A maçã de Isaac Newton | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
28869 visitas/dia
949 mil/mês
Mais Recentes
>>> Cover oficial do Renato Russo se apresenta no Trik Trik Pub, em Rio das Ostras
>>> Nova temporada de Ventaneira - A Cidade das Flautas
>>> Estúdio Móvel conversa com a youtuber Jout Jout nesta quarta (31) na TV Brasil
>>> PAR CIA DE TEATRO APRESENTA I MOSTRA DE CENAS CURTAS
>>> 'Seja Benvinda' estreia em curta temporada no Teatro Irene Ravache
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius
>>> Sobre os três primeiros romances de Lúcio Cardoso
>>> Meu querido mendigo
>>> Na hora do batismo
>>> Simone Weil no palco: pergunta em forma de vida
>>> Existe na cidade alguém, assim como você...
>>> Eleições nos Estados Unidos
>>> Os dinossauros resistem, poesia de André L Pinto
>>> A que ponto chegamos, EUA!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
>>> Kevin Kelly por Tim Ferriss
>>> Deepak Chopra Speaker Series
>>> Nick Denton sobre Peter Thiel
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> Elon Musk Code Conference 2016
Últimos Posts
>>> Caçador de imagens
>>> Ecos do silêncio
>>> O assim-chamado efeito Facebook
>>> Ainda tenho dúvidas
>>> Bel Pesce, empreendedorismo e crowdfunding
>>> Todos à USP!
>>> O acumulador
>>> A ABSTRATA MARGEM
>>> Rua da infância
>>> Nada disso estaria acontecendo...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sem música, a existência seria um erro
>>> Tungcast em vídeo
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> Penso, logo existo
>>> Psicologia Nova, de Charles F. Haanel
>>> Formando Não-Leitores
>>> Entrevista com o poeta Armando Freitas Filho
>>> Ramones 1977
>>> O apanhador no campo de centeio
Mais Recentes
>>> A História como ciência social
>>> Euclides da Cunha
>>> Machado de Assis: a pirâmide e o trapézio
>>> Joaquim Nabuco e o Brasil na América
>>> Mundos Distantes 1
>>> O pequeno inventor de soluções
>>> O pequeno inventor de soluções
>>> Ajude seu filho a conversar com você - teoria e clínica fonoaudiológica e Psicomotora
>>> A verdade sobre a mentira - aprenda a identificar mentiras e a não ser enganado
>>> Gigolô de Bibelôs
>>> Teatro e Comicidades 2: modos de produção do teatro ligeiro carioca
>>> Go Girl! O melhor natal do mundo !
>>> Go Girl! Fazendo a diferença - Estrelas da Moda
>>> Eles viram o Inferno-Experiências Extracorpóreas de Pacientes que Voltaram da Morte
>>> Novo Glossário de Informática
>>> Autoridad Espiritual
>>> A Paixão de Jesus nos Escritos Secretos- Evangelho de Nicodemos ( Atos de Pilatos) Descida de Cristo aos Infernos,Declaração de José de Arimatéia
>>> A Glória de Cristo-Uma Versão resumida e simplificada do clássico Meditações Sobre a Glória de Cristo
>>> The Principles of Spiritual Growth
>>> Gems From the Original
>>> The Disciplines of Life - Autografado
>>> Convent Life Unveiled - the Escaped and Converted Nun
>>> Green Leaf in Drought
>>> The Attraction of the Cross
>>> The Sensitivity of the Spirit
>>> A religião dos tupinambás
>>> O rio São Francisco, fator precípuo da existência do Brasil
>>> Fragmentos de cerâmica brasileira
>>> Introdução à arqueologia brasileira
>>> Economia e sociedade do Rio Grande do Sul Século XVIII
>>> Quebra-Quilos. Lutas sociais no outono do Império
>>> Vida e obra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho
>>> Eça e o Brasil
>>> Cartas baianas 1821-1824
>>> Rio Branco
>>> À margem da História do Brasil
>>> O caminho do guerreiro
>>> Cem pequenas poesias do dia a dia
>>> O pau-brasil na história nacional
>>> Contos do Sol Renascente
>>> Lutas de famílias no Brasil
>>> Lutas de famílias no Brasil
>>> Mrs Dalloway
>>> Pais e Filhos
>>> Junta-Cadáveres
>>> Planeta 43/44
>>> A Contracultura
>>> Operação Cavalo de Tróia
>>> A Graça- O Infinito Amor de Deus
>>> Iniciação ao Tao pelo I Ching
COLUNAS

Sexta-feira, 16/8/2002
A maçã de Isaac Newton
Gian Danton

+ de 28200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Quando Isaac Newton completou 12 anos, a mãe, sem saber o que fazer com aquele filho esquisitão, que não se adequava ao trabalho da fazenda, mandou-o para a cidade e para a escola. No povoado, Newton ficou na casa de um boticário, Sr. Clark.

O pequeno Newton não se interessava muito pelos estudos, que consistiam, basicamente, em aprender gramática latina. Além disso era o alvo predileto do enteado do Sr. Clark. Uma vez em que este lhe chutou a barriga, Newton decidiu ir à forra. Deu uma grande surra no rapaz e esfregou seu nariz num muro. E tomou uma decisão: a partir daí seria o melhor da turma em latim. E não só isso. Seria também o melhor em tudo o que pudesse.

Não há dúvidas de que ele conseguiu. Assim que se formou em Cambridge, em 1665 e 1666, ele fez algumas das maiores descobertas de todos os tempos e elaborou a teoria que serviria de paradigma para a ciência durante séculos e só seria suplantada pela teoria da relatividade. Em dois anos ele elaborou o teorema do binômio, as tangentes, a lei da gravidade, o cálculo diferencial, as cores e o cálculo integral.

É justamente a história desse gênio que o livro "Isaac Newton e sua maçã" conta. Escrito de forma muito divertida por Kjartan Poskitt e ilustrado por Philiph Reeve, o volume faz qualquer um se interessar pelas descobertas de Newton, mesmo quem nunca teve muito interesse por física ou matemática (como é o caso deste Colunista).

Com a ajuda de histórias em quadrinhos, ilustrações e muitas metáforas, Poskitt e Reeve fazem com que conceitos complicadíssimos como, o cálculo diferencial, pareçam coisa de criança.

Para não chatear o leitor, os autores entremeiam as explicações científicas de fatos históricos e curiosidades sobre a vida de Newton. Entre elas o fato de que Newton simplesmente não divulgava suas idéias. O livro reproduz um diário imaginário de Newton em que ele teria escrito, em julho de 1965: "Acabei de inventar a técnica matemática mais útil do mundo, mas não vou contar para NINGUÉM!".

Esse era o velho Newton que, além dessa tinha outras excentricidades, como espetar o olho ou ficar horas olhando para o céu na tentativa de descobrir como se formavam as cores (ele quase ficou cego, mas descobriu que as cores não eram um junção de preto e branco, como acreditavam os antigos).

Para explicar o que é aceleração constante, o livro sugere que o jovem leitor faça uma experiência hilária (sempre com a supervisão dos pais, claro). Para fazer a experiência são necessários um avião grande, com uma porta imensa, um elefante com velocímetro, um cronômetro, um binóculo e esfregão e baldes enormes.

Quando estiver a milhares de metros acima do solo, jogue o elefante do avião, ligue o cronômetro e observe pelo binóculo. Você irá constatar que a velocidade aumentará 10 metros a cada segundo. Duas coisas afetam a aceleração constante. Uma delas é o ar, que, devido ao atrito, diminui a velocidade do elefante, especialmente se ele abrir as orelhas. A outra coisa é o chão... bem, é aí que você vai precisar do esfregão e do balde...

Há quem acredite que se deva divulgar ciência da maneira mais séria possível. Para essas pessoas, contar detalhes curiosos da vida de Newton seria um verdadeiro sacrilégio.

Nada mais falso. Ao contar pequenos detalhes interessantes da vida de um cientista, o autor mostra ao público que cientistas também são humanos e que a ciência não está separada de nossa vida. Pelo contrário, tudo à nossa volta se relaciona, de alguma maneira com descobertas e teorias científicas.

A importância do livro de Poskitt está justamente aí, em mostrar que a ciência pode ser um tema divertido e interessante.

Agora, se você ainda está se perguntando o que uma maçã tem a ver com tudo isso, é bom ler o livro rapidinho.

Para ir além



ISAAC NEWTON E SUA MAÇÃ, de Kjartan Poskitt e Philip Reeve.
Editora: Companhia das Letras

Post Scriptum
Estou lançando, pela editora Virtual Books, o livro Introdução à Cibernética. O volume pode ser baixado gratuitamente e conta um pouco da história de como surgiu a cibernética, além de explicar seus conceitos básicos, como ruído, retroação, entropia e sinergia. Em tempos de internet, é sempre importante relembrar as idéias de autores que abriram caminho para o surgimento dos computadores.


Gian Danton
Macapá, 16/8/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Elon Musk de Julio Daio Borges
02. Ação Social de Ricardo de Mattos
03. Antes que seque de Guilherme Pontes Coelho
04. Ruy Proença: poesia em zona de confronto de Jardel Dias Cavalcanti
05. A biblioteca de C. G. Jung de Ricardo de Mattos


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2002
01. A Teoria Hipodérmica da Mídia - 19/7/2002
02. A teoria do caos - 22/11/2002
03. A maçã de Isaac Newton - 16/8/2002
04. Público, massa e multidão - 30/8/2002
05. Os 100 maiores cientistas - 29/11/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/8/2002
19h17min
Parabéns Gian, belissimo comentário é bom saber que pessoas que leêm mais que a grande maioria dos brasileiros estejam incentivando a leitura. Que continues com essa forma contagiante de expor seus saberes literários.
[Leia outros Comentários de Vinicius Brown]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O HOMEM DA ATLÂNTIDA
ELISABETH LOIBL
MELHORAMENTOS
(2000)



NÃO MATEM AS FLORES
J. M. SIMMEL
NOVA FRONTEIRA
(1983)



POR ONDE VOCÊ ANDA?
MARY HIGGINS CLARK
RECORD
(2014)



NICAN MOPOHUA -A VIRGEM DE GUADALUPE
HERMANN MULTHAUPT E ELISABETH PRÉGARDIER
LOYOLA
(1989)



OBRA-PRIMA DE DEUS
F. BATTISTINI
UNIGRAF
(2002)
+ frete grátis



A ESTRANHA MALDIÇÃO
DASHIELL HAMMETT
ABRIL
(1984)
+ frete grátis



HEGEL
BENOIT TIMMERMANS
ESTAÇÃO LIBERDADE
(2005)
+ frete grátis



DE MÁQUINAS Y SERES VIVOS- AUTOPOIESIS- LA ORGANIZACION DE LO VIVO
HUMBERTO MATURAMA R . FRANCISCO VARELA G.
LUMEN
(2003)
+ frete grátis



O NEGOCIADOR
JOHN GRISHAM
ROCCO
(2009)
+ frete grátis



LOJA VIVA REVOLUÇÃO NO PEQUENO VAREJO BRASILEIRO
EDMOUR SAIANI
SENAC RIO
(2002)
+ frete grátis





busca | avançada
28869 visitas/dia
949 mil/mês