Originalidade a toda prova | Daubi

busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cyrano de Bergerac
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Bibliotecas públicas, escolares e particulares
>>> O Vendedor de Passados
>>> Entre a crise e o espectro do humor a favor
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Tiros, Pedras e Ocupação na USP
>>> Oficina de conto na AIC
>>> Crônica em sustenido
Mais Recentes
>>> O Enigma da Pirâmide de Alan Arnold pela Circulo do Livro (1985)
>>> Adrienne Mesurat (prefáco Inédito) de Julien Green/ (Nota): Josué Montello pela Nova Fronteira (1983)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes) de Jonathan Swift/ Trad.: Octavio Mendes Cajado pela Globo/ RJ. (1987)
>>> O Mochileiro das Galáxias - Volume 5 - Praticamente Inofensiva de Douglas Adams pela Arqueiro (2010)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Amigos de Todo Mundo: Romance de um Jardim Zoológico de Felix Salten/ Ilustrações: Philipp Arlen pela Edições Melhoramentos (1952)
>>> Lembranças Obscuras de um Judeu Polonês Nascido na França de Pierre Goldman pela Francisco Alves (1984)
>>> El Hombre de Annie Besant pela Glem (1957)
>>> Lo Spiritismo Nella Umanita de Casimiro Bonfiglioli pela Bologna (1888)
>>> Santo Tomas de Aquino de P.J. Weber pela Poblet (1949)
>>> Rumo a Consciência Cómica de Pagina de ouro de Ramasar pela Curitiba (1969)
>>> Reencarnação de J.H. Brennan pela O Hemus
>>> Rezando com o Evangelho de Pe. Lucas Caravina pela Paulus (1997)
>>> Resolução para o novo milênio de Jennifer Fox pela Ediouro (1999)
>>> Los Maestros sus Retratos Meditaciones y Graficos de David Anrias pela Horus (1973)
>>> La Doctrina Cosmica de Dion Fortune pela Luis Cárcamo (1981)
>>> Remotos Cânticos de Belém de Wallace Leal V. Rodrigues pela O Clarim (1986)
>>> Reencarnação e Imortalidade de Alexandra David Neel pela Ibrasa (1989)
>>> Raios de Luz Espiritual de Francisco Valdomiro Lorenz pela Pensamento
>>> Does God Exist? de A.E. Taylor pela The Macmillan Company (1947)
>>> Administração Básica de Adelphino Teixeira da Silva pela Atlas (2011)
>>> Como Resolver Conflitos no Trabalho de Jerry Wisinski pela Campus (1994)
>>> Administração de Investimentos de Peter L. Bernstein pela Bookman (2000)
>>> Sistemas Organização e Métodos de Tadeu Cruz pela Atlas (1998)
>>> Os 100 melhores livros de negócios de todos os Tempos de Todd Sattersten Jack Covert pela Campus (2010)
>>> Propaganda de Plínio Cabral pela Atlas (1980)
>>> Empresa Como Organizar e Dirigir de Antônio Carlos Ferreira pela Ouro
>>> Marketing Cultural ao Vivo de Vários pela Francisco Alves (1992)
>>> A Dose Certa de John C. Bogle pela Campus (2009)
>>> Já tenho idade para saber de Michael W. Smith pela BomPastor
>>> Sobreviver não é o Bastante de Seth Godin pela Campus (2002)
>>> Jesus, o maior psicólogo que já existiu de Mark W. Baker pela Sextante
>>> Aspectos Legais da Documentação em Meios Micrográficos Magnéticos e Ópticos de Ademar Stringher pela Cenadem (1996)
>>> Go Pro de Eric Worre pela Rumo (2019)
>>> Avaliação da aprendizagem - Componente do ato pedagógico de Cipriano Carlos Luckesi pela Cortez (2011)
>>> Pílulas do Bem-Estar de Daniel Martins de Barros pela Sextante (2019)
>>> Trilha de Diversos pela EuBlack
>>> Apostila de Vestibular Semi FGV 2 de Não Informado pela Cpv (2003)
>>> Documentos Maranhenses Pantheon Maranhense 2 Volumes de Antônio Henrique Leal pela Alhambra (1987)
>>> Economia de João Paulo de Almeida magalhães pela Não sei (2019)
>>> Curso de Eletrotécnica Vol 6 Corrente Alternada de Chester L. Dawes pela Globo (1979)
>>> Curso de Eletrotécnica Vol 5 Corrente Alternada de Chester L. Dawes pela Globo (1979)
>>> Curso de Eletrotécnica Vol 3 Corrente Contínua de Chester L. Dawes pela Globo (1979)
>>> Técnica Moderna de Primeiros Socorros de Dr. Marcelo A. Hammerly pela Casa Publicadora Brasileira (1969)
>>> Matemática nos Vestibulares Volume 5 de Álvaro Z. Aranha Carlos Nely C. de Oliveira e Outros pela Policarpo (2011)
>>> O Caso do Segredo da Enteada de Erle Stanley Gardner pela Livros do Brasil
>>> Curso Audio Prático de Inglês Vol 1 de Prof. Antonio da Silva Duarte pela Líbra
>>> Curso Audio Prático de Inglês Vol 3 de Prof. Antonio da Silva Duarte pela Líbra
>>> Deuses de Barro Coleção Shangri-lá de Lloyd C. Douglas pela Edart (1962)
COMENTÁRIOS

Sábado, 30/7/2005
Comentários
Leitores


Originalidade a toda prova
"Fui para a rede dormir, sem ao menos tirar a tinta de beterraba do corpo." Querida Andréa: Escrevo entre os acessos de riso e, provavelmente, não esquecerei tão cedo desta fabulosa expressão. Permita-me roubá-la na primeira oportunidade. Um grande abraço Daubi www.clicerechim.com.br

[Sobre "Se o Lula falasse inglês..."]

por Daubi
30/7/2005 às
22h51 200.228.196.136
(+) Daubi no Digestivo...
 
Imita o caos, nunca a vida
A arte do cinema imita o caos mas nunca imita a vida. Diante de todas essas tragédias cotidianas, o filme fica parecendo Alice no País das Maravilhas. É tanta roubalheira que o cinema nunca imaginou. Nem o todo Poderoso Chefão pode imaginar tamanha sacanagem. E tudo com o dinheiro público.É uma vergonha! Mas no cinema, depois de assistir as desgraças nós saimos com a alma lavada e tranquilos pois não era nada com a gente. Os tiros. O sangue. As barbaridades ficaram congeladas na tela do cinema. Mas a vida continua a rodar...

[Sobre "A arte do cinema imita o caos. Ou vice-versa"]

por Clovis Ribeiro
30/7/2005 às
18h54 201.8.174.84
(+) Clovis Ribeiro no Digestivo...
 
uau!
uau!

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por Paula Mastroberti
30/7/2005 às
15h31 200.198.132.37
(+) Paula Mastroberti no Digestivo...
 
o ato de escrever
Olá, Andrea! Lendo o seu texto, mais uma vez fui obrigado a repensar uma máxima que não se descola da minha mente: literatura para valer é aquela que pensa a si mesma, aquela que assume uma crise própria ao ato de escrever. Contudo, é impossível escaparmos de um "a priori": se escrevemos que talvez não escreveremos mais, é porque pelo menos tem sentido escrever nem que seja para assumirmos que não temos mais nada a dizer. E desse paradoxo não podemos fugir. Cabe a cada um alimentá-lo ou não. E alimentá-lo bem, diga-se de passagem. Quanto à leitura dos ditos "clássicos", fica a pergunta: existem mesmo, objetivamente, os clássicos, independentemente da época e tal, ou a "luz" que os ilumina varia o tempo todo, de acordo com critérios absolutamente discutíveis e suspeitos?

[Sobre "Sobre Parar de Escrever Para Sempre"]

por Alexandre Bueno
30/7/2005 às
13h07 200.96.99.194
(+) Alexandre Bueno no Digestivo...
 
O Alquimista Achou o Pote
Julio, você, sem saber (provavelmente), exprimiu exatamente o que eu passei como escritor. Quis muito ganhar a vida apenas escrevendo e publicando, e cada vez vejo que isso não dá, é uma ilusão. Por mais sorte que eu tenha de ter publicado um livro por uma grande editora juvenil, procurei um emprego e consegui, num site da internet! E não, não vou abandonar este emprego... ! Fico também confortado em saber que muitos escritores passam por isso, por esse querer achar o pote de ouro no final do arco-íris... Mas também acho que, talvez, um dia, daqui a uns quinze anos, eu possa - se eu for bom o suficiente - viver de literatura. Mas talvez quinze anos não, talvez só na próxima encarnação... Um dado importante é que a maioria dos escritores que vivem de literatura são todos cinquentões ou mais...! E, para finalizar, sinto muito feliz com o que você disse de mil exemplares vendidos é um estrondo... Sou um estrondo!!! Abraço, DNY

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por Denny Yang
30/7/2005 às
12h33 200.158.61.117
(+) Denny Yang no Digestivo...
 
Uma Estorieta
No 15º capítulo do 3º tomo da "Coleção Lendas, Fábulas e Mitos dos Índios Tupiwanbara da América Central" consta uma estorieta que pode resolver a questão proposta por Julio. Achei útil postar seu resumo: "O terrível gigante Patã, ladrão do sol e fechador de fontes, cria 5 filhas, grandes serpentes chamadas de Anhã.(...) A cada lua elas crescem 1 metro, e precisam comer mais. A cada 30 anos as Anhãs são presas de fome tão grande, que uma delas ataca Patã, matando-o com seu veneno. (...) Essa permanece 1 ano ingerindo as carnes do gigante. (...) Porém, na noite em que regurgita os ossos do Pai, a Anhã assassina se transforma em Patã, e mata as antigas irmãs. De seu tornozelo brota uma pequena serpente, a nova Anhã, que o devorará. (...) Mas porém houve uma noite em que Iamã prestava atenção na terra, e abençoou uma Anhã de nome Tuangá. E Tuangá matou Patã, e não se alimentou dele. E por 6 meses o sol brilhou constantemente, e não faltava água. Mas porém uma de suas irmãs achou o corpo morto do Gigante, e devorou-o, e transformou-se em Patã. (...) O novo Patã, receoso, expulsou Iamã do céu. E matou Tuangá. Mas Tuangá renasceu da própria pele, porque havia sido abençoada. E se vingou, envenenando Patã. Mas uma Anhã achou seu corpo, e virou gigante e matou Tuangá.(...) E toda vez que Patã rouba o sol e seca as fontes, Tuangá renasce e mata Patã, e nos devolve a luz e a água. E assim que Tuangá foi o Primeiro Ator, porque troca de peles, e é o deus de todos os Atores e Artistas, que devem seguir Tuangá." Achei extraordinário como essa pequena estorieta resolve nossa questão!

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por Fabiano
30/7/2005 à
01h47 200.100.237.164
(+) Fabiano no Digestivo...
 
literatura e política
"É triste, mas, mais uma vez, os escritores brasileiros estão deixando de se envolver com literatura para se envolver com política." Como se envolver com literatura sem deixar de se envolver com política?

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por fabiano fel
30/7/2005 à
01h16 200.100.237.164
(+) fabiano fel no Digestivo...
 
Idiomas
Longe de mim a intenção de defender o Lula, que aliás julgo péssimo presidente, mas não concordo com ser vexame o fato de o presidente de uma nação continental não falar inglês. A propósito, além do inglês, que outro idioma fala o Sr. Bush, um homem que, antes de tomar posse como presidente, jamais estivera na Europa? O Lula é primário, mas, por incrível que pareça, perto de certos "vultos" da atualidade, não fica muito mal.

[Sobre "Se o Lula falasse inglês..."]

por José L. Fernandes
30/7/2005 à
00h45 200.97.70.96
(+) José L. Fernandes no Digestivo...
 
Parabéns, Ricardo!
Ricardo de Mattos, brilhante como sempre, conseguiu em síntese apresentar ao leitor o que realmente aconteceu em Paraty durante a FLIP.

[Sobre "Últimas Notas Sobre A FLIP"]

por Eliane P. Marcondes
29/7/2005 às
21h55 201.7.75.13
(+) Eliane P. Marcondes no Digestivo...
 
Uma literatura para poucos
Bom texto. A meu juízo, uma das causas desta baixa perspectiva que a maioria dos escritores tem de ver sua obra mais difundida - e, por conseguinte, mais rentável -, é a evidente má comunicação existente entre autores e leitores no Brasil. Não se trata simplesmente de falta de leitores. A Literatura brasileira, por mais extraordinária que seja, não tem apelo junto à massa de pessoas que compram livros. É uma Literatura para poucos, para um nicho intelectual muito restrito. A saída para os escritores que pretendam viver de Literatura no Brasil é se voltar para um público mais amplo. Mas, essa missão parece complicada numa nação onde todos querem, de alguma forma, consagrar-se como literatos e é vista, por muita gente, quase como uma heresia.

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por Luis Eduardo Matta
29/7/2005 às
18h45 200.157.104.200
(+) Luis Eduardo Matta no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




É MENTIRA, TERTA?
CHICO ANÍSIO
JOSÉ OLYMPIO
(1974)
R$ 5,00



A DUPLA PERSONALIDADE - O ESTRANHO CASO DE ROSE RAMIRES - 3ª ED.
EDGARD ARMOND
ALIANÇA
(1998)
R$ 14,00



ESTA ÁRVORE DOURADA QUE SUPOMOS
NEY LOPES
DADE
(2011)
R$ 25,90
+ frete grátis



A ILUSTRE CASA DE RAMIRES
EÇA DE QUEIROZ
VILLA RICA
R$ 10,00



SOB O SIGNO DE GÊMEOS
ROSAMUNDE PILCHER
BERTRAND
(2002)
R$ 29,90
+ frete grátis



PEIXE VIVO
STEPHEN C . LUNDIN
CAMPUS
(2003)
R$ 9,00



O INCIDENTE DA BOLA DE CACHORRO
AGATHA CHRISTIE; JOHN CURRAN
LEYA
(2014)
R$ 10,00



ÉTICA E CIDADANIA
SEMINARIO IBERO AMERICANO DE ADOLESCÊNCIA
ASSOCIAÇÃO BRAS DE ADOLESCÊNCI
(2000)
R$ 19,28



QUESTÕES DE GÉNERO ENTRE DIPLOMADOS DO ENSINO SUPERIOR
ARLINDA CABRAL
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 524,00



CEZANNE
YVON TAILLANDIER
FLAMMARION
(1967)
R$ 30,00





busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês