Onde estão os poetas? (III) | Fabio Damasio

busca | avançada
69289 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Festival Som na Faixa apresenta edição online com atrações da música instrumental
>>> Leituras Urbanas começa novo ciclo literário
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Minicursos na PUC Minas
>>> 7 de Setembro
>>> Dublinenses
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> A Lógica do Cisne Negro, de Nassim Nicholas Taleb
>>> Villa-Lobos tinha dias de tirano
>>> Abbas Kiarostami: o cineasta do nada e do tudo
>>> White Blues Boys
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
Mais Recentes
>>> Livro de Uma Sogra – Obra Completa Nº 5 de Aluísio Azevedo pela Waldré (1982)
>>> O Mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (1992)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Abril (1979)
>>> Os Trabalhadores do Mar de Victor Hugo pela Abril (1979)
>>> Decamerão (2 volumes) de Giovanni Boccaccio pela Abril (1981)
>>> Relações entre a Igreja e o Estado de Rafael Llano Cifuentes pela José Olympio (1989)
>>> A Interpretação do Homem de Renato Kehl pela Francisco Alves (1951)
>>> Envelheça Sorrindo de Renato Kehl pela Francisco Alves (1949)
>>> O Milagre de Lourdes de Ruth Cranston pela Melhoramentos (1955)
>>> Diário de um pároco de aldeia de Georges Bernanos pela Agir (1964)
>>> A Doutrina Social da Igreja de G. C. Rutten, O. P. pela Agir (1947)
>>> Maria e o Evangelho de Jean Galot pela Aster (1961)
>>> O que sobrou do paraíso? de Jean Delumeau pela Companhia das letras (2003)
>>> Senhores de engenho, judeus em Pernambuco colonial 1542-1654 de José Alexandre Ribemboim pela 20-20 Comunicação (2002)
>>> Os magnatas do tráfico negreiro de José Gonçalves Salvador pela Pioneira, Edusp (1981)
>>> A comunidade judaico-cristã de Mateus de Anthony J. Saldarini pela Paulinas (2000)
>>> A Formação da Terra - Biblioteca Salvat de Grandes Temas de Vários Colaboradores pela Salvat (1979)
>>> As origens do Novo Testamento de C. F. D. Moule pela Paulinas (1979)
>>> Mártires do coliseu romano de Emma Leslie pela Aeebar (1984)
>>> Filosofia para entender teologia de Diogenes Allen e Eric Springsted pela Paulus, Academia cristã (2011)
>>> Nigella Bites de Nigella Lawson pela Ediouro (2019)
>>> Minidicionário da Língua Portuguesa de Francisco da Silveira Bueno pela FTD (1996)
>>> Desenho Técnico de Thomas E. French pela Globo (1958)
>>> Métodos de Ensaios nas Indústrias de Celulose e Papel de Alfred Halward e Outro pela Brusco
>>> Minha Vida na Estrada de Gloria Steinem pela Bertrand Brasil (2017)
>>> Quantitative Analysis de V. Alexeyer pela Mir
>>> Pulp Technology and Treatment For Paper de James d'A. Clark pela Miller Freeman (1978)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 47 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 46 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 43 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 41 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 40 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 39 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 38 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cinco Minutos e a Viuvinha de José de Alencar pela Ciranda Cultural / W. Bucb (2009)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 37 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 36 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 35 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 34 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Fim de Fernanda Torres pela Companhia das Letras (2013)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 33 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 32 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 31 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cinco Minutos e a Viuvinha de José de Alencar pela Ática (2002)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 30 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 29 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cardiologia Baseada em Relatos de Casos de Carlos V. Serrano Jr.; Flávio Tarasoutchi; Outros pela Manole (2006)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 28 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 27 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 26 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 4/7/2006
Comentários
Leitores


Onde estão os poetas? (III)
Caro Julio, seus textos, suas críticas, são muito bem escritos. É óbvio que a natureza humana mais superficial irá desejar ser bem falada e reconhecida por você. Conheci seus textos por acaso, procurando artigos sobre poesia na internet. Isso há poucos dias. E fiquei surpreso com sua capacidade de articular e colocar por escrito coisas que eu também penso. Apenas acho que sua fama, entre os escritores, é muito importante. Haja paciência. Quem gosta de escrever, que escreva. O gosto, ah, o gosto... Quem escreve quer ser considerado pelo gosto erudito. Alíás, deve ser sublime ser comentado e recomendado pelos ditames do gosto erudito.

[Sobre "Autores novos reloaded"]

por Fabio Damasio
4/7/2006 às
16h27 200.204.197.225
(+) Fabio Damasio no Digestivo...
 
Onde estão os poetas? (II)
Prezado Julio, caramba! Esse é apenas o primeiro dos textos que você me recomendou. Sou 9 anos mais velho que você. Porém você é pelo menos 9 anos mais precoce que eu! Vou continuar minha aventura para ver até onde o destino me leva.

[Sobre "Autores novos"]

por Fabio Damasio
4/7/2006 às
15h12 200.204.197.225
(+) Fabio Damasio no Digestivo...
 
Um mestre chamado Ruy
Realmente, Julio, vc tem toda razão: o Ruy é um dos maiores biógrafos brasileiros de todos os tempos. E este é um filão inesgotável. Ele tem demonstrado ser um mestre na escolha dos seus biografados: ao contrário da seleção, não chuta bola fora.

[Sobre "Ruy Castro"]

por Joel Macedo
4/7/2006 às
11h07 200.222.27.249
(+) Joel Macedo no Digestivo...
 
Gil: o ministro showman
Sei não. Não gosto de um Ministro showman. Sou meio conservador nesse negócio. Ministro tem que trabalhar em ministério, não ficar tocando violão por aí. Sendo da cultura, seria bom que promovesse as artes em geral, mas não a dele. Não é muito elegante. Cargos públicos devem ocupar, em tempo integral, seus representantes. Políticos-militares, políticos-evangélicos, políticos-artistas; não dá, não. Uma coisa seria Gil aparecer, uma vez ou outra, cantando; uma justa homenagem a um ministro que já foi um grande artista, mas que agora é ministro. Mas ficar fazendo show? O que ele faz no ministério? Fica compondo? O quê? Canções de amor? Protesto? Protesto contra o quê, meu filho? - você deveria agora ouvir as reclamações de outros músicos e que seriam - incômodo, né? - dirigidas não à sua pessoa, mas ao cargo que sua pessoa representa. Ou então renuncia, pô, e continua com o show. Aí tudo bem.

[Sobre "Gil aos 64 em Londres"]

por Guga Schultze
http://gugasic.blogspot.com
4/7/2006 às
04h44 200.222.170.89
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Multidão e maioria
Lembrando que o ornitorrinco é um animal criado por um comitê, vamos por partes. Talvez o que esteja meio estranho é o título do livro. Porque existe a multidão e existe outra coisa que é simplesmente um grande número de pessoas. O índice de inteligência de uma multidão é semelhante ao do indivíduo menos capacitado entre aqueles que a formam. Já um grande número de pessoas produz, entre outras coisas, um bom senso estável e confiável. São entidades sociais diferentes: uma maioria e uma multidão. Uma tem ou pode ter mesmo alguma espécie de sabedoria, a outra, não.

[Sobre "A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar"]

por Guga Schultze
http://gugasic.blogspot.com
4/7/2006 às
03h34 200.222.170.89
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Seu texto sobre Moby Dick
Nossa, muito bem feito seu texto! Descreve exatamente o significado de Moby Dick, para os olhos de Ahab. Não era um desejo da vitória, mas, sim, a razão da existência de Ahab. Ou um ou outro; nesse mundo, os dois não podem aceitar a existência do inimigo. Moby Dick não é somente uma baleia, mas, sim, um personagem com psicologia como qualquer personagem protagonista de uma lenda.

[Sobre "Um dia claro, um azul de aço"]

por Henrique Orlandi
4/7/2006 às
02h50 200.175.81.62
(+) Henrique Orlandi no Digestivo...
 
Parreira só teve 4 anos!
Muito boa a lembrança do Bussunda (ou Fofômeno) - ele, sim, era o Fenômeno. Fenômeno no que fazia, sem a ARROGÂNCIA de outros "fenômenos", que se acham cidadãos acima de qualquer suspeita. Faltou valorizar jogadores nacionais (ou seja, os que jogam NO Brasil).O Parreira "só teve" 4 anos para preparar a Seleção, analisar o jogo dos europeus, jogar amistosos com boas seleções (Nova Zelândia foi a mais difícil...) e confrontar-se com outras escolas futebolísticas. A arrogância cegou-os - técnico e jogadores. Bussunda está fazendo falta para, ao menos, nos fazer entender o que aconteceu (através do riso).

[Sobre "Foi a Copa do Bussunda"]

por Nilmar Cavalcanti
4/7/2006 à
01h59 201.7.7.202
(+) Nilmar Cavalcanti no Digestivo...
 
Intocáveis: técnico&jogadores
Muito oportuno o texto. A arrogância da seleção (técnico e jogadores) não os deixou perceber a realidade. Estavam acima de qualquer coisa, do cidadão, do Presidente da República, do repórter, do próprio país. Eles eram intocáveis. Eles eram de onde mesmo? (Muitos voltaram de Frankfurt diretamente para suas casas - em países europeus!!!)

[Sobre "Uma seleção de fracassados"]

por Nilmar Cavalcanti
4/7/2006 à
01h28 201.7.7.202
(+) Nilmar Cavalcanti no Digestivo...
 
é besteira falar de futebol
Agora sinto que é besteira falar de futebol, é talvez bom falar de amor. O amor quando é grande não cabe num oceano, e quem ensinou-me isto foi o poeta e professor Antenor, já Paulo Freire dizia que o amor é a comunicação íntima que se respeita, mas eu penso que o amor é um beliscão que dói e demora passar, é um beijo que deixa marcas.

[Sobre "Você se sente mais brasileiro por causa da Copa?"]

por Manoel Messias Perei
3/7/2006 às
22h45 200.177.46.117
(+) Manoel Messias Perei no Digestivo...
 
Ótimo o Ruy!
Amigo Julio, adorei a entrevista! Abraços, Rodrigo Capella.

[Sobre "Ruy Castro"]

por Rodrigo Capella
http://www.rodrigocapella.com.br
3/7/2006 às
18h28 201.21.2.182
(+) Rodrigo Capella no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUDD
GABI MARTINEZ
ROCCO
(2010)
R$ 22,00



LUCY UMA VIDA PROFESSORA - 8864
JAYME SERVA
LARANJA ORIGINAL
(2018)
R$ 20,00



POEMAS DE PAIXÕES E COISAS PARECIDAS
JOSÉ CARLOS VIEIRA
GERAÇÃO
(2013)
R$ 14,00



CIDADE DAS CINZAS
CASSANDRA CLARE
GALERA RECORD
(2016)
R$ 30,00



UM DIPLOMATA NA CORTE DE INGLATERRA: O BARÃO DO PENEDO E SUA ÉPOCA
RENATO MENDONÇA
SENADO
(2006)
R$ 150,00



12 ANOS DE ESCRAVIDAO - 1ª EDIÇÃO
SOLOMON NORTHUP
SEOMAN
(2014)
R$ 25,20



ROMA DAS SUAS ORIGENS AO ANO 2000 E O VATICANO
LOZZI ROMA
LOZZI ROMA
(2000)
R$ 6,90



REVISTA PARQUE DA MÔNICA 40 - ABRIL/1996 - DO CONTRA NO PARQUE
MAURICIO DE SOUSA
GLOBO
(1996)
R$ 11,90



LA FRANCE À LIVRE OUVERT 5055
PIERRE SEGHERS
SEGHERS
(1954)
R$ 13,00



ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO ENSINO DE 2º GRAU
NELSON PILETTI
ÁTICA
(1990)
R$ 7,00





busca | avançada
69289 visitas/dia
2,0 milhão/mês