 169"]

por Augusto Sales
7/4/2004 às
11h51 200.155.195.79
(+) Augusto Sales no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Te Amo!
Gabriela Nascimento
Rideel
(2011)



O Adeus à Mulher Selvagem
Henri Coulonges
Abril Cultural
(1983)



Baleinebis: Une Enquête Sur un Marché Linguistique Multilingue
Fernand Fehlen
Sesopi
(2009)



The Pooring of America: Competition and the Myth of Free Trade
Dr. Ravi Batra
Collier Books
(1993)



Liberdade Sindical e Negociação Coletiva Como Direitos Fundamenta
Jonabio Barbosa dos Santos
Ltr
(2008)



Você É um Vencedor, Acredite!
Raimundo Sérgio Carneiro
Abc Fortaleza
(2000)



Crise Social e Delinquência
James Tubenchlak (dedicatória)
Freitas Bastos (rj)
(1981)



Medicina: Contos, Crônicas, Narrativas
Ângelo Presotto Netto
Ribeirão Gráfica
(2008)



Falando Como Vencedor
Leil Lowndes
Record
(2000)



Os Voluntários da Pátria na Guerra do Paraguai Volume 3 Tomo Iv
General Paulo de Queiroz Duarte
Bibliex
(1990)





busca | avançada
69435 visitas/dia
2,6 milhões/mês