Era uma vez Eike Batista (e o Brasil emergente) | Digestivo Cultural

busca | avançada
59670 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Além do Mais

Segunda-feira, 27/1/2014
Era uma vez Eike Batista (e o Brasil emergente)
Julio Daio Borges

+ de 4800 Acessos




Digestivo nº 496 >>> A Bloomberg BusinessWeek definiu como "possivelmente" uma das maiores derrocadas de uma empresa, e de uma pessoa, na História. Steve Jobs, uma vez, declarou que foi o único ser humano que queimou 250 milhões de dólares em doze meses. Eike Batista queimou 30 bilhões (talvez num prazo um pouco mais distendido). Já Naji Nahas, que volta e meia é lembrado por ter "quebrado" a bolsa, deu um prejuízo de 13... milhões. Delfim Netto, para quem nada era problema na economia do Brasil, definiu Nahas como "um operador muito avançado para sua época". Diria o mesmo de Eike Batista (cria de um governo que ele, Delfim, tanto apoiou)? O fato é que, sob qualquer ponto de vista, a desintegração do império "X", e recuperação judicial da OGX, são um fracasso histórico e retumbante ― para Eike Batista, para a bolsa e para o Brasil. Para Eike, porque será, praticamente, "jurado de morte" por muitos a quem deu prejuízo, no mundo. Para a bolsa, porque todas as campanhas pela entrada do "pequeno investidor", pessoa física, caíram por terra, diante de falhas inescapáveis do órgão regulador. E, para o Brasil, porque Eike é parceiro do governo da "contabilidade criativa", dos anúncios e das expectativas sem resultados que correspondam, do "capitalismo de estado", que elegeu "campeões" (alguns derrotados, como a "Oi"), e que interferiu nas regras do jogo ― setor elétrico, Petrobrás ― em nome do marketing político (Eleições 2014). Se a farra dos emergentes acabou, a farra do Brasil acabou antes. Agora é o momento de tentar entender como Eike Batista enganou tanta gente por tanto tempo. A imprensa, por exemplo. Eike era o homem do press release, do chamado "fato relevante". Por que foi tão pouco contestado? Por que teve tão poucos críticos? Um jornalismo menos decadente ― no mundo ― teria sentido o cheiro do fracasso antes da crise? Hoje parece óbvio que vivemos a nossa bolha. A "moda" dos emergentes foi o nosso subprime. E o conglomerado "X" foi o nosso Lehman Brothers. Qual será o impacto dessa quebradeira nas eleições presidenciais? Será o mesmo que se fez sentir nos Estados Unidos (que elegeu um candidato de oposição)? Os Estados Unidos demoraram 5 anos para se recuperar, parcialmente. Quanto tempo demorará o Brasil? A Europa nos lembra, diariamente, que a recuperação pode demorar bastante. Na Espanha, por exemplo, ela vai acontecer? Da Grécia, todo mundo já se esqueceu... O euro continua ameaçado? E o real (pela inflação)? Falamos da crise de representatividade na Itália... E no Brasil, com os protestos de junho, a violência de black blocs e a intimidação de "rolezinhos"? A oposição não tem candidato, nem projeto, muito bem definidos ― mas o governo tem? Um projeto que fracassou? (De novo?) Ou um outro candidato ― redivivo ― que chamou a crise de 2008 de "marolinha"? Qual o projeto dele? O da redução do IPI, dos estímulos à indústria, que funcionou em 2009, mas que parou de funcionar? Tivemos sorte nos anos 2000. Agora, o Brasil está desgovernado e a nossa "sorte" foi embora (junto com os investimentos externos). Por que em 2014 vai ser melhor? Por que será embalado pelo dinheiro da Copa e das eleições? Mesmo que seja verdade, e depois? Qual é o nosso plano para 2015? Alguém sabe? Tem alguém que não esteja pensando em 2014? Eike Batista foi só a ponta do iceberg. O sonho acabou. Qual é o próximo sonho? Para desgosto dos milhares de investidores que perderam dinheiro (mais de 99% do valor só na OGX), devemos esquecer Eike Batista. Talvez ele volte, como até Collor de Mello voltou. Primeiro como uma curiosidade. Depois, como uma afronta. Por último, como uma figura do folclore nacional. Vamos nos lembrar desta época como aquela fase em que o Brasil acreditou que poderia resolver 500 anos de subdesenvolvimento em um mandato ou dois. "Subdesenvolvimento não se improvisa", declarava o sociológo da Garota de Ipanema, "é obra de séculos". Desenvolvimento, também, é: obra de séculos.
>>> How Brazil's Richest Man Lost $34.5 Billio
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Poco più animato (Além do Mais)
02. Beauty does that to me (Cinema)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FELICIDADE DA LUCRO
MÁRCIO FERNANDES
PORTFOLIO - PENGUIN
(2015)
R$ 34,90



DIÁRIO DO BRASIL
FLÁVIO RANGEL
PAZ E TERRA
(1982)
R$ 8,38



O FILHO DO MISSISSIPI
PAULO DANTAS
CLUBE DO LIVRO
(1974)
R$ 5,00



PARA CONHECER AS RAÇAS HUMANAS COL. O MUNDO E SUAS MARAVILHAS,
J. H. LEONI
ABCHIETA
(1946)
R$ 16,75



LE PALAIS DES LARMES
MICHEL DE GRECE
LOISIRS
(1988)
R$ 10,00



DEBATES SINPRO GUARULHOS 1 - EDUCAÇÃO, TRABALHO E MOVIMENTOS SOCIAIS
VÁRIOS
SINPRO
(2012)
R$ 15,00



CINCO MINUTOS
JOSÉ ALENCAR
L&PM
(1997)
R$ 8,00



HISTÓRIA VIVA ANO II Nº 18 ABRIL 2005
ALFREDO NASTARI DIRETOR GERAL
DUETTO EDITORIAL
(2005)
R$ 7,00



GRANDES VIDAS, GRANDES OBRAS
EDITORA YPIRANGA
YPIRANGA
(1968)
R$ 11,99



HISTÓRIAS DE SHAKESPEARE: VOLUME 2
CHARLES LAMB E MARY LAMB
ATICA
(2003)
R$ 9,00





busca | avançada
59670 visitas/dia
1,8 milhão/mês