The Shallows, by Nicholas Carr | Digestivo Cultural

busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evento de reinauguração da Praça do Centro de Convenções da Unicamp
>>> Oficina Som Entre Fronteiras está com inscrições abertas
>>> Projeto “Curtas de Animação” com estudantes da zona rural de Valinhos/SP
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Erik Satie
>>> Ronnie James Dio em 1983
>>> O Leão e o Unicórnio
>>> O outro Carpeaux
>>> Something that grows
>>> Façam suas apostas
>>> Tempo de aspargos
>>> No caso de a Dilma sair, quem assume?
>>> Return to the Little Kingdom, by Michael Moritz
>>> O que mais falta acontecer?
Mais Recentes
>>> Manifesto Comunista/ Teses de Abril de Marx e Engels pela Boitempo (2017)
>>> População Brasileira de Richard Gabriel Viviani pela Sistema Coc
>>> Katmandu e Outros Contos de Anna Maria Martins pela Global (2011)
>>> Os Ricos e Elegantes de Ruth Harris pela Record (1978)
>>> 1808 Como uma Rainha Louca, um Príncipe Medroso e uma Corte Corrupta.. de Laurentino Gomes pela Planeta (2008)
>>> Soa e Web Services Em Java de Cleuton Sampaio pela Brasport (2006)
>>> Manual da Arbitragem de Joel Dias e Figueira Junior pela Revista dos Tribunais (1997)
>>> O Que Você Pode Fazer para Tratar Dores e Ataques do Coração de Fernando B. Ximenes - Trad. pela Ediouro (1982)
>>> Achei Que Meu Pai Fosse Deus: e Outras Histórias Verdadeiras da Vida.. de Paul Auster (orgs.) pela Companhia das Letras (2005)
>>> Isaac Newton e Sua Maçã de Kjartan Poskitt pela Cia. das Letras (2002)
>>> Fugindo do Ninho de Richard Bach pela Record (1996)
>>> Santa Catarina: 100 Anos de História Vol. 2 o Livro de Celestino Sachet Sérgio Sachet pela Rbs (1998)
>>> Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe pela Nova Cultural (2003)
>>> Desenhos e Gravuras de Abrahão Sanovicz pela Sesc (2016)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto pela Objetivo (1995)
>>> Tempo do Desejo: Sociologia e Psicanálise de Heloisa Rodrigues F. e Outros Orgs pela Brasiliense (1989)
>>> Machu Picchu: Cidade Perdida dos Incas de Simone Waisbard pela Hemus
>>> S. Bernardo de Graciliano Ramos pela Record (2008)
>>> Um Minuto para Mim de Dr. Spencer Johnson pela Record (1987)
>>> Libertação Interior - a Escala Definitiva de Dr. Gerald Kushel pela Melhoramentos (1979)
>>> Ms-dos - Microcamp de Microcamp pela Alvear (2010)
>>> A Dieta Campbell de Thomas M. Campbell pela Gente (2015)
>>> Economic Survey Methods de John B. Lansing e Outros pela Isr
>>> 15 Dias de Oração Com Charles de Foucauld de Michel Lafon pela Paulinas (2011)
>>> Cálculo: Funções de uma Variável de Pedro A. Morettin/ Samuel Hazzan/ Wilton O. Bussab pela Métodos Quantitativos (1987)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Internet

Quarta-feira, 29/6/2011
The Shallows, by Nicholas Carr
Julio Daio Borges

+ de 9300 Acessos
+ 5 Comentário(s)




Digestivo nº 480 >>> The Shallows poderia ser livremente traduzido por: "Os Rasos" ou "Os Superficiais". E seu subtítulo é quase um vaticínio: "What the Internet is doing to our brains". Juntando as peças, ficaria assim: "Os Superficiais ou O Que a Internet Está Fazendo com os Nossos Cérebros". É o novo livro de Nicholas Carr ― ex-colaborador do New York Times, da Wired e da Atlantic ―, e tem um título efetivamente poderoso. Carr é um pensador da tecnologia ― se é que podemos chamá-lo assim ―, e, de repente, ficou preocupado com sua falta de concentração, sua crescente incapacidade de penetrar num livro, sua "cultura geral" ameaçada pelo famoso "mar de informação". Carr viveu num mundo antes da internet, antes da "computação pessoal", e, atualmente, não sabe se a civilização ocidental corre o risco de se perder em meio aos brumosos artefatos tecnológicos. A partir desse insight escreveu The Shallows, para entender o que está acontecendo e, mais do que isso, alertar sobre uma possível hecatombe civilizacional. Carr, resumidamente, teme que a "mente letrada" ― que gerou a Renascença, a Reforma, o Iluminismo e até o Modernismo ― esteja se desvanecendo no meio da fumaça de bits e bytes. Carr, por exemplo, não acha que computadores sejam apenas "ferramentas". Pesquisando alterações no cérebro adulto ― ou o que se chama, em inglês, de neuroplasticity ―, chegou à conclusão de que a mudança trazida pelos computadores, e pela internet, não é só aparente: é profunda, permanente e, quiçá, irreversível. Carr se assusta que, hoje, mesmo as nossas experiências do mundo real sejam mediadas por computadores. Sua preocupação pode ser consolidada numa frase: "A humanidade, que estamos sacrificando, pode ser mais valiosa do que toda a tecnologia que estamos implementando". Segundo Tyler Cowen, economista citado no livro, "estamos favorecendo o mais curto, o mais doce e o mais amargo". E, segundo Carr, novamente, "como toda ideia fica em aberto" (não conseguimos finalizar nada), "estamos abandonado o rigor do pensamento e [consequentemente] abdicando do [nosso] aperfeiçoamento". Em sua modesta opinião, estamos forjando algo como uma "mente pós-literária", que resultará em "pensadores" para quem a "tela" será, intelectualmente, mais importante do que a "página". Carr critica, enfim, nossa sociedade "maquinal", obcecada pela eficiência ― cuja bíblica, justamente, é o taylorismo, fruto da revolução industrial, para quem: "o cálculo é superior ao julgamento humano"; "o julgamento humano, portanto, não é confiável"; "a subjetividade é um obstáculo ao pensamento"; e "o que não pode ser medido, não tem valor ou sequer existe". Finalmente, para Carr, estamos perto de confirmar Heidegger, que temia uma era onde o "cálculo" seria a única forma "aceita" de "pensamento"...
>>> The Shallows
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Coleção MPBaby, pela MCD (Música)
02. Maria Bethânia em Amor Festa Devoção (Música)
03. 1984, de George Orwell, com Fromm, Pimlott e Pynchon (Literatura)
04. Revista Florense (Imprensa)
05. Otto Lara Resende sobre Vinicius de Moraes (Literatura)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/7/2011
10h28min
Fiquei agora um tanto preocupada com os efeitos da Internet no meu cérebro. Li o texto, concordei com ele, e em seguida cliquei "curtir". Terei salvação?
[Leia outros Comentários de Barbara Pollacsek]
20/7/2011
15h53min
A arma e a munição de Carr estão certas,mas o tiro saiu em direção ao alvo errado. Não cabe à Internet, ou ao Google, zelar pela (não) superficialidade das nossas mentes. Isso é função das escolas, da educação e seus conteúdos (anacrônicos). Aprenda a pensar, refletir, raciocinar, relacionar e co-relacionar, etc., etc., e você não será atingido mortalmente pelo que ficar exposto após um "mero clique" ou toque.
[Leia outros Comentários de Celso Filho]
18/8/2011
10h06min
O problema de uma opinião assim são seus precedentes, tão apocalípticos quanto. Pelo que parece, na época dos gregos se dizia que a palavra escrita prejudicava o pensamento; depois de Gutenberg, que a palavra impressa tinha menos valor que a anterior, escrita, e que a imensidão de livros surgidos geraria confusão para sempre. Foi criado um personagem que afirmava que, a partir daí, só deveríamos ler catálogos. Quer dizer, é o mesmo anúncio do fim do mundo de sempre.
[Leia outros Comentários de Duanne Ribeiro]
18/8/2011
11h47min
Entendo a argumentação de Carr e seu tom apocalíptico, numa sociedade onde as informações chegam e são esquecidas com uma velocidade incrível poucos pararariam pra ler uma informação que não tivesse um teor de fim do mundo. O tom apocalíptico serve pra chamar a atenção das pessoas num mundo onde as pessoas estão perdendo a concentração e interesse. Porém é bom entender que não só de escolas se baseia a salvação do mundo, seres humanos são moldados desde que nascem e o exemplo em casa ainda é muito importante. O Google é uma empresa porém tem sim responsabilidade pelo conteúdo que oferece aos usuários. Num mundo onde as leis não cooperam com a melhora da educação, tudo que se lê, se ouve e se comenta pode ser utilizado para ajudar as pessoas em seu crescimento intelectual. O que Carr mostra é simplesmente algo muito simples de se verificar no twitter ou mesmo nas escolas, nossas crianças sabem ler mas estão perdendo a capacidade de raciocinar e argumentar sobre o que foi lido.
[Leia outros Comentários de Samantha]
18/8/2011
14h05min
Acho que o ser humano está constantemente se re-inventando, desde as cavernas, desde o evento (explosao, era glacial ou quente) que provocou o nascimento da linguagem. Não dá pra saber que neuronios, que sinapses surgirao ou desaparecerao de nossa mente plástica. É uma extraordinária aventura, imprevisivel de mtas formas, que essa nossa espécie bárbara vai vivendo. Gostaria de viver mais cem anos pra ver isso.
[Leia outros Comentários de Marilia Mota]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mente Aberta Mente Integral: uma Visão Holonômica
Bob Samples
Gaia



Corpo sem Idade
Chris Griscom
Siciliano
(1993)



Crianças Famosas - Chopin
Rachlin Ann
Callis
(1993)



Selene e a Pedra da Lua
Simone Matias
Sm
(2007)



Monsieur D` Eon é Mulher
Gary Kates
companhia das letras
(1996)



Tiranias da Modernidade
Izabel Margato
7Letras
(2008)



Como Lidar Com Pessoas Difíceis/ de Bolso
Victor Civita
Nova Cultura
(2005)



O Livro das Emoções - Reflexões Inspiradas na Psicologia do Budismo...
Bel César - Confira !!!!
Gaia
(2004)



Modern Business® - Investment and Speculation
George P. Woodruff
Alexander Hamilton Institute
(1954)



O Poder que Vem do Seu NOME - 5 Edição
Aparecida Liberato e Beto Junqueyra
sextante
(2005)





busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês