Cinema em 2000-2009 | Digestivo Cultural

busca | avançada
41871 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Freud segundo Zweig
>>> Informação, Redes Sociais e a Revolução
>>> Raul Gil e sua usina de cantores
>>> Os Rolling Stones deveriam ser tombados
>>> Manual prático do ódio
>>> Por que Faraco é a favor da mudança ortográfica
>>> Modernismo e Modernidade
>>> A favor do voto obrigatório
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
>>> Sobre o Ronaldo gordo
Mais Recentes
>>> Como Administrar Pequenas Empresas: Série Gestão Empresarial de Hélvio T. Cury Prazeres pela Centro de Produções Técnicas
>>> De Dores Somos: Para Todas as Mães que Perderam seus Filhos de Lauricy Belletti Rodrigues pela São José (2016)
>>> A História de Águida de Águida Duarte Perdigão pela Do Autor (2004)
>>> O Ouro e o Altar de Edir Macedo pela Unipro (2018)
>>> Nascido da Luz de Marcelo Drumond Furtado pela Código (2011)
>>> Degraus de Glória de Antônio E. S. Moreira pela Do Autor
>>> O Tempo Nosso de Cada Dia de Ruibran Januário dos Reis pela Tcs (2014)
>>> De Volta à Essência de José Moreira Guedes Filho pela Sinai (2009)
>>> Esquizofrenia: Dois Enfoques Complementares de Mário Rodrigues Louzã; Luiz Barros; Itiro Shirakawa pela Lemos (1999)
>>> Work in Progress de Michael Eisner; Tony Schwartz pela First Paperback (1999)
>>> 150 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Jennifer Keller pela Ediouro (2005)
>>> Chi Prega Si Salva de Joseph Ratzinger pela 3Ogiorni (2005)
>>> Donum Vitae: Istruzione e Commenti: Congregazione per La Dotrina Della Fedde de Joseph Ratzinger pela Vaticana (1990)
>>> Il Calice di don Mario de Associazone Amici di Mario Gerlin pela Edizioni (2004)
>>> Per l Opera di un Altro: Vita de Don Virgilio Resi de Gianfranco Lauretano pela Raffaelli (2012)
>>> Cristo Speranza dell Umanità de Don Mario Pieracci pela Pro Sanctitate (2007)
>>> Che Cosa Cercate? de Comunione e Liberazione pela Tracce Quaderni (2008)
>>> Un Metro Lungo Cinque de Lorenzo Vecchio pela Editrice (2005)
>>> Il Tesoro Nascosto e La Perla Preziosa de Tarcisio Bertone pela Fassicomo (2004)
>>> Apertura Dell Anno Della Fede de Cappella Papale pela Vaticana (2012)
>>> La Giustizia è Uguale per Tutti, ma... de Franco Coppi pela 3Ogiorni (2004)
>>> Sono Stanco di Subire! Soltanto Io? de Tommaso Calculli pela Omaggio Dell Autore (2015)
>>> Riscoprire l Eucaristia de Laici Oggi: Pontificium Consilium Pro Laicis pela Vaticana (2004)
>>> Redescubrir la Eucaristia de Laicos Hoy: Pontificium Consilium Pro Laicis pela Vaticana (2005)
>>> Un Prete di Montagna: Gli Anni Bellunesi di Albino Luciani de Patrizia Luciani pela Messagero (2003)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Cinema

Segunda-feira, 8/2/2010
Cinema em 2000-2009
Julio Daio Borges
+ de 4400 Acessos




Digestivo nº 453 >>> Ainda que se tenha divulgado que o "cinema de autor" teria morrido, a década de 2000 continuou sendo, felizmente, dos diretores. Foi quando assistimos, por exemplo, à consagração de Pedro Almodóvar, que fechou os 1990 com Tudo sobre Minha Mãe, tendo emplacado nos anos 2000 três obras-primas: Fale com Ela, A Má Educação e Volver. Também os Irmãos Cohen alcançaram o mainstream, abrindo a década com E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, seguido de O homem que não estava lá, Matadores de Velhinha, sua obra-prima Onde os fracos não têm vez e, ainda, Queime depois de ler. Woody Allen oscilou entre a inspiração e o "pastelão"; seus melhores momentos foram: Melinda e Melinda, Match Point (destacando Scarlett Johansson) e Vicky Cristina Barcelona (homenageando Almodóvar, ao "roubar-lhe" Penélope Cruz). Clint Eastwood, mais que ator, foi eminente diretor, em acertos como Cowboys do Espaço, Sobre Meninos e Lobos (consagrando Sean Penn), Menina de Ouro e Gran Torino. Caminhando para o experimentalismo, Gus Van Sant alternou entre o hermetismo de Gerry e Últimos Dias (sobre Kurt Cobain) e a genialidade de Elephant (sobre o massacre na Columbine School) e Milk. David Lynch começou "inteligível" com História Real, ficando no meio do caminho em Mulholland Drive e descambando em Império dos Sonhos. Já Tarantino, que se perdera em Jackie Brown, lançou mais uma obra-prima, em dois volumes, Kill Bill; fechando a década com Bastardos Inglórios. Alejandro González Iñárritu cresceria nos 2000, com Amores Brutos, 21 Gramas e Babel (ainda que tenha se separado de Guillermo Arriaga). No Brasil, Fernando Meirelles atingiria os píncaros da glória com Cidade de Deus, Jardineiro Fiel (já uma produção internacional) e Ensaio Sobre a Cegueira (menos unânime). Walter Salles teve seu grande momento com Diários de Motocicleta; enquanto João Moreira Salles não ficou atrás com Nelson Freire e Santiago. Guel Arraes acertou mais com Auto da Compadecida; e Andrucha Waddington foi bem com Eu Tu Eles e Casa de Areia. Entre os atores, George Clooney esteve no auge com Onze Homens e um Segredo, Boa Noite e Boa Sorte e Conduta de Risco (entre outros). Brad Pitt tomou o lugar que era de Tom Cruise, com Snatch (de Guy Ritchie), O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford e O Curioso Caso de Benjamin Button (entre muitos outros). Matt Damon foi a grande revelação, com a trilogia Bourne. Ainda, Philip Seymour Hoffman, com Deu a Louca nos Astros (de David Mamet), Quase Famosos e Capote (entre outros). Javier Bardem deixou de ser um "ator espanhol", para conquistar o mundo em Antes do Anoitecer (sobre Reinaldo Arenas), Mar Adentro e, de novo, Onde os fracos não têm vez. Entre os veteranos, brilhou, ainda, Jack Nicholson, com Confissões de Schmidt, Alguém tem que Ceder e Os Infiltrados (uma produção mediana de Scorsese, que patinou, junto com DiCaprio). E teve "desaparecimento precoce", Heath Ledger, que brilhou em O Segredo de Brokeback Mountain, Não estou lá (encarnando Bob Dylan) e, obviamente, Batman: O Cavaleiro das Trevas. No Brasil, Rodrigo Santoro foi longe com Bicho de Sete Cabeças, Abril Despedaçado, Carandiru (embora Babenco tenha estado melhor em O Passado), Che (de Soderbergh — embora seu melhor filme tenha sido Traffic) e, até, Lost. Entre os "latinos", foi uma revelação também Gael García Bernal, que trabalhou com Iñárritu, Salles, Almodóvar, Babenco e Meirelles (na mesma década). Ainda entre os brasileiros, Selton Mello esteve trabalhando bastante com Lavoura Arcaica, Os Maias (como "João da Ega"), O Cheiro do Ralo e Meu nome não é Johnny (entre muitos outros). Outras revelações foram João Miguel em Cidade Baixa (com Alice Braga), Cinema, Aspirinas e Urubus e O Céu de Suely; e Gero Camilo, em Cronicamente Inviável, Madame Satã e Narradores de Javé (entre outros). Quanto às atrizes, cresceu, indiscutivelmente, Cate Blanchett, desde Senhor dos Anéis até Indiana Jones 4, passando por O Aviador. Meryl Streep se consagrou, desde A.I. — Inteligência Artificial (o melhor de Spielberg foi Munique) até O Diabo Veste Prada, passando por Adaptação (com Nicolas Cage), As Horas e Dúvida. Nicole Kidman vinha de seu encontro com Kubrick, "trombou" com Lars von Trier em Dogville e parece que nunca mais se recuperou... Scarlett Johansson foi a "revelação", despontando em Encontros e Desencontros (com Bill Murray, que esteve igualmente ótimo em Flores Partidas) e se consagrando através de Woody Allen. Já Penélope Cruz foi a revelação "latina", indo de Almodóvar a Allen (também). No Brasil, consagrou-se Maria Luisa Mendonça, desde As Três Marias até Os Sete Afluentes do Rio Ota (no teatro), passando por minisséries e telenovelas. Revelou-se, aqui, Leandra Leal, desde Dias de Nietzsche em Turim até Cazuza (como Bebel Gilberto), passando por Zuzu Angel, Nome Próprio (baseado no livro de Clarah Averbuck) e, igualmente, outras produções televisivas. Ainda na década de 2000, o DVD ameaçou morrer (como o CD) e o Blu-ray não decolou. 2010 acena com o "3D"... — como no caso da animação (onde a Pixar reinou), o Oscar ganharia uma nova "categoria"?
>>> Mais Cinema
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Blue Jasmine, de Woody Allen, com Cate Blanchett (Cinema)
02. The Daily, de Rupert Murdoch, no iPad (Imprensa)
03. Gênio, de Harold Bloom (Literatura)
04. Projeto Piano Forte, com Brad Mehldau (Música)
05. Salvador (Puig Antich), de Manuel Huerga (Cinema)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Em Minas
Carlos de Laet
Globo
(1993)



Povos do Passado - Aventuras do Conhecimento
Nicola Baxter
Stampley
(1997)



Poderosa - Volume 2
Sergio Klein
Fundamento
(2006)



Tomie: Cerejeiras na Noite
Ana Miranda
Companhia das Letrinhas
(2011)



A última Musica
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2010)



Glossolalia - Voz e Poesia
Vários Autores
Vide)
(1993)



Anais do I Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos Volume Iii
Associação Brasileira de Mecânica dos Solos
Associação Brasileira de Mecân
(1954)



O Voo da Gaivota
Vera Lucia Marinzeck de Carvalho
Petit
(1996)



Give Me Five! 2: Activaty Book
Joanne Ramsden e Donna Sha
Macmillan Education
(2018)



Crianças Índigo: uma Geração de Ponte Com Outras Dimensões... No
Tereza Guerra
Madras
(2007)





busca | avançada
41871 visitas/dia
1,4 milhão/mês