Corpo e mente afinados | Carol Aragón

busca | avançada
71417 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Peça em homenagem à Maria Clara Machado estreia em teatro de Cidade Dutra, na periferia de São Paulo
>>> Campanha Sonhar o Mundo traz diversificada programação elaborada pelos museus paulistas
>>> Homenagem ao Pianista Nelson Freire, Grátis, 5/12, no Morumbi
>>> Carlos Dala Stella lança novo livro e completa trilogia
>>> Jam Brasil traz o melhor da música instrumental de 13 a 18/12 de graça
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Entre outros
>>> Entre o corpo e a alma, o tempo
>>> O tempo é imbatível
>>> Consciência
>>> A cor da tarja é de livre escolha
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Salvem os jornais de Portugal
>>> Irmãos Amâncio
>>> Chris Cornell
>>> Nosso Primeiro Periscope
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Contra os intelectuais
>>> Simpatia pelo Demônio, de Bernardo Carvalho
>>> Berlim, o passado arrancado à força
>>> Propostas discordantes no jornalismo
>>> Stan Lee - o reinventor dos super-heróis
Mais Recentes
>>> Estratégia Adaptativa de Sandro Magaldi José Salibi Neto pela Gente (2020)
>>> A Arte de Superar Problemas de Charles Stanley pela Thomas Nelson (2007)
>>> Proteja Seu Filho do Bullying (lacrado) de Allan L. Beane pela Best Seller (2010)
>>> Sereia - Vol. 1 (lacrado) de Tricia Rayburn pela Verus (2011)
>>> Economia Levada a Sério de Dean Baker pela Wmf Martins Fontes (2011)
>>> O Segredo da Borboleta de Toni Tucci pela Record (1978)
>>> Odisseia de Homero pela Hedra (2011)
>>> Pixel Media Magazine Nº 4 de Vários Autores pela Pixel Media
>>> Análise Financeira de Alternativas de Investimento de Raymond R Mayer pela Atlas
>>> O Fim do Estado - Nação de Kenichi Ohmae pela Campus
>>> Amandine de Marlena de Blasi pela Record (2014)
>>> Hotel Paradise de Martha Grimes pela Record (1999)
>>> A Morte de um Djin de Pep Dstagni pela Iluminuras (2000)
>>> Obras de Jorge Amado os Velhos Marinheiros de Jorge Amado pela Martins
>>> Tudo Sobre Minha Corujinha (lacrado) de Vergara & Riba pela Vergara & Riba (2016)
>>> Exame Criminológico (lacrado) de Luciane Neitzel Friedrich pela Lumen Juris (2016)
>>> Péricles, Príncipe de Tiro de William Shakespeare pela Iluminuras (2012)
>>> A Árvore dos Sexos de Fernando Santos pela Circulo do Livro (1974)
>>> Água Origem, Uso e Preservação de Samuel Murgel Branco pela Moderna (2002)
>>> Qualé a Questão da Dívida Externa de Alkimar Ribeiro Moura pela Brasiliense (1985)
>>> Nova Gramática Finlandesa de Eduardo Brandão pela Companhia das Letras (2014)
>>> África sem Estereótipos Atividades de Afreaka pela Afreaka
>>> A Competência ao Alcance de Todos de Laurence J. Peter pela José Olympio (1979)
>>> Construção e Uso Prático de Aviários e Gaiolas para Pintos de Walter Kupsch pela Nobel (1986)
>>> Unfollow 140 Tipos de Rob Williams e Outros pela Panini Comics Vertigo (2017)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 14/5/2004
Comentários
Leitores


Corpo e mente afinados
Sempre fiz exercícios físicos, pois a genética familiar tem sérias tendências obesas, dos dois lados... como nunca fui magra (imagina se eu não malhasse!!!) procurei sempre manter meu corpo saudável, que é pra ter uma mente saudável também. Não sou uma maníaca por malhação, mas o bem-estar que isso me proporcionou e proporciona ainda hoje, aos 35 anos, me faz ver que valeu a pena, apesar de gordinha, ter consciência do meu corpo. E confesso que me prefiro agora do que aos 18!

[Sobre "Mens sana in corpore sano"]

por Carol Aragón
14/5/2004 às
13h41 200.175.74.126
(+) Carol Aragón no Digestivo...
 
for here or to go?
Daio, gostei do texto! Concordo na teoria mas a vida pratica de muitas pesssoas ou ateh de um pais inteiro (no meu caso) esta bem longe disso. E a verdade eh que muitas vezes nao estah nas nossas maos viver uma vida saudavel. Quando vc fala pare para almocar lembrei da cena das pessoas por aqui mastigando no meio da reuniao, na frente da tv, no transito. Nao eh a toa que a primeira pergunta quando se compra uma comida eh "for here or to go?". Nao eh a toa que a obesidade virou problema tao serio. Mas a verdade eh que nao dah para fazer tudo ao mesmo tempo agora e as vezes queremos nos dar a oportunidade de viver uma fase de vida diferente onde as prioridades sao outras e estando dispostos a lidar com os "trade-offs" desta escolha tudo bem. Faz parte do processo da juventude testar seus limites, a tal sindrome da imortalidade...

[Sobre "Mens sana in corpore sano"]

por Carolina Borges
14/5/2004 às
13h34 148.177.1.213
(+) Carolina Borges no Digestivo...
 
Fome!!!
Tive fome lendo seu texto!!! Ainda bem que mantenho saudáveis barras de cereais estrategicamente colocadas na gaveta do escritório, para momentos assim. Digo estrategicamente, porque as outras opções poderiam ser mais calóricas, uma vez que trabalho em uma empresa de chocolates, sorvetes e outras guloseimas.

[Sobre "Mens sana in corpore sano"]

por Eduardo Trevizani
14/5/2004 às
11h28 207.117.33.134
(+) Eduardo Trevizani no Digestivo...
 
Entusiasmante!
Ainda não assisti o filme, mas depois de ler o texto do Petillo me identifiquei ainda mais com o estilo "Paulinho da Viola" e agora vou assistir e indicar a todos meus amigos. Parabéns pela matéria!!!

[Sobre "O Paulinho da Viola de Meu Tempo é Hoje"]

por André Luiz
14/5/2004 às
10h49 200.140.56.30
(+) André Luiz no Digestivo...
 
vida saudavel
Muito legal, Julio. Acredito que mantendo uma vida saudavel, todas as outras coisas acabam funcionando bem...

[Sobre "Mens sana in corpore sano"]

por Anita Schwarzwalder
14/5/2004 às
09h29 200.186.151.97
(+) Anita Schwarzwalder no Digestivo...
 
Love, love, love
Teoriza-se muito sobre o amor. Tudo já foi dito e explicado. Dissecaram o amor feito rã de laboratório. As mulheres -por exemplo- se tornaram tão obcecadas com esse "negócio" de amor e romantismo que perderam a essência de fêmeas que são, para se tornarem moçinhas casadoiras (como se diz lá em Portugal) com faro aguçado para enlaces financeiramente promissores. Esse troço de "Antropologia do Amor" é conversa pra boi dormir. O que todos nós queremos -Homens e mulheres- de verdade é descobrir os segredos da paixão. Ou seja, uma coisa bem diversa do amor.

[Sobre "Amar é..."]

por Gui
13/5/2004 às
14h50 201.0.233.201
(+) Gui no Digestivo...
 
Literatura e a dura realidade
Gostei de seu artigo e entendo perfeitamente a aflição que toma conta dos escritores, quando outras circunstâncias impedem de continuar escrevendo... lendo... escrevendo... lendo... E mesmo quando os mesmos se tornam "bichos estranhos", "alienígenas", que não seguem as regras dentro da normalidade social. Como casar, escolher certas profissões, ter filhos, usar roupas de grife e outros ornamentos da moda, enfim... uma infinidade produtos da indústria cultural, que os meios de comunicação nos empurram goela abaixo. E os sonhos e desejos de escrever nos jogam num abismo que não sabemos onde vai dar. Mas é um vício maravilhoso, que eu também não quero deixar e aprimorar cada vez mais. E, como no texto de Flaubert que você citou, cinema e literatura me fazem suportar a existência que me desvia de meus desejos mais secretos. Abraços, Nádia Costa

[Sobre "Escrever para não morrer"]

por Nádia Costa
12/5/2004 às
11h57 200.163.47.56
(+) Nádia Costa no Digestivo...
 
Roberto Carlos
Uriano, apesar de concordar que nos momentos mais cruéis da ditadura militar, de 1965 a 1974, Roberto Carlos compunha as melhores canções de seu repertório, não posso achar que ele fazia tudo que os mestres militares, com suas botas pisando duro em qualquer manifestação crítica ao regime, desejassem. Daí fazer uma comparação entre sua arte e o regime, vai uma grande diferença. Muitos músicos criativos na época também não faziam nenhuma menção à ditadura, como os próprios Mutantes, Jorge Ben e até a Elis Regina, que resolveu manifestar-se bem depois. Não é porque é um músico de sucesso que o sujeito precisa se manifestar politicamente. Até hoje o "Rei" é assim, nunca mostrou nenhum engajamento político. E como você colocou, foi o único a mostrar solidariedade através de sua arte, ao exilado Caetano Veloso, com uma linda canção, que, acredito, emocionou o remetente. Beijos, Nádia Costa (Assessora de Comunicação da Fundação de Saúde de Mato Grosso do Sul, Funsau/MS)

[Sobre "O Rei Roberto Carlos e a Ditadura"]

por Nádia Costa
12/5/2004 às
11h39 200.163.47.56
(+) Nádia Costa no Digestivo...
 
Demo o q?
Adriana, concordo em parte quando se afirma que a democracia, apesar de muito ruim, é o melhor sistema existente. Q a democracia é muito ruim basta ver a nossa, q só poderá funcionar bem o dia em q não for mais necessária, ou seja, quando formos todos cidadãos de primeiríssima qualidade. O parlamentarismo monárquico, tipo ingles, com uma câmara dos lords totalmente antidemocrática, e direitos medievais q um soberano ainda pode usar (não tem usado), parece-me o caminho a seguir. É o único sistema natural, criado aos poucos, pelos "ires e vires" da História. Sem muita teoria e incapaz de resistir a "críticas intelectuais", mas q funciona bem há uns 800 anos.

[Sobre "Detefon, almofada e trato"]

por pedroservio
11/5/2004 às
11h05 200.216.25.42
(+) pedroservio no Digestivo...
 
Fora de vista o que importa
Gente, essa discussão como um todo não procede, assim como o texto do colunista (ainda que bem colocado). É claro que ninguém se expôs com exaustão, para ficarem claras as opiniões, mas não faz sentido pensar em ditadura em detrimento de outro regime, que TALVEZ seria igual ou pior. É preciso trabalhar com o que temos em mãos. Todo mundo sabe que a esquerda mundial sempre foi burra e pouco preparada para implementar o que ela mesma propõe, mas, por outro lado, sabemos que a direita é extremamente bem preparada para fazer valer seus interesses, SOB QUAISQUER MEIOS. Isso é importante. Um erro não anula ou justifica outro. E é isso que parece no texto (apesar de que quero crer que não é a real opinião do autor). Classificar o AI-5 meramente como reação a quaisquer que fossem as pressões sobre os generais, por exemplo, me parece um atentado contra a democracia. Aquele foi um ato atroz, e pronto. Se havia outros atos atrozes na época, é outra conversa.

[Sobre "Desfazendo alguns mitos sobre 64"]

por Víktor Waewell
10/5/2004 às
20h11 200.199.133.152
(+) Víktor Waewell no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Três Garotos na Amazônia
Antonieta Dias de Moraes
Brasiliense
(1978)



10% Mais feliz
Dan Harris
Sextante
(2015)



Hospital
Arthur Hailey
Nova Fronteira
(1975)



Ângulos
Imenes
Atual
(1992)



Gestão Empresarial - Sucesso em suas mãos - MSD
Editora
Msd
(2007)



A Paixão de Conhecer o Mundo
Madalena Freire
Paz e Terra
(2007)



Para uma Teologia da Comunicação na América Latina
Decos Celam
Vozes
(1984)



A Decisão Mais Importante Que Você Deve Tomar
Joyce Meyer
Bello
(2015)



Equipes Ricas e Vencedoras. a Atitude Que Transforma Pessoas...
Blair Singer
Alta Books
(2017)



Sorte ou Talentos
Bo Peabody
Negócios
(2005)





busca | avançada
71417 visitas/dia
1,9 milhão/mês