Reposta ao autor | Matheus

busca | avançada
84380 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novo livro de Nélio Silzantov, semifinalista do Jabuti de 2023, aborda geração nos anos 90
>>> PinForPeace realiza visita à Exposição “A Tragédia do Holocausto”
>>> ESTREIA ESPETÁCULO INFANTIL INSPIRADO NA TRAGÉDIA DE 31 DE JANEIRO DE 2022
>>> Documentário 'O Sal da Lagoa' estreia no Prime Box Brazil
>>> Mundo Suassuna viaja pelo sertão encantado do grande escritor brasileiro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> Salve Jorge
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Marketing de cabras
>>> Simplesmente tive sorte
>>> Sete tecnologias que marcaram meu 2006
>>> Maria Helena
>>> Sombras
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Aconselhamentos aos casais ― módulo II
>>> Perfil (& Entrevista)
>>> Entrevista a Ademir Pascale
Mais Recentes
>>> Tex Edição Histórica nº 1 de Giovanni Luigi Bonelli. Aurelio Gallepini pela Globo (1993)
>>> Postais que Contam Histórias de Heloisa Alves pela Arco (2010)
>>> Psicopedagogia Clínica de Maria Lúcia L. Weiss pela Dp&a (2004)
>>> O Encontro Marcado de Fernando Sabino pela Record (1982)
>>> O Caldeirão das Bruxas de Paulo Trindade pela Ophicina de Arte & prosa (2004)
>>> Cenas Cariocas - Scènes de Rio de Lan pela Arco (2005)
>>> Psicopedagogia Catequética de Eduardo Calandro pela Paulus (2010)
>>> A pintura textos essenciais Vol 14 vanguardas e rupturas de Jacqueline Lichtenstein pela 34.0 (2014)
>>> A Escola Com Que Sempre Sonhei Sem Imaginar Que Pudesse Existir de Rubem Alves pela Papirus (2001)
>>> Artemis Fowl: o menino prodígio do crime de Eoin Colfer pela Record (2001)
>>> Estudo De Algoritimos de Custódio T K Martins Milton Rodrigues pela Fisicalbook (2008)
>>> Lutero e a Reforma Alemã de Keith Randell pela Ática (1995)
>>> Gestão Do Conhecimento de Saulo Figueiredo pela Qualitymark (2005)
>>> O Parque de Philippe Sollers pela Max Limonad LTDA (1986)
>>> C`est Gradiva qui vous appelle de Allain Robbe-Grillet pela Les Éditions de Minuit (2002)
>>> Capitou. Memoires Posthumes de Domício Proença Filho pela Envolume Bresil (2017)
>>> Uma Escola Sem/com Futuro de Nelson de Luca Pretto pela Papirus (1996)
>>> Ratos de Cemitério e outros casos estranhos de Robert E. Howard pela Avec (2020)
>>> A Era das Revoluções 1789-1848 de Eric J. Hobsbawn pela Paz e Terra (2013)
>>> Enciclopédia de Literatura Brasileira - 2 volumes de Afrânio Coutinho e J. Galante de Sousa pela Global (2001)
>>> Convívio de Dante Alighieri pela Penguin Companhia (2019)
>>> O Olhar de Orfeu de Bernardette Bricout (org.) pela Companhia das Letras (2003)
>>> Introdução à Informática de Piero Mussio pela Vozes (1985)
>>> Cabanagem de Gian Danton pela Avec (2020)
>>> Luzes de Neon de Rodolfo Santullo pela Avec (2021)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 10/7/2006
Comentários
Leitores

Reposta ao autor
Opa! Tô gostando disso aqui. Edward, de forma alguma o interesse pelos barrigudos amarelados exclui a alienação de uma pessoa. Não o interesse por eles, mas por aquilo que eles fazem, é pelo menos um sinal de que a pessoa se preocupa com um país em momentos fora de uma Copa do Mundo. O que me dá raiva é as pessoas se preocuparem SÓ com o sucesso do time de astros da publicidade. O jogo acaba e a pessoa volta a passar fome. Dá mais raiva ainda por eles terem sido ótimos garotos-propaganda e péssimos jogadores. Um desabafo! Rafael, não falei mal de quem escreve sobre futebol e "coisas mais divertidas". Lógico que tem que haver conteúdo sobre esses temas sim! Não chamei o Edward de alienado por ele ter escrito sobre futebol. Alienado seria quem quisesse banir o tema dos meios de comunicação. Já pensou? O que me chamou a atenção foi ele dizer que o que os políticos brasileiros fazem devia ser deixado de lado, já que são pagos pra isso mesmo. Abraços

[Sobre "Futebol e política"]

por Matheus
10/7/2006 às
13h17 201.17.170.84
(+) Matheus no Digestivo...
 
Belíssima surpreendente
Creio que ninguém esperava um final como esse. Talvez seja esse mesmo o mais surpreendente da trama. Todos esperavam um final como o de "A Próxima Vítima" e, então, Sílvio de Abreu usou muito bem sua liberdade de autor e encerrou "Belíssima" da melhor forma: sem surrealismo. Parabéns por mais um sucesso, Sílvio de Abreu.

[Sobre "O óbvio final de Belíssima"]

por Sergio Capozzielli
10/7/2006 às
09h49 200.208.25.70
(+) Sergio Capozzielli no Digestivo...
 
Concordo com o Edward
Concordo com o Edward e digo mais: não é porque alguém leva a sério o futebol que vai deixar de se preocupar com os problemas do Brasil e da humanidade, digamos assim. Chego ao ponto de às vezes ficar indignado quando escrevo sobre algo trivial, ou algo mais divertido, como futebol, e um leitor me julga pelo texto. Daí eu tomo as dores, que não são apenas minhas, mas de muito mais gente por aí, e digo: não se deve dizer que alguém é alienado apenas porque ele escreveu um texto sobre futebol. Existem, dentro do jornalismo, várias vertentes. Uma delas é o jornalismo esportivo. Outra é o literário. E eu sinto que, muitas vezes, quem atua nessas áreas é menosprezado. Temos que parar de pensar dessa forma. Quem trabalha nessas áreas tem as mesmas preocupações que todo cidadão brasileiro tem. A diferença é que o ganha pão deles é falar sobre os temas que lhes dizem respeito. Ou os tais temas são justamente os assuntos que eles dominam. As preocupações ficam para conversas calorosas com os amigos!

[Sobre "Futebol e política"]

por Rafael Rodrigues
http://3vozes.blogspot.com
9/7/2006 às
19h28 201.50.78.91
(+) Rafael Rodrigues no Digestivo...
 
Respostas
Erick, grazie. Rita, aceite minhas sinceras desculpas. Não esclareci que se tratava de política brasileira, que nada tem dessa sua erudição toda. Matheus, olá e obrigado, obrigado. Só não me ficou claro essa coisa de alienação. Digo, você realmente acha que o interesse por barrigudos de bigodes nicotinamente amarelados exclui a alienação de uma pessoa? Pois, se você não percebeu, os políticos brasileiros são todos assim, se não fisicamente, são mentalmente. Ou seja, não me adiantou nada as horas de Dostoiévski, já que eu só não serei alienado se eu não manjar as propostas de exploração de Babaçu?

[Sobre "Futebol e política"]

por Edward Bloom
http://iaad.blogspot.com
9/7/2006 às
16h06 201.6.189.188
(+) Edward Bloom no Digestivo...
 
Em defesa de Sílvio de Abreu
Respeito sua opinião, mas não concordo. Se bem que não acompanhei a novela. Acho que o Sílvio de Abreu terminou bem a novela pelo seguinte: ele fez com que todos procurassem pelo culpado, sendo que a Bia estava por trás de tudo mesmo. Acho que dizer que ele apelou ao mais simples não é justo, pois ele desenvolveu bem toda a trama - se não tivesse desenvolvido, ninguém estaria tentando descobrir o culpado ou quem seria o filho de Bia - e, segundo a imprensa, gravou mais de um final ou escreveu mais de um final. Pode não ter sido um final à altura de "A próxima vítima", talvez a última novela que eu tenha acompanhado, mas não foi um final tão ruim como eu já ouvi muita gente dizer. Abraços!

[Sobre "O óbvio final de Belíssima"]

por Rafael Rodrigues
http://3vozes.blogspot.com
9/7/2006 às
16h01 201.50.78.91
(+) Rafael Rodrigues no Digestivo...
 
o gênio não é genial
Ótimo isso aqui. E levanta a questão complexa, geralmente distorcida, da genialidade. O gênio, na verdade, é irrelevante. Em outras palavras, o gênio não é genial. O genial é a obra, a única que fica. Pela obra considera-se - e muitas vezes bem tardiamente - o gênio. Numa época que alimenta, com o combustível de uma mídia irriquieta, a grande "fogueira das vaidades", a imagem do gênio é aduladíssima. Mas, como diriam os chineses, essa imagem é um "tigre de papel". Para ser Shakespeare, o indivíduo TEM, antes de mais nada, que ter escrito Hamlet, Rei Lear, Macbeth e Ricardo III, pelo menos. Ôpa, teve um cara que fez isso. Qual o nome dele? Um tal de William, etc. A obra é genial, o cara deve ter sido um gênio... A coisa funciona assim e só dessa forma. Sem obra, não há gênio. Agora, sem gênio, pode haver (e há) milhares de obras.

[Sobre "Não me venham com escritores (gênios, então...)"]

por Guga Schultze
http://gugasic.blogspot.com
9/7/2006 às
04h44 200.222.212.241
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
confusão faz parte do futebol
ótimo texto. não consegui conter os risos pelo fato de escalar edmundo para arrumar confusão... é o que eu sempre digo, a confusão faz parte do futebol!

[Sobre "Futebol e política"]

por Erick Tedesco
http://www.valhalla.com.br
8/7/2006 às
23h07 201.0.44.28
(+) Erick Tedesco no Digestivo...
 
Alienação?
Estou considerando que você escreveu esse post só de brincadeira, não pode ser outra coisa... Será que eu estou reagindo de forma exagerada? Talvez fosse melhor apenas considerar seu post um texto bem humorado e irônico; só isso. Mas não pude resistir e ficar na posição de internauta passivo. Abraços

[Sobre "Futebol e política"]

por Matheus
8/7/2006 às
19h07 201.17.170.84
(+) Matheus no Digestivo...
 
gênios e o reconhecimento
gênios não se criam, gênios se acham ao acaso, são pessoas despretenciosas, com abilidades especiais, são pesssoas que não têm medo de serem elas mesmas, gênios são raros, mas existem e não almejam reconhecimento.

[Sobre "Não me venham com escritores (gênios, então...)"]

por noe class borges
8/7/2006 às
17h19 201.51.25.163
(+) noe class borges no Digestivo...
 
Cadê a Daniela em 2006?
Bom, bom, muito bom mesmo, não consegui deixar de ler, queria e precisava parar, mas não consegui. Fiquei, no ato, fã da Daniela. Mas... onde ela está em 2006???

[Sobre "A língua da comida"]

por Mauricio Ribeiro
8/7/2006 às
14h37 200.98.133.48
(+) Mauricio Ribeiro no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Coffee, Tea Or Crosswords 75 Light and Esasy Puzzles
Will Shortz
St. Martins Griffin
(2008)



A Veneranda Joanna de Ângelis
Celeste Santos, Divaldo P Franco
Feb
(1998)



A Espoliação Continua ... e a Luta Também
Edmundo Santos
Cátedra
(1985)



Mato Grosso, um Salto no Tempo
Carlos Rodrigues
C. R.
(1971)



Livro Literatura Brasileira Cidades Mortas e Outros Contos
Monteiro Lobato
Principis
(2019)



Como Fazer Perfumes
Diamantino F. Trindade e Claudio de Deus
Ícone
(1988)



A Arte de Reduzir as Cabeças: Sobre a Nova Servidão na Sociedade
Dany-robert Dufor
Companhia de Freud
(2005)



Da Pedofilia - Aspectos Psicanalíticos, Jurídicos e Sociais
Matilde Carone Slaibi Conti
Forense
(2008)



Pascal
Ben Rogers
Unesp
(2001)



Espelho Vivo
Eduardo Ferreira Santos
Moderna
(1983)





busca | avançada
84380 visitas/dia
2,0 milhão/mês