Satisfação, sempre | Vitor Nuzzi

busca | avançada
71995 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Relacionamentos amorosos com homens em cárcere é tema do espetáculo teatral ‘Cartas da Prisão’, monó
>>> Curso da Unil examina aspectos da produção editorial
>>> “MEU QUINTAL É MAIOR DO QUE O MUNDO - ON LINE” TERÁ TEMPORADA ONLINE DE 10 A 25 DE ABRIL
>>> Sesc 24 de Maio apresenta Música Fora da Curva: bate-papos sobre música experimental
>>> Música instrumental e natureza selvagem conectadas em single de estreia de Doug Felício
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
>>> Exposição curiosa aborda sobrevivência na Amazônia
>>> Coral de Piracicaba apresenta produção virtual
>>> Autocombustão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A primeira batalha do resto da guerra
>>> Metal for babies, o disco
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
>>> Sidney Lumet, invisível
>>> Bananalização
>>> Como começar uma carreira em qualquer coisa
>>> Pensando em você
>>> 7 de Setembro
>>> Sombras Persas (III)
>>> Crônica do Judiciário: O Processo do Sapo
Mais Recentes
>>> Anais da Academia Fluminense de Medicina 1974-19981 de Comissão dos Anais pela Academia Fluminense de Medicina (1998)
>>> Cozinha de Montanha de Alda Maria de Oliveira pela Fross (2021)
>>> El Problema del Conocimiento IV de Ernst Cassirer pela Fondo de Cultura Económica (1993)
>>> Crônicas do Rio de Raul Pompéia pela Secretaria Municipal de Cultura, Departamento Geral de Documentação e Informação Cultural (1996)
>>> A Jornada de uma Mulher ao Coração de Deus de Cynthia Heald pela Candeia (2000)
>>> Histórias de Mulheres de Rosa Montero pela Agir (2008)
>>> Cinquenta Tons de Liberdade de E. L. James pela Intrínseca (2012)
>>> O Fim de Lemony Snicket pela Companhia da Letras (2007)
>>> Revista da Academia Fluminense de Letras - Volume XVI de Edmo Rodrigues Lutterbach, Eneida Fortuna Barros, Gracinha Rego e Neide Barros Rêgo pela Academia Fluminense (2005)
>>> A Gruta Gorgônea de Lemony Snicket pela Companhia da Letras (2005)
>>> O Penúltimo Perigo de Lemony Snicket pela Companhia da Letras (2006)
>>> Revista da Academia Fluminense de Letras - Volume XIV de Albertina Fortuna, Alberto Tôrres, Carlos Maul e Salomão Cruz pela Academia Fluminense (1970)
>>> Segredos do Altar de Romualdo Panceiro pela Universal (2002)
>>> Trilogia Millennium de Stieg Larsson pela Companhia das Letras (2009)
>>> Deixados Para Trás: uma ficção dos últimos dias de Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins pela United Press (1997)
>>> Quitutes Salgados para Festas - Coleção Delícias da Cozinha 6 de Luciane Pimentel pela Julho
>>> Arte da Confeitaria Especial Entremet 4 - Bolos de Vidro de Rosely Ribeiro pela Minuano
>>> Mitologias de Roland Barthes pela Difel (1985)
>>> Cineastas e Imagens do Povo de Jean-Claude Bernardet pela Brasiliense (1985)
>>> Os Parceiros do Rio Bonito: Estudo Sobre o Caipira Paulista e a Transformação dos Seus Meios de Vida de Antonio Candido pela Edusp (2017)
>>> Por uma sociologia pública de Ruy Braga; Michael Burawoy pela Alameda (2009)
>>> A ética protestante e o "espírito" do capitalismo de Max Weber pela Companhia das Letras (2004)
>>> Configuração do Windows 7 - Kit de Treinamento de Ian McLean e Orin Thomas pela Bookman (2011)
>>> A Revoada dos Galinhas Verdes: Uma História da Luta Contra o Fascismo no Brasil de Fúlvio Abramo pela Veneta (2014)
>>> Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais de Ministério da Educação pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (2006)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 17/2/2006
Comentários
Leitores


Satisfação, sempre
Tatiana, você conseguiu juntar técnica e emoção, principalmente emoção. Seu texto virou um rock pulsante, com pitadas de balada. Parabéns, e que você tenha satisfação de sobra neste sábado!

[Sobre "É apenas rock and roll, mas eu gosto"]

por Vitor Nuzzi
17/2/2006 às
11h43 200.196.241.66
(+) Vitor Nuzzi no Digestivo...
 
pensamentos que agora revejo
Ainda ontem me debati com os pensamentos que agora vejo expressos de forma tão poética que quase me esqueço de que tudo o que foi dito aqui fala de dor, de fim, fim inevitável, às vezes incompreensível... Todas as vezes em que se perde, que se parte, que se deixa.

[Sobre "Separar-se, a separação e os conselhos"]

por Lorena
17/2/2006 às
08h41 200.163.79.11
(+) Lorena no Digestivo...
 
Very nice topic
Good luck for those who will be at the concert.

[Sobre "É apenas rock and roll, mas eu gosto"]

por Paulina Cuellar M.
16/2/2006 às
17h12 201.153.193.35
(+) Paulina Cuellar M. no Digestivo...
 
Parabéns, Amiga Tatistones
Parabéns Tati por esse texto maravilhoso. Adorei o jeito que você contou a história dos Stones e me lembrou sua verdadeira paixão por essa banda! Tenha um bom show, aproveite o máximo!!!

[Sobre "É apenas rock and roll, mas eu gosto"]

por Cristiane Marques
16/2/2006 às
16h54 201.43.41.124
(+) Cristiane Marques no Digestivo...
 
E eu também gosto
Parabéns a autora desse artigo. É realmente muito bom e fico triste de não poder ir ao Rio para acompanhar tudo isso de perto.

[Sobre "É apenas rock and roll, mas eu gosto"]

por Luciene Bottiglieri
16/2/2006 às
13h36 201.27.62.39
(+) Luciene Bottiglieri no Digestivo...
 
pessoas são pessoas
Daniela, fiquei impressionado de forma positiva com sua exposição sóbria a respeito de relações humanas. Os indivíduos não conseguem lidar com suas neuroses, suas idiossincrasias pessoais na vida real, e acreditam que em sites de relacionamento vão encontrar pessoas perfeitas ou a solução de sua solidão. Quanta ilusão. Acesso a internet desde 1996 e já tive a oportunidade de conhecer "todo" tipo de gente e, como foi muito bem posto por você, pessoas são pessoas, só que no caso virtual há o agravante de que "todos são perfeitos". Isso me faz pensar em uma afirmação de que o ser humano adora ser enganado, adora curtir uma ilusão, caso contrário, não conseguirá ser feliz com a sua realidade. Parabéns pela exposição séria do assunto.

[Sobre "Orkut, um sonho impossível?"]

por Rogerio
16/2/2006 às
12h45 201.27.115.115
(+) Rogerio no Digestivo...
 
Os novos tempos são sinistros
Esse é um assunto complexo. Quando se trata de mídia escrita existem diversos fatores a serem análisados, sendo o principal deles o leitor. A mídia impressa precisa vender, e a Internet? Nesse sentido se forma o abismo. A confiança da nova geração de leitores tem que ser adquirida com qualidade, os novos leitores são exigentes (não porque sejam muito cultos, mas porque não se apegam facilmente a um autor), sendo assim, a midia de Internet tende a ficar saturada, pois "qualquer um" pode opinar. Sendo assim, o desapego dos novos leitores será uma constante nesse mundo virtual (com exceções). Logo, é complicado o "jornalista", cumprir uma missão social apenas com um site, a solução é no mínimo aliar, publicação com um "blog" ou seja lá o que for. Os novos tempos são sinistros, diferentes e muito inconstantes.

[Sobre "Sobre nossas ambições (equivocadas) de mass media"]

por Carmelo Cañas
16/2/2006 às
11h55 200.201.164.17
(+) Carmelo Cañas no Digestivo...
 
Orkut com reservas
Eu, particularmente, vejo o ORKUT com muita reserva. Sim, vi muitos brasileiros agredindo outros sem razão e principalmente pq brasileiro chama qualquer um e não somente gente conhecida. Tem até um site que faz isso pelo usuário, sem que ele precise conhecer alguém no ORKUT prá ser chamado. Meu trabalho principal no ORKUT hoje é treinar meu inglês, lidar contra o SPAM e sair de comunidades sem função além de joguinhos. No fundo o ORKUT "brasileiro" tem que ser muito peneirado por quem quiser encontrar conteúdo. Talvez a única comunidade que realmente me faça entrar lá seja um clube de leitura e comentários.

[Sobre "O Orkut é coisa nossa"]

por Eurandi Corvello
16/2/2006 à
00h12 201.1.60.164
(+) Eurandi Corvello no Digestivo...
 
Levando o Orkut a sério
Não consigo levar o ORKUT a sério. Imagino que a possibilidade de usar o Orkut seriamente esbarra, primeiro na exclusão digital e depois na qualidade de artigos e comentários postados no ORKUT. Seria necessario ter um perfil fantasma onde teriamos nossa verdadeira personalidade e um "perfil profissional", voltado somente para o "corretamente sério". Não, eu realmente não gosto desta superexposição que o Orkut traz. Comentários, "Scraps", tudo isto mostra o que o vírus "I Love You" revelou com precisão: somos todos carentes de atenção. E, Realmente somos extremamente numerosos no ORKUT, mas isso não implica em qualidade. É uma pena que, já no século 21 o acesso às necessidades básicas : educação, saúde, alimentação, moradia e emprego ainda seja um privilégio. Sempre que entro no ORKUT lembro de um quadro humorístico cujo bordão era "Não traz a máfia pro Brasil que esculhamba!". 8)

[Sobre "Por que eu não escrevo testimonials no Orkut"]

por Eurandi Corvello
15/2/2006 às
23h58 201.1.60.164
(+) Eurandi Corvello no Digestivo...
 
Para o Diego (parte 2)
(Continuando...) Não que eu queira me mostrar, mas simplesmente pq são recados inofensivos, que não fazem ninguém saber mais ou menos de mim ao lê-los. Saber que saí ontem ou que minha namorada gosta de mim? Ora, isso é público e notório no meu círculo de convivência, :-) Mas, como dito, é particular. Meu objetivo com o texto era defender uma posição e ir contra alguns tabus criados em torno do Orkut. Defenderei sempre a permanência dos scraps, quando bem utilizados e na sua real função. Sei de gente que teve problemas com isso, mas qualquer ferramenta mal utilizada pode ser transtorno. Aí a culpa não é da ferramenta, mas de quem não sabe utilizá-la. Valeu mesmo pelas considerações, elas apenas enriquecem o debate. Forte abraço!

[Sobre "Tabus do Orkut"]

por Marcelo Miranda
15/2/2006 às
22h30 201.19.141.240
(+) Marcelo Miranda no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Rei de Paris
Guy Endore
Companhia Nacional
(1959)



Les Rouleaux de La Mer Morte
Direction des Antiquités de Israel
Dai
(1995)



Marketing: Edição Compacta
Philip Kotler
Atlas
(1996)



As Muitas Mães de Ariel
Mirna Pinskly; Ilustrações Maria José Boaventura
Melhoramentos
(1999)



Português Passo a Passo Vol 2
Pasquale Cipro Neto
Gold
(2007)



Muitas Vidas, Muitos Mestres
Brian Weiss
Sextante
(2009)



Alice no país das maravilhas. Texto integral
Lewis Carroll
Atica
(2015)



História das Grandes Óperas e de Seus Compositores Volume 2
Ernest Newman
Globo
(1957)



Açucar
Gilberto Freyre
Ministério da Indústria e do Comércio
(1969)



O Último dos Moicanos Coleção Grandes Clássicos
James F. Cooper
Gênios





busca | avançada
71995 visitas/dia
2,6 milhões/mês