Cadernos de Literatura Brasileira: Mario Quintana | Digestivo Cultural

busca | avançada
56138 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Na minha opinião...
>>> Amores & Arte de Amar, de Ovídio
>>> VOCÊS
>>> As sombras e os muros de José J. Veiga
>>> Entrevista com o poeta Júlio Castañon Guimarães
>>> 30 de Junho #digestivo10anos
>>> Quem Resenha as Resenhas de Som?
>>> Um Lobo nada bobo
>>> MUQUIFU
Mais Recentes
>>> A Lei de Murph e os Médicos de Arthur Bloch pela Record
>>> Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos de Rubem Fonseca pela Circulo do Livro
>>> Uma Criatura Dócil de Fiodor Dostoiésvki pela Via Lettera (2017)
>>> Confissoes de uma Banda, V. 2 de Nina Malkin; Rodrigo Abreu pela Galera Record (2008)
>>> Decamerão (capa Dura) de Giovanni Boccaccio pela Abril (1970)
>>> A Freira Sangrenta do Mosteiro de Santa Catarina de T. I. Horsley Curties (publicado Anonimamente) pela Sebo Clepsidra (2021)
>>> A Interpretação dos Sonhos - Volume 1 de Sigmund Freud pela L&pm Pocket (2020)
>>> Leniza & Elis de Ariovaldo José Vidal e Joaquim Alves de Aguiar pela Ateliê (2002)
>>> Expressionismo Alemão: Coleção Von Der Heydt Museum Wuppertal de Rejane Cintrão; Outros pela Mam / Inst. Goethe (2000)
>>> Os Presidentes - Afonso Pena de Hélio Silva pela Grupo de Comunicação Três (1983)
>>> Paisagens e Problemas do Brasil de Manuel Correia de Andrade pela Brasiliense (1973)
>>> Letture Di Religione de Giuseppe Fanciulli pela Nd Ed. (1935)
>>> Viva Como Você Quer Viver de Eduardo Shinyashiki pela Gente (2004)
>>> O Exército de um Homem Só de Moacyr Scliar pela L&pm Pocket (2019)
>>> Ética e Marketing Social de Alan R. Andreasen pela Futura (2002)
>>> Amar, Verbo Intransitivo de Mário de Andrade pela Circulo do Livro
>>> Across the Universe de Beth Revis pela Razor Bill (2012)
>>> Plastic Jesus de Poppy Z. Brite pela Conrad (2002)
>>> O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald; Alice Klesck pela Folha (2003)
>>> Processo Administrativo no Ambito da Administraçao de Arnaldo Esteves Lima pela Forense Universitari (2005)
>>> Guia Passo a Passo - Vinhedos e Vinhos da França de Gallimard pela Publifolha (2005)
>>> Mitologia Lovecraftiana: a Totalidade pelo Horror de Caio Bezarias pela Sebo Clepsidra (2021)
>>> Quando foi a Última Vez Que Seu Filho Disse: Eu Te Amo de Adalgisa Giannella pela Qualitymark (2012)
>>> O Mundo de Rosinha de Myrian Apparecida B. de Carvalho pela Nativa (1999)
>>> Violência e Segurança Pública de Fabio de Sá e Silva pela Perseu Abramo (2014)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Segunda-feira, 21/9/2009
Cadernos de Literatura Brasileira: Mario Quintana
Julio Daio Borges

+ de 4700 Acessos




Digestivo nº 434 >>> Depois de completar mais de dez anos, passando por autores clássicos como Machado de Assis e Guimarães Rosa, contemporâneos como Ferreira Gullar e Millôr Fernandes, fora outros grandes dos séculos XIX e XX, como Euclides da Cunha e João Cabral de Melo Neto, os Cadernos de Literatura Brasileira, do Instituto Moreira Salles, acabam de lançar sua 25ª edição, inteira dedicada a Mario Quintana (1906-1994), talvez o poeta brasileiro mais popular dos 1900s. Embora não seja tão considerado quanto Drummond, mesmo Cabral ou Bandeira, sem contar Cecília Meireles, Murilo Mendes e Jorge de Lima, a obra de Quintana é de "rara legibilidade", nas palavras da "folha de rosto" do seu Caderno, "expandindo a recepção da poesia entre o grande público". No mesmo volume, Luis Fernando Verissimo conta que Quintana, amigo de seu pai, quando no Rio de Janeiro, gostava de entrar em túneis, "para descansar da paisagem". E Lya Luft relembra "seu jeito de ogro", sempre "meio paternal". Os melhores momentos, contudo, ficam por conta das declarações do próprio Quintana, compiladas a partir de entrevistas. Quem sabe, à classificação de "ogro", ele tivesse respondido assim: "Não sei por que sujeitam os introvertidos a tratamentos. Só por não poderem ser chatos como os outros?". Sobre seu isolamento folclórico, tendo residido em hotéis no final da vida, possivelmente justificaria: "A poesia é flor do deserto, cresce na solidão". E, ainda que se desnudasse com muita franqueza, provavelmente teria abominado a ascensão das chamadas "celebridades" (literárias, inclusive): "Toda confissão não transfigurada pela arte é uma falta de linha, uma presunção. O que é que os outros têm a ver com isso?". Terminando por explicar seu método epífano: "Tenho uma certa tendência a me evadir, mas sempre faço um esforço por manter-me na terra — como um balão cativo". Além de uma "geografia pessoal", com belas fotos da sua Porto Alegre e do seu Alegrete, o Caderno se completa com uma boa seleção de manuscritos e inéditos.
>>> Cadernos de Literatura Brasileira: Mario Quintana
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Ponto Final, de Mikal Gilmore (Música)
02. Entrevistas com Grandes Líderes, por Cristiane Correa (Além do Mais)
03. Jason Calacanis matando o Yahoo (Internet)
04. Associated Press matando os jornais? (Imprensa)
05. Farofa Moderna, de Vagner Pitta (Internet)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Robin Hood - Bookworms Starters
John Escott
Oxford University Press
(2001)



Livro - Macunaíma, o Herói sem Nenhum Caráter
Mário de Andrade
Itatiaia
(1997)



O Círculo
Dave Eggers
Companhia Das Letras
(2017)



O Primeiro Quadrante
Bartyra Soares; Everaldo M. Veras; Jose N.
Assessoria Editorial do Nordes



The Lost Gate
Orson Scott Card
Tor Books
(2010)



Um Visitante do Futuro
Odete de Godoy
Scor Tecci
(2012)



Look
Thassia Naves
Arte Ensaio
(2014)



Conecte Matemática 2 - 1ª Ed.
Gelson Iezzi
Saraiva
(2011)



Guia Prático da Saúde Familiar
Dr. James F. Fries / Dr. Donald M. Vickery
Alegro
(2005)



Cabul no Inverno
Ann Jones
Novo Conceito
(2011)





busca | avançada
56138 visitas/dia
1,8 milhão/mês