Habemus messias literário | Marcelo Rezende

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> teu filho, teu brilho
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
>>> História da leitura (I): as tábuas da lei e o rolo
Mais Recentes
>>> 12 Meses para Enriquecer - o Plano da Virada de Marcos Silvestre pela Lua de Papel (2010)
>>> A Filha do Restaurador de Ossos de Amy Tan pela Rocco (2002)
>>> Outsiders: Vidas sem Rumo de Susan E. Hinton pela Brasiliense (1985)
>>> Repensando uma Cultura de Paz e Liberdade de Carlos Góes / Acácio Alvarenga / Átila da Veiga pela Unb (2010)
>>> Míni Aurélio de Marina Baird Ferreira pela Positivo (2006)
>>> Vaticano de Edizioni Musei Vatican pela Portoghese
>>> Konig de Ana Rita Petraroli pela Scortecci (2012)
>>> Comentários ao Código Tributário Nacional, Vol. II de Hugo de Brito Machado pela Atlas (2004)
>>> Chic Homen: Manual de Moda e Estilo de Gloria Kalil pela Senac (2004)
>>> O Ciclo das Aguas de Moacyr Scliar pela L&pm (2010)
>>> Contos de Lugares Distantes de Shaun Tan pela Cosac Naify (2008)
>>> B is For Burglar: Intermediate (macmillan Readers) de Sue Grafton pela Macmillan Education (2005)
>>> Sucessão: Charges no Jornal do Brasil de Barcímio Amaral e Outros pela Jornal do Brasil (1983)
>>> Os cientistas e seus experimento de arromba de Dr. Mike Goldsmith pela Seguinte (2007)
>>> Ninguém Pode Saber de Karin Slaughter pela Harper Collins (2019)
>>> Aqui e Agora de Saul Bellow pela Bloch (1967)
>>> Innovation - the Attackers Advantage de Richard Foster pela vSummit Books (1986)
>>> Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Filosofia de Paul Kleinman pela Gente (2014)
>>> Ana Terra de Erico Verissimo pela Globo (1979)
>>> Quando é Preciso Ser Forte Autobriografia de De Rose pela Egrégora (2012)
>>> The Bat Scientists de Mary Kay Carson pela Desconhecida
>>> Poesia Completa de Alberto Caeiro (de Bolso) de Fernando Pessoa pela Companhia das Letras (2005)
>>> Estrelas Fritas com Açúcar de Leticia Wierzchowski pela Planeta (2020)
>>> Derivatives in Financial Markets With Stochastic Volatility de Jean-pierre Fouque; George Papanicolaou pela Cambridge University Press (2000)
>>> Contos de Voltaire pela Abril (1972)
COMENTÁRIOS

Sábado, 30/4/2005
Comentários
Leitores


Habemus messias literário
Era previsível o que aconteceu a Miguel do Rosário. Além da nova geração de escritores escrever mal e ter o rei na barriga, falta a esses jovens um elemento indispensável para se produzir literatura: criatividade. De todos os escritores novos que têm surgido nos últimos anos, eu chamaria a atenção de um, que tem criatividade para dar e vender e ainda esbanja cultura sem ser pernóstico ou cansativo: o colunista aqui do Digestivo, Luis Eduardo Matta, que publicou um excelente romance de suspense, "Ira Implacável", para mim o melhor livro de jovem autor que apareceu, pelo menos, nos últimos cinco anos. Luis Eduardo Matta se diferencia e se destaca dos seus contemporâneos exatamente por, em vez de uma prosa umbiguista ao extremo, fazer uma literatura criativa e única no Brasil de hoje. Se estamos esperando um messias para redimir a nova literatura, para mim, esse messias já chegou e se chama Luis Eduardo Matta. O único porém é que a literatura feita por ele dificilmente será seguida pelos novos escritores brasileiros. Talvez ele continue único por muito tempo no seu estilo. Isso, é claro, se ele tiver em vista seguir a carreira literária em vez de ficar conhecido como o grande autor de um livro só.

[Sobre "Digestivo nº 224"]

por Marcelo Rezende
30/4/2005 às
17h04 200.216.23.243
(+) Marcelo Rezende no Digestivo...
 
mundo muito inteligente
Parabéns à autora. Gostei muito do texto que me introduziu no mundo (muito inteligente) dos microcontos ou micropoemas!

[Sobre "Microcontos ou micropoemas?"]

por Cesar Luiz Pasold
30/4/2005 às
14h50 200.176.143.58
(+) Cesar Luiz Pasold no Digestivo...
 
Muito Semelhante
Julio, 'a medida que fui lendo seu ótimo texto, percebi que a situação que você descreve foi a mesma que encontrei na universidade de engenharia ao fazer pesquisa, e no mercado de trabalho brasileiro, ao menos nas instituições onde já trabalhei. Eu disse aos brasileiros, que estudam comigo por aqui, que uma das grandes dificuldades de adaptação foi justamente sair daquele modo pensante "eu sou minha idéia" para um onde você pode dialogar com seus colegas e orientadores, fazendo e sofrendo críticas ao trabalho sem pensar que tudo é pessoal... É bem comum aqui apontar as falhas de um projeto ou em poucas palavras dizerem que sua idéia é ruim ou incompleta. Já em vários projetos que trabalhei no Brasil ou com brasileiros, sempre temos que tomar cuidado para "sugerir" e para "ajustar" de forma a não magoar o indivíduo... Irônicamente, alguns compatriotas já me fizeram ataques pessoais por sugerir que a crítica do professor ou do colega poderiam ser só ao trabalho, e nada pessoal.

[Sobre "A crítica e o custo Brasil"]

por Ram
30/4/2005 às
14h04 68.127.149.98
(+) Ram no Digestivo...
 
Não leio e pronto!
Cara Daniela, obrigado pelo texto. É bom que sempre nos lembrem de nossos erros. Já sofri muito com essa "ansiedade de informação" (alguém já escreveu sobre isto). O que fiz? Desestressei! Hoje separo minhas leituras em dois grupos: as de puro entretenimento descartável, em que não me imponho a obrigação de guardar nada; e as de conhecimento, em que procuro algo que de fato me deixe... algo. Para ambas, sou cada vez mais seletivo. Paulo Coelho? Não li e ponto. Dan Browm? Não li e ponto. Não me importo se na rodinha só se fala nisso. E ponto! Abraços. Bernardo B Carvalho, Goiânia-GO

[Sobre "Leitura-tartaruga"]

por Bernardo B Carvalho
29/4/2005 às
08h42 200.101.127.95
(+) Bernardo B Carvalho no Digestivo...
 
Leny Andrade e Ezequiel Piaz
Sobre seu comentário sobre ser impossível revisitar Vinícius sem soar banal, digo a você que é plenamente possível, sim. Leny Andrade gravou uma composição de Vinícius de Moraes e Alaíde Costa, que se chama "Amigo Amado" no CD "Native Brazil Guitar" do violonista Ezequiel Piaz que é de arrepiar, só voz e violão. Ouça e me diga.

[Sobre "Digestivo nº 223"]

por Joana Darc Menezes
28/4/2005 às
20h25 200.193.149.15
(+) Joana Darc Menezes no Digestivo...
 
Daniela, gosto dos seus textos
"Profundidade é para os trouxas". É assim que muitas pessoas pensam, na maioria das vezes inconscientemente. É comum ouvir: "Adoro conhecer novas pessoas". Mas quem procura conhecer profundamente alguém que já conhecemos? Hoje quase ninguém quer. Se com pessoas é assim, o que dirá com os livros? Trabalho na área de tecnologia, onde esse comportamento é mais evidente. Sinto-me um estranho no ninho. Recomendo o seguinte livro: "A Auto-Estima de Seu Filho". Li depois que meu filho nasceu. É ótimo. Um conceito descrito no livro é o "encontro autêntico". Adorei esse conceito. Hoje procuro ter encontros autênticos com meu filho, com a minha esposa, com os meus amigos, com os meus livros, com as músicas que eu gosto e comigo mesmo também. É um ótimo exercício para realizar coisas com PROFUNDIDADE. Daniela, gosto dos seus textos.

[Sobre "Leitura-tartaruga"]

por Antonio
28/4/2005 às
15h25 200.253.220.130
(+) Antonio no Digestivo...
 
Que ibope, não?
Este é o 35º comentário. Mesmo concordando com a maioria das críticas emitidas aqui, devo lembrá-los que, se tantos o criticam, é porque tantos o assistem. Já fiquei indignado com muitas das entrevistas, mas também já cheguei a chorar de rir em outras. Não consigo imaginar outra pessoa fazendo o que ele, bem ou mal, com ou sem bichices, faz. É imitação, é arrogância, pura auto-promoção, mas, associado a um timer na TV do quarto, um santo remédio para insônia! Ahahahahaha

[Sobre "Anti-Jô Soares"]

por Marcelo Zanzotti
28/4/2005 às
09h57 200.206.72.162
(+) Marcelo Zanzotti no Digestivo...
 
Problema complexo
Perfeita sua linha de pensamento, Daniela. Eu acrescentaria apenas o dado importantíssimo de que o Estado brasileiro, inchado como está e inchando como a cúpula petista o administra, tem um voraz apetite. Avança sobre todos os tipos de capital ao seu alcance, mantendo os mesmos ralos das administrações anteriores e ainda criando outros novos. Eu não entendo como ainda sobrevivemos. Fico imaginando o que seria este país sem tanta roubalheira e sou imediatamente remetido à questão do interesse norte-americano. Será que as coisas não estão nesse descalabro de forma proposital, para evitar o surgimento de uma nova potência entre os grandes? Há quanto tempo ouvimos que somos o país do futuro? Para mim, aos quarenta anos, o futuro já chegou e os índices de desenvolvimento humano estão cada vez piores. Não investimos em educação. Nossa saúde está uma lástima. Os banqueiros batem recordes anuais de lucro e nosso pateta-mor pede que "tiremos nossas bundas da cadeira e mudemos de banco". Só para registro, há anos não tenho cheque especial ou cartão de crédito porque não aceito o anatocismo praticado sob os olhos do Banco Central, que sabe o quão ilegal é a cobrança de juros extorsivos mas nada faz, afinal é desse lucro que saem os recursos para as sobras de campanha que nossos políticos depositam nos paraísos fiscais, não é mesmo? Só um recadinho: roubar já é endêmico neste país, mas ir à televisão me fazer de trouxa já é abuso!

[Sobre "Diploma ou não diploma... não é esta a questão"]

por Marcelo Zanzotti
28/4/2005 às
09h40 200.206.72.162
(+) Marcelo Zanzotti no Digestivo...
 
Realmente...
Imaginem a cena: o Jô entrevistando o Faustão e um querendo falar mais que o outro! E a entrevista com o Galvão Bueno (um massageando o ego do outro), que no fim ficou só em assunto de braço quebrado? Realmente haja saco!

[Sobre "Anti-Jô Soares"]

por alexandre nique
28/4/2005 às
06h03 200.248.156.66
(+) alexandre nique no Digestivo...
 
um enfeitiçamento completo
Assistindo o Jô só tenho uma frase: "O conforto é um hábito que resguarda o homem do cilício do inconformismo", do livro "Em liberdade", de Silviano Santiago. E como tudo o que há na televisão: um enfeitiçamento completo. Um estado de torpor. De "somas" regados a cerveja.

[Sobre "Anti-Jô Soares"]

por Giuliano Gimenez
27/4/2005 às
16h41 201.14.39.13
(+) Giuliano Gimenez no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Escravidão no Brasil: Trabalho e Resistência
Júlio Quevedo
Ftd
(1996)



Estude e Viva
Chico Xavier
Federação Espírita Brasileira
(2008)



Tudo Pode Dar Certo
Paulo Henrique Durci
Intelítera
(2013)



L'arte Des Origines A Nos Jours Tomo 1 - Leon Deshairs
Leon Deshairs
Larousse
(1932)



Seu Horóscopo Chines para 2014
Neil Somerville
Best Seller
(2013)



The Last Sherlock Holmes Story
Michael Dibdin
Oxford BookWorms
(2003)



Marcel and the White Star
Stephen Rabley
Penguin Readers
(1999)



À Prova de Fogo
Consuelo de Castro
Hucitec
(1977)



7 de Setembro Independência Até Onde Se Chegou?
Alfredo Boulos Júnior
Ftd
(1997)



Ria da Minha Vida Antes Que Eu Ria da Sua
Evandro Augusto Daolio
Arx
(2006)





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês